Jornal do Cariri
Camilo conta com Tasso fora da disputa

O governador Camilo Santana está concluindo suas negociações com os prefeitos cearenses. Já se reuniu com mais de 170 dos 184 prefeitos. Em quase todas as conversas, anunciou que irá se desincompatibilizar, em abril do ano que vem, para concorrer ao Senado Federal. Na quinta-feira passada (08), Camilo se reuniu com o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, coordenador da campanha do candidato de oposição ao Abolição, deputado Capitão Wagner. Nessa reunião, Camilo não falou sobre política. Só sobre parte institucional. Porém, o Governador tem obtido o respaldo para deixar a função e lutar pela vaga hoje ocupada por Tasso Jereissati. Para facilitar sua vida, Tasso está sendo cotado para ser o vice na chapa presidencial pura do PSDB, que deve ser encabeçada pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Sem Tasso no caminho, tudo fica mais fácil para a candidatura de Camilo, que não tem nem adversários.

Camilo agora negocia com petistas
Depois de avançar na conquista de apoio a sua candidatura entre prefeitos, Camilo resolveu articular seu projeto para ser senador dentro de seu partido, o PT. No sábado (10), Camilo concedeu uma entrevista em Fortaleza, onde defendeu a manutenção da aliança do PT com o PDT, com os petistas apoiando o candidato ao Governo do PDT, ficando com a vaga de senador para ele. Até aí, nada demais. Camilo não entrou apenas num ponto: como serão tratadas as agressões de Ciro, Cid e Ivo Gomes a Lula. Esses ataques crescem cada vez mais. Nesta segunda (12), novamente em suas redes sociais, Ciro bateu em Lula. A decisão de Lula é não aceitar ser ofendido por Ciro em troca de palanque duplo. Não suporta viver sendo chamado de “ladrão” e outros substantivos, pela oligarquia Ferreira Gomes, e o PT cearense se mantém calado, por medo da família ou por subserviência, caso do deputado José Guimarães.

Guimarães faz jogo de Bolsonaro na CPI
Esquentou o clima entre o Governo Bolsonaro e a oposição na Comissão Mista de Orçamento (CMO). E o fato mais improvável: quem desempenhou o papel de líder do Planalto na CMO foi o deputado federal do PT, José Guimarães, pressionando os colegas para que o Congresso Nacional acelerasse a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Com a votação da LDO, o Congresso entra em recesso automaticamente neste mês de julho. Esse é o desejo do presidente Bolsonaro para suspender os trabalhos da CPI da Covid, foco atual de seu desgaste junto à sociedade brasileira. Ciente dessa situação, o deputado federal Danilo Forte acusou Guimarães de ser o porta-voz de Bolsonaro, para impedir a continuidade da CPI da Covid, atuando como líder informal do presidente dentro da CMO. O preço desse trabalho de Guimarães, a favor do Planalto, terá uma recompensa: sua nomeação para a vaga de vice-presidente da própria CMO. Apesar dos esforços de Guimarães para votar a LDO, Danilo Forte se aliou a outros opositores e não permitiu, até agora, a eleição de Guimarães para o cargo de vice. Teria havido uma promessa do presidente da Câmara Artur Lira. Lógico que Guimarães nega estar trabalhando para Bolsonaro, e que apenas se posicionou a favor do Brasil, na defesa da aprovação da LDO. Há um impasse e, com essa confusão, a CPI continua funcionando.

Prefeito Glêdson vai adotar tolerância zero
O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, foi aconselhado por assessores jurídicos a não tolerar mais inverdades disseminadas por parte da imprensa, financiada pela oposição, e articuladores políticos. O grupo tem publicado fake news sistematicamente contra a gestão. Na semana passada, sites e programas de rádio publicaram que o TCE havia confirmado ilegalidade na dispensa da licitação do lixo, quando, na verdade, houve apenas uma solicitação de documentos para avaliação do processo. Quem divulgou essas informações será processado por tentativa de deturpar os fatos e disseminação de fake news. A partir de agora, advogados passarão a monitorar os veículos. Além da imprensa e redes sociais, a guerra contra a oposição, também, será travada na Justiça. Resta saber se essa é mesmo a melhor estratégia. Se o prefeito Glêdson não poderia desmoralizar esses personagens de outra maneira, desqualificando-os em suas entrevistas, provando que esses são aríetes de interesses políticos e não profissionais merecedores de respeito.
 
Empresa MXM deixa viúvas chorosas
 Nos últimos dias, a pergunta que se faz em Juazeiro do Norte é: a quem interessava o contrato de R$ 4,5 milhões da MXM? Os mesmos veículos que disseminaram fake news sobre o pedido do TCE, questionaram a redução do contrato, que agora é de R$ 2,4 milhões. Tentam atingir a nova empresa com base em suposta inexperiência no serviço, ao mesmo tempo que não comentaram o péssimo desempenho oferecido pela MXM na coleta de lixo de Juazeiro. Também omitiram de destacar  que a MXM foi criada às vésperas de ganhar o contrato em 2017 e tem fortes vínculos com grupos que atuam, hoje, em outras prefeituras do Ceará, que são investigadas por ligações com organizações criminosas. Todos esses detalhes sobre a MXM, que é candidata a ganhar a licitação de Paracuru, foram deliberadamente deixados de lado. Entre os promotores do Ministério Público, uma certeza: era muito dinheiro público para pouco serviço. O fato incontestável: as viúvas da MXM estão sendo identificadas pelo MP juazeirense e essa turma logo terá de dar explicações, pois a empresa terá muitos problemas pela frente para resolver.

Crise na igreja cratense vem à tona
A longa aliança entre o articulador Geraldinho Correia e a Diocese do Crato parece ter chegado ao fim. A crise não é comentada fora dos muros da Igreja, mas a certeza veio com a saída de Geraldinho do comando da Rádio Educadora, onde era arrendatário. No lugar de Geraldinho, já assumiu, como diretor, o padre Ivo. Especulações apontam que a divergência existe desde o movimento Missão Resgate, que foi paralisado devido à pandemia do coronavírus. Na avaliação de membros do conselho diocesano, o movimento tira fiéis das igrejas e supervaloriza a imagem de Geraldinho. A saída de dom Gilberto Pastana foi o tiro de misericórdia na relação. Pastana teria mantido Geraldinho a pedido de dom Fernando Panico, seu antecessor. A próxima decisão do conselho deve atingir a Missão Resgate.

Capitão Wagner não recua do Abolição
Preocupado com desempenho eleitoral da candidatura do deputado Capitão Wagner, o senador Cid Gomes tem espalhado que as oposições no Ceará não têm candidato. Afirma que Wagner tentará a reeleição para Câmara Federal, e fala em concorrer ao Abolição, apenas para ocupar os espaços na mídia cearense. Wagner rebate as mentiras de Cid Gomes. De modo contundente, declarou que o Ceará cansou da oligarquia dos Ferreira Gomes, e que os cearenses estão dispostos a vencê-los nas urnas no ano que vem. E advertiu: sou candidato ao Governo do Ceará, pretendo ter um companheiro de chapa do Cariri, para juntos derrotarmos quem vem impondo humilhações a nossa gente. Eles estão com medo. E não perdem por esperar. Porque nosso povo saberá derrotá-los, comprovando que os anos de mando dessa família nos trouxe muito atraso e nos prejudicou demasiadamente.

Disse me disse:
Militantes do Cariri estão se organizando para recepcionar o ex-presidente Lula no Ceará. Lula prepara sua vinda a Fortaleza e Icapuí, onde Camilo tem uma casa de praia.
 
Pelo menos, três ônibus estão sendo contratados por partidos e entidades ligadas à esquerda. Devem apenas ter cuidado com aglomerações.

Esse projeto de prestigiar Lula em Fortaleza esbarra na ameaça dele de cancelar seus compromissos no Estado. Não há, ainda, confirmação sobre sua vinda.
 
No Juazeiro, os ex-vereadores Demontier Agra, Zé Barreto e Rita Monteiro se reuniram para discutir articulações políticas para 2022.
 
O grupo promete ampliar as forças eleitorais, mas garante que a discussão seguirá em torno de projetos para o Cariri, não de partidos. Tende a crescer.
 
A fiscalização contra a covid em Juazeiro continua forte e sem perdão. No dia 10, um restaurante de alto padrão foi interditado e multado.
 
Os fiscais reclamam que empresários e clientes não estão obedecendo às regras contidas nos decretos. Eles garantem: ninguém será poupado.
 
No Crato, a inauguração de um gabinete para o vice-prefeito André Barreto chamou a atenção de possíveis candidatos à Assembleia na cidade.
 
André está no segundo mandato ao lado do prefeito Zé Ailton e jamais teve gabinete. Há quem avalie que a decisão é sinal de candidatura.
 
O prefeito Zé Ailton fez questão de estar na inauguração e tecer vários elogios ao vice. A família do prefeito já está com ciúmes políticos.

Vereador Capitão Vieira após dar um susto nos colegas de parlamento, está no quarto, após ser internado na UTI com covid.

Desculpe a ignorância, o deputado federal José Guimarães quer ser votado no Cariri com o slogan de defensor de Bolsonaro?

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ