Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
PUBLICIDADE
Rebate
Donizete Arruda
52 municípios do Ceará sem recursos

O Governo Federal anunciou que 1899 prefeituras brasileiras, sendo 52 no Ceará, possuem regimes próprios de previdência.   Dessas prefeituras cearenses, apenas 14 cumpriram a exigência constitucional imposta pela nova regra da Reforma da Previdência. As demais ficarão sem receber recursos federais, se até o dia 30 de setembro não modificarem suas normas para atualizarem as alíquotas de contribuição de seus servidores, aposentados e pensionistas da previdência, de 12 para 14% de seus vencimentos. Essas 52 prefeituras ameaçadas tem previdência própria. E precisam mudar a lei, sob pena de serem punidas pela União. Entre as prefeituras que precisam adotar essa mudança no Cariri, estão Juazeiro do Norte, Crato, Santana do Cariri e Caririaçu. Quem já fez o dever de casa e mudou a norma, foi Araripe, Milagres e Nova Olinda. A inclusão dos dois maiores municípios na relação das prefeituras que precisam alterar sua legislação  surpreende.


Tensão grande na política de Juazeiro


O ambiente político esquentou, faltando 99 dias para as eleições em Juazeiro do Norte. O presidente da Câmara Municipal, vereador Darlan Lobo, e seu colega de parlamento, Glêdson Bezerra, ganharam as redes sociais com trocas de acusações nos últimos dias. Esse episódio retrata como será a sucessão do prefeito Arnon Bezerra: quente. O confronto entre Darlan e Glêdson prenuncia como serão tensos os dias de campanha eleitoral no Cariri. E afinal, quem tem razão no duelo deles? As urnas de novembro responderão.
MDB tenciona por vice de Argemiro


O MDB de Barbalha voltou a fazer pressão para ocupar a cadeira de vice na chapa do prefeito Argemiro Sampaio, do PSDB. Argemiro já anunciou a manutenção do nome do vice-prefeito e ex-vereador Hernandes Garcia, do PROS. O MDB estaria conversando com a base do governador Camilo Santana para um possível apoio ao candidato do PDT, Guilherme Saraiva. Camilo estaria recorrendo ao próprio Eunício Oliveira para articular essa aliança. A informação fortaleceu as lideranças locais, como o vereador Rildo Teles, para pressionar Argemiro. Um anúncio de um nome do partido na vice poderia manter o MDB na base do prefeito. Inicialmente, Argemiro disse não, mas não se sabe até quando vai suportar a pressão.
 
Camilo sonha vencer em Barbalha

 
O resultado das últimas pesquisas internas sobre a disputa eleitoral em Barbalha, definitivamente, não agradou ao governador Camilo Santana. Além de articular uma aliança entre MDB, PDT e PT, Camilo marcou conversa, nessa semana, com outro pré-candidato a prefeito, o advogado Expedito Júnior, do Cidadania. Camilo quer que Expedito anuncie apoio ao candidato da base governista e participe da construção de um possível governo municipal. Independente da pequena votação na eleição passada, Expedido pode vir a decidir o pleito desse ano em Barbalha, se as eleições forem acirradas . A corrida pela Prefeitura se apresenta muito difícil, aos moldes da eleição passada, quando a diferença não chegou a 200 votos. Expedito teve 550 votos.

 
Bender confia em articulação de Lupi

O empresário e pré-candidato de Juazeiro do Norte pelo PDT, Gilmar Bender, espera por uma articulação do seu partido para voltar ao páreo. Bender tem permanecido mais no Rio Grande do Sul. De lá, tem mantido contatos constantes com o deputado federal André Figueiredo e com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Os dois garantem que Bender tem uma chance de se viabilizar para a disputa deste ano. Bender continua sendo criticado pelos poucos nomes que permaneceram no partido. A situação das vereadoras Rita Monteiro e Aninha Teles está indefinida. O PDT não tem feito reuniões, publicado avisos ou desenvolvido qualquer articulação local. Na cidade, a informação é que Bender tem se oferecido para ser vice na chapa do vereador Glêdson Bezerra. Os Ferreira Gomes vetam esse acordo.

 
Oposição do Crato busca se unir

O grupo liderado pelo ex-prefeito Samuel Araripe está de volta ao páreo eleitoral, mesmo com a distância de Samuel, o que colocou o grupo em choque. Uma negociação colocou de frente outros pré-candidatos como o vereador Bebeto Anastácio, o ex-prefeito Zé Adega, o professor Érico Felício e o ex-vice-prefeito Raimundo Filho. Foi o primeiro encontro, longe de definir quem serão os nomes para compor a chapa. Para o médico e pré-candidato Aloísio Brasil, o desafio é convencer Zé Adega, único que não estava no grupo de apoio a Samuel nas últimas eleições e não sabe como funciona a dinâmica do grupo. Samuel quer Aloísio na cabeça da chapa. O favorito para a vice é o vereador Bebeto. No momento, Zé Adega não abre mão de sua candidatura.

 
André Figueiredo não defende CPI

O deputado federal André Figueiredo, líder da Minoria na Câmara dos Deputados, se manifestou contrário a instalação agora da CPI da Lava Jato. Também ressaltou não defender que esse assunto volte a ser debatido no Congresso Nacional. Essa CPI foi motivo de discussão no ano passado, segundo André. Decorrido um ano, as prioridades políticas do Brasil mudaram. Segundo André, “esta CPI foi protocolada em setembro do ano passado e o fato foi o vazamento das conversas entre o ex-ministro Sérgio Moro e o procurador da República Deltan Dallagnol, que evidenciavam encaminhamentos sendo tomados para além de questões da Justiça.” Prossegue André, em nota encaminhada à coluna: “Não existe nenhuma movimentação para criação de CPI em cima dos fatos apurados pela PGR. Pelo que sei, apenas o PT vem insistindo na criação de uma CPI atualmente. Os outros partidos de oposição tem outras prioridades.” E finaliza o deputado André Figueiredo: “não vemos nenhum espaço para instalação de uma CPI destes fatos relacionados à Lava-jato, até porque existem outras CPIs no momento que são mais importantes.”


Disse me disse...

 
Impressionante a força da Associação das Crianças Excepcionais de Nova Iguaçu – Aceni – dentro da prefeitura de Juazeiro do Norte.

Apesar de todos os indícios de sua vinculação com milicianos do Rio de Janeiro, a Aceni deve mesmo assumir a administração da UPA de Limoeiro e do Hospital São Lucas.

O presidente da Câmara de Juazeiro do Norte, Darlan Lobo, reconheceu, na sessão do dia 4, o erro em manter o prédio da nova Câmara fechada.

Darlan demonstrou humildade ao parabenizar a vereadora Rita Monteiro por ter cobrado a abertura. As críticas o fizeram pensar melhor.
 
Rita elogiou a postura Darlan, agradeceu pelo reconhecimento e, também, lembrou o mérito de Glêdson Bezerra, como idealizador do projeto.
 
No Crato, o pré-candidato Zé Adega, recebeu duros golpes na disputa contra o prefeito Zé Ailton. O primeiro veio do Ministério Público.
 
O promotor Cleyton Bantim reconheceu que Zé Adega usa sua rádio, a Princesa FM, para perseguir Zé Ailton. O MP quer condenação.
 
O segundo veio do deputado Fernando Santana. Depois de uma visita a Rádio Princesa e uma conversa com Zé Adega, declarou apoio a Zé Ailton.

Zé Adega publicou a foto do encontro falando que estava à espera do governador Camilo na oposição. Teve a resposta imediata.

 
Ministério Público Federal e Polícia Federal intensificam investigações sobre as vendas de livros da Didáticos Editoras para as prefeituras de Juazeiro do Norte e Araripe.

Prefeito de Araripe, Geovani Guedes tem desafiado a PF e o MPF a fazer uma operação no Município.


Sustenta não temer nada e que a compra dos livros que efetuou ocorreu dentro da lei, por isso até torce para que essa operação ocorra em sua Prefeitura.

Desculpe a ignorância, quem é o padrinho da Aceni na prefeitura de Juazeiro do Norte?

Facções longe da política do Cariri

Um levantamento sobre a presença das facções na política do Ceará mostra que é no Cariri onde o tradicionalismo da atividade impediu o crescimento dessa gente que se impõe pela força do dinheiro. O Cariri é a região onde não há muitos nomes ligados diretamente às organizações criminosas com forte atuação no Brasil e até no exterior. Essas facções tem forte influência eleitoral em outras regiões do Estado. Tanto que anunciam a intenção de eleger até 50 prefeitos no Ceará. Esse abuso do poder econômico será denunciado hoje, em reunião com o procurador geral da República, Augusto Aras, em Brasília, por seis deputados federais e um senador cearense. Também irão nesta terça (04), ao presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, denunciar a falta de liberdade nas eleições municipais.
Camilo e FGs com 2020 no caminho


O governador Camilo Santana cuida de conter a pandemia da covid - Ceará em queda há varias semanas - e na política se dedica a fazer o desenho eleitoral de sua candidatura ao Senado em 2022. A questão é como se sairá das urnas deste ano. Camilo tem a seu lado o PSB, que segue no Estado a sua orientação. Entretanto, hoje é descartada a saída do governador do PT. Suas relações com os caciques petistas cearenses nunca estiveram tão próximas. A deputada Luizianne Lins é, inclusive, sua aliada. Uma vitória dela na prefeitura de Fortaleza não dificulta sua vida eleitoral. Cria problemas políticos com o PDT e os FGs. Nesse cenário confuso, Camilo precisa sair forte do Cariri. Diante disso, sua prioridade é eleger os prefeitos de Barbalha e do Crato. Em Juazeiro, o governador não queria apoiar à reeleição de Arnon Bezerra. Foi convencido. Não é empolgado com ela, no entanto, não irá atrapalhar. Nada de um confronto direto com o senador Cid Gomes, interessado maior em dar um novo mandato de quatro anos a Arnon.

Ana Paula busca  frente de esquerda


A ex-deputada estadual Ana Paula Cruz parece disposta a derrotar o prefeito Arnon Bezerra a qualquer custo. O ódio tem sido a marca dessa antiga relação de amizade. Depois de negociar com todos os pré-candidatos a prefeito da direita de Juazeiro do Norte, sem sucesso, Ana Paula mudou de posição: tenta articular uma frente de esquerda. A ex-deputada quer fazer uma aliança improvável entre o PSB, seu partido, o PT de Manoel Santana, o PCdoB de Aurélio Matias e o PSOL de Demontieux Fernandes. Será mais uma tentativa frustrada. A informação é que o PSOL, sequer, senta com a ex-deputada para falar de aliança. Outro problema: alas de PT e PCdoB descartam a possibilidade, ameaçando um racha partidário. O último esforço de Ana Paula foi com os petistas Manoel Santana e Gabriel Santana. Os dois ouviram, enalteceram a ex-deputada, mas não fecharam qualquer posição.


PSOL e PCdoB conversam sobre acordo


Depois que o PCdoB se descolou do PT e resolveu lançar o nome do professor e ex-secretário Aurélio Matias, acabou abrindo outras possibilidades eleitorais para este ano. Aurélio e Demontieux Fernandes, do PSOL, estão conversando e podem formar uma aliança. Apesar de terem sentado com Ana Paula e Manoel Santana, Aurélio e Demontieux garantem que a conversa girou apenas em torno de estratégias para barrar o avanço da extrema direita em Juazeiro do Norte. Sobre a união histórica que tem com o PT, Aurélio avalia que chegou a hora do PCdoB exercer mais protagonismo eleitoral. O partido sempre esteve à sombra dos petistas e, agora, tenta dar um grito de liberdade com a candidatura de Flávio Dino, governador do Maranhão, à presidência da República em 2022. Por isso, o PCdoB busca ser um fato novo no Ceará em 2020 e, segundo Aurélio, Juazeiro é a grande prioridade.

PSDB começa a sonhar no Crajubar


O bom desempenho do prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio, único do PSDB na região, está inspirando outras pré-candidaturas no Crajubar. Entre as motivações para as pré-candidaturas está a desarticulação das oposições no Crato e em Juazeiro do Norte. O deputado Nelinho Freitas, em Juazeiro, enxerga a lacuna e tenta se firmar como liderança local. Enfrenta fortes resistências na população. Sua referência familiar na política é seu pai Raimundinho, ex-prefeito de Russas. Nelinho tem rebatido essas críticas indagando onde nasceram os últimos prefeitos de Juazeiro. No Crato, quem começou a discutir sua pré-candidatura foi o ex-vice-prefeito, Raimundo Filho. Na verdade, quer receber um convite para compor novamente uma chapa como vice. Ocupou essa posição com os ex-prefeitos Samuel Araripe e Ronaldo Mattos. O deputado Roberto Pessoa agenda visita ao Cariri para fortalecer o PSDB na região.

André Figueiredo quer acabar Lava Jato


É inacreditável o papel que o deputado federal André Figueiredo estar desempenhando no Congresso Brasileiro. Não se sabe a razão de seu comportamento. Contudo, André assumiu a tarefa de liderar um movimento bem sucedido até agora, pois conseguiu as assinaturas necessárias para instalar a CPI da Lava Jato, que objetiva enterrar essas investigações de combate à corrupção no Brasil. Outra meta dessa comissão, que deve ser implantada nesse segundo semestre na Câmara dos Deputados, é conseguir – quem sabe - prender o ex-juiz Sérgio Moro e os membros das forças tarefas do Ministério Público Federal, que recuperaram bilhões desviados pelo PT e PSDB. Esse comportamento do deputado André Figueiredo desagrada a Ciro Gomes, que não deseja ter sua imagem ligada a negação da luta contra a corrupção no País. Seria interessante André Figueiredo explicar porque tem tanto ódio da Lava Jato. Afinal, é filiado ao PDT. E nunca foi denunciado em nenhum escândalo.


Polícia Federal mantém olhar vigilante


O Governo de Juazeiro do Norte devia se adiantar e deflagrar uma operação de transparência para evitar novas operações que estão para ser deflagradas pela Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal, em Juazeiro do Norte. Na atual gestão aconteceram três operações. Todas geram desgaste emocional na administração e crise política. Desse modo, o prefeito Arnon Bezerra bem que poderia agendar um encontro com a direção estadual da Controladoria Geral da União (CGU), em Fortaleza, e se antecipar. Requerer todos os questionamentos que a CGU tem do comportamento adotado pela gestão. Outra medida produtiva seria realizar uma nova licitação – ou convocar o segundo colocado, se houver respaldo jurídico para essa decisão - para a escolha de um administrador para a UPA de Limoeiro e do Hospital São Lucas. Insistir com a assinatura do contrato da Associação das Crianças Excepcionais de Nova Iguaçu – Aceni, entidade do Rio de Janeiro, pode se confirmar logo aí um equívoco.
Disse me disse...



Em Juazeiro, tem muita gente estranhado o silêncio do pré-candidato Gilmar Bender. Na última aparição, garantiu que será candidato.

Bender perdeu apoios e dependeria da impossibilidade do prefeito Arnon Bezerra em disputar. Mesmo os mais próximos não acreditam mais.

Quem tem ficado distante das polêmicas é o vice-prefeito Giovanni Sampaio. Pessoas próximas garantem que está repensando a estratégia.

Giovanni detonou o prefeito Arnon Bezerra e, ao que parece, não ficou satisfeito com os resultados de sua movimentação. Teria sido aconselhado a mudar. Está pensando.

No Crato, o promotor aposentado Leitão Moura continua sendo tensionado sobre as eleições deste ano. Voltou a ressaltar sua liberdade política. Dr. Leitão se diz independente de Governo.

O Governo do Estado anunciou concessão para a gestão da Expocrato. Até o ano passado, a concessão estava nas mãos da Associação dos Criadores.

Há quem avalie que esta é a motivação para a volta de Dr. Leitão à discussão política. Estaria insatisfeito com o anúncio para nova concessão.


Candidato Zé Adega todo confiante com pesquisas eleitorais que diz ter recebido, apontando que a corrida eleitoral no Crato estar longe de estar resolvida.


Prefeito Arnon Bezerra, mesmo com todas as críticas presentes nas redes sociais a influencer digital Karol Matos, investigada por estimular fake news, confia nela.


Postou foto sua e de Karol dentro de um carro. Foi a resposta do prefeito Arnon aos nomes da oposição que atacam a sua aliada.


Desculpe a ignorância, a Associação das Crianças Excepcionais de Nova Iguaçu - Aceni – vai ganhar mesmo os contratos para administrar a UPA de Limoeiro e do Hospital São Lucas, em Juazeiro do Norte?

Camilo, Cid e Roberto Cláudio colidem

A sucessão de 2022 está aberta. O governador Camilo Santana apostou suas fichas em Fortaleza, na candidatura do seu ex-secretário Nelson Martins. Queria que o PDT o apoiasse. Ouviu um sonoro não. Desse modo, Camilo liberou o PT a lançar a candidatura da deputada federal Luizianne Lins à sucessão do prefeito Roberto Cláudio. Essa decisão desagradou tanto ao senador Cid Gomes quanto a seu irmão Ciro Gomes e RC. O trio ficou insatisfeito por Camilo não enquadrar o PT da Capital. Camilo silenciou, mas promete apoiar o candidato do PDT. Há cinco pretendentes a vaga. Quem for o escolhido terá o apoio de Camilo. Só que esse apoio é limitado. Como Luizianne é candidata, Camilo estará impedido de tirar fotos, gravar participações em programas de rádio e tevê, e também de ir a eventos da campanha do pedetista. O governador também não irá a nenhuma programação da candidatura de Luizianne. Na prática, ficará neutro em Fortaleza.

Quem ganhar fica forte para 2022

Camilo sabe que precisa estar fortalecido para seu projeto eleitoral de 2022: ser candidato ao Senado. Assim, quer eleger os prefeitos do Crato e Barbalha, e não ficaria triste se o PT emplacasse Gabriel Santana em Juazeiro. Esse desejo é oculto, porém prova que a possibilidade do Governador deixar o PT hoje é nula. Camilo trabalha em duas frentes: continua aliado do PT e constrói o PSB, que é um partido de seus amigos. Nessa conjunção partidária, Camilo espera o momento certo para impedir que suas pretensões sejam barradas. Aí entra quem eleger o prefeito de Fortaleza. Se Camilo ganhar, estará muito forte para ser senador e influenciar na escolha de seu sucessor. Se não tiver protagonismo na eleição da Capital e Arnon Bezerra e Argemiro Sampaio forem reeleitos em Juazeiro e Barbalha, Camilo terá que negociar muito para ficar até o final do mandato e não concorrer ao Senado daqui a dois anos. A sorte do Governador depende das urnas desse ano.

Nacional pacifica PT de Juazeiro

 O Diretório Nacional do PT acabou intervindo em Juazeiro do Norte para  unificar o partido, privilegiando as forças em torno da candidatura do advogado Gabriel Santana, filho do ex-prefeito Manoel Santana. Prevaleceu o prestígio da ala majoritária petista, liderada por Dr. Santana e José Guimarães. Mas o pensamento de unir as diversas alas acabou não saindo como o planejado. Depois do resultado, houve um rompimento branco de filiados e membros da direção municipal que ameaçam abandonar a militância. O administrador de empresas Laurivan Cruz garante que chegou a ser intimidado por membros do Diretório Estadual. Ele foi o responsável por encaminhar essa polêmica ao comando Nacional. A intervenção aconteceu com base em resolução recente do PT, que autoriza a Direção Nacional intervir em municípios com mais de 100 mil eleitores para evitar a disputa interna. Ou seja, o maior orgulho petista, a democracia interna, não existe mais.

 Fernando Santana joga balde de água fria

 O lançamento da pré-candidatura de Gabriel Santana aconteceu no dia 25 e contou com a presença de autoridades do partido. Participaram da live o deputado estadual Fernando Santana, o deputado federal José Guimarães, o secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, De Assis Diniz, o presidente estadual da sigla, Antônio Filho (Conin), além do presidente municipal Ricardo Lima e o ex-prefeito Manoel Santana. Apesar da presença, o deputado Fernando Santana deixou claro o clima que cerca a pré-candidatura. Fernando enalteceu a iniciativa, mas não declarou apoio a Gabriel. Em postagem nas redes sociais, Fernando disse que está aberto a dialogar com todos os partidos que compõem a base do Governo Camilo. Afirmou, também, que a decisão não está tomada. Fernando faz o discurso do governador Camilo Santana, que declarou apoio à reeleição do prefeito Arnon Bezerra.

 Fernando confirma vontade de Camilo

 Fernando Santana (PT) confirmou em uma live, na noite do dia 22, os nomes do pedetista Guilherme Saraiva e do petista Vevé Siqueira para a chapa oposicionista em Barbalha. Camilo conseguiu o que queria: tirar da linha de frente os político tradicionais do PT na cidade. Zé Leite, Magno Coelho e outros petistas perderam a disputa. Camilo venceu porque convenceu José Guimarães da importância de colocar o PDT na cabeça, em Barbalha, para manter o PT à frente da Prefeitura do Crato, com Zé Ailton. Além de PT e PDT, confirmaram presença na aliança o PSB e o PCdoB. O evento superou as sete mil visualizações e marcou o fim da última disputa interna da base governista no Crajubar. Juazeiro é considerado um caso à parte, com encaminhamento sem solução definida.

Zé Adega e Aloísio Brasil escolhem vices

A proximidade das eleições municipais está obrigando os pré-candidatos a prefeito montarem suas equipes. No Crato, o ex-prefeito Zé Adega e o empresário Aloísio Brasil, ambos de oposição, preparam os anúncios das suas chapas. Zé Adega escolheu o advogado Erlânio Rodrigues e Aloísio vai com o vereador Bebeto Anastácio. Na chapa de Zé Adega, o nome do vice soma muito pouco, pois Erlânio não é um nome conhecido do grande público. Já com Aloísio, a situação é bem diferente. Bebeto tem um bom capital eleitoral e vai para a chapa abrindo mão de uma pré-candidatura a prefeito. Para tentar manter a cadeira na Câmara, Bebeto deve lançar sua mulher, Josilene Dourado, conhecida como Josy. Na base do prefeito Zé Ailton, a divisão da oposição é comemorada.

PF de olho aberto em licitação na Aceni

Primeiro foi o Ministério Público do Ceará que solicitou todos os documentos da licitação para a contratação de uma organização social para administrar a UPA do bairro Limoeiro e o Hospital São Lucas. A Comissão de Licitação de Juazeiro do Norte prova que tem coragem para desafiar o Ministério Público Federal e Estadual, além da Polícia Federal que investiga esse processo licitatório com muita atenção. Indiferente a essas investigações, a Licitação deu ganho de causa, mesmo com todas as evidências que cercam a entidade, a Associação das Crianças Excepcionais de Nova Iguaçu- Aceni, com sede no Rio de Janeiro. Falta apenas publicar o resultado e esperar mais uma operação da PF, a terceira do mês de julho em Juazeiro do Norte, em um novo escândalo de corrupção. Não é à toa, a escolha da Aceni irá ser contestada judicialmente: há  denúncias de irregularidades em sua documentação e suspeitas de vínculos até com milicianos cariocas. Fraudes em sua papelada são mais fáceis de comprovar. Sociedade com milícia só a PF pode se manifestar e afirmar veracidade nisso. Contudo, o melhor que o prefeito Arnon Bezerra deveria fazer era anular essa licitação ou convocar a segunda colocada. Se insistir com a Aceni terá dor de cabeça.

Disse me disse...

 O promotor aposentado Leitão Moura foi colocado à dúvida sobre a oportunidade que teve de assumir como deputado estadual e abriu mão.

 Dr. Leitão abriu para Tadeu Oliveira, que assumiu na vaga de Júlio Cesar Filho. Júlio foi cuidar da sua pré-candidatura em Maracanaú.

 Dr. Leitão respondeu às críticas com a clássica segurança: acusou problemas pessoais e pediu que o respeitassem. Foi firme.

 Em Juazeiro, os pré-candidatos Ana Paula Cruz, Glêdson Bezerra e Giovanni Sampaio cobram uma atitude da Polícia Federal.

 Os três e mais a assessora de Arnon, Elizangela Santos, foram vítimas de fake news. A PF de Juazeiro investiga outros casos parecidos sem resposta.

O alvo de todas as acusações é uma servidora municipal de Juazeiro, Karol Matos. Suas ações estão sendo apuradas e seu caso deve ser levado até a CPI das Fake News no Congresso Nacional.

 Em Barbalha, o vereador Vevé Siqueira, vice na chapa de Guilherme, foi proibido pelo grupo de lançar candidato a vereador da família.

 Vevé queria lançar o irmão Everardo ou o pai, o ex-vereador Antônio. A família diz que vai se dedicar a disputa majoritária, por isso, não terá nome à Câmara.  

Impressionante a postura imperial do vereador Glêdson Bezerra na disputa pela prefeitura de Juazeiro do Norte.

Nem foi eleito e se comporta como estivesse montando o seu secretariado. Não conversa com os políticos, não ouve, não escuta e se acha dono do povo juazeirense.

Recado das urnas para esses poderosos de véspera eleitoral: primeiro vença as eleições, vereador Glêdson Bezerra, depois humilhe o povo e faça os caprichos dos seus puxa-sacos, especialmente sua família.

Desculpe a ignorância, até quando a chefe dos fake news de Juazeiro do Norte, Karol Matos, continuará fomentando o ódio nas redes sociais?

Camilo e FGs começam a discutir 2022

As negociações entre o governador Camilo Santana e os irmãos Ciro e Cid Gomes estão avançadas sobre a sucessão em Fortaleza. Inicialmente, o PT deu aval a Camilo para convencer o PDT e, caso isso ocorra, a deputada federal Luizianne Lins desiste de sua candidatura para o lançamento do nome do ex-secretário Nelson Martins. Essa possibilidade esbarra na decisão do PDT ter candidatura própria. Desse modo, o PT irá mesmo de Luizianne Lins e o PDT lançou cinco pré-candidatos: deputado federal Idilvan Alencar, presidente da Assembleia, José Sarto, deputado Salmito Filho, e os ex-secretários municipais Ferrucio Feitosa e Samuel Dias. Dos cinco, são favoritos Sarto e Idilvan. Samuel seria indicado se prevalecesse a vontade do prefeito Roberto Cláudio. Porém, ele é vetado por Ciro Gomes.

Sarto possui maiores chances de emplacar


Na reunião fechada do núcleo duro – Camilo, Ciro e Cid Gomes – sobre as eleições municipais e já sobre o futuro da corrida eleitoral do Abolição, daqui a dois anos, o entendimento evoluiu bastante. Camilo vetou a candidatura de Samuel Dias, pois não engoliu a traição do prefeito Roberto Cláudio à reeleição do senador Eunício Oliveira. RC cumpriu ordens de Ciro. No entanto, Camilo o responsabilizou e descartou seu candidato. Nesse ponto, Camilo e Ciro se entenderam, pois Ciro também não quer Samuel. Ciro ainda descartou a opção de Salmito Filho, porque o desobedeceu e votou em Eunício, a pedido de Camilo. Ferrúcio não tem padrinhos. Assim, sobraram Idilvan e José Sarto. Idilvan é apadrinhado pelo senador Cid Gomes. Camilo prefere a alternativa Sarto. Por isso, o presidente da Assembleia é o mais cotado para ser o candidato do PDT à sucessão de Roberto Cláudio. A definição só acontecerá às vésperas da convenção municipal, no final de agosto.

Camilo cobra dos FGs participação eleitoral

O acordo que está sendo costurado entre o governador Camilo e os irmãos Ciro e Cid Gomes tem o seguinte teor: José Sarto é o candidato a prefeito de Fortaleza. Roberto Cláudio indica o vice. Com a renúncia de Sarto da presidência da Assembleia, o cargo irá para o governador. Assim, o deputado estadual Fernando Santana assumirá interinamente a presidência até fevereiro, quando poderá concorrer à reeleição até dezembro de 2022. E a sucessão estadual? Camilo pretende deixar o Abolição em abril de 2022. A novidade: a vice-governadora Izolda Cela sairá junto para disputar um mandato de deputado federal. E o Governador tampão seria escolhido conjuntamente entre Camilo e Cid Gomes. Há chances de ser o próprio deputado Fernando Santana, que comandaria as eleições, com Camilo disputando a vaga de senador e o prefeito de Sobral, Ivo Gomes, sendo o candidato ao Governo do Ceará numa nova aliança entre PDT e PT. A vaga de vice-governador seria de Roberto Cláudio.


Falta combinar tudo isso com o eleitor


Para não atrapalhar o projeto eleitoral do governador Camilo e dos FGs, há um empecilho a ser superado: derrotar a liderança do deputado federal Capitão Wagner, em Fortaleza, e impedir que o segundo turno seja ele contra a deputada federal Luizianne Lins. Hoje, é o cenário que as pesquisas apontam. Caso se confirme a candidatura de José Sarto, o presidente da Assembleia terá que se esforçar muito nessa campanha diferenciada para ultrapassar Luizianne, chegar ao segundo turno e, nessa situação, aposta que se torna invencível pela alta rejeição do presidente Jair Bolsonaro, que apoia a candidatura do Capitão Wagner. A estratégia está tão clara que Luizianne tem usado as redes sociais para polarizar com Capitão Wagner, dizendo que é a candidata do Lula versus a candidata do Bolsonaro, num esforço para barrar o crescimento do nome de Sarto.


Fake News contra políticos de Juazeiro

 
Um festival de fake news contra os ex-deputados Giovanni Sampaio e Ana Paula Cruz, e o vereador Glêdson Bezerra ganharam as redes sociais no fim de semana. As postagens reacenderam fatos antigos, como uso da máquina na eleição e rachadinha por Glêdson. O jogo foi sujo. Abusaram de acusações sobre posições ideológicas e denúncias sem consistência contra o filho de Giovanni, além do uso de um “laranja” no movimento estudantil MCJ por Ana Paula. Contra Ana Paula, as postagens relembraram, ainda, a história política do pai, o ex-prefeito Carlos Cruz, que teria inaugurado as operações da Polícia Federal na Prefeitura de Juazeiro. Relembraram até a prisão de Zé Eugênio, genro de Carlos Cruz. No mesmo padrão dos ataques políticos, uma postagem tentou denegrir a integridade da jornalista Elizangela Santos, acusando-a injustamente de acúmulo de cargo público. Elizangela comanda a assessoria de imprensa da prefeitura juazeirense e é concursada no Crato. Esse último fake tira as suspeitas de que os ataques tenham vindo de pessoas ligadas à administração Arnon Bezerra.

 
Ana Paula e Bender se unem contra Arnon

 
Ana Paula Cruz e o empresário Gilmar Bender iniciaram conversações sobre uma provável aliança na eleição deste ano. Ana Paula é mais uma liderança a conversar com Bender, que se sentou com Glêdson, Arnon e até algumas alas do PT. Ana Paula aposta em uma união com Bender para neutralizar o apoio governista de Camilo e Cid Gomes, ao prefeito Arnon Bezerra. Ana Paula esquece que está filiada ao PSB, controlado por Camilo Santana, e que lhe foi dada a liberdade para se credenciar na disputa, não para articular contra o Governo. Apesar das muitas discussões com aliados e oposicionistas ao governo Camilo, Bender ainda sonha com o apoio dos FGs e de Camilo na sua candidatura. Ele aposta na inelegibilidade de Arnon. Se não conseguir isso, desiste.
 
Guimarães faz ameaças em Barbalha

 
O anúncio dos nomes da base do governo em Barbalha está sob tensão. O deputado federal José Guimarães não aceita o resultado da articulação do governador Camilo Santana, em torno dos nomes de Guilherme Saraiva, do PDT, e do vereador Vevé Siqueira, do PT, para vice. Guimarães está alegando estar sendo pressionado por Lula para implodir essa aliança com o PDT. A ordem é diminuir os espaços dos pedetistas no Ceará. Lula rompeu com os FGs e avalia o Cariri como estratégico. Sabe que o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, é fiel a Camilo e pode ser orientado a se filiar ao PSB, partido ligado ao Governador. Barbalha seria a única cidade grande do Cariri, onde o PT teria chances de voltar ao Executivo. Se Guimarães insistir com essa proposta de bancar um candidato do PT em Barbalha, romperá com o Abolição e ficará falando sozinho no Ceará.


 
Disse me disse...


Vereador Glêdson Bezerra deu entrada na Polícia Federal com notitia criminis contra a servidora pública municipal de Juazeiro, Karoliny Matos Rodrigues Dantas.


Karol Dantas, como é conhecida, é acusada por Glêdson Bezerra de ser chefe de um gabinete do ódio em Juazeiro, na produção de fakes news contra sua pessoa. PF irá investigar.

 
Uma aliança entre MDB e PT para as eleições de 2022. Esse é o sonho do Eunício Oliveira para voltar ao Senado como candidato de oposição.

Problema é se Camilo disputar o mesmo cargo de senador pelo PT, em aliança com FGs. Aí, para Eunício restaria enfrentar Ivo no Governo.

 
O suplente de deputado estadual cratense Rafael Branco está otimista em assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa. Ele é o quarto suplente.
 
Rafael quer assumir na vaga do deputado Walter Cavalcante, que pediu licença para cuidar das candidaturas do MDB em Fortaleza.
 
O ex-prefeito Samuel Araripe foi condenado pela Justiça cratense, por improbidade. A sentença cabe recurso. Enquanto isso, Samuel fica inelegível.
 
Ainda no Crato, o Psol anunciou a pré-candidatura da professora da Urca, Zuleide Queiroz. Ela foi candidata a federal e teve cerca de cinco mil votos.

 
Desculpe a ignorância, a Polícia Federal dará um jeito de identificar os autores dessas fakes news que sujam a imagem da política de Juazeiro do Norte?

Camilo tem única chance de dominar PT

O governador Camilo Santana recebeu caciques do PT para uma reunião decisiva sobre o futuro das eleições de Fortaleza. A proposta apresentada a Camilo, com o aval do ex-presidente Lula e da deputada federal Luizianne Lins, pré-candidata escolhida pelo partido para concorrer à sucessão em Fortaleza, é a seguinte: o PT é o cabeça de chapa na Capital. O PDT indica a vaga de vice-prefeito. Nesse cenário, o candidato é o ex-secretário da Casa Civil, Nelson Martins, e Luizianne Lins desiste. Camilo teria seu nome ungido pelo PT. Como o PDT já anunciou que não abre mão de ter candidatura própria em Fortaleza, o PT avisou que a recíproca é verdadeira. E o impasse está na mesa de negociações da corrida eleitoral com reflexos diretos no Cariri e nos outros municípios de todo o Estado.


Proposta conciliatória do PT para Camilo

Ciente que o PDT não desistirá de lançar um nome à vaga do prefeito Roberto Cláudio, o PT, na conversa com o governador Camilo Santana, apresentou um plano alternativo. A sugestão é para agradá-lo e viabilizar seu candidato, o ex-secretário Nelson Martins. A idéia aprovada dentro do PT faz Luizianne Lins recuar de sua candidatura a prefeito. Os petistas lançam Nelson Martins e se aliariam com o MDB do ex-senador Eunício Oliveira, que indicaria o lugar de vice. Agora vem a exigência do PT: Camilo precisa assumir publicamente a candidatura de Nelson Martins, fazendo campanha e pedindo votos publicamente. Não precisa romper com os irmãos Ferreira Gomes. Apenas declarar, na propaganda eleitoral gratuita, que seu candidato é Nelson Martins, do PT. Também tem que assumir a coordenação da campanha de Nelson, deixando claro na disputa eleitoral o distanciamento com os FGs.

Camilo não está disposto a brigar com FGs


Luizianne Lins surpreendeu o governador Camilo ao conceder entrevista, na semana passada, admitindo renunciar sua candidatura, para unir o PT. Foi a senha que a proposta feita a Camilo é para ser levada a sério. Camilo entendeu o recado. A dúvida dele é se lançar a candidatura de Nelson Martins estará rompendo com os Ferreira Gomes e com o prefeito Roberto Cláudio. Esse rompimento será apenas nas eleições desse ano, ou o acirramento ameaça provocar um racha definitivo na relação de Camilo com os FGs. Ao participar, na sexta-feira (10), de uma live na revista Istoé, o Governador defendeu o diálogo entre PDT e PT para a escolha de um único nome para Fortaleza. Essa tese morreu. Camilo tem que escolher seu destino. Vai de Nelson Martins e rompe com o PDT e FGs, ou fica com os FGs e esquece o PT, que lançará a candidatura de oposição de Luizianne Lins.

Reflexo desse impasse por todo Estado

Com o adiamento das eleições para 15 de novembro, as definições eleitorais estão sendo adiadas. Em Juazeiro do Norte, o senador Cid Gomes comunicou ao prefeito Arnon Bezerra que tem compromisso com sua reeleição. Contudo, se a Justiça Eleitoral o impedir de concorrer, Cid não tende a apoiar o nome lançado por Arnon. Nesse caso, sua alternativa seria o lançamento de um candidato pelo PDT. Pode ser até mesmo o empresário Gilmar Bender. No PT, essa resistência do PDT em apoiar Nelson Martins na Capital tem gerado críticas internas com a escolha de nomes pedetistas em cidades importantes, como Barbalha. Há resistências a serem quebradas no PT, se Camilo resolver mesmo impor a opção de Guilherme Saraiva, candidato a prefeito em Barbalha do PDT, com o PT indicando a vice. Em outros municípios surgiram conflitos que estão sendo administrados no Abolição, com a colaboração do senador Cid Gomes e do deputado federal José Guimarães. Pelo que se percebe, hoje Camilo não rompe com os FGs e o PT descartará Nelson Martins.


Salve-se quem puder no PDT de Juazeiro

As vereadoras do PDT de Juazeiro, Rita Monteiro e Aninha Teles, devem permanecer na disputa eleitoral deste ano. Contrariadas com o esvaziamento do partido, ainda assim as parlamentares decidiram tentar salvar um dos mandatos. Na última sessão da Câmara, Rita assegurou que está no páreo e disparou um recado aos colegas que espalham as desistências: “quem trabalha não tem medo de concorrer com qualquer vereador”. As duas parlamentares foram surpreendidas, ao fim da janela partidária, com a desarticulação do PDT no maior município do Ceará. A perda de força do pré-candidato Gilmar Bender foi o motivo da evasão em massa, inviabilizando as duas vereadoras para a reeleição delas. Agora, as duas precisarão ficar entre as mais votadas para salvar, ao menos, um dos mandatos. Bender deve uma conta alta as duas parlamentares.
 
Camilo chama base para decidir Barbalha

 
O governador Camilo Santana não abre mão de indicar os nomes da base aliada em Barbalha. Até sexta-feira (17), Camilo deve se reunir com o ex-prefeito Zé Leite, o deputado federal José Guimarães, os pré-candidatos a prefeito, vereador Vevé Siqueira, do PT, e Guilherme Saraiva, do PDT. O deputado estadual Fernando Santana, também, estará no encontro e é o responsável para que todos sentem juntos na mesa. Após a decisão, Fernando deve anunciar o resultado da reunião no dia 18, sábado. Sondado pelo governador sobre a decisão do dia 4, no encontro municipal do partido, os petistas garantem que a decisão coloca o partido na chapa majoritária, não necessariamente indicando o candidato a prefeito. Camilo quer todos juntos para unificar os discursos para a eleição.
 
Argemiro governa de dentro de casa

 
O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio, está em isolamento social em consequência da contaminação da covid. Num rigoroso tratamento médico, o prefeito continua administrando o Município normalmente e fazendo suas articulações políticas. Por meio de reuniões remotas diárias, com secretários e apoiadores, o prefeito consegue manter o controle das ações administrativas e o andamento da sua pré-campanha a reeleição. Na linha de frente do grupo, o ex-prefeito Rommel Feijó reapareceu no cenário político e comanda o fortalecimento da escolha  dos pré-candidatos ao Legislativo. Argemiro terá o apoio da maioria dos suplentes de vereadores da eleição de 2016, que devem enfrentar novamente às urnas esse ano.

 Disse me disse...


 
O vereador cratense Bebeto Anastácio anunciou pré-candidatura à prefeito. No PTC, Bebeto aposta no enfraquecimento de Aloísio Brasil, do PROS.

 
Bebeto se coloca como centro e fala em fazer um trabalho até setembro, quando decidirá se vai mesmo enfrentar o prefeito Zé Ailton Brasil.

 
Ainda em Crato, PSL e PROS perdem força na disputa pelo Legislativo. Os partidos sofrem com desistências, o que deve enfraquecer as chapa.

 
O PSL está no comando de Artur Matos, filho do ex-prefeito Zé Adega; e o PROS está com Aloísio Brasil, pré-candidato a prefeito e líder da oposição.

 
Em Barbalha, circula áudio do presidente do PT, Dorivan Amaro, anunciando que a chapa governista será Guilherme Saraiva e Vevé Siqueira.
 
O recente afastamento de Guilherme da base governista, motivada por uma arresta com o secretário de Saúde, Dr. Cabeto, foi resolvida pelo governador Camilo.

 
No confronto interno do PT de Juazeiro, o advogado Gabriel Santana pede assinatura para um manifesto público pela sua pré-candidatura.
 
Esse movimento é encabeçado pelo ex-prefeito Manoel Santana. Tem recebido grande adesão dos petistas. A direção estadual está satisfeita. 

  
Desculpe a ignorância, quem acredita que o governador Camilo Santana romperá com os irmãos Ciro e Cid Gomes?
 

Quem leva a melhor dentro do PT

A disputa interna do PT de Juazeiro do Norte entrou na fase da queda de braço. E no confronto entre o presidente Ricardo Lima e o ex-prefeito Manoel Santana prevaleceu a força do ex-prefeito. No primeiro embate, Ricardo levou a melhor, ao indeferir, monocraticamente, o pedido para a suspensão do Encontro Municipal de Tática Eleitoral. Ricardo acabou vencido no Diretório Nacional que, a pedido de Dr. Santana, suspendeu o evento marcado para o domingo, dia 5. No encontro, os delegados deveriam definir candidaturas proporcionais e a tese da candidatura própria à Prefeitura. Nos bastidores, Dr. Santana aponta uma articulação avançada para levar o partido para a base do prefeito Arnon Bezerra. Mesmo  reconhecendo as boas conversas com Arnon, Dr. Santana avalia a decisão como prematura. E quer mais tempo para uma definição.

Força de Guimarães foi decisiva

 
Ao recorrer ao Diretório Nacional, última instância, para adiar o Encontro Municipal de Juazeiro, o ex-prefeito e ex-deputado Manoel Santana sabia que levaria a melhor. Dr. Santana faz parte do grupo do deputado José Guimarães, que hoje domina o Diretório Estadual e tem participação estratégica na estadual. A decisão final pelo adiamento foi da secretária geral do partido, Sônia Braga, indicada por Guimarães. Dr. Santana sabe que seus pleitos são vistos com mais atenção. Em junho, o ex-prefeito conseguiu filiar e lançar a pré-candidatura a prefeito do jovem Gabriel Santana, seu filho. Gabriel recebeu convite da direção estadual para lançar sua candidatura. Agora, Dr. Santana quer mais tempo para ver a aceitação interna e da população em relação a Gabriel.
 
PT implode acordo com PDT

 
Bem distante da vontade do governador Camilo Santana, o PT de Barbalha acabou surpreendendo ao mudar seu destino nas eleições. O Encontro Municipal petista definiu a candidatura própria, implodindo o acordo com o PDT de André Figueiredo. Apesar das palavras do presidente Dorivan Amaro, de que o partido irá conversar com os aliados, os pedetistas deixam claro que não abrem mão da cabeça da chapa. O principal nome do partido, o médico Guilherme Saraiva, já disse que não será candidato a vice de ninguém. A surpresa na decisão acabou forçando o deputado estadual Fernando Santana a colocar o seu nome à disposição do PT, para manter o ex-prefeito Zé Leite longe da corrida pela Prefeitura. Internamente, a análise é que a resolução não é definitiva. A solução é Camilo entrar em campo novamente.
 
 Zé Adega fica fora do páreo

 Apesar do grande esforço do ex-prefeito do Crato, Zé Adega, em se viabilizar para a eleição desse ano, sua situação é desconfortável na disputa pela Prefeitura. Zé Adega esqueceu de fortalecer o partido e levantou a desconfiança da direção estadual. Sem nomes para concorrer ao Legislativo, o vereador Lunga, nome forte do partido, transferiu seu título para a Juazeiro do Norte. Em reunião, na sexta-feira (3), a direção do partido avançou na decisão de trocar o nome de Zé Adega pelo do ex-prefeito Ronaldo Mattos. A esperança é que Ronaldo consiga reerguer o partido, ao atrair aliados e formar uma chapa ao Legislativo. Domingos Filho não abre mão de ter um nome forte na disputa e Zé Adega estaria com desempenho fraco nas sondagens. Informado da decisão, Ronaldo não disse ainda nem que sim, nem que não.

Tasso quer repetir passos de Eunício

Oficialmente, o senador Tasso Jereissati nega. Sustenta não querer disputar contra o presidente Davi Alcolumbre à presidência do Senado. Nos bastidores, Tasso teria bem adiantado e fechado um acordo com o senador Cid Gomes para assegurar o apoio do PDT a sua candidatura. O objetivo de Tasso é assumir o comando do Congresso Nacional, a partir de fevereiro de 2021, repetindo o mesmo caminho que Eunício Oliveira fez em 2016-2018, e na função concorreu à reeleição. Tasso acredita até que os irmãos Ciro e Cid Gomes o apoiarão para um novo mandato no Senado Federal. Aí, surge um problema: o governador Camilo Santana é também candidato a senador. Deve deixar o Governo em abril de 2022 e concorrerá contra Tasso. Acredita que Cid o apoiará. Ciro pode ficar com Tasso.

Camilo teme traição dos irmãos FGs

A grande dúvida nessa provável disputa entre Tasso e Camilo pelo Senado Federal é sobre o comportamento que os irmãos Ciro e Cid Gomes adotarão na campanha eleitoral. Porém, para que esse embate continue vivo até 2022, Tasso Jereissati precisa se viabilizar como presidente do Senado. Hoje, suas chances de suceder Davi Alcolumbre, que tenta permanecer no cargo por mais dois anos, não chegam a 20%. Há outros pretendentes para o confronto contra Davi. O mais forte é o senador mineiro Antonio Anastasia, do PSD, que é da base do presidente Jair Bolsonaro.  Num esforço de se aproximar do Planalto, Tasso concedeu entrevista ao UOL, na semana passada, condenando o impeachment do presidente Bolsonaro. A busca de Tasso é ser presidente do Senado e pressionar os FGs a fazerem Camilo desistir de concorrer contra ele.  Será difícil Tasso ganhar a presidência do Congresso, mas mais complicado será tirar Camilo do seu caminho, mesmo que Cid Gomes venha a pedir isso.

CPI das Facções investiga prefeituras


Recém-empossado deputado federal, Deusinho Filho (PRB) tenta, sabendo das dificuldades devido à pandemia do coronavírus, colher 171 assinaturas para a instalação da CPI das Facções e Milícias nas Prefeituras do Brasil. Somente no Ceará, são alvo de investigação da Polícia Federal 37 prefeituras, que mantêm contratos com o empresário Bebeto do Choró e sua irmã Cleidiane Queiroz. A empresa de Cleidiane faturou, entre 2019 e esse ano, quase R$ 16 milhões. O faturamento da empresa de Bebeto do Choró, que foi preso por seu carro ter participado de um comboio de transporte de drogas, do Pará para o Ceará, não é inferior a R$ 20 milhões nos últimos 10 anos. Bebeto do Choró nega qualquer vinculação ao tráfico de drogas ou com o crime organizado. Sua irmã também jura inocência. Esse crime, que transformou as prefeituras em lavanderias, hoje é comum em vários estados do Brasil. A CPI proposta por Deusinho não deve sair do papel. Entretanto, a PF está apurando todas as denúncias desse escândalo nacional.

Disse me disse...

 Governador Camilo ficou chateado com o vídeo e posts, em redes sociais, onde o deputado federal Pedro Bezerra agradeceu os respiradores ao presidente Bolsonaro.

Na intimidade, reclamou que ele trouxe muito mais respiradores e outros benefícios para Juazeiro, e não mereceu nenhum agradecimento de Pedro.

No PT cratense, tudo tranquilo. O Encontro de Tática Eleitoral referendou a reeleição do prefeito Zé Ailton Brasil.
 
Na decisão, prevaleceu a vontade do governador Camilo Santana e a boa articulação dos vereadores Amadeu de Freitas e Pedro Lobo.
 
O deputado federal Idilvan Alencar quer apostar nos parlamentos do Cariri. O deputado governista já tem nomes em Crato e Juazeiro do Norte.
 
A articulação inclui, também, a Prefeitura de Nova Olinda. A mobilização para eleger seus candidatos virá da educação. Só não pode é impor.

 O deputado estadual Nelinho Freitas deve entrar na segunda fase da sua pré-campanha. Depois de convencer o partido, agora vai articular aliados.

 As prioridades de Nelinho devem passar pelo ex-prefeito Raimundo Macedo, o empresário Gilmar Bender e a vereadora Jaqueline Gouveia. 

  Compromisso do senador Cid Gomes é com candidatura à reeleição do prefeito Arnon. Agora, se Arnon não conseguir registro, Cid não garante apoio ao candidato que vier a ser lançado pelo prefeito.

Vice-prefeito Giovani Sampaio continua sua cruzada a favor das negociações para um acordo que una as oposições do Juazeiro, mesmo que esse candidato seja o vereador Glêdson Bezerra.


Ex-deputada Ana Paula Cruz se manifestou contra, porque Glêdson não é da base de Camilo. Giovani retrucou: e o deputado Pedro Bezerra, que é da base do presidente Bolsonaro em Brasília.

Desculpe a ignorância, o destino do senador Tasso Jereissati será o mesmo do ex-senador Eunício Oliveira?

Bolsonaro não entendeu o Governador

A atitude do governador Camilo Santana, de não comparecer à festa de inauguração da transposição das águas do rio São Francisco, na sexta passada (26), em Juazeiro do Norte, Penaforte e Jati, mereceu um comentário simples e direto do presidente Jair Bolsonaro. Durante o percurso de Juazeiro a Jati, Bolsonaro ouviu comentários de aliados sobre o comportamento do governador cearense de não aparecer para prestigiar o evento. Surpreendentemente, Bolsonaro comentou em tom de humildade: “faltou educação, né. Vim na casa dele. Não houve mobilização para haver aglomeração e nem assim o Governador (Camilo) deu o ar da graça, ou sequer mandou um representante. Não mandou ninguém”. Esse comentário gerou críticas de outros presentes. Bolsonaro manteve o silêncio, porém é certo que ficou incomodado com a ausência de Camilo no aeroporto Orlando Bezerra, em Juazeiro, e nos dois atos seguintes de entrega da transposição, em Penaforte e Jati. Houve quem justificasse que Camilo teria faltado para não desagradar aos irmãos Ciro e Cid Gomes. Nem essa frase mereceu qualquer consideração do presidente.

Camilo usou coronavírus como desculpa

Em suas redes sociais, Camilo publicou um post onde escreveu: “Hoje é um dia importante para o nosso Ceará: o dia da chegada das águas do Rio São Francisco, uma obra de imensa relevância para nosso estado. Que foi concebida e tocada no Governo Lula, com o apoio do ex-ministro Ciro Gomes, e continuada pelos Governos Dilma, Temer e, agora, Jair Bolsonaro. Agradecemos a todos pela contribuição para o desenvolvimento dessa obra histórica para o Nordeste, cujo andamento acompanhei de perto nos últimos seis anos, e muito lutei para sua realização. Minha homenagem aos milhares de operários, engenheiros e colaboradores que dedicaram todo o seu esforço em dias incansáveis de trabalho. Só após superarmos este grave momento de pandemia, que já atingiu mais de cem mil irmãos e irmãs cearenses, deverei voltar ao local da transposição, para ver de perto as águas do São Francisco já no nosso Cinturão das Águas, por onde seguirão para garantir segurança hídrica para a população cearense”. Esse argumento do Governador não convenceu Bolsonaro. Ao contrário, o irritou ainda mais. Camilo fechou as portas do Planalto, sem necessidade aos interesses do Ceará.

Guilherme e Vevé ungidos em Barbalha

                                  
O governador Camilo Santana definiu os candidatos que irá apoiar nas eleições de novembro em Barbalha. Serão o médico Guilherme Saraiva, do PDT, e o vereador Vevé Siqueira, do PT. Essa chapa concorrerá contra a reeleição do prefeito Argemiro Sampaio. A decisão foi tomada no último dia 24, em uma reunião remota, liderada por Camilo e o senador Cid Gomes. Teve, ainda, as presenças do deputado estadual Fernando Santana e do federal José Guimarães. Dias antes, Guilherme, nome da preferência do Governador, havia aceitado representar a aliança do PDT com o PT. No mesmo dia, os outros pré-candidatos do PDT, como o presidente Geraldo Sinésio e o ex-vereador Flávio Cruz, desistiram da disputa para apoiar Guilherme. O anúncio oficial da candidatura de Guilherme Saraiva será feito oportunamente por Fernando Santana, num evento que contará com as lideranças dos partidos aliados. Tudo numa manifestação virtual devido à pandemia do covid.
 
Prevaleceu a vontade de Camilo Santana

Apesar da pressão exercida por PDT e PT, a última palavra para a escolha dos nomes em Barbalha coube ao governador Camilo. Antes de fazer valer sua vontade, o Governador teve que negociar. Não quis impor candidato. A cabeça da chapa para o PDT de André Figueiredo saiu caro. O partido deve recuar em Juazeiro do Norte, na pré-candidatura do empresário Gilmar Bender. No PT, venceu a tese do seu presidente, vereador Dorivan Amaro, que vetou o ex-prefeito Zé Leite e emplacou Vevé Siqueira, nome da sua preferência na vice. Guimarães acabou garantindo ao ex-prefeito a coordenação da campanha e a manutenção do cargo na Secretaria de Desenvolvimento Agrário. O filho de Zé Leite, o advogado Demitri Cruz, foi nomeado como secretário executivo da Secretaria. Esse acordo agradou a todos.
 
Giovanni na linha de frente em Juazeiro

Maior opositor do prefeito Arnon Bezerra, o vice-prefeito de Juazeiro, Giovanni Sampaio, terá que dar respostas ao seu eleitorado. Na semana passada, o outro pré-candidato do PSD, Normando Sóracles, anunciou a sua  desistência, caso Giovanni seja o candidato do partido. Mas, a pressão maior vem de cima: Domingos Filho, maior liderança estadual da legenda, disse que uma candidatura em Juazeiro é prioridade. Dessa vez, Giovanni terá que ser candidato e não há espaço para desistência. As conversas de Giovanni com o vereador Glêdson Bezerra incomodam o Governo do Estado, que tem no Podemos, partido de Glêdson, uma das forças oposicionistas. Para Giovanni, está chegando a hora de resolver seu futuro na corrida eleitoral da sucessão de Arnon.
 

Arnon quer Raimundão com vaga de vice


Era noite de domingo (28) quando o prefeito Arnon Bezerra foi tomar um café na casa do ex-prefeito Raimundo Macedo. Sozinhos, os dois conversaram demoradamente sobre a montagem de uma chapa para as eleições de novembro em Juazeiro. Arnon quer que Raimundão indique o seu vice. Hoje, o nome mais cotado seria de sua esposa, dona Maricele Macedo, que tem o aval de toda a base de Arnon, e conta com simpatia dentro do Município. Raimundão ouviu mais do que falou. Arnon tentou aparar antigas arestas existentes entre eles, que haviam ficado de velhas eleições. Raimundão não deu posicionamento sobre se aceitará a vaga. Contudo, explicou ao prefeito juazeirense que sua definição só acontecerá após uma conversa com o governador Camilo, a quem deve lealdade nesse processo eleitoral desse ano. Arnon saiu animado, que conseguirá atrair Raimundão para seu palanque. Já havia sido informado pelo senador Cid Gomes, que a candidatura de Gilmar Bender, pelo PDT, implodira.

Disse me disse...


A ala radical do PT de Barbalha foi contra a chapa escolhidas pelo governador Camilo. Queria a cabeça da chapa. Foi vencida pela maioria.
 
Perguntado sobre a ausência na recepção ao presidente Bolsonaro, o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, disse que não foi convidado.
 
Na verdade, o prefeito Zé Ailton manteve sua fidelidade ao governador Camilo, que não veio receber o presidente Bolsonaro.
 
O prefeito Arnon Bezerra, como bom anfitrião, foi ao aeroporto recepcionar Bolsonaro, ao lado do filho, o deputado federal Pedro Bezerra.
 
Bolsonaro comemorou a presença de Arnon e recebeu, das mãos de Pedro Bezerra, uma miniatura da estátua de Padre Cícero.
 
Estranho foi a ausência do prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio, em Juazeiro. Argemiro foi o único prefeito do Crajubar a votar em Bolsonaro.
 
Seis deputados federais compareceram ao evento da inauguração da transposição das águas do rio São Francisco em Jati e Penaforte.

Liderados por Pedro Bezerra, estiveram presentes Roberto Pessoa, Danilo Forte, Dr. Jaziel, Capitão Wagner e Domingos Neto.

Quem ganhou os holofotes da visita foi Domingos Neto, carregando um isopor pesado para entregar ao presidente Bolsonaro.


Quem perguntava se era din-din, Domingos Neto sorria, e explicava: uma mantra do legítimo carneiro de Tauá.
Abriu portas do Planalto. Não foi à toa que o presidente Bolsonaro o convidou para ser o líder do Governo na Câmara.

Experiente, Domingos Neto agradeceu a oferta e disse que o lugar deve continuar com o Major Vitor. 

  Desculpe a ignorância, o governador Camilo Santana acertou ou errou ao não comparecer a festa de inauguração das obras da transposição do rio São Francisco?

Cariri recebe Bolsonaro esta semana

O presidente Jair Bolsonaro desembarca, nesta sexta-feira (26), no Aeroporto Orlando Bezerra. De Juazeiro, de helicóptero, se desloca até a cidade de Penaforte, onde irá inaugurar a obra da transposição do rio São Francisco. Bolsonaro visita Juazeiro e o Cariri nesse momento tão delicado de pandemia da covid-19. O prefeito Arnon Bezerra deve aproveitar a inesperada ocasião e tentar, junto ao Governo Federal, para conseguir mais respiradores e até mesmo medicamentos tão necessários numa época que o coronavírus avança nas estatísticas em Juazeiro do Norte. Arnon não pode se comportar como um prefeito que só sabe reclamar, mas precisa usar os líderes nacionais do Centrão, grupo que o filho, deputado federal Pedro Bezerra, faz parte, para conseguir benefícios para Juazeiro.

Agenda de Bolsonaro inclui Iguatu

Depois de entregar à população do Nordeste a sonhada transposição das águas do rio São Francisco, o presidente Bolsonaro tem um novo compromisso agendado: inaugurar um conjunto habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida, em Iguatu. O objetivo dessa inauguração é prestigiar o deputado estadual André Fernandes, de saída do PSL para o Aliança do Brasil. Lá, Bolsonaro pretende fazer um pronunciamento em defesa de André, que está ameaçado de ter seu mandato suspenso pela Assembleia Legislativa. Esse apoio de Bolsonaro a André Fernandes pode ter o efeito de salvá-lo no Legislativo. Reduzindo sua punição para uma advertência pública. Hoje, a tendência é a suspensão de seu mandato por até seis meses. Um exagero, mesmo com as eventuais bobagens que André Fernandes andou falando em suas redes sociais e na tribuna do Poder Legislativo.

Dúvida sobre se Camilo irá prestigiar

A grande interrogação sobre a presença do presidente Bolsonaro no Ceará em dois eventos públicos na sexta (26), é se o governador Camilo Santana comparecerá às inaugurações. Antes da resposta a ser dada por Camilo, o Planalto terá que confirmar se Bolsonaro virá mesmo, diante do crescimento da crise envolvendo a prisão do assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. Os ministros militares do presidente Bolsonaro defendem que ele saia pelo Brasil inaugurando obras e criando uma agenda positiva. Contudo, a palavra final sobre sua presença em Juazeiro, e daqui para Penaforte e Iguatu, é do próprio presidente da República. Camilo se mantém silencioso. No Abolição, ninguém antecipa se o Governador irá comparecer aos eventos de inauguração. No atual momento, Camilo tem evitado essas reuniões por conta da covid e para não ter aglomerações que aumentem a pandemia, que hoje coloca em risco tanto o Cariri, quanto o Iguatu, onde todas as UTIs estão ocupadas. Por essa razão, não será surpresa, se Camilo estiver ausente.

FGs abalados com ameaça ao poder

O suplente do senador Cid Gomes, empresário Julio Ventura Neto, criou um fato político no final de semana no Ceará. Promoveu um jantar para homenagear a entrada na reserva do coronel Aginaldo – comandante da Força Nacional- após 33 anos de Polícia Militar do Ceará. Coronel Aginaldo é casado com a mais bolsonarista deputada da Câmara Federal, apontada como uma das líderes do movimento pela volta da ditadura militar, Carla Zambelli. Não bastasse esse constrangimento aos irmãos Ciro e ao senador Cid Gomes, o evento social ainda contou com a presença do deputado federal Capitão Wagner. Lá, Carla Zambelli declarou apoio à candidatura de Capitão Wagner à prefeitura de Fortaleza. Esse episódio irritou Ciro, que está no campo oposto, defendendo o impeachement do presidente Bolsonaro.

Glêdson se aproxima de Bender

 O vereador juazeirense Glêdson Bezerra, pré-candidato a prefeito pelo Podemos, tem acertado o passo quando o assunto é articulação. Depois de se garantir na direção estadual do partido, Glêdson acertou em outra articulação, a aproximação com Gilmar Bender, principal força contra o prefeito Arnon Bezerra. A última conversa política de Glêdson e Gilmar rendeu os primeiros frutos. Na casa de Glêdson, o convidado Bender disse que continua na disputa, porém reconhece seu momento de baixa. Bender perdeu o apoio familiar e dos partidos que faziam a sua base. Entretanto, garante que o PDT de André Figueiredo ainda acredita na sua candidatura. Bender não descarta a possibilidade de uma aliança com Glêdson, compondo a chapa como vice-prefeito. Glêdson dá um passo largo para se credenciar como principal adversário do prefeito Arnon.
 
PT de Juazeiro: mais um pré-candidato

 A ala que representa a maioria do PT de Juazeiro do Norte, liderada pelo ex-prefeito Manoel Santana, decidiu apresentar o nome do advogado Gabriel Santana a prefeito. Gabriel é filho de Dr. Santana e estava filiado ao PCdoB, onde disputou uma vaga na Assembleia em 2018. Na eleição de 2016, Gabriel disputou a eleição municipal como candidato a vice na chapa do empresário Gilmar Bender. Uma reunião virtual do Diretório Municipal, no dia 18, decidiu pelo lançamento. A pauta foi levada ao diretório, após um convite feito a Gabriel pelo o deputado federal José Guimarães e o presidente estadual do partido, Antônio Filho, o Conin. Um contato dentro do Diretório de Juazeiro assegurou que Gabriel terá um retorno ao partido.

 Ronaldo absolvido do mensalinho

 Responsável pelo desastre político da administração do ex-prefeito Ronaldo Mattos, o “mensalinho” do Crato não aconteceu. Pelo menos, é o que decidiu o juiz José Batista, em decisão do dia 16 desde mês. A boa notícia veio tarde: Ronaldo amargou um grande desgaste que acabou tirando dele a possibilidade de disputar sua reeleição. Agora, há quem o incentive a concorrer a um novo mandato para terminar o que começou e, na avaliação de apoiadores, ficou pela metade. Independente dos apelos, Ronaldo alega que a ocasião é de pensar muito no seu futuro empresarial. Diz que abandonou suas empresas quando esteve à frente da prefeitura do Crato. Todavia, esse discurso está bem pertinho de mudar. Para os mais íntimos, Ronaldo não descarta uma reviravolta até as convenções partidárias. O ex-prefeito está filiado ao PSD de Domingos Filho.

Provida inabilitada em licitação

No chamamento público de 10 de junho de 2020, a Comissão de Credenciamento e Edital de Cahamento Público da Prefeitura de Juazeiro do Norte inabilizou o Instituto de Assistência à Saúde e Promoção Social – Provida – por cometer uma irregularidade. Sua proposta financeira estava estranhamente sem assinatura. Cometeu outra irregularidade: inverteu a apresentação das propostas financeiras dos lotes do edital. A Provida é a  organização social com maior potencial para vencer o novo chamamento público que acontece ainda nesta semana pela prefeitura de Juazeiro. Outras organizações sociais foram também inabilitadas no primeiro chamamento, como o IGC, ACENI, INTECS e a IDAB.

Disse me disse...

Deputado Pedro Bezerra postou nas redes sociais, nesta segunda (22), uma homenagem ao aniversário de Juazeiro do Norte.

Erro de sua assessoria de comunicação. O equívoco logo viralizou e, alertado, o parlamentar retirou o elogio antecipado do ar.

A homenagem será feita na data certa, no próximo mês, quando a terra de Padre Cícero fará mais um ano de vida. Pedro Bezerra deve agora cobrar mais compromisso de sua equipe.

Sem reuniões presenciais, a ex-deputada Ana Paula Cruz e o vice-prefeito Giovanni Sampaio passaram a investir pesado nas redes sociais.
 
Giovanni e Ana Paula tentam se manter vivos entre os eleitores, sonhando com o impedimento do prefeito Arnon. Esperam uma indicação de Camilo.

Ainda em Juazeiro, a preocupação da gestão Arnon é com o Mercado do Pirajá, a Feirinha de Trocas e as constantes festas clandestinas.
 
No Crato, após a derrota no processo do “mensalinho”, o ex-prefeito Samuel Araripe deve ter mais dificuldades com a Justiça.
 
Samuel enfrenta processo por calúnia e difamação, movido por vereadores e pelos empresários Rafael Branco, Rivailton e Laércio Teles Braga.
 
Ao prefeito Zé Ailton, a crítica é pela falta de testes e acompanhamento dos infectados pelo covid-19. O hospital São Camilo tem muitos casos sem notificação.

Enquanto Juazeiro já bateu os 10 mil testes, o Crato agora que ultrapassou os 2 mil. A comparação começa a pegar mal.   

Desculpe a ignorância, o presidente Bolsonaro virá mesmo a Juazeiro do Norte esta semana?

Cid e Ciro divergem sobre impeachment

Os poderosos irmãos Ciro e Cid Gomes estão em palanques opostos em relação à proposta de defesa do impeachment do presidente Bolsonaro. Ciro e o PDT ingressaram com pedido de cassação na Câmara dos Deputados. Pessoalmente, Ciro faz uma análise que hoje não há apoio para aprovar o impeachment, porém é favorável que o povo vá às ruas, pós-pandemia de covid, mobilizado para o momento certo de derrubar Bolsonaro. Ciro crer que a covid impede manifestações para pressionar o Congresso, e isso fragiliza uma eventual votação do impeachment. Apesar de não estar confiante, Ciro tem discutido com setores políticos que não se pode arrefecer essa ideia e, para viabilizá-la, é necessário, antes, a formação e o fortalecimento de uma frente ampla democrática. Senador Cid Gomes é contra impeachment.

Cid não descarta atentado de milícia

O regresso de Cid Gomes ao seu mandato de senador na mídia ocorreu nesta segunda-feira (15), em Live da UOL. Lá, se manifestou contrário ao impeachment do presidente Bolsonaro. Estranho essa divergência dos irmãos Ferreira Gomes sobre o futuro político de Bolsonaro. Cid aproveitou a sua participação para acusar Bolsonaro de ser um “presidente despreparado”. Também fez previsões nada animadoras sobre a economia, alertando que é pouco provável que o ministro da Economia, Paulo Guedes, permaneça por muito mais tempo no cargo, por não suportar mais as posições de Bolsonaro. Outra novidade da Live de Cid foi suas aexplicações sobre o uso da retroescavadeira na greve dos PMs. Não se arrependeu. E justificou. Também não descartou a possibilidade dos dois tiros que levou ter sido um atentado de milícia - até mesmo ligada ao presidente Bolsonaro. Uma acusação feita inicialmente por Ciro e que Cid disse ser possível. Essa entrevista do senador causará um tsunami na relação FGs- Família Bolsonaro.

Nelinho quer apoio de Raimundão

O deputado estadual Nelinho Freitas vai disputar à Prefeitura de Juazeiro do Norte. Uma estrutura de comunicação para divulgar seu nome deve vir da Rádio Iracema, arrendada pelo grupo Cordeiro de Freitas, pertencente ao seu pai, Raimundinho Cordeiro, ex-prefeito de Russas. Mas, antes de tomar a decisão, Nelinho recorreu ao deputado federal Roberto Pessoa, um dos líderes do PSDB no Estado, para consultá-lo. Nelinho fez o caminho certo e, agora, avança na estratégia: quer convencer Roberto Pessoa a conversar com o ex-prefeito Raimundo Macedo para integrar sua base. Essa tarefa não é fácil, já que Raimundão prometeu ao governador Camilo Santana que seguiria sua orientação. Camilo está apoiando a reeleição do prefeito Arnon Bezerra e ofereceu a Raimundão a indicação do vice na chapa governista.

Arnon se aproxima de Dr. Santana

Depois de recorrer ao médico e ex-prefeito Manoel Santana para conversar sobre a pandemia do coronavírus – há alguns meses – agora foi a vez do prefeito Arnon Bezerra fazer o convite. Arnon recebeu a ideia de abrir a UPA da Lagoa Seca para o enfrentamento da pandemia e resolveu convidar pessoalmente Dr. Santana, para a inauguração do equipamento, no dia 06. Há quem garanta que não houve qualquer conversa sobre eleição, mas que a atitude cortês de Arnon pode ter reaproximado de vez as duas lideranças. O PT de Dr. Santana, apesar de discutir candidatura própria, tende a seguir a orientação do governador Camilo Santana. Está descartada qualquer possibilidade de Dr. Santana ser candidato a prefeito novamente. Arnon torna-se assim uma opção de apoio de aliança para o partido.

Grave confusão no PT de Barbalha

A desincompatibilização do ex-prefeito Zé Leite, da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, desencadeou uma crise interna no PT de Barbalha. Petistas históricos e novos assinaram um manifesto de apoio à pré-candidatura do vereador Dorivan Amaro, em contraponto a provável pré-candidatura de Zé Leite. O documento caiu como um balde de água fria nas pretensões de Zé Leite, retardando, inclusive, o anúncio da postulação. Incentivador da volta de Zé Leite, o deputado federal José Guimarães enfrenta forte desgaste no partido. Sobre a possibilidade de sair candidato do partido, o vereador Dorivan não se manifestou. Prefere propagar o nome do vereador Vevé Siqueira, como a melhor opção dentro do PT. Guimarães quer apenas unir o partido para vencer as eleições em Barbalha, com o melhor candidato. Diz não impor ninguém.

Zé Leite num golpe de pai pra filho

A indicação para o cargo de sucessor de Zé Leite, da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, causou outro desgaste ao ex-prefeito. Zé Leite tentou deixar o próprio filho guardando seu lugar. Inacreditável! A indicação, referendada pelo PT do Ceará, acabou barrada pelo governador Camilo Santana. No manifesto, os petistas iniciam dizendo que “Barbalha não pertence mais aos barões e senhores”, que “cresceu e se politizou”. Muitos avaliam que o recado foi direcionado a Zé Leite e Guimarães, seu padrinho político. A tentativa de lançar Zé Leite, em Barbalha, despertou a ira de petistas, que como retaliação, passaram a defender a candidatura de Fernando Santana para federal em 2022. Agora, esse ambiente se resolverá com o enterro das pretensões de Zé Leite.

Provida é alvo de atenção da PF

Uma organização social - Provida - que administra UPAs em Salvador( BA) e também em Maracanaú (CE) está na mira das investigações da Polícia Federal. Não é apenas a Provida. Outras OS estão tendo seus passos examinados em minúcias, porque cresceram as fraudes com recursos federais da Saúde. A Provida participou de um processo licitatório na secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte. Foi inabilitada, por falta de documentação. Como processo foi adiado, a Provida avisou que voltará a concorrer para trabalhar na Saúde de Juazeiro. A PF foi informada que a Provida confia que será a vencedora. Prefeito Arnon Bezerra vai logo avisando: a Saúde aqui não tem nada disso. Transparência total. Está certíssimo.

Disse me disse...

O vereador e pré-candidato a prefeito de Juazeiro, Glêdson Bezerra, assumiu a segunda vice-presidência do Podemos no Ceará.

A nomeação de Glêdson foi feita pelo presidente do Podemos no Estado, Fernando Torres. O pré-candidato busca força política no Estado.

No PDT, as vereadoras Rita Monteiro e Aninha Teles procuram novas siglas. Têm esperança de garantir tempo para a troca e concorrerem.

O líder político do partido, Gilmar Bender, está sinalizando uma desistência da disputa a prefeito, prejudicando a chapa ao Legislativo juazeirense.

A base aliada do prefeito Argemiro Sampaio está vibrando com a possibilidade da candidatura do ex-prefeito Zé Leite em Barbalha.

Entre as muitas heranças da administração Zé Leite, se destaca a maior greve do Brasil.

Zé Leite é, ainda, o mais rejeitado entre todos os nomes na disputa pela prefeitura de Barbalha. E sua administração tem uma marca: escândalo.

A Polícia Federal voltou a investigar fake news no Crajubar. Uma das denúncias partiu do prefeito Argemiro, no caso da doação de alimentos.

No início do mês, denunciados foram ouvidos na sede da PF em Juazeiro. O inquérito deve se somar aos que já existiam na Polícia Federal.

Prefeito Argemiro Sampaio diz a Polícia Civil não ter sido responsável pela impressão de seu nome em frascos de álcool gel.

Desculpe a ignorância, é verdade que senador Cid Gomes avisou ao empresário Gilmar Bender que não dará legenda do PDT para sua candidatura?

MPCE investiga 12 cidades do Cariri

A pressão contra o procurador geral de Justiça Manoel Pinheiro começa a apresentar os primeiros resultados. Por sua determinação, o Ministério Público abriu fiscalização em 74 municípios do Ceará, para investigar supostas irregularidades na aplicação dos recursos públicos da saúde para combater a covid-19. Somente na região do Cariri, serão 12 municípios devassados por promotores, sob a chefia direta do procurador geral Manoel Pinheiro. A sua determinação é apurar todas as dispensas de licitações, a relação dos fornecedores, os endereços, os preços dos produtos adquiridos, e fazer uma ampla investigação para comprovar que o dinheiro da população foi bem aplicado para salvar vidas. Esse compromisso do MPCE precisa ser efetivamente executado nesse grave momento de pandemia, quando surgem tantas denúncias de malversação de verbas nas prefeituras municipais.

Duro recado do procurador de Justiça

O discurso contundente do procurador geral de Justiça, Manoel Pinheiro, publicado no próprio site do Ministério Público do Ceará não deixa dúvidas. A fase de apatia do MPCE acabou. É o que a sociedade cearense e o povo do Cariri espera. Manoel Pinheiro assegurou, em seu pronunciamento ao Estado, que “todas as suspeitas que chegarem ao MPCE são encaminhadas para os promotores de Justiça, que realizam todas as diligências necessárias para chegar à verdade dos fatos. Não é fácil realizar a investigação de tantos fatos complexos durante uma pandemia, que dificulta a realização dos trabalhos de campo.” E faz um alerta: “como estamos em ano eleitoral, o MP precisa ter o máximo cuidado para evitar que as suas ações sejam usadas para influenciar as campanhas municipais”. Só não pode permitir é corrupção, né, procurador Manoel Pinheiro?

Prefeituras abrem gastos para MPCE

A relação dos doze municípios investigados no Cariri é: Araripe, Aurora, Barbalha, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Juazeiro do Norte, Mauriti, Missão Velha, Potengi, Santana do Cariri e Várzea Alegre. O Ministério Público do Ceará não acusa nenhuma dessas prefeituras de fraudes, superfaturamentos ou quaisquer irregularidades. Apenas comunica que houve denúncias formuladas e, diante dessa situação, abriu apuração para fiscalizar todos os casos. O procurador geral de Justiça Manoel Pinheiro destaca que “o objetivo da divulgação dessa lista - com 74 municípios, sendo 12 no Cariri - é fazer com que os cidadãos possam compreender como o Ministério Público vem trabalhando e como cada um deles pode ajudar a fiscalizar a aplicação correta do dinheiro público. O único fato triste é a perda de protagonismo no MPCE da Procap, que não tem feito mais operações e, com essa nova realidade, não impõe mais temor aos administradores do erário. Diante desse cenário, há um movimento pedindo a volta do promotor Luiz Alcântara. A atual Procap, sob direção da procuradora Vanja Fontenele, parece ter entrado em quarentena.

Desincompatibilização de Zé Leite

 A indicação do candidato a prefeito de Barbalha do Abolição passará necessariamente pelo vice-presidente da Assembleia, deputado Fernando Santana. Esse aval foi dado pelo próprio governador Camilo Santana. Ficam avisados os nomes interessados em ser escolhidos pelo PT e PDT dentro da aliança que esses partidos formarão. Quem colidir com Fernando Santana fez um caminho errado. Diante disso, surge um fato novo na indicação dessa candidatura: a desincompatibilização do ex-prefeito Zé Leite como uma opção em participar da disputa eleitoral deste ano. Na última semana, Zé Leite deixou a Secretaria de Desenvolvimento Agrário, causando um verdadeiro frenesi entre os aliados do governador Camilo em Barbalha. Zé Leite coloca os dois pés para ser uma alternativa. Seus aliados garantem que ele está no páreo. Agora, Camilo teve que adiar o anúncio de seu candidato. Novas rodadas de negociações ocorrerão. Deputados José Guimarães e Fernando Santana terão que se entender. Porém, não se enganem: a alternativa de Guilherme Saraiva está firme, tanto que deixou o comando da Fundação Otília Correia.

Michel Araújo deixa no ar seu futuro

 Outra desincompatibilização que tem levantado muitas especulações é a do secretário de Desenvolvimento Econômico de Juazeiro, Michel Araújo. Indagado se disputaria uma vaga no Legislativo, Michel faz questão de dizer que nada definido. Alega que e seu nome está à disposição do grupo comandado pelo prefeito Arnon Bezerra. Aliado fiel de Arnon e avaliado como um dos melhores quadros da gestão, Michel é apontado como opção para ser candidato a vice-prefeito. Contudo, a vaga está reservada ao aliado Raimundo Macedo. Há quem garanta que, em caso de impedimento de Arnon, o ex-secretário terá enorme chance de ser lançado como cabeça de chapa. Entretanto, Arnon é otimista quanto a sua candidatura à reeleição. Para o momento, Michel quer ser escolhido para ocupar a vaga que deve ser deixada pelo vice-prefeito Giovanni Sampaio.

 Giovanni e Glêdson voltam a aproximar

 O vice-prefeito Giovanni Sampaio e o vereador Glêdson Bezerra voltaram a conversar sobre sucessão de Juazeiro. Os dois pré-candidatos estavam afastados desde que Glêdson não aceitou se filiar ao PSD.  Para atrair Glêdson para o PSD, Giovanni Sampaio e Normando Sóracles haviam anunciado a desistência das suas pré-candidaturas em caso de filiação de Glêdson. Na última semana, Giovanni se juntou a Glêdson para fazer críticas à administração do Hospital São Lucas. Os dois pouparam o prefeito Arnon, mas pediram sua interferência junto à empresa Aceni, que administra o equipamento. Apesar dos repasses a empresa – que já ultrapassaram os R$ 10 milhões, o hospital continua sem médico plantonista, enquanto os casos de covid-19 se multiplicam na unidade. Glêdson sonha novamente em ser apoiado pelo PSD na corrida eleitoral desse ano.

#exposedcariri é destaque no Twitter

Criado sob pretensões limitadas, a hashtag #exposedcariri acabou tomando proporções nacionais, ao ficar entre os 10 assuntos mais comentados na rede social Twitter. Esse desempenho virou orgulho dos caririenses, não fossem os comentários sobre as mais de 900 denúncias de assédio sexual e verbal, agressões, relacionamentos abusivos e até estupro. A hashtag recebeu mais de 11 mil tweets, antes de ser apagada da rede, segundo a administradora, por ameaças de morte. Até demorou, mas o Ministério Público de Juazeiro instaurou procedimento para investigar as denúncias e pode colocar em xeque a reputação de muita gente tida como idônea. Os promotores devem investigar exageros e prometem punir os casos com provas contundentes. Tem muita gente sem dormir na região do Cariri.

Disse me disse...

Depois da repercussão negativa do cortejo da bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, o Ministério Público resolveu apurar responsabilidades.

 O promotor Nivaldo Magalhães ouviu o vereador e capitão do Pau da Bandeira, Rildo Teles, um dos responsáveis pela organização do evento.

 Depois de muita tensão entre o vereador Bebeto Anastácio e o prefeito Zé Ailton Brasil, o clima agora é de paz. Bebeto reclamava de perseguição.

 Uma articulação do próprio Zé Ailton garantiu a aprovação de um projeto de Bebeto, que proíbe aumentos de tributos municipais durante a pandemia.

O pastor Francisco Fabiano se filiou ao PL e relançou sua pré-candidatura a prefeito de Juazeiro. Fabiano aposta na mudança do calendário eleitoral.

 Como perdeu a janela partidária, Fabiano espera que seja respeitada a filiação de até seis meses antes da eleição. O TSE não confirma.

 Governadores Camilo Santana e Rui Costa são apontados como os principais nomes dentro do PT para sucederem Fernando Haddad como o candidato do partido contra a reeleição do presidente Bolsonaro.

Rui Costa leva vantagem porque Lula hoje está em rota de colisão com o presidenciável Ciro Gomes, a quem acusou de ter problemas psicológicos, após Ciro ter mandado os petistas a “pqp”.

Repercutiu mal no Cariri a vídeo conferência do Padre Reginaldo e outros líderes cristãos com o presidente Bolsonaro.

No encontro, Padre Reginaldo propôs uma barganha – termo usado para criticar a reunião pela CNBB - ao presidente. Em troca de apoio dele e dos católicos, Bolsonaro liberaria mídia e concessões.

Depois dos negócios do Centrão, agora se conhece outro grupo de interesses nada republicanos: o catolicão.

Desculpe a ignorância, no trending topics da hashtag #exposedcariri, que virou um escândalo nacional, tem políticos envolvidos?

BNB entregue loteado ao Centrão

O temor do presidente Jair Bolsonaro sofrer um impeachment o fez jogar, na lata do lixo, seu discurso de combate à velha política. Se aproximou do Centrão e passou a fazer o mesmo que os governos de Lula e Dilma fizeram: entregar cargos aos políticos, em troca de apoio no Congresso Nacional. Se houver corrupção, será um detalhe a ser visto mais na frente. Desse modo, os dois mais importantes cargos federais no Ceará foram dados ao PP e ao PL: o Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs) está, agora, sob o comando do PP, que cedeu ao Avante, via o líder pepista na Câmara, deputado Artur Lira. E, nesta segunda (1º), a presidência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) foi trocada. Saiu Romildo Rolim, entra Alexandre Cabral, sob as bênçãos do PL, do presidente Valdemar Costa Neto e do PTB, de Roberto Jefferson.

Deputados cearenses levam culpa

Quem mandará no presidente do BNB, Alexandre Cabral, neto do antigo senador cearense Fausto Cabral, serão os ex-presidiários Valdemar Costa Neto e Roberto Jefferson. Outro que será influente na nova gestão de Alexandre Cabral é o líder do PL, deputado Welington Roberto, da Paraíba. Ocorre que no Planalto, a orientação do ministro da Secretaria Geral, General Eduardo Ramos, é que os deputados do Ceará do PL, Junior Mano, e do PTB, Pedro Bezerra, sejam ouvidos na administração e possam mostrar prestígio no Estado. Junior Mano pode até querer acreditar nessa história. Já Pedro Bezerra foi mais esperto. Ouviu o pai, prefeito Arnon Bezerra, e foi logo declarando: não tenho nada a ver com a indicação do novo presidente do BNB, Alexandre Cabral. Se Alexandre Cabral não souber dizer não aos caciques nacionais do PL e PTB, que mandarão no BNB, a instituição bancária nordestina acabará nas páginas policiais. Afinal, são R$ 42 bilhões para empréstimos. E a dupla, Valdemar e Jefferson já provaram que são feras no trato dos recursos públicos.


Camilo aposta na união PT-PDT

Favorito a representar o grupo governista nas eleições deste ano em Barbalha, o pré-candidato a prefeito Guilherme Saraiva está hesitando em aceitar a tarefa. Guilherme vem se afastando das discussões, sob alegação de tarefas profissionais no combate ao coronavírus. Além disso, enfrenta resistências dentro da família, decepcionada com a política. O afastamento favoreceu ao vereador Vevé Siqueira, que se filiou ao PT do presidente Dorivan Amaro, que insiste na candidatura de Vevé. Mas, essa  defesa tem levantado uma tensão com o PDT de Geraldo Sinésio. O pedetista defende uma candidatura do partido a qualquer custo. Segundo pessoas próximas ao governador Camilo, Guilherme tem até quinta-feira para se decidir. Se aceitar ser o candidato a prefeito, a chapa deve ser Guilherme e Vevé. Isso selaria a paz entre os partidos.


Festa do Pau da Bandeira preocupa

Apesar de proibido pelo decreto de isolamento social, determinado pelo governador Camilo Santana, o hasteamento simbólico do Pau da Bandeira em Barbalha juntou centenas de pessoas nas ruas. E é o maior temor que provoque uma contaminação generalizada de covid na cidade. Clandestina, promovendo grande aglomeração, os responsáveis podem ser acionados judicialmente pela desobediência. Uma carreata se formou, juntando pessoas pelas ruas e calçadas, até as  imediações da Igreja Matriz de Barbalha. Um cortejo religioso que abriu a Festa de Santo Antônio cruzou a cidade em carreata. As imagens divulgadas nas redes sociais são provas irrefutáveis da irresponsabilidade e do risco que agora correm todos os moradores de Barbalha, e do Cariri. Foi a festa de casamento do neto do ex-vice-governador Humberto Bezerra, em Trancoso, a responsável por Fortaleza ter virado a terceira capital do Brasil no número de coronavírus.


Quem é culpado pela desobediência?


O secretário de Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, tem acompanhado diariamente os dados sobre a contaminação no Cariri. A região é a única do Estado que está sob controle. Fortaleza está estabilizada. A região Norte e a Região Metropolitana de Fortaleza têm sete municípios em lockdown. Cabe ao Ministério Público de Barbalha identificar quem foi o culpado pela promoção da aglomeração de domingo. O principal suspeito e alvo das críticas é o vereador Rildo Teles, capitão do pau. Rildo nega sua responsabilidade. Já a Prefeitura de Barbalha publicou nota oficial dizendo que não teve nada a ver com a aglomeração, com consequências imprevisíveis para o crescimento de covid tanto na cidade quanto no Cariri. O prefeito Argemiro Sampaio quer ficar longe dessa crise.


Zé Adega desafia Zé Ailton Brasil

O ex-prefeito do Crato, Zé Adega, está convencido de que será o nome do PSD na eleição deste ano. Proprietário da Rádio Princesa desafiou o prefeito Zé Ailton Brasil para uma entrevista, em tom de debate, na sua emissora, nesta segunda-feira (1º). Sem ter nada a perder, o ex-prefeito tenta polarizar a disputa. Zé Ailton aceitou o desafio e compareceu a entrevista. Falou das ações da prefeitura no Município e do enfrentamento à pandemia. Em sua rede social, Zé Ailton falou sobre a entrevista: "Recebi ataques, o que não me foi surpresa. Respondi à altura, como me é peculiar, com educação, respeito e ética.  Tenho muita tranquilidade para dialogar com quem quer que seja. Meu entendimento é de que política não se faz com ódio e sim com ações responsáveis e transparência”. Zé Adega, embora tenha lançado o desafio, não esteve presente.

Disse me disse...

Prefeito Argemiro Sampaio não pagou pelos testes de covid comprados em licitação, ganha por um petshop de Fortaleza.

Agora, fica a lição para a Comissão de Licitação de Barbalha: pedir uma cópia da foto da sede da empresa, antes de assinar o contrato. Se tivesse feito isso, Argemiro não teria passado esse constrangimento.

Avisado do problema, e com o desgaste em seu gabinete, foi logo se antecipando: não vou pagar.

Campanha eleitoral de Barbalha será uma das mais acirradas nas eleições de novembro deste ano.

Em Crato e Juazeiro, muitas reclamações sobre as barreiras sanitárias. Não estaria existindo medição de temperatura ou orientação médica.

Segundo quem precisa trafegar entre as cidades, a abordagem tem se limitado a pedir a exigência de documentação, feita por Guardas Municipais.

A subida dos casos de covid-19 em Juazeiro está causando pânico. Até o prefeito Arnon tem evitado dormir em casa para proteger sua mãe.

Arnon testou negativo para a covid-19, mas teme se contaminar pela necessidade de sair às ruas todos os dias. Responsável a decisão.

No Crato, a pergunta é onde está o pré-candidato Aloísio Brasil. Apoiador do presidente Bolsonaro. O médico se calou diante da atual situação.

Nas rodas políticas da cidade, há quem duvide se Aloísio continua pré-candidato a prefeito. Na sua base, a desculpa é que ele está trabalhando.

O radialista e pastor Naldo Granjeiro enviou comunicado a esta coluna, negando qualquer ato de desrespeito aos vereadores de Juazeiro do Norte.

Naldo Granjeiro garante ainda que, hoje, não é pré-candidato a vereador e que suas críticas não têm cunho eleitoral. Não é aqui que ele deve se justificar.


Desculpe a ignorância, o futuro do BNB sob controle da dupla Valdemar Costa Neto e Roberto Jefferson garante um  futuro de novos investimentos ao Cariri?

Camilo: respiradores em junho

Na primeira rodada dos 200 respiradores que vieram da China e foram distribuídos pelo governador Camilo Santana, o Cariri não pode ser contemplado. A razão: é a região onde a contaminação da covid está menos ativa, com menos casos registrados e com menor número de óbitos.  Por isso, Camilo justificou deixar fora do benefício da distribuição os municípios de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Missão Velha, Mauriti, dentre outros. Entretanto, Camilo telefonou para o prefeito Arnon Bezerra e teve contato com outros do Cariri, assegurando que até o dia 15 de junho chegará mais 300 respiradores. Nesse lote, a região será prioridade. Ciente de que a hora é saber compreender as dificuldades enfrentadas pelo Ceará, o prefeito Arnon Bezerra declarou que há vagas em Juazeiro para os infectados. E se precisar, ele anuncia que irá comprar leitos de UTIs na rede privada do Crajubar, para os que necessitarem ser atendidos. Ao se comportar desse modo,  Arnon não colide com o Abolição e aguarda os respiradores de junho, junto com Zé Ailton e os outros prefeitos do Cariri, que sonham com o equipamento para salvar vidas.

Arnon continuará licitando tudo
 
Mesmo com o decreto de calamidade pública em vigência, o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, disse, em entrevista à Rádio Plus FM Cariri, que continuará fazendo licitação. Arnon enalteceu os meios de fiscalização e disse que em Juazeiro é diferente; não vai “dar sopa para o azar”. Cobrado pela abertura da UPA da Lagoa Seca e do Hospital de Campanha, disse que tudo vai acontecer no seu tempo. A UPA deve ser entregue em breve, mas não abre mão da licitação do Hospital de Campanha. Arnon destacou que os recursos prometidos pelo Governo Federal, algo em torno de R$ 22 milhões, nem chegou e tem gente dizendo que a Prefeitura já recebeu R$ 88 milhões. Arnon disparou: “os críticos são muitos, mas as boas ideias são poucas. Prefiro ouvir às ruas, como tenho feito”.
 
Juazeiro no rumo do Governo do Estado
 
Questionado sobre as pressões para a reabertura do comércio local, o prefeito Arnon Bezerra garantiu que tudo será feito em consonância com as decisões do Governo do Estado. Defende o enfrentamento conjunto e a despolitização da pandemia. Arnon não reclamou por não ter recebido respiradores no atual momento. Avalia a sua situação como cômoda, frente aos outros municípios do Ceará, que vivem o pico com elevado número de casos de coronavírus. Arnon preferiu reclamar das Fake News, que tem atacado sua administração. Apesar de não falar nomes, Arnon citou recentes vídeos incentivando o uso da cloroquina, sem qualquer comprovação cientifica. Um recado direto ao vice-prefeito Giovanni Sampaio, que foi ao município de Floriano, no Piauí, acompanhar a experiência com o remédio em casos de Covid-19. Arnon evitou falar de política, mas garantiu que tem gente sem projeto, querendo levar vantagem com a situação de muito sofrimento no mundo.

Saída de Bender motiva lideranças

A provável desistência do pré-candidato a prefeito, Gilmar Bender, da corrida eleitoral em Juazeiro, anda estimulando outras lideranças a entrar na disputa pela Prefeitura. Sem Bender, que polarizou a última eleição com o prefeito Arnon Bezerra, a sucessão fica aberta. Pelo menos, dois grupos estão de olho. O deputado estadual Nelinho Freitas e o ex-prefeito Raimundo Macedo andam se articulando. Nelinho, através do grupo Anjo da Guarda, pertencente ao seu pai, está arrendando uma rádio em Juazeiro, que segundo informações, será usada para dar destaque a suas ações. Nelinho chegou a anunciar a sua pré-candidatura, porém acabou recuando a pedido do seu partido, o PSDB. Entre os aliados de Raimundão, há quem sonhe com uma candidatura de dentro de casa. Davi de Raimundão, que por hora ocupa uma vaga na Assembleia, é o favorito. Se decidir encarrar a campanha, Raimundão terá que romper com o governador Camilo Santana.

Raimundão ameaça deixar órfãos

Após ter desistido da sua reeleição por inviabilidade política, o ex-prefeito Raimundão ainda é avaliado como fiel da balança na disputa de Juazeiro. Além do prefeito Arnon Bezerra, o grupo liderado pelo vice-prefeito Giovanni Sampaio e o vereador Glêdson Bezerra, também sonha com o apoio do ex-prefeito. Recentemente uma composição com Glêdson, Giovanni e Dr. Santana deve ser tentada novamente. A avalição é que, com a união, a aliança poderia atrair Raimundão para indicar a vaga de vice. Quando perguntado sobre essa possibilidade, Raimundão diz apenas que quer ouvir o governador Camilo Santana. Pelo menos, na teoria, deixa transparecer fidelidade. Aliados do ex-senador Eunício Oliveira, em Juazeiro, garantem que o MDB seguirá com Camilo e se Raimundão seguir outro caminho, vai sem o partido.

Tolerância Zero adotado na Câmara


A Câmara de Juazeiro do Norte passou a adotar uma tática de tolerância zero para coibir ataques. Depois de apoiar uma série de denúncias formais contra o radialista Cícero Lúcio, pré-candidato a vereador, e o empresário Jurânio Gondim, agora é a vez do comunicador e pastor evangélico Naldo Granjeiro. O pastor, que também é pré-candidato a vereador, comanda um programa gospel e tem usado o espaço para denegrir vereadores. O primeiro vice-presidente da Câmara, vereador Capitão Vieira Neto, pediu a cópia da gravação com os ataques, para formalizar ação judicial por notícia falsa, calúnia e difamação. Vieira não descarta acionar a Justiça contra a rádio, que por sinal é acusada de funcionar de forma ilegal. O pastor radialista já tenta resolver a situação sem a necessidade de o caso ir à Justiça, mas Vieira Neto está irredutível.

Abolição deve anunciar candidato


A base governista está sob tensão com a informação de que o governador Camilo Santana vai anunciar o nome do pré-candidato a prefeito em Barbalha nos próximos dias. Quem conversou com o governador, garante que Camilo apontará o nome nos próximos dez dias. Na avaliação das lideranças do PT e PDT estão no páreo: deputado Fernando Santana, Vevé Siqueira e Guilherme Saraiva. Apesar da badalação desses nomes, há quem acredite que Camilo pode surpreender com um nome fora do “circuito político”. Internamente, o enfrentamento e as articulações ganharam força; mas, com a informação do anúncio, o tempo para conflitos pela indicação diminuiu. O deputado federal José Guimarães está sendo convencido a defender o nome do ex-prefeito Zé Leite. Quem o pressiona, contudo esquece que o ex-prefeito, além de ter a maior rejeição de Barbalha é ficha suja. Camilo não irá indicá-lo.

Disse me disse...

O PT de Juazeiro já tem o primeiro nome para levar para o processo interno de escolha de candidato. O administrador Laurivan Cruz registrou pré-candidatura a prefeito.

Laurivan garante que tem o apoio da maioria das alas petistas, mas o ex-prefeito Dr. Santana desconhece a formalização da pré-candidatura.

O pastor Francisco Fabiano está de malas prontas para sair do Pros. Acredita que poderá manter sua pré-candidatura a prefeito.

Fabiano está estimulado pela provável reabertura da janela partidária, com o adianto das eleições para 6 de dezembro. Acredita estar de volta ao páreo.


Senador Cid Gomes retornou para o Crato, ao lado da família, para passar a quarentena e concluir sua recuperação médica.

Prefeito Zé Ailton tem dedicado toda sua atenção a combater a covid no Crato. Esqueceu totalmente a sua reeleição.

                                                
O confronto que estourou na semana passada, entre o ex-presidente Lula e Ciro Gomes, ainda não teve reflexos na política do Ceará.


Lula avisou que não há mais possibilidade de acordo com os Ferreira Gomes. Ciro retrucou: que viajou para Paris, no segundo turno, nas eleições de 2018, para não se acompanhar de bandido. No caso, o petista Fernando Haddad.

Camilo Santana assiste de camarote esse conflito entre Lula e Ciro, e não dá uma única palavra. Dedica todo o seu tempo para a covid e assim escapa dessa polêmica.
Desculpe a ignorância, como terminará a relação dos FGs com o governador Camilo, após essa troca de farpas entre Lula e Ciro?

Contaminação do Cariri veio depois

Dos 29 municípios do Cariri, 27 têm casos confirmados de covid-19. Entretanto, como a contaminação na região está ocorrendo num tempo posterior ao que se verifica em Fortaleza e em outros municípios do Ceará, o pico no Cariri será mais adiante. A previsão é que o auge da contaminação em Fortaleza tenha sido adiada para primeira quinzena de junho. A se confirmar esse quadro, a situação no Cariri é que o aumento dos casos com maior pico fique para a segunda quinzena de junho, ou até mesmo a primeira quinzena de julho. Na verdade, diante de tantas desinformações mundiais sobre o coronavírus, tudo é complicado de se afirmar com precisão. O que é correto se anunciar é que o Ceará hoje se tornou o 2° estado brasileiro em número de contaminados, só perdendo parar São Paulo. E 3° em número de mortos. Uma situação desoladora. No Cariri, o prefeito de Missão Velha, Diego Feitosa, anunciou estar infectado. A pandemia não escolhe entre ricos e pobres, entre simples e poderosos. O novo coronavírus só avança.

Chegada de respiradores alivia Camilo

O governador Camilo Santana sofreu. Os atrasos no desembarque dos 700 respiradores comprados em janeiro, na China, e que não chegavam ao Ceará, estavam a tirar seu sono. Nesta segunda (18), graças a uma operação de muito risco, que incluiu a contratação de avião de carga e um plano completo de monitoramento, desembarcou no Aeroporto Pinto Martins, uma aeronave com 200 respiradores. Faltam mais 500, contudo é um alívio para a Secretaria de Saúde do Ceará, que enfrenta longas filas de pacientes por uma vaga em UTIs em todo o Estado. Arrancar esses 200 respiradores da China e trazê-los para o Ceará é uma vitória pessoal do governador Camilo. Há, hoje, um embate ideológico entre o Governo do presidente Jair Bolsonaro e a República da China. Na reunião ministerial do dia 22 de abril, que é objeto de uma investigação do Ministério Público Federal, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, acusou a China de ter provocado a covid para obter vantagens econômicas. Essas crises dificultaram a entrega dos respiradores adquiridos pelo Governo do Ceará. Camilo soube conciliar todos esses embates e, literalmente, superar todos os atropelos das disputas entre Brasil e China, para poder salvar vidas no Estado. É um momento de alívio, diante de tanta preocupação com uma pandemia que colocou o Ceará no top 3 dos estados com mais infectados no País.

Clima quente entre Argemiro e Fernando


Uma doação pessoal do prefeito Argemiro Sampaio, durante uma live do cantor Leo Magalhães, acabou gerando uma grande polêmica em Barbalha. Ao saber da generosidade, anunciada ao vivo pela produção do cantor, o deputado estadual Fernando Santana marcou uma live para comentar a doação. Fernando assumiu as críticas que se espalharam pelas redes sociais. Em postagens, articuladas pela oposição, a doação feita por Argemiro foi duramente condenada. Os comentários justificavam que a prefeitura de Barbalha gastou muito dinheiro para agradar a um cantor nacional, sem que esse benefício sequer seja obrigatoriamente destinado ao Município. Sem citar nomes, Argemiro reagiu aos ataques nas redes: qualificou como “baixaria e inoperância de quem quer IBOPE”. Acusou, ainda, o deputado Fernando Santana de pegar carona na crise do coronavírus. A briga pública entre Argemiro e Fernando Santana dá o pontapé inicial na disputa eleitoral deste ano. Sim, o TSE está mantendo o calendário das eleições.
 
Fim da trégua entre Prefeitura e Governo


O confronto entre Fernando e Argemiro acaba com a trégua pública mantida há três anos e que teve seu ponto alto quando os dois sentaram para debater questões de Barbalha, em 2019. A articulação dos vereadores Rildo Teles e Vevé Siqueira terminou. Apesar da resposta antecipada por Argemiro, assegurando que a doação aconteceu com a garantia de que os alimentos seriam destinados a uma entidade de Barbalha e que usou recursos pessoais para fazer essa benesse, Fernando manteve a live e, educadamente, chamou Argemiro de mentiroso. A resposta do vice-presidente da Assembleia Legislativa não parou por aí. Fernando Santana o acusou de pegar carona em obras do Governo do Estado articuladas por ele. Argemiro tratou o assunto como desnecessário e disse estar sendo desrespeitado pelo deputado estadual. Porém, não se calou. Partiu novamente para responder a Fernando Santana, questionado promessas não cumpridas pelo governador Camilo Santana. De ambos os lados, a troca de acusações está se avolumando nas redes sociais.
 
Gilmar Bender perde os últimos aliados

 
Isolado pela cúpula do Governo do Estado, representada pelo governador Camilo Santana e o senador Cid Gomes, o pré-candidato do PDT em Juazeiro do Norte, Gilmar Bender, deve perder os três últimos partidos que ainda estavam na sua base de apoio: Republicanos, Rede Sustentabilidade e PCdoB preparam o lançamento de uma chapa, sem Bender, para a sucessão do prefeito Arnon Bezerra. Os três partidos estavam defendendo o nome de Bender, mas a informação é que o empresário chegou ao topo da inviabilidade política. Daí anunciarão que vão abandonar o Titanic de Bender. Uma reunião com Bender e o deputado federal André Figueiredo está sendo tentada para expor a situação e mostrar possíveis números de uma pesquisa interna. Uma conversa com o vereador Glêdson Bezerra, pré-candidato pelo Podemos, não está descartada.

TSE prepara eleições bem diferentes


O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Roberto Barroso, está convencido que nem o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, nem o da Câmara Federal, Rodrigo Maia, estão dispostos a aprovarem uma lei adiando as eleições municipais agendadas para outubro. Diante do avanço da pandemia de covid-19, o presidente Luiz Barroso admite que o processo eleitoral seja prorrogado para novembro. Mas descarta qualquer possibilidade de prorrogação dos atuais mandatos dos prefeitos e vereadores. Essa hipótese está descartada, avisou o presidente do TSE. A novidade preparada pela Justiça Eleitoral serão eleições sem comícios, sem cartazes, santinhos, caminhadas e bandeiras nas ruas de candidatos. Todas essas práticas comuns estarão vetadas para evitar aglomerações, pois até a escolha dos novos prefeitos e vereadores, nos mais de 5.500 municípios brasileiros, não terá sido inventada ainda a vacina que cura  covid. Sem vacina, todos os cuidados precisarão ser adotados. Por isso, a campanha eleitoral tradicional estará abolida.

Candidatos terão que se adequar ao novo


Meio digital será o instrumento principal para convencer o eleitor. Outra constatação: os programas de televisão e rádio voltarão a ter grande peso na definição de quem será o vencedor. Essa avaliação já é resultado de pesquisas de institutos de campanha e também de professores que examinam os reflexos do coronavírus na corrida eleitoral.



Disse me disse...


 A crise entre Fernando Santana e Argemiro Sampaio acabou servindo de gatilho para os defensores do ex-prefeito Zé Leite.
 
Eles acreditam que, por ter partido para o enfrentamento, Fernando não será o candidato. Querem a reabertura da discussão com Zé Leite.
 
O presidente petista, Dorivan Amaro, continua defendendo o nome do vereador Vevé Siqueira. Zé Leite continua com uma rejeição estratosférica.
 
Na crise do PDT de Juazeiro do Norte, as vereadoras Rita Monteiro e Aninha Teles acabaram sendo as grandes prejudicadas.
 
As parlamentares descobriram que, além da impossibilidade de um candidato majoritário, o partido tem poucos candidatos a vereador.
 
No PT, a discussão começa a ser feita na direção de uma candidatura própria. Ninguém apresentou nomes para disputa interna.
 
O ex-prefeito Dr. Santana não se manifestou sobre o processo, mas está ciente da rebeldia do presidente Ricardo Lima. Estão perto do rompimento.

 
Vice-prefeito Giovanni Sampaio se deslocou até a cidade de Floriano, onde há uma experiência vitoriosa de combate ao coronavírus.


A disposição de Giovanni, como médico, é absorver conhecimentos e trazê-los para o Cariri, onde a pandemia se espalha.

Desculpe a ignorância, o pré-candidato Gilmar Bender vai anunciar durante a pandemia do covid sua desistência para agradar o Abolição?

Vinte e oito mulheres foram mortas no Ceará em abril.

O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio, foi pego de surpresa com o convite do petista Fernando Santana para conversar sobre a pauta de investimentos para o Município. Fernando sugeriu que Argemiro aceitasse uma parceria com o Governo do Estado para viabilizar obras para o Município.O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio, foi pego de surpresa com o convite do petista Fernando Santana para conversar sobre a pauta de investimentos para o Município.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE