Jornal do Cariri
TRE-CE inocenta prefeito Glêdson

Acabou a falsa expectativa de setores de oposição em Juazeiro do Norte, que o recurso contra a não condenação do prefeito Glêdson Bezerra fosse aceito no plenário do Tribunal Regional do Ceará (TRE). Nesta segunda (18), por unanimidade, os juízes mantiveram a absolvição do prefeito Glêdson Bezerra num julgamento tranquilo. O presidente da Câmara juazeirense, Bilinha, estava até montando um secretariado. Acabou sendo desmoralizado. Quem também acabou derrotado foi o ex-prefeito Arnon Bezerra, que estava confiante que o TRE cearense marcasse, para este ano, novas eleições em Juazeiro do Norte. Nada disso aconteceu. Prefeito Glêdson Bezerra e seu vice, Giovanni Sampaio, venceram na primeira instância por um placar tão consistente - 7x0, que recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é a convicção de uma nova derrota. Glêdson está pronto para concluir seus quatro anos de mandato.

PT e MDB querem Izolda reeleita

A disputa pela indicação do nome da base governista para a disputa ao Governo do Estado começa a ganhar contornos de definição. Duas entrevistas recentes mostram como PT e MDB trabalham juntos para que a governadora Izolda Cela dispute à reeleição. À Rádio Plus Cariri, o deputado estadual Acrísio Sena deixou claro que a preferência do PT do Ceará é pela candidatura de Izolda Cela. Assegurou  que o partido não aceitará um nome sem anuência da aliança PDT- PT. Foi um jeitinho para declarar que o PT vetar a alternativa Roberto Cláudio ao Abolição. Acrísio ainda reclamou da ausência de uma discussão por parte dos Ferreira Gomes(FG), sobre a indicação. O deputado petista garantiu que o partido não aceita ficar fora dos debates sobre a escolha. Ressaltou que o PT já dispõe de pesquisa mostrando vantagem  da legenda mesmo sem a aliança com o PDT. A novidade na defesa do nome da governadora Izolda Cela é o fato dela ter o respaldo de todas as tendências petistas. Até o governista José Guimarães é a favor da tese de que se os FG rifarem Izolda Cela para beneficiar Roberto Cláudio, haverá o rompimento do PT com o PDT.

Eunício põe na mesa condições de apoio

O ex-senador Eunício Oliveira concedeu entrevista, também no Cariri, dizendo que se a candidata pedetista for a governadora Izolda Cela, o MDB fecha com a aliança PT-PDT. Só que essa possibilidade hoje é improvável, pois os FG continuam trabalhando na candidatura do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio. Eunício não aceita nem pensar sobre um apoio a RC. Diz, sem pedir segredo, que não quer conversa política com Roberto Cláudio, a quem acusa de tê-lo traído nas eleições para o Senado em 2018, boicotando a sua reeleição e pedindo votos para o senador Eduardo Girão. Roberto Cláudio mandou um emissário a Eunício Oliveira, rejeitando a pecha de traidor. Explicou que não o prejudicou. Apenas não defendeu sua candidatura ao Senado com muito ardor. Eunício Oliveira não engoliu as justificativas. E mandou um recado de volta: o MDB não estará no palanque com o PDT, se ele, Roberto Cláudio, for o candidato ao Abolição.

Arnon pode ficar sem candidato na eleição

Arnon Bezerra trava uma verdadeira batalha com os tribunais eleitorais para garantir um nome seu na disputa deste ano. Com um capital eleitoral significativo, Arnon pode ficar fora da eleição pela primeira vez em mais de 30 anos de carreira política. Arnon teve suas contas, como presidente do PTB, novamente reprovadas pela Justiça Eleitoral, o que pode deixá-lo inelegível. Por outro lado, o deputado federal Pedro Bezerra, filho de Arnon, espera a decisão do TSE, onde já tem o voto contrário do relator, ministro Alexandre de Moraes, pela cassação do mandato por abuso de poder político. Agora, Arnon começa a visualizar a possibilidade de lançar uma das filhas, mas, antes, precisa resolver a situação da sua fundação, que administra o hospital São Raimundo em Crato e que as empregava. O relatório da intervenção deve sair nos próximos meses. Apesar dos problemas, Arnon garante que estará na disputa. Acredita que mesmo condenado, o deputado Pedro Bezerra não ficará inelegível.

Lucas Brasil alega ter maioria dos vereadores

A disputa para deputado estadual entre os nomes do Crato promete ser muito acirrada. O vereador Lucas Brasil, pré-candidato a uma cadeira na Assembleia Legislativa, se movimenta para conquistar o máximo de apoios na cidade. Lucas Brasil conseguiu surpreender, ao anunciar apoio da maioria dos vereadores da Câmara do Crato. Apesar de não falar em números, segundo ele, pelo menos 12 dos 19 vereadores estariam fechados com Lucas Brasil. A articulação tenta reduzir a influência do prefeito Zé Ailton Brasil, nas eleições, pois ele deve apoiar à reeleição do deputado estadual Fernando Santana. Zé Ailton tem 18 dos 19 vereadores na sua base. Quando perguntados sobre o assunto, os vereadores argumentam que são independentes quando o assunto é articulação eleitoral estadual e federal. Esses números mudarão: quando convidados para uma conversa téte-a-téte, esses vereadores seguirão o voto em Fernando Santana, candidato do prefeito Zé Ailton.

Permanência de Leitão no Cidadania teve um preço

A continuidade do pré-candidato a deputado estadual Leitão Moura no Cidadania teve um preço a ser pago. Leitão assumiu o compromisso de que, caso seja eleito, abrirá mão do mandato para assumir um cargo no novo governo, deixando espaço para que um dos suplentes assuma a vaga na Assembleia Legislativa. Claro, isso depende das vitórias de Leitão, hoje, apoiado pelo genro Cid Gomes, e da disputa entre o grupo dos FG e o deputado federal Capitão Wagner, líder da oposição e candidato ao Governo. O acordo que acabou pacificando o Cidadania, que hoje está unido ao PSDB numa federação partidária, foi articulado por Cid, que está empenhado na eleição do sogro. Com o entendimento reinando na federação PSDB-Cidadania, Leitão Moura espera se eleger na segunda vaga.

Desistência de Ciro agita o PDT

Apesar de todos os desmentidos, o cenário eleitoral da candidatura de Ciro Gomes só se complica para desespero dos irmãos Ciro e Cid Gomes. A direção nacional do PDT vem sendo pressionada para convencer Ciro a desistir. No ano passado, o presidente nacional Carlos Lupi e Ciro tinham convicção que a candidatura dele ia deslanchar e, em abril, estaria com os dois dígitos. O próprio Cid Gomes fez essa narrativa antecipando que em abril, Ciro estaria com 12% e junho com 20%. Nada disso se confirmou. O mês de abril está chegando ao seu final em menos de duas semanas, e Ciro Gomes pressionado adiou para o mês de agosto um salto nas pesquisas eleitorais. Como se sabe, a data limite das convenções partidárias é 05 de agosto. Ciro quer ganhar tempo e fugir do cerco político a que está submetido por toda bancada federal do PDT. Por detrás desse conflito estão os recursos financeiros do PDT. Candidatos a governador, deputado federal e senado querem que essas verbas fortaleçam o PDT, elegendo pelo menos uma bancada de 20 parlamentares para a Câmara. Só que para esse número vingar, o PDT não pode gastar seu minguado dinheiro com a campanha de Ciro Gomes. É por isso, que quase todos os dias, há notícias na mídia nacional falando que Ciro Gomes irá jogar a toalha.

Disse me disse...

Complicou a situação eleitoral do ex-prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio, durante julgamento nesta segunda, 18.

O pleno do TRE do Ceará julgou e está condenando Argemiro Sampaio por abuso de poder político e econômico.

O placar está 4 votos a zero. Já há votos suficientes para condená-lo, tornando-o inelegível para as eleições deste ano.

O juiz David Sombra pediu vistas, e não há prazo para que ele devolva esse processo.

Quando David Sombra apresentar seu voto, e o julgamento for concluído, se não houver reversão dos 4 votos a favor da condenação, Argemiro Sampaio estará impedido de concorrer às eleições para a Assembleia.

A Rede de Juazeiro do Norte resolveu, literalmente, somar forças na disputa a uma vaga à Câmara Federal. Vai ter candidatura coletiva.

Também filiado à Rede, o ex-vereador Cledmilson Vieira, preferiu disputar com candidatura independente. Em Juazeiro serão cinco nomes na disputa.

Quem reapareceu na política no Crato foi o ex-candidato a prefeito Aloisio Brasil. Ele retornou a público durante os atos religiosos da Semana Santa.

Ao lado do ex-vice-prefeito, Raimundo Filho, Aloísio tem articulado apoios para a deputada estadual Fernanda Pessoa, candidata à reeleição.
Desculpe a ignorância, e aí Ciro Gomes, quando anunciará sua desistência?

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ