Jornal do Cariri
Quem segura Idab com tantos escândalos

O vereador Pedro Januário (Janu) prepara, para esta terça (12), um novo festival de denúncias de corrupção contra a gestão do Idab no Hospital São Lucas e na UPA do Limoeiro. A edição do Jornal do Cariri antecipa alguns dos novos escândalos, que farão corar o prefeito Glêdson Bezerra. Afinal, durante a campanha eleitoral, assegurou que se eleito, poria fim a lama que maculou todas as últimas administrações de Juazeiro do Norte. É difícil para o Governo Glêdson Bezerra explicar à população juazeirense como um instituto se mantém à frente de equipamentos de saúde cometendo fraudes tão grosseiras, como gastar em um único mês, com um único motorista de aplicativo do Uber, rodando apenas em Juazeiro do Norte, a quantia de quase R$ 10 mil. É um exagero. Em seu pronunciamento, na sessão da Câmara Municipal, o vereador Janu dará mais detalhes dessa relação suspeita entre um motorista do Uber e o Idab.

Irregularidades atingem plantões de médicos

Outra grave denúncia de corrupção publicada na edição do Jornal do Cariri, e cujo o autor é o vereador Janu, mostra que uma única médica trabalhou ininterruptamente durante 25 dias de um mês de 31, dando 50 plantões de 12 horas. Faturou mais de R$ 65 mil e deve entrar para o livro dos recordes. Conseguiu trabalhar como médica sem dormir, sem se alimentar e não adoeceu. É um mistério que a medicina e o Conselho Regional Médico(CRM) devem esclarecer como essa profissional obteve esse rendimento. As fraudes se multiplicam na administração do Idab. O Ministério Público de Juazeiro do Norte já convocou o vereador Janu para que apresentasse todas as provas contra o Idab. O prefeito Glêdson Bezerra alega que glosou recursos, não participou das fraudes e está limpo nesse festival de corrupção, que se transformou a gestão do Idab.

Glêdson Bezerra cobrado a falar abertamente

O prefeito Glêdson Bezerra tem tangenciado diante das acusações formuladas pelo vereador Janu. Defende a nomeação de sua mulher, Sandra, para o cargo de chefe de Gabinete. Realmente, não há nenhuma ilegalidade na sua indicação ao posto. Mas, moralmente, para quem assumiu a prefeitura de Juazeiro do Norte se comprometendo a “quebrar a panela” do nepotismo e da corrupção, a posse de sua companheira não é o melhor caminho para o sucesso de uma administração. Não discuto a competência dela. Todos que a conhecem são só elogios a sua capacidade. Entretanto, politicamente é um erro de Glêdson. Abre o flanco para ser criticado. E tem cometido outros erros: tem sido brando ao responder às acusações do vereador Janu às fraudes da Idab. Se continuar agindo assim, esse escândalo que já caiu no seu colo, tende a crescer e gerar graves crises em seu governo. O melhor caminho para Glêdson Bezerra é ser franco. E responder: quem banca a manutenção do Idab em Juazeiro do Norte? Resposta direta. Sem fazer isso, ficará sempre a suspeita alimentada que ele- Glêdson Bezerra – é o padrinho do Idab.

Cid prepara vinda ao Cariri para ajudar PDT

O senador Cid Gomes está preparando uma série de articulações no Cariri para os próximos dias. A volta de Cid a região não estará ligada ao ex-governador Camilo Santana. Cid tem feito os contatos com a colaboração do ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, e do seu sogro, o pré-candidato a deputado estadual Leitão Moura. Em Juazeiro, a ex-vereadora Rita Monteiro já foi convidada para discutir o futuro o PDT local. Rita acabou não concorrendo à reeleição por esvaziamento no partido em 2020. Cid quer levantar o partido depois da saída do empresário Gilmar Bender, que hoje é um dos líderes da oposição no Ceará, ao lado do deputado federal e pré-candidato ao governo, Capitão Wagner. Bender é um dos nomes tanto para ser vice do Capitão, quanto candidato ao Senado. Cid está ciente dessas dificuldades no Cariri com o avanço de Capitão Wagner, que conseguiu construir oposição aos FG na maioria esmagadora dos municípios que compõem a região sul do Estado.

Cid está incomodado com tamanho de Camilo

Ao programar uma visita ao Cariri, sem Camilo, Cid tenta mostrar que a oligarquia FG não precisa do apoio do ex-governador para ter votos na região. Tem dito abertamente que muito antes de Camilo assumir por oito anos o Abolição, ele (Cid) governou o Ceará e garantiu a vitória de Camilo contra Eunício Oliveira, numa complicada campanha, lá nos idos de 2014. A estratégia de Cid, agora, é fortalecer novas lideranças no Cariri. Está convocando todos os prefeitos aliados para reuniões em Fortaleza. A pauta é a sucessão deste ano. Cid quer garantir que seus aliados votem em candidatos próximos aos FG. Fez mais: se reaproximou de Arnon Bezerra, derrotado em 2020. E trabalha para transformar o deputado Guilherme Landim no futuro presidente da Assembleia, após a recondução de Evandro Leitão, no período 2023-2224. Investe no fortalecimento do nome de Landim para se tornar uma alternativa à liderança de Camilo Santana no Cariri, mesmo não admitindo isso publicamente. Cid sabe que hoje o prestígio político dos FG é muito menor do que a de Camilo Santana no Cariri.

Fundação de Arnon precisa ser devolvida

Todo amiguinho de Arnon Bezerra, o senador Cid Gomes precisa explicar ao próprio Arnon e aos políticos do PDT, porque Alcides Muniz continua no controle da Fundação Leandro Bezerra, que é da sua família. Todos que conhecem a história da intervenção na Fundação repetem um mesmo mantra: a continuidade dessa dura medida só é possível porque os FG não quiseram afastar de fato esse senhor Alcides Muniz do controle da entidade. Arnon demonstra muita lealdade aos FG, contudo a reciprocidade não tem sido a mesma. Arnon perambula pelos corredores e gabinetes do Poder Judiciário do Ceará. Exibe que a intervenção não pode continuar. Apresenta provas contra o todo poderoso Alcides Muniz. Apesar de estar tão próximo a Cid, o senador não escuta Arnon Bezerra. Também não o auxilia na conquista de colégios eleitorais para reeleger seu filho Pedro Bezerra. Já Arnon, retribui a falta de apoio de Cid, votando no seu sogro em Juazeiro do Norte.

Roberto Cláudio prepara sua entrada no Cariri

O ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, está focado em se viabilizar como candidato do PDT para o Governo do Estado. Para tanto, quer ser conhecido no Cariri. Resolveu conceder entrevistas de rádio, quando contou toda sua história política e realizações à frente da Prefeitura de Fortaleza. Para os aliados no Cariri, RC apresentou seu cartão de visitas para preparar a sua vinda à região. A entrevista foi por telefone. Sabe que precisa ser lembrado nas pesquisas que nortearão a escolha do candidato do PDT, lá em julho. Outro critério que pode ser usado na briga pela candidatura. Roberto Cláudio garantiu que está pré-candidato e vai tentar até o fim do prazo convencer os aliados dos FG da sua viabilidade. Já conseguiu sua primeira vitória. Camilo Santana deixou o Abolição sem que estivesse resolvido a definição do candidato do PDT. Camilo queria ter lançado o nome da governador Izolda Cela, à reeleição. Não conseguiu. Os irmãos Ciro e Cid Gomes não permitiram. Ciente dessa vitória, RC está otimista em ser ungido o candidato, no momento certo pelos FG. Até isso se concretizar, adotará a humildade. Diz que não desmerece os outros pré-candidatos, avaliando como grandes gestores e merecedores da indicação. Se refere a Izolda, Evandro Leitão e Mauro Filho. É por educação que faz isso. A disputa está polarizada entre RC e a governadora Izolda Cela.

Disse me disse…

A turma dos FG usou o vereador do PDT de Fortaleza, Adail Junior, para atacar a governadora Izolda Cela, acusando-a de ter sangue petista.

Os FG querem Roberto Cláudio. Passam o trator para fazer suas vontades. Não importa em quem. Vale a máxima de emplacar RC governador.

Mas, Izolda Cela deu uma dura resposta a agressores. Se mantém firme como candidata à reeleição. Não fala, mas trabalha muito.

Presidente regional do MDB, Eunício Oliveira, recepcionou o presidenciável Lula com um jantar em sua casa, em Brasília, nesta segunda (11).

Na pauta, além da corrida presidencial, Eunício e Lula discutiram o veto de José Guimarães à candidatura de Roberto Cláudio.

Se os irmãos Ciro e Cid Gomes insistirem nessa opção, Guimarães avisa que rompe e lança candidatura própria. Eunício OIiveira avisa: se houver rompimento do PT com PDT, apóia o nome de Luizianne Lins.

A Rede de Juazeiro do Norte resolveu, literalmente, somar forças na disputa a uma vaga à Câmara Federal. Vai ter candidatura coletiva.

Também filiado à Rede, o ex-vereador Cledmilson Vieira preferiu disputar com candidatura independente. Em Juazeiro, serão cinco nomes na disputa.

Nome cratense na corrida por uma vaga na Assembleia, o vereador Lucas Brasil acabou se filiando ao PCdoB.

Lucas foi com a anuência do PSB, mas, em troca, vai votar no presidente Denis Bezerra, que é candidato à reeleição como deputado federal.

Quem esteve no Crato para a procissão de Ramos foi a deputada estadual Fernanda Pessoa. Fernanda é apoiada por Aloisio Brasil e Raimundo Filho.
Desculpe a ignorância, prefeito Glêdson Bezerra, quem é o padrinho para manter o Idab na administração do Hospital São Lucas e da UPA Limoeiro?

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ