Jornal do Cariri
PUBLICIDADE
Chapada
Madson Wagner

O cenário para a disputa em Araripe começa ganhar contornos de definição. Na oposição, a pré-candidatura do presidente da Câmara, Zé Gordinho (MDB), é uma realidade. Na sessão da Câmara do dia 9, o presidente disparou contra o prefeito Cícero de Deus (PDT). Cobrou o envio de Projetos de Lei em benefício dos professores e agentes de saúde, além de uma solução para as obras paralisadas. Disse que já foi dado muito tempo. Ao lado de Giovane Guedes, Zé Godinho tem intensificado visitas as comunidades. Agora, a oposição espera uma conversa com o empresário Rodrigo Modesto, que teve um enfraquecimento na sua pré-candidatura, com o anúncio do ex-prefeito Humberto Germano, de que estará fora da disputa deste ano. Modesto esperava que Germano estivesse no seu palanque. Germano ficará neutro. Já o prefeito Cícero de Deus se enfraqueceu no cenário estadual, ao permanecer no PDT. As apostas eram de filiação ao PSB. A base do prefeito aposta na divisão da oposição.

PDT prepara candidaturas em Abaiara e Jardim

A passagem do deputado federal e presidente nacional do PDT, André Figueiredo, pelo Cariri, deixou certezas sobre o partido nas disputas deste ano. No município de Abaiara, André esteve com a secretária de Saúde, Elenita Tavares, e os vereadores Lulu, Ismael e Francisco de Tindor. André incentivou Elenita a ser o nome da gestão na disputa. Se aceitar, Elenita pode ser a alternativa do prefeito Afonso Tavares, isolado no PT. Em Jardim, a situação é bem diferente. Em reunião com o vereador Serginho e a ex-candidata Cléa Luz, André bateu o martelo e confirmou a pré-candidatura pelo PDT. Cléa será o nome da oposição ao prefeito Aniziário Costa (PT). Nos dois municípios, a disputa se mostra bem difícil.

Em Tarrafas, Professor Palácio terá apoio de Taiano

O prefeito de Tarrafas, Taiano Martins (PT), surpreendeu ao declarar apoio ao pré-candidato Professor Palácio, durante uma entrevista. Junto a Taiano, os ex-prefeitos Terto Alcântara e Teca Lopes, além de vereadores, seguirão o mesmo caminho. Lançado como terceira via, com os apoios, Palácio passa a polarizar a disputa com o candidato da oposição Eronildes Santos, que já se articula com a base governista, através do PSB de Cid Gomes. Palácio deve se filiar ao PT de José Guimarães e Camilo Santana. Apesar do apoio, a base de Palácio faz questão de afirmar que a adesão de Taiano não mudará o projeto pensado para a campanha e as propostas que devem ser apresentadas para o Município.

Oposição em Milagres definida para a disputa

A saída do deputado estadual Guilherme Landim - da liderança do PDT na região do Cariri - foi definitiva para a composição da oposição em Milagres. Isolados no cenário estadual, o ex-candidato Abraão Sampaio e o empresário Pepe da Papelaria encontraram no PDT alternativa. Em reunião com André Figueiredo, os dois líderes da oposição fecharam a parceria e já assumiram o comando da sigla. A chapa deve ter Abraão candidato a prefeito e Pepe como vice. Em 2020, os dois estavam em lados opostos. A dupla espera contar com o apoio do ex-prefeito Hellosman Sampaio. Mas, apesar da aproximação entre Hellosman e Abraão, há dúvidas do empenho na campanha. Houve divergências de opinião após a eleição.

Enquanto isso...

Ainda em Milagres, a base do prefeito Cícero Figueiredo (PT) comemora. O governador Elmano de Freitas e o ministro Camilo Santana, ambos do PT, têm colocado a reeleição de Figueiredo como prioridade no Estado.

Em seis meses, Elmano e seus secretários estiveram em Milagres por quatro vezes, em diversas inaugurações. A avaliação é que o prestigio pode ajudar na eleição. Jamais uma gestão teve tanta atenção do Estado.

Em Nova Olinda, a disputa está definida. A oposição vai anunciar o nome do empresário Gerlanio Sampaio (PSB) como cabeça de chapa. Falta decidir apenas o nome do candidato a vice.

A decisão por Gerlanio foi unanimidade no grupo que tem ex-prefeito Afonso Sampaio (MDB), a ex-vereadora Socorro Matos e o empresário Neguim da JF. Gerlanio enfrentará o secretário Leonardo Brito (PT).

A enxurrada de filiações ao PSB, agora sob o comando do senador Cid Gomes, mostrou a força do grupo na política cearense. Incentivados por Cid, Camilo Santana (PT) e o deputado José Guimarães, foi quase impossível para os prefeitos ligados ao PDT resistirem ao PT e o PSB. Dos 66 prefeitos eleitos em 2020, apenas 10 permaneceram no PDT. A grande maioria migrou para PT ou PSB. No Cariri, apenas Antônio Filho, de Antonina do Norte; Cícero de Deus, em Araripe; e Deda Pereira, de Farias Brito, permaneceram. Com exceção de Antônio Filho, os outros dois foram motivados pela disputa local. Em Farias Brito, Deda terá que disputar sua reeleição contra o PT de Vandevelder Freitas. Em Araripe, a oposição é liderada pelo petista Giovane Guedes, ex-prefeito e pré-candidato. Mesmo assim, Deda e Cícero eram esperados no PSB, com a expectativa de neutralizar a influência e participação da base aliada do Governo do Estado na campanha. Deda e Cícero de Deus não se manifestaram sobre a decisão.

Enfraquecida, oposição de Milagres tenta atrair PDT

A oposição de Milagres, liderada pelo ex-prefeito Hellosman Sampaio, tenta atrair o PDT para sua base. A possibilidade surgiu depois do anúncio do deputado estadual Guilherme Landim, de acompanhar o senador Cid Gomes na filiação ao PSB. Guilherme espera apenas a janela partidária ou uma definição do grupo, que proporcione segurança jurídica. Logo após o anúncio, o grupo de Hellosman iniciou a articulação junto ao PDT, e tem anunciado que a conversa está adiantada. Mas, a articulação não é fácil. O grupo enfrenta a resistência do deputado federal André Figueiredo, presidente nacional do partido. André teria garantido ao prefeito Cícero Figueiredo (PT) que o partido apoiaria sua reeleição. Será?

Em Nova Olinda, o debate será lulismo e bolsonarismo

Com o favoritismo do empresário Gerlanio Sampaio para liderar a oposição em Nova Olinda, cresce o debate sobre lulismo e bolsonarismo. A discussão deve ganhar força na campanha. E o motivo é simples, tanto Gerlanio quanto o prefeito Ítalo Brito votaram em Jair Bolsonaro. Hoje, Ítalo e seu pré-candidato, Leonardo Brito, estão no PT, e Gerlanio no PSB, partido da base dos governos Lula e Elmano. Neste cenário, o detalhe é a ex-vereadora Socorro Matos, que disse ter deixado o PT, por não aceitar bolsonaristas no partido. Hoje, Socorro apoia Gerlanio. A base de Ítalo garante que ele não declarou voto e liberou a base na eleição. Ainda acusa Gerlanio de votar e financiar da campanha da extrema direita.

Em Tarrafas, Eronildes abre caminho no PSB

Os sucessivos desgastes enfrentados pelo prefeito de Tarrafas, Taiano Martins (PT), abrem o caminho para o avanço do pré-candidato Eronildes Santos. Liderança da oposição, Eronildes articula para neutralizar a força de Taiano, ao se articular para compor com o PSB local. Na festa de filiação de Cid Gomes, Eronildes liderou um grupo de cinco vereadores e outros quatro pré-candidatos a Câmara. Mostrou força no município e no estado. Eronildes foi acompanhado pelo deputado estadual Guilherme Landim, principal liderança de Cid no Cariri e na Assembleia Legislativa. Já Taiano, mesmo sem ter o nome citado, enfrenta mais uma investigação do Ministério Público por fraude em licitação.

Enquanto isso...

Em Altaneira, o prefeito Dariomar Rodrigues (PT) participou da sessão de abertura da Câmara, na quinta-feira (08). No seu discurso, mostrou um município com excelência na educação e na saúde, e servidores bem pagos.

A base do prefeito concordou, mas o líder da oposição, Ariovaldo Soares, aproveitou para criticar a falta de estrutura da educação, para funcionar em tempo integral, e lembrou as demandas reprimidas na saúde.

Em Potengi, no dia 2, o deputado federal José Guimarães (PT) partiu em defesa do prefeito Edson Veriato (PT). Guimarães pediu uma corrente de solidariedade ao prefeito, que luta contra um câncer.

Guimarães destacou a luta de Veriato contra adversidades políticas. E elas prometem continuar. Mesmo solidária ao problema de saúde de Veriato, a oposição começa a pedir seu afastamento para o tratamento.

É inegável, o deputado federal Yury do Paredão tem dado um novo gás no MDB na região do Cariri. Claro, tudo sob o olhar do deputado federal e presidente estadual da sigla, Eunício Oliveira. O partido tem experimentado uma oxigenação, sempre, como tudo na política, carregado de novas aquisições, polêmicas e especulações. Em Nova Olinda, está sendo preparada a filiação do ex-prefeito Afonso Sampaio. Uma grande festa para receber Afonso é esperada. Yury e Eunício já confirmaram presença. Afonso lidera o grupo de oposição. Outro município onde o MDB pode sofrer mudanças é Missão Velha. Yury tem conversado com o prefeito Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim (PDT), e a aproximação tem balançado a oposição. O MDB do Município é liderado pelos ex-prefeitos Washington Fechine e Diego Feitosa, também líderes da oposição. Os dois são ligados, historicamente, a Eunício. Não há certeza sobre mudanças no partido, mas as conversas entre Dr. Lorin e Yury estão gerando especulações.

Caldeirão do MDB continua em Caririaçu e Assaré

Além de abrir novos espaços, o MDB do Cariri parecer estar em busca de garantir protagonismo na política local. Em Caririaçu, o MDB chegou a estar nas mãos do vice-prefeito Rosivan Leite, mas uma articulação do ex-prefeito, João Marcos, liderança da oposição, acabou evitando a mudança, a partir da força de Eunício Oliveira. Apesar de conseguir resolver a situação, João Marcos já sabe que o partido precisa crescer, sob pena de ser entregue a outra liderança. Em Assaré, a vereadora Maria É se articula com Yury do Paredão, para levantar o partido no Município. A vereadora foi oposição ao prefeito Libório Leite, e pode voltar ao posto. Quer discutir a sucessão municipal.

Base aliada de Abaiara pode ter três pré-candidatos

Para quem espera uma disputa solitária nas eleições deste ano em Abaiara, pode se enganar. Dentro da base aliada dos governos Lula e Elmano, já foram lançados dois nomes em apenas uma semana. No dia 30 de janeiro, uma reunião com os ex-prefeitos Chico Sampaio e Zezinho, e mais os vereadores Bilu, Manuel Alves, Ricardo Leite, Deda Jó e Wilson Filho, decidiram pela pré-candidatura do vice-prefeito, Ângelo Furtado, Angim (PT). A decisão isolou o prefeito Afonso Tavares (PT), que articulava uma candidatura fora do grupo. Pode ser o terceiro nome, já que, no dia 03, foi a vez do deputado federal Yury do Paredão lançar o nome da vereadora Mara Sampaio (MDB). O anúncio surpreendeu pela pouca expressão da vereadora. Em 2020, Mara foi a nova de nove eleitos.

Surpresas entre os prefeitos do Cariri filiados ao PSB

A festa de filiação do senador Cid Gomes ao PSB do Ceará, no domingo (04), confirmou algumas expectativas e revelou surpresas no Cariri. Dados com certo, as filiações dos prefeitos de Assaré, Libório Leite; de Brejo Santo, Gislaine Landim; e de Caririaçu, Edmilson Leite; se confirmaram e deram uma declaração de fidelidade ao chamado grupo Cidista. A surpresa veio dos prefeitos de Missão Velha, Dr. Lorim, e de Salitre, Dodó de Neoclides. Lorim demonstra, com a filiação, que prepara uma medida de isolamento para a oposição. Filiado ao PSB, também conversa com PT e MDB. Já Dodó conseguiu dividir a oposição petista. Agora, está no PSB e tem apoio do PCdoB e PV, partidos da federação. Jogadas de mestres!

Enquanto isso...

Em Aurora, tem mais um partido contra o prefeito Marcone Tavares, o PRD. Articulado com a ajuda do deputado federal Yury do Paredão, o partido tem a presidência do jovem Tonny Bezerra.

Tonny tem como tendência a oposição, mas quer debater. Já tem contato iniciado com os ex-prefeitos Carlos, Júnior e Adailton Macedo. O dirigente acredita no consenso para barrar a reeleição de Marcone.

Em Missão Velha, quem se movimenta para uma aproximação ao novo PSB é a presidenta da Câmara, Macielle Macedo. Eleita pelo MDB, de Washington e Diego, Macielle se articula, hoje, com o prefeito Dr. Lorim.

Macielle esteve na filiação de Cid Gomes ao PSB, em Fortaleza. Vale salientar que Macielle tem um bom debate com o deputado estadual Guilherme Landim, que deve ser um dos líderes do partido no Cariri.

O PT parece não abrir mão de se tornar o maior partido da região do Cariri, pós 2024. Isso, claro, no número de prefeitos eleitos. Por enquanto, carrega a avaliação de ter ampliado seus quadros com gestores em exercício nos mandatos. A agenda do deputado federal José Guimarães, nos dias 24 e 25, ao lado do deputado estadual Fernando Santana e do presidente do partido, Antônio Filho (Conin), percorrendo cinco municípios, mostrou a estratégia de crescimento a partir da força das máquinas administrativas. Os municípios de Nova Olinda e Potengi foram exemplos dessa estratégia. Em Nova Olinda, o prefeito Ítalo Brito se filou e trouxe seu nome a sucessão, o secretário Leonardo Brito. Em Potengi, desistente da reeleição por problemas de saúde, o prefeito Edson Veriato indicou a filiação do seu procurador, Luã Almino. Nos municípios de Campos Sales e Araripe, as visitas foram de fortalecimentos dos nomes do prefeito João Luiz e do ex-prefeito Giovane Guedes, respectivamente. O único que não terá a força da máquina é Giovane.

Prefeito Dariomar desafia Camilo e PT
O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), tem repetido, junto a sua base, que não aceitará outra posição do PT e do ministro Camilo Santana, que não seja o apoio irrestrito, com presenças no Município, durante a campanha eleitoral. A fala de Dariomar é motivada pela notícia da articulação em curso, para a filiação da candidata da oposição, Ana Késia, ao PSB de Eudoro, pai de Camilo. Em 2020, Késia estava no PDT de Cid Gomes, o que afastou a cúpula petista do Município. Neste ano, Dariomar já disse que não aceitará a mesma omissão e, se acontecer, não é para contar com ele em 2026. Para aumentar a tensão, Cid vai se filiar ao PSB e, segundo especulação, é o articulador da filiação de késia.

Prefeito de Porteiras apresenta chapa majoritária
O prefeito de Porteiras, Fábio Pinheiro, não vai esperar para os últimos dias para anunciar sua chapa na disputa deste ano. Combinado com sua base política, mandou realizar uma pesquisa de opinião e os dois primeiros colocados acabaram sendo aclamados candidatos. O anúncio aconteceu na noite da quarta-feira (24), e os nomes de Dr. Alboino e Wellington Baião devem compor a chapa como pré-candidatos a prefeito e vice, respectivamente. O anúncio teve o apoio dos vereadores da base aliada e do ex-prefeito Manoel Novais. Para o anúncio, não poderia ter um lugar melhor – para os mais entusiastas – do que um bar, como aconteceu. Bom, pelo menos, o anúncio foi popular ao extremo.

Prefeito de Milagres articula hegemonia petista
O PT, que não elegeu nenhum vereador na eleição de 2020 em Milagres, pode se tornar o maior partido do Município. Isso porque o prefeito Cícero Figueiredo, que também se filiou ao PT depois de eleito, trabalha para trazer toda sua base na Câmara para o partido. Hoje, Figueiredo conta na base com 10 dos 11 parlamentares, e tem reafirmado seu desejo de ver todos filiados disputando pelo PT. A ideia é que os partidos da federação, PCdoB e PV, não lancem candidatos. As conversas continuam, mas a tendência é que se confirme. Para muitos, um risco. Mas a base avalia como demonstração de força. Figueiredo espera as definições de PSB e Podemos no cenário estadual, para articular seus fortalecimentos no Município.

Enquanto isso...
Em Araripe, o ex-prefeito Giovane Guedes mantém a esperança de fazer a disputa pela Prefeitura contra o prefeito Cícero de Deus. Na última semana, Giovane conseguiu uma decisão judicial que o coloca de volta a disputa.

Apesar de poder ser candidato, Giovane sabe que a decisão coloca sobre uma possível candidatura muita insegurança jurídica. Giovane não se manifestou, mas há uma tendência de ficar fora e apoiar outro nome.

O prefeito de Abaiara, Afonso Tavares (PT), aproveitou a agenda da cúpula petista no Cariri, para fazer uma última tentativa de reaver o partido. Afonso acompanhou a agenda em Barbalha, durante filiação do prefeito Guilherme.

Quando esteve com o deputado federal José Guimarães, o prefeito Afonso tentou falar sobre sua sucessão, mas acabou interrompido. Guimarães deixou claro que o nome do PT será o vice-prefeito, Ângelo Furtado.

Depois de uma grande articulação para que PT e PDT refaçam a aliança, rompida em 2016, a tensão voltou a rondar os partidos. Uma reunião, no dia 16, entre os ex-prefeitos Mano Morais e Márcio Martins, com as presenças dos vereadores Chicão Fernandes, Júnior Leopoldo, Horaciano Montenegro e Lúcio Maranhão, colocou em xeque a articulação liderada pelo ex-prefeito Isaac Júnior (PT) e o deputado estadual Guilherme Landim (PDT). Para baixar a tensão, no dia 20, o Diretório Municipal do PT reafirmou o nome do prefeito João Paulo na disputa pela reeleição. No comunicado, publicado nas redes sociais, o PT anunciou aliança com o PDT, indicando o candidato a vice na chapa. Apesar da aliança estar bem encaminhada entre as lideranças, nos bastidores, a tensão continua. O nome do PDT favorito para a indicação de vice é Ciço do Coité, mas ele enfrenta resistência dentro do PT. E aí, o ponto da discórdia. Caso Ciço do Coité não seja aceito, o grupo pedetista ameaça romper e lançar uma chapa com Fernanda Martins, ex-vereadora e filha de Márcio Martins, e Ciço do Coité na vice.

Eunício e Ronaldo juntos em Lavras da Mangabeira
O anúncio da destinação de R$ 6 milhões para Lavras da Mangabeira, feita pelo deputado estadual Danniel Oliveira (MDB), ao lado do prefeito Ronaldo da Madeireira (PSD), dia 18, surpreendeu o Município e o Cariri. O valor a ser investido em obras e custeio da saúde, a partir de emendas dos mandatos de Danniel e do deputado federal Eunício Oliveira, sela um acordo para as eleições deste ano: o grupo de Eunício vai apoiar a reeleição de Ronaldo. Ronaldo impediu a reeleição do ex-prefeito Ildsser Oliveira, em 2020. Em outubro de 2023, Eunício chegou a cogitar o nome de Neto Oliveira, mas a articulação não ganhou força e acabou na direção da aliança. O acordo seria para Ronaldo apoiar Neto em 2028.

Saída de Giovane Guedes divide oposição em Araripe
Líder da oposição em Araripe, o ex-prefeito Giovane Guedes tem um desafio pela frente: unir o grupo contrário à reeleição do prefeito Cícero de Deus no mesmo palanque. A saída de Giovane do páreo, por inelegibilidade, acabou deixando a tarefa mais difícil. Giovane tem defendido um diálogo para a escolha do candidato, hoje, disputado entre o empresário Rodrigo Modesto e o presidente da Câmara, Zé Gordinho (MDB). Rodrigo negocia filiação ao PRD, por não ter espaço no MDB. O empresário é apoiado pelo deputado federal Yury do Paredão (MDB), que garante que, se eleito, Rodrigo assume o partido. Giovane, filiado ao PT, tem preferência por Zé Gordinho. Rodrigo trabalha o apoio do ex-prefeito Humberto Germano. A disputa entre Rodrigo e Zé Godinho está acirrada.

Professor Palácio quer ser a terceira via em Tarrafas
A disputa eleitoral em Tarrafas está recheada de surpresas. Depois da subida significativa do candidato da oposição, Eronildes Santos, que ganhou apoios de ex-prefeitos, vereadores e lideranças de peso, surgiu uma terceira via na disputa: o articulador social e empresário Francisco Palácio. Nas redes sociais, ao anunciar sua pré-candidatura para disputa deste ano, professor Palácio, como é conhecido, não falou se é oposição ao prefeito Taiano Martins. O detalhe é que Palácio, apesar de ter um nome popular em toda região do Cariri, construiu sua vida política em Assaré, onde foi vereador e, até recentemente, apoiador do ex-prefeito Evanderto Almeida. Hoje, Evanderto compõe a base do prefeito Libório Leite.

Enquanto isso...
Em Barro, o vice-prefeito Albano Severo desistiu da disputa pela Prefeitura. Albano está rompido politicamente com o prefeito George Feitosa e chegou a conversar com o ex-prefeito Marquinélio Tavares.

A pré-candidatura de Albano chegou ao fim no dia 15, com publicação de uma nota, onde não aponta sua posição nas eleições deste ano. Albano já articulava com o PSD, PP e até o PCdoB, hoje federado com o PT.

Em Altaneira, a disputa deve mesmo acontecer entre duas mulheres. Na oposição está consolidado o nome da empresária e ex-candidata Ana Késia. Ela tem reunido apoios importantes de ex-prefeitos, como Delvamberto.

Na base do prefeito Dariomar Rodrigues (PT), está cada vez mais pacificado o nome da vereadora Silvania Andrade (PT). Nos bastidores, Dariomar não esconde sua preferência e Silvania já iniciou o trabalho

O vereador cratense e membro do diretório estadual do PT, Pedro Lobo, criticou o partido pelas filiações em massa na região, citando o caso do prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, eleito pelo PP, em disputa contra o PT. No primeiro anúncio da filiação, a direção municipal, liderada pela ex-vereadora e ex-candidata Socorro Matos, se manifestou publicamente contrária a filiação. O diretório foi substituído e Socorro deixou a sigla para permanecer na oposição ao prefeito Ítalo. Após a repercussão da entrevista do dirigente petista, o novo diretório, presidido por Socorro Santos, publicou nota em que declara apoio a filiação em alinhamento ao diretório estadual. O novo diretório foi empossado em 11 de novembro de 2023 com mandato até junho de 2025. Hoje, Socorro Matos se articula com a oposição, liderada pelo ex-prefeito Afonso Sampaio, que tem ainda o ex-candidato Gerlanio Sampaio, e a liderança conhecida como Neguim.

Afonso Tavares tenta último suspiro em Abaiara
Bem longe do protagonismo quando o assunto é a sua sucessão, o prefeito de Abaiara, Afonso Tavares (PT), deve propor a realização de uma pesquisa para escolher o nome que terá seu apoio. A proposta é avaliada por lideranças locais como uma última tentativa de se contrapor ao protagonismo do seu vice-prefeito, Ângelo Furtado, o Angim. O grupo liderando por Angim já tem maioria na Câmara e o comando do PT, partido de Afonso. Angim já está com a candidatura na rua e seus aliados garantem que, independente de pesquisa, será o nome que reunirá os apoios da oposição e da situação. Afonso tenta colocar nomes como os vereadores Lulu e Ismael, além do médico Janailson, no páreo. A pesquisa não tem data.

Prefeito de Assaré continua falando só de gestão
Perguntado, por várias vezes, sobre sua pré-candidatura à reeleição, o prefeito de Assaré, Libório Leite, continua irredutível em não antecipar a campanha eleitoral. Em entrevista recente, Libório fez balanço de 2023 da sua gestão, qualificando como um ano desafiador, mas de realizações, e se manteve reticente quando o assunto foi o pleito eleitoral. Sobre eleições, o prefeito tem se mantido na defensiva e, em pouquíssimas vezes, deixou escapar que deve ser natural a disputa pela reeleição. De fato, Libório se destaca pelas articulações; já atraiu para sua base o principal nome da oposição, o ex-prefeito Evanderto Almeida, desarticulando o grupo. Se for para a disputa, tem um caminho pacificado.

Jati em pé de guerra entre as ex-aliadas Neta e Mônica
Em Jati, a discussão da semana foi o anúncio desta coluna sobre a articulação da ex-prefeita Neta Diniz para viabilizar a candidatura do seu marido, Toin de Neta. A informação de que a prefeita Mônica Mariano estaria perdendo apoios, acabou causando desconforto para quem foi citado e garante permanecer na base. Correção feita, o ex-vereador Gilberto Ferreira permanece na base e descarta qualquer possibilidade de apoio a Neta. Outros citados não se manifestaram, que fique a avaliação. A avaliação de desgaste de Mônica levantou, ainda, a ira da sua base, que plantou em blog de Pernambuco um texto opinativo, sem assinatura, colocando Neta e seus aliados como ingratos. Virou guerra!

Enquanto isso...
Ainda em Jati, a guerra entre as ex-aliadas Mônica Mariano e Neta Diniz parece estar apenas começando. A verdadeira oposição lamenta a polarização entre os grupos, que segundo avaliam, prejudicaram a cidade.

A oposição aponta que esta será a disputa do poder do dinheiro contra a força da máquina. E denuncia que já começaram as promessas de emprego e a distribuição de material de construção. Nomes não aparecem por medo.

Ainda em Nova Olinda, o ex-candidato a prefeito, Gerlanio Sampaio, deu um passo importante para ser o nome da oposição na disputa pela Prefeitura. Gerlanio deve ingressar no PP, ex-partido do prefeito Ítalo.

A decisão de ser oposição veio da cúpula do partido, em Fortaleza, e Gerlanio foi convidado para liderar. Gerlanio terá que convencer Socorro Matos, Afonso Sampaio e Neguim, sob risco de racha.

Fora dos “holofotes” políticos, desde que foi afastada em 2018, a ex-prefeita de Jati, Neta Diniz, já articula sua volta ao comando do Município. Neta se afastou dos holofotes, mas as últimas notícias dão a garantia de que Neta não deixou o protagonismo nos bastidores. Neta trabalha o nome do seu marido, conhecido como Toin de Neta, para disputar contra a prefeita Mônica Mariano, que vale salientar, ajudou a eleger em 2020. Apesar de ter ocupado, através de indicações, cargos estratégicos na gestão, Neta deve mesmo romper e liderar a oposição contra Mônica. A ex-prefeita joga com o desgaste político que Mônica vem sofrendo e mira nas dissidências da atual gestão. Mônica perdeu apoios importantes como Jarbas Madeiro, Ediceu Justino, João Filho, Evaldo Sobreira e Gilberto Ferreira. Em 2023, Mônica surpreendeu com a filiação ao PT, em busca de apoios como os deputados Fernando Santana e José Guimarães. Neta deve contar no seu palanque com a maior liderança política do Cariri Leste, o deputado estadual Guilherme Landim.

Candidato da oposição em Tarrafas ganha força
Depois de lançar sua pré-candidatura a Prefeitura em 2024, durante sessão da Câmara, em dezembro de 2023, o ex-vereador Eronildes Francisco vem ganhando adesões e fortalecendo. Nomes como dos ex-prefeitos Neto Alcântara, esposo da também ex-prefeita Girleuda Mathias, anunciou apoio a Eronildes, fortalecendo a oposição ao prefeito Taiano Martins (PT). Na Câmara, Eronildes já conta com os vereadores Neto do Chiquinho (presidente da Câmara), Tico Batista, Laércio, Lane Arrais e Edson Silva; além da liderança local, Francisca Arrais. A articulação é pra juntar desafetos de Taiano, que tem histórico de rompimentos e traições. Taiano foi vice e apoiado pela ex-prefeita Girleuda, mas rompeu. Em 2018, chegou a perder o apoio do próprio pai, o ex-prefeito Terto.

Oposição de Porteiras definida: uma sinuca de bico
O prefeito de Porteiras, Fábio Pinheiro, vive o dilema que a maioria dos gestores sem direito à reeleição vive: quem apoiar para sua sucessão. Entre prestigiar seu vice, Aníbal Tavares, e cumprir possíveis acordos com o ex-prefeito Manoel Novais e o médico Wellington Baião, Fábio parece numa ‘sinuca de bico’. Claro, ainda é cedo. Mas, a dúvida tem causado desgastes. Por outro lado, definido para a disputa, o ex-candidato Mundinho Inácio torce pela crise. Em 2020, Mundinho disputou contra Fábio e perdeu por apenas 388 votos. Acredita que uma ruptura no grupo do prefeito pode favorecer seu nome. Nos bastidores, Fábio diz que a decisão será em março. A própria base aliada avalia que poderá ser muito tarde.

Prefeito de Nova Olinda recebe ministro
Plenamente entrosado com a base governista e o PT no Ceará, o prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, comemorou a visita do ministro do Turismo, Celso Sabino, ao Município, para discutir turismo sustentável. O encontro de sábado (06), no Museu Violeta Arrais, reuniu lideranças como o deputado federal Yury do Paredão, o estadual Davi de Raimundão, o ex-deputado Nelinho Freitas e o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Na agenda caririense, o ministro foi acompanhado por Yury do Paredão. A visita incluiu, ainda, visita a estátua do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte. Em Nova Olinda, Celso Sabino conheceu o Museu do Couro Expedito Celeiro e o projeto Casa Grande. Politicamente, Ítalo mostra força.

Enquanto isso...
Em Assaré, houve frustração pelo cancelamento da agenda do ministro do Turismo, Celso Sabino. Grupos culturais e Prefeitura se prepararam para discutir o potencial do turismo e o apoio do Ministério.

O prefeito Líbório Leite teve a garantia que a discussão acontecerá em outro momento. Libório disse não abrir mão de contar com incentivos dos programas Fungetur e Cadastur, para o desenvolvimento de projetos.

Ainda em Jati, além dos desgastes políticos, com rompimentos em massa de lideranças locais, a prefeita Mônica Mariano, tem enfrentado crise administrativa. A última dessas crises aconteceu com os motoristas. Motoristas e operadores de máquinas pesadas do Município reclamam reajuste salarial nos últimos cinco anos. Sem diálogo, a rever proposta do Executivo, a categoria decidiu pela greve.

Ao fazer um balanço da sua gestão, o prefeito do Barro, George Feitosa, reclamou de “herança maldita” deixada por gestões passadas. Lembrou que há quem o repreenda por insistir no assunto, mas tem sido direto: não tem como esquecer. O Município estaria sendo penalizado pela falta de certidões negativas, critério para receber verbas voluntárias. Somente a dívida deixada pela gestão Marquinélio Tavares, cassado, chega a R$ 40 milhões. Apesar das dificuldades administrativas, George comemora politicamente; tem maioria de sete dos 11 vereadores, o que facilita a governabilidade. Até a ex-candidata Vanda está na base de apoio a George. Apesar do avanço na Câmara, o prefeito tem perdido apoios dentro de casa, como o vice-prefeito, Albano Severo, e outros secretários. Os dissidentes tentam se credenciar como terceira via e esse pode ser um ponto favorável à reeleição de George. O grupo de Marquinélio ainda continua na disputa. No geral, George se diz tranquilo por ter a certeza, com base em pesquisas, que a população não quer retroceder.

Oposição de Missão Velha sobe o tom contra o prefeito
O avanço político do prefeito Dr. Lorin, em Missão Velha, acabou despertando a oposição. O ex-prefeito Diego Feitosa, pré-candidato para 2024, resolveu abrir sua opinião sobre a atual gestão e, segundo ele, existe uma versão nas redes sociais do prefeito e outra na realidade. E foi mais longe, ao avaliar que houve retrocesso em políticas públicas na saúde e no abastecimento, deixadas por ele. Ou seja, nas palavras de Diego, a cidade andou para trás. Para a campanha, está fazendo um mapeamento de todos problemas para apresentar em um projeto. No mesmo tom, Dr. Lorin tem rebatido o ex-prefeito e o acusado de ter deixado uma herança maldita superior a R$ 100 milhões. Para a eleição, Diego e Lorin disputam o apoio do PT. O ex-prefeito Tardiny Pinheiro pode ser o fiel da balança.

Disputa em Caririaçu sairá da Câmara de vereadores
Os dois nomes que devem polarizar a disputa pela Prefeitura de Caririaçu estão definidos. Os vereadores Acácio Leite (PDT), base aliada do prefeito Edmilson Leite (PDT), e Adriana Cartaxo (PSD), base do ex-prefeito João Marcos, devem se enfrentar em 2024. O nome da oposição veio depois de uma pesquisa interna, onde estavam presentes a ex-candidata Kassyana Feitosa e mais Gregório Júnior e Anderson Feitosa. Mais uma vez a disputa será entre “rasga milho” e “pé rachado”. Em uma disputa acirrada, o apoio de lideranças que não se decidiram por um dos lados pode fazer a diferença. Principal articulador de Adriana, João Marcos garante que sua candidata lidera as pesquisas. Claro, tudo no campo da especulação; não existe nada publicado.

PSB deve ganhar mais seis prefeitos no Cariri
Depois de muitas discussões, o caminho do grupo dissidente do PDT, ligado ao senador Cid Gomes, deve mesmo desembarcar no PSB. A confirmação veio do presidente do partido, o ex-deputado Eudoro Santana, pai do ministro da Educação, Camilo Santana (PT). Cid e o grupo de prefeitos, cerca de 46, devem se filiar já em janeiro. Os 10 deputados estaduais e os quatro federais, esperam a janela partidária. Do Cariri, seguem Cid Gomes os prefeitos Gislaine Landim (Brejo Santo), Dr. Lorim (Missão Velha), Edmilson Leite (Caririaçu), Cícero de Deus (Araripe), Libório Leite (Assaré) e Deda Pereira (Farias Brito). Dos caririenses, apenas Edmilson Leite não disputará reeleição. O PSB volta a ser grande.

Enquanto isso…
Em Santana do Cariri, está fechado: prefeito Samuel Werton vai para o PT. Tudo pacificado entre as lideranças do partido, sob articulação do deputado estadual Fernando Santana. O convite partiu do ministro Camilo Santana.

Samuel entra com aval do governador Elmano e do presidente Lula. A reunião que definiu aconteceu em Brasília. A questão a ser discutida, agora, é se o PT parte com chapa pura. João Paulo permanece na vice?

Em Potengi, a polêmica da vez é a demolição de um prédio público sem autorização ou conhecimento da Câmara. O vereador Otaviano (PT) não gostou e denunciou em sessão da Casa. Criticou a falta de transparência.

Além de alertar a Câmara, Otaviano disse ter procurado o secretário de Obras, mas que ficou sem respostas concretas. O vereador garante que, além da demolição, estão sendo levados portas e janelas do equipamento.

Adversário assumido do PT em 2021, o prefeito de Missão Velha, Rosemberg Macedo, o Dr. Lorin, está fazendo um caminho diferente do esperado pela oposição. Com um município mergulhado em dividas, que chegam a R$ 100 milhões, Dr. Lorin partiu em busca de ajuda do PT para administrar. Eleito em eleição suplementar contra a petista Fitinha, Dr. Lorin se aproximou do ex-prefeito Tardiny Pinheiro, que faz a ponte com lideranças como o deputado estadual Fernando Santana e o federal José Guimarães. Os parlamentares estão intervindo a favor do Município, além de enviarem emendas impositivas. Entre as discussões feitas com o apoio dos petistas, está a implantação de um Porto Seco para a Ferrovia Transnordestina no Município. Dr. Lorin tem agradecido de público aos petistas, mas garante que, politicamente, não houve qualquer convite ou pedido para filiação ao partido. Dr. Lorin continuará se articulando com o senador Cid Gomes, mas pode ter no PT um aliado para 2024.

Prefeitos Deda e Liborório devem seguir Cid Gomes

Em silêncio durante todo o processo de crise interna no PDT, os prefeitos de Farias Brito, Deda Pereira, e de Assaré, Libório Leite, devem mesmo seguir as orientações e se filiarem ao partido indicado pelo senador Cid Gomes. Líbório e Deda se juntam aos mais de 40 prefeitos do Ceará, que compõem, hoje, o maior grupo político do estado. No caso de Deda, o agravante é a liderança do PT estar nas mãos de adversários como o ex-prefeito Vandevelder Freitas, filiado recentemente. No Assaré, Líbório garante a manutenção da sua gestão na base governista, mas aponta maior afinidade com Cid Gomes. Apesar da saída, os dois prefeitos esperam manter o PDT em suas bases. A desfiliação foi pacifica.

Em Milagres, PT e PDT estão unidos para 2024

Distante da crise que derreteu a aliança PT e PDT, o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, manteve os dois partidos na sua base. Eleito pelo PDT, mas filiado ao PT para a disputa do próximo ano, Figueiredo demonstra habilidade nas articulações e capacidade de agregar forças políticas. Para ele, dividida, Milagres só atrasou o desenvolvimento. E com essa máxima, conseguiu a adesão de 10 dos 11 vereadores e mantém relação de diálogo com todos os partidos do Município. No debate estadual, Figueiredo conseguiu o apoio de lideranças como os deputados estaduais, Fernando Santana (PT) e Guilherme Landim (PDT), e dos federais José Guimarães (PT) e André Figueiredo (PDT). Caminha para uma reeleição tranquila.

Cúpula da Assembleia Legislativa em Salitre

A cúpula da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará, representada pelos deputados estaduais Evandro Leitão (presidente) e Fernando Santana (1º vice-presidente), além da deputada Lia Gomes, estiveram em Salitre, dia 19. Apesar da forte representação política, a presença não teve o objetivo político. Os deputados foram fortalecer a luta das mulheres com a inauguração da Procuradoria de Especial da Mulher, na Câmara de Vereadores. O órgão, que atuará em parceria com a Assembleia, fará assistência jurídica e psicológica às mulheres vítimas de violência. O prefeito Dodó de Neoclides não foi ao evento, mas o pré-candidato do PT, Rondilson Ribeiro, compôs a mesa dos trabalhos.

Enquanto isso...

Em Caririaçu, o vereador Acácio Leite, pré-candidato a prefeito em 2024, está a todo vapor para se credenciar junto à população. Acácio tem feito o dever de caso com visitas constantes as lideranças do Município.

Acácio é favorito para ter o apoio do prefeito Edmilson Leite, que não poderá mais disputar, por estar eleito e reeleito. A indicação repete 2012, quando Acácio foi derrotado pelo ex-prefeito João Marcos.

Quem recebeu o título de cidadão de Juazeiro do Norte, dia 22, foi o ex-prefeito de Assaré, Samuel Freire. A honraria, outorgada pela Câmara juazeirense, foi referência pelos serviços ao Município.

Há algum tempo, Samuel atua como assessor especial para a articulação política do Governo do Estado no Cariri. A solenidade teve a presença do deputado Fernando Santana e do prefeito de Assaré, Libório Leite.

Uma investigação do Ministério Público - em prefeituras do Ceará e Piauí - despertou os vereadores de oposição em Salitre. A “Operação Fogos”, coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), investiga a mesma cooperativa que a bancada solicitou, via requerimento, o contrato com a Prefeitura de Salitre, há cerca de um ano. No último dia 13, um dia após a operação, os vereadores foram até a cooperativa solicitar, via ofício, e de forma presencial, acesso ao contrato. Na visita, os parlamentares tiveram uma revelação: a responsável pela entidade é a vereadora e primeira-dama, Fátima de Dodó. Bingo! É o que precisavam para colocar o prefeito Dodó de Neoclides dentro da investigação do Ministério Público. A informação já foi compartilhada com o promotor Breno Rangel, responsável pela investigação. Na Câmara, com mais de 2/3 dos vereadores, o PT teria maioria para cassar Dodó. A investigação aponta fraude em licitação, que já rendeu R$ 180 milhões.

Transporte escolar de Abaiara é risco aos estudantes

Se a situação política do prefeito de Abaiara, Afonso Tavares (PT), é difícil, a administrativa não é diferente. Uma ação do Ministério Público, dia 5, afirma que o transporte escolar de Abaiara coloca em risco os estudantes. A ação exige correção imediata, sob pena de multa de R$ 1 mil por dia, além de custas de R$ 10 mil. Mas, a ação não acontece por acaso. A ação judicial veio depois de recomendações, baseadas em laudos do Detran do Ceará, que em duas inspeções ‘in loco’ reprovaram “todos” os veículos. Os técnicos do Detran identificaram, também, que os motoristas não preenchiam os requisitos necessários. Nem a aquisição de três ônibus novos amenizou o problema. Para o Detran, continua sendo impróprio.

Antonina do Norte é destaque no Cariri Oeste

Apesar da crise econômica que atinge os municípios do Cariri, Antonina do Norte tem se destacado por uma gestão equilibrada. É dos poucos municípios em dia com servidores e fornecedores, além de ter promovido investimentos em áreas estratégicas como saúde e educação. O modelo de gestão proporciona uma unidade da base aliada para 2024, quando o prefeito Antônio Filho deve disputar a reeleição. Mas, as boas ações da gestão de Antonina, tem uma razão de ser. Antônio Filho tem no deputado federal André Figueiredo, presidente nacional do PDT, a ponte com Brasília, que garante o aporte desses investimentos. Politicamente, Antônio Filho apostou na fidelidade, sendo o único a permanecer do PDT, no Cariri.

Prefeito ataca investigação do Ministério Público

O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), quebrou o silêncio sobre denúncias e investigações enfrentadas por seu governo. Na quarta-feira, 13, Dariomar foi à sessão da Câmara e qualificou a “Operação Salus”, da Polícia Civil e Ministério Público do Ceará, como “uma mentira absurda”. Ele garantiu que provará sua inocência, deixando a entender que não teve direito a defesa. Dariomar atacou, ainda, ex-prefeitos, a quem acusou de deixar o Município em situação difícil e lembrou que alguns foram cassados ou afastados. Na mesma sessão, o vereador Ariovaldo Soares, líder da oposição, disse que a defesa, além de não trazer comprovações, veio “tardiamente para quem se proclama honesto”.

Enquanto isso...

Ainda em Altaneira, sobre a festa do Município, que deve custar R$ 417 mil, o prefeito Dariomar anunciou o cancelamento do contrato do cantor Júnior Viana, no valor de R$ 200 mil. Mas vai manter a festa.

Já sobre a investigação da “Operação Salus”, deflagrada em 2020, investiga esquema de desvio de recursos da Saúde. Dariomar é apontado como chefe da quadrilha e responde por fraude em licitação e corrupção ativa.

Em Aurora, quem está de malas prontas para o PT é o prefeito Marcone Tavares (PSD). Apesar de o prefeito anunciar, nas redes sociais, que o ato aconteceria no dia 17, em Fortaleza, ainda não aconteceu.

O diretório estadual do PT adiou a filiação, que deve ser de várias lideranças, para janeiro de 2024. No caso de Marcone, tempo é ouro. Na base petista de Aurora, já existem muitos protestos a filiação de Marcone.

Aconteceu, finalmente, a reunião entre as lideranças da oposição em Nova Olinda. Na quarta-feira (06), sob articulação do pré-candidato Gerlanio Sampaio, o encontro reuniu outros pré-candidatos como o ex-prefeito Afonso Sampaio, a ex-vereadora Socorro Matos e Neguim, liderança local que também tem se articulado para a disputa de 2024. Positivo por ter acontecido, frustrante por não avançar. Com questões políticas históricas ainda pendentes, as lideranças ficaram na defensiva e a discussão não passou dos possíveis problemas enfrentados na cidade, e que servirão de discurso na campanha. Os quatro até chegaram a discutir a importância de um projeto conjunto, mas saíram do encontro reafirmando as quatro pré-candidaturas. Continua sendo cada um por si. No Município, a avaliação é que o caminho é longo até o consenso. Há quem garanta que o acordo beira o impossível. O grupo terá que superar, inclusive, questões ideológicas como unir bolsonaristas e lulistas.

TCE mantém Geovane fora da disputa em Araripe

O ex-prefeito de Araripe, Geovane Guedes (PT), está vendo ficar mais distante sua vontade de disputar a Prefeitura novamente. Geovane teve suas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), mas tentava, via embargos de declaração, reverter à decisão. Os embargos acabaram negados e Geovane continua inelegível. O TCE não viu omissão ou erro processual e, por isso, julgou improcedente o pedido. Geovane teve as contas desaprovadas por desobediência à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que torna o gestor inelegível por improbidade administrativa. Com a decisão, resta a Geovane apostar na política. A Câmara dos Deputados avalia projeto de lei para deixar candidatos inelegíveis aptos às disputas eleitorais.

Oposição de Várzea Alegre constrói candidatura

Depois de muito tempo em silêncio a oposição de Várzea Alegre começa a se articular novamente. Desta vez, a aposta é em um nome novo no cenário político local. O jovem Chico Neto apareceu nas redes sociais ao lado do ex-prefeito Vanderlei Freire, como nome certo para a disputa do próximo ano. Chico é filho do vereador de Juazeiro do Norte, Beto Primo (PSDB), que tem se empenhado na articulação. Segundo Beto, Chico Neto terá o apoio da grande maioria da oposição local. A avaliação é que Chico consegue unir um grupo capaz de enfrentar a força do prefeito Zé Helder (MDB). Filho de Várzea Alegre, Beto Primo estaria avaliando não disputar reeleição em Juazeiro, caso Chico consiga se viabilizar como candidato.

PT de Salitre lança Rondilson para disputa de 2024

O PT de Salitre resolveu lançar o ex-prefeito Rondilson Ribeiro como pré-candidato a prefeito em 2024. Apesar dos problemas enfrentados com PCdoB e PV, que compõem a federação, os petistas avaliam que não podem perder tempo. Em Salitre, os petistas apostam na força da aliança no Estado para convencer os dois partidos a virem compor com o PT no Município. Hoje, PCdoB e PV, fazem parte da base do prefeito Dodó de Neoclides e garantem que não mudarão de posição. Pelo contrário, a base de Dodó tem cogitado uma articulação em Brasília, para trazer o PT indicando o candidato a vice. Aí estaria a motivação para o lançamento do nome de Rondilson. Os petistas garantem que resistirão.

Enquanto isso...

Em Altaneira, tem mais crise pela frente. Enquanto os municípios da região pensam como economizar, Altaneira anuncia um gasto de R$ 417 mil para a festa de emancipação política. A Câmara questionou o valor.

No dia 06, os vereadores aprovaram requerimento de Ariovaldo Soares, que pede explicações sobre a contratação do cantor Junior Viana por R$ 200 mil. Em outros municípios, o cantor custou entre R$ 44 e R$ 90 mil.

Em Campos Sales, a disputa de 2024 será marcada pelo confronto da base governista. O prefeito João Luiz teve a garantia, do deputado Fernando Santana e do ministro Camilo Santana, de que será prioridade no partido.

Por outro lado, o adversário de João Luiz, o ex-prefeito Moésio Loiola (PP), terá o apoio do deputado e secretário das Cidades, Zezinho Albuquerque, e do senador Cid Gomes. A dúvida é se as lideranças aparecem na campanha.

Uma reunião em Brasília, entre o prefeito de Jardim, Aniziário Costa, e o deputado federal José Guimarães, acabou com a crise no PT, em relação a eleição municipal. O ex-candidato Júnior Coutinho articulava uma aliança com a oposição e chegou a realizar uma plenária municipal para filiar e potencializar a pré-candidatura do vice-prefeito Antônio Neto, referendando o rompimento com Aniziário. Júnior havia sido orientado a não realizar a plenária, que acabou cancelada pelo diretório estadual. Na conversa com Guimarães, Aniziário teve a garantia de que a sigla segue suas orientações e que Júnior, caso não aceite as decisões, terá que procurar outro partido. Guimarães foi duro e Júnior parece ter entendido o recado. Desde que foi comunicado da decisão, Júnior tem aparecido cada vez menos. Na plenária de Guimarães, no sábado (02) em Fortaleza, quem assumiu o protagonismo foi a ex-vereadora Donizete Coutinho, irmã de Júnior. Tentou reverter a decisão, mas não conseguiu. Aniziário ainda não anunciou quem será o nome que terá seu apoio em 2024.

MPCE denuncia prefeito de Altaneira

É dura a denúncia do Ministério Público do Estado contra o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT). Oito promotores, em Fortaleza, assinam a denúncia, que deve ser enviada ao Tribunal de Justiça do Ceará, com as conclusões da “Operação Sallus”. A denúncia é baseada em inquérito policial, que aponta uma organização criminosa chefiada pelo prefeito Dariomar, especializada em fraudar licitações para desviar dinheiro público. Além de Dariomar, foram denunciados outros 21 servidores municipais com participação direta no esquema. Protocolada no dia 28 de novembro, a denúncia requer manifestação dos envolvidos em 10 dias, e a intimação de testemunhas. Dariomar está em maus lençóis.

Nova Olinda tem mais um candidato

O anúncio dos nomes dos ex-prefeitos Afonso Sampaio e Elísio Galdino (Cabeludo), para a disputa de 2024, causou confusão na oposição em Nova Olinda. O ex-candidato Gerlanio Sampaio também iniciou uma articulação para se viabilizar como opção para 2024. Apoiador do prefeito Ítalo Brito, para derrotar o candidato de Afonso, hoje Gerlanio é oposição e terá que convencer o ex-adversário a apostar no seu nome. Outro nome que Gerlanio terá que convencer é a ex-vereadora Socorro Matos, a quem também apoiou quando foi candidata a prefeita. O problema é que, mesmo fora do PT, Socorro tem colocado seu nome para a disputa. Ou seja, o atual cenário é de uma oposição dividida e, dividida, a derrota é quase certa.

Assaré sem candidato da oposição

A articulação política do prefeito de Assaré, Libório Leite, está chamando a atenção pela possibilidade de eleição com chapa única. Se acontecer, será a primeira na história do Município. Na prática, Libório conseguiu atrair para a sua gestão a maior liderança da oposição, o ex-prefeito Evanderto Almeida, o que acabou enfraquecendo o grupo dos críticos. Firme na oposição, apenas o cantor e ex-candidato a vice-prefeito, Caninana do Forró, que tentou um protagonismo, mas não teve êxito. Além de Evanderto, hoje, Libório tem o apoio dos ex-prefeitos Samuel Freire e Benjamim Oliveira. Essa política de agregar tem rendido uma aprovação superior a 90%. Se continuar, a eleição será uma aclamação.

Enquanto isso...

Em Tarrafas, a pré-candidatura do ex-vereador e ex-candidato a prefeito, Eronildes Francisco, ganhou força no dia 30. Eronildes fez um pronunciamento na Câmara, onde reforça as críticas a atual gestão.

Eronildes apontou problemas na execução de políticas públicas, em setores da saúde, educação, assistência social e outros, além de apontar corrupção generalizada comandada pelo prefeito Taiano Martins.

Em Salitre, a situação do PT continua incerta. O partido quer ter candidatura própria contra o prefeito Dodó de Neoclides, mas esbarra na federação com PCdoB e PV, hoje base do prefeito na cidade.

O ex-prefeito Rondilson Ribeiro, que defende a tese da candidatura, esteve na plenária do deputado federal José Guimarães para tratar sobre o assunto. Ouviu que a direção estadual vai trabalhar junto à federação. Saiu aliviado.

Um fato inédito na Câmara de Antonina do Norte marcou a eleição para a nova Mesa Diretora na sexta-feira, 24. A Mesa é composta apenas por mulheres. Quatro vereadoras eleitas em 2020. A articulação teve a participação decisiva do prefeito Antônio Filho (PDT), que liderou sua base durante a formação da chapa. Assumem a nova Mesa a presidente Patrícia Pereira (PSD), a vice Antonieta Palacio (PDT), a primeira secretária Salete Batista (PDT) e a segunda secretária Camila Abreu. A chapa única, eleita por unanimidade, contemplou os três partidos da base de Antônio Filho. Os vereadores do MDB, mais ligados a oposição, Rômulo Sampaio e Elmar Alves, não compareceram. A eleição mostra a força do prefeito rumo à reeleição. Até agora, a oposição não apresentou candidatura para concorrer na eleição de 2024. Antônio Filho foi à sessão e destacou a importância do papel feminino na política, e elogiou a construção do processo democrático para a eleição.

Vice de Barro rompe e já se articula com a oposição

A reeleição do prefeito George Feitosa (MDB), em Barro, começou a complicar nos últimos meses. Além de não conseguir se articular na Câmara, George começa ver sua base se esfacelar dentro da gestão. O primeiro a romper foi o secretário Pedro Silvério (PP), que acabou convencendo o vice-prefeito Albano Severo (União Brasil). Os dois estão se articulando com a oposição ligada ao ex-prefeito Marquinélio Tavares. As motivações para o rompimento são desconhecidas, mas as avaliações seguem na direção de centralização extrema de poder. George estaria direcionando a administração sem ouvir ou dar espaços para as lideranças que o ajudaram a chegar à Prefeitura. Pode pagar um preço alto!

Prefeito Samuel Werton mais próximo do PT

Apesar de rumores de rompimento iminente do PT de Santana do Cariri com a gestão, o prefeito Samuel Werton está cada vez mais perto do PT estadual. Na última semana, quando foi comemorado os 138 anos de emancipação política do Município, o prefeito recebeu o deputado estadual Fernando Santana (PT), para acompanhar a chegada das primeiras partes da estátua da Menina Benigna, erguida no seu santuário. Fernando garantiu a continuidade da parceria de Samuel com o ministro Camilo Santana (PT). Há uma articulação para que Samuel se filie ao PT com as bênçãos de Camilo. Samuel vai para a reeleição com o aval da cúpula petista e como o prefeito que destravou a obra do Santuário de Benigna.

Afonso estende a mão para Angim em Abaiara

Em Abaiara, o prefeito Afonso Tavares dá os primeiros sinais de que vai jogar a toalha, na escolha do nome que o sucederá na eleição de 2024. Afonso está sendo convencido de que não adianta brigar com seu vice, Ângelo Furtado. O vice Angim, como é conhecido, tem se credenciado como a melhor opção e tem o apoio do PT, onde Afonso está filiado, e tem maioria na Câmara. No dia 21, durante as solenidades da festa do Município, Afonso fez questão de convidar Angim para subir no palanque. Para a maioria dos presentes, foi a demonstração de que o prefeito abre uma possibilidade de diálogo para o apoio a Angim. Na base do vice-prefeito, a avaliação é que ele deve se manter distante de Afonso.

Enquanto isso...

Em Tarrafas, a população está surpresa com a informação de que os vereadores receberão 13º salário. Mesmo sem ter salário, eles recebem subsídios. O projeto, aprovado em abril, motivou reclamação.

A decisão é questionada pelo momento de dificuldades em que passa o Município, com salários e fornecedores atrasados. A Mesa Diretora da Câmara não se manifestou, mas deve manter o subsídio dobrado.

Ninguém entendeu nada sobre o comportamento do prefeito de Potengi, Edson Veriato, na última semana. Ele fez reunião com a cúpula do seu governo para anunciar a desistência da reeleição por problemas de saúde.

Edson chegou a anunciar o nome do procurador Luan Alencar. Depois desmentiu a informação, chamando de boato, e logo depois, voltou atrás ao confirmar que realmente não disputará a reeleição. Que coisa!

Sem nomes viáveis para a disputa de 2024, a oposição de Nova Olinda deve apostar no passado: prepara a chapa com os ex-prefeitos Afonso Sampaio e Elísio Galdino (Cabeludo). Os dois estavam longe do protagonismo político. Cabeludo, duas vezes vice-prefeito, inclusive de Afonso, assumiu a Prefeitura, por pouco tempo, após a morte do prefeito Ronaldo Sampaio, em 2016. Fez uma gestão sem destaque. Já Afonso acabou no isolamento político, por decisão judicial. Três vezes prefeito (2004, 2008 e 2016), no seu último mandado se envolveu em escândalos de corrupção e acabou cassado pela Câmara e pela Justiça. Operações como a “Gasolina Podre” e um esquema descoberto no Demutran motivaram a cassação. Nas redes sociais, Afonso e Cabeludo têm postado juntos a frase: “eles estão chegando”. Apesar do barulho, Afonso terá que provar sua elegibilidade. Caso seja impedido, Afonso planeja apoiar Cabeludo na reta final. Há quem duvide da estratégia, pela pouca capacidade de articulação e liderança de Cabeludo.

PT de Abaiara oficializa pré-candidatura de Angim

O diretório do PT, em Abaiara, decidiu, em reunião ordinária no dia 17, que o vice-prefeito Ângelo Furtado, conhecido por Angim, é o pré-candidato do partido para as eleições de 2024. A decisão obedece à resolução do partido, que autoriza os diretórios municipais decidirem em casos de unanimidade ou dois terços de votos. A decisão isola o prefeito Afonso Tavares, filiado ao partido, e que não fecha com o nome de Angim. Afonso tem tentado articular o nome de um vereador da base petista, mas Angim tem maioria no partido e na Câmara, além de apoio da cúpula do partido como o deputado federal José Guimarães, o ministro Camilo Santana e o governador Elmano. Em Abaiara, a candidatura de Angim é favas contadas.

Prefeito de Potengi fora do páreo pela reeleição

Surpreendeu a todos, inclusive lideranças ligadas à oposição em Potengi, a decisão do prefeito Edson Veriato, de abrir mão de disputar a reeleição. A decisão foi anunciada no dia 19, em reunião fechada com a cúpula do governo. A informação é que Edson indicará o procurador do Município, Luan Alencar. Entre as motivações para a desistência, pode estar debilidades físicas com o tratamento contra o câncer. Veriato foi diagnosticado com a doença há poucos meses e já iniciou tratamento. Para a oposição, a desistência tem outro motivo, as investigações do Ministério Público envolvendo contratos da gestão. Estão sob olhar do MP contratos do lixo e um provável esquema de corrupção, com a atuação de uma “construtora fantasma”.

Em Antonina do Norte, prefeito demonstra ser PDT raiz

A crise do PDT no Ceará causou uma verdadeira debandada de prefeitos do partido na última semana. Antônio Filho, prefeito de Antonina do Norte, foi um dos poucos a permanecer na sigla. E a motivação é simples: Antônio Filho é raiz. É o que se comenta em Antonina. Antônio Filho é dos poucos prefeitos do Cariri, que junto ao prefeito de Baixio, Zé Humberto, estão no partido desde antes da entrada dos irmãos Cid e Ciro Gomes. Apesar da demonstração de fidelidade a lideranças como o deputado federal André Figueiredo, Antônio Filho garante que tem sua liberdade e, em alguns momentos da crise, chegou a votar favorável a Cid, quando avaliou coerência. Antônio Filho é membro da direção estadual do partido.

Enquanto isso...

Em Várzea Alegre, o presidente da Câmara, Alan Salviano, comemora o prêmio de “Presidente Destaque do Brasil em 2023”, da União dos Vereadores do Brasil (UVB). Do Cariri, foram apenas dois presidentes agraciados.

O prêmio recebido em Brasília, no dia 09, fortaleceu o nome de Alan Salviano, que tem sido cogitado como um provável pré-candidato a prefeito, com apoio do grupo do prefeito Zé Helder.

Em Jardim, a vereadora Liliana Linhares ainda avalia as boas informações colhidas no fim de outubro, durante a 13ª festa dos jardinenses em São Bernardo do Campo, São Paulo. A vereadora ouviu.

Além de relembrar Jardim, parentes e amigos falaram a vereadora e ao seu marido, o ex-prefeito João Cláudio, sobre ideias para o desenvolvimento da cidade. O objetivo é evitar o êxodo dos jardinenses. Vai virar projeto!

O que era para ser uma grande festa se transformou em dor de cabeça para a gestão do prefeito Marcone Tavares, em Aurora. Durante o show com a dupla Iguinho e Lulinha, em comemoração aos 140 anos do Município, no dia 11, chamou a atenção uma briga generalizada próximo ao palanque. Enquanto os artistas pediam mais segurança no local, o prefeito apareceu distribuindo pirulito para o público presente. Os cantores chegaram a pedir para que o prefeito não fizesse aquilo, mas não adiantou. A confusão só parou depois da chegada da Polícia Militar. Nas redes sociais, a oposição acusa Marcone de estelionato eleitoral e promete recorrer ao Ministério Público. Segundo opositores, a festa custou mais de R$ 800 mil e, apesar do gasto, não se viu seguranças. Para piorar, o delegado da Polícia Civil da cidade foi flagrado agredindo uma mulher, após se envolver em um acidente de trânsito. As imagens motivaram o afastamento do delegado. Sobre o delegado, o prefeito lamentou; mas ainda não se manifestou sobre a distribuição de pirulitos.

Oposição de Missão Velha fechada com Diego Feitosa

A disputa interna no grupo comandado por PT e MDB, em Missão Velha, parece resolvida. O nome do ex-prefeito Diego Feitosa, do MDB, está próximo de ser anunciado para a disputa de 2024. No PT, os nomes do ex-prefeito Tardiny Pinheiro e da ex-candidata Fitinha estão cada dia mais longe da disputa, vale salientar, por vontade própria. Em uma sondagem pelas redes sociais, Fitinha chegou a declarar seu voto em Diego. Na mesma sondagem, Beto do Aleixo, ex-vereador e atual primeiro suplente, também declarou voto em Diego. A falta de interesse das lideranças locais levou a direção estadual do PT a fazer uma articulação com o prefeito Dr. Lorim. A conversa foi iniciada. O PT não aceita ficar fora da disputa.

Câmara de Campos Sales vota para liberar nepotismo

Sem medo do conceito popular, a Câmara de Campos Sales aprovou, em primeiro turno, uma proposta que altera a Lei Orgânica do Município, no seu art.126. O artigo proíbe a contratação de parentes, até terceiro grau, de vereadores, secretários, prefeito e vice, por órgãos da administração pública. O novo projeto abre “brechas” para que as contratações aconteçam. Na sessão do dia 10, dia da aprovação, apenas os vereadores Dr. Robson (Cidadania) e Ari Feitosa (PSD) foram contra. Indignado, Dr. Robson questionou como fica a moralidade na administração pública e avaliou como grande retrocesso na legislação municipal. Os vereadores só esquecem que uma lei municipal não pode se sobrepor à legislação federal.

Base de Dodó quer cassar opositor na Câmara

Pelo menos quatro vereadores de Salitre assinaram pedido de quebra de decoro paramentar contra o vereador Tonho de Dedí (PT). O pedido, protocolado no dia 09, acusa o vereador de proferir palavras de “baixo calão” em grupos de mensagens nas redes sociais. O grupo, que pede a cassação de Tonho de Dedí, é liderado pela vereadora e primeira-dama do Município, Fátima Souza (Pros). Na base petista, soou como estranho o fato de dois dos quatro vereadores pertencerem ao PT, partido de Tonho. Na Câmara, o processo já foi instaurado e se depender de maioria de votos, a base do prefeito garante que tem. A oposição já se articula para recorrer à Justiça contra o pedido, sob avaliação de perseguição política.

Enquanto isso...

Em Tarrafas, a pergunta que não quer calar é: quem protege o prefeito de Taiano Martins? O gestor voltou a ignorar uma solicitação do Ministério Público para apresentação de documentos. Agora é um contrato da saúde.

Taiano tem ignorado orientações dos promotores, sobrevivido a operações policiais e investigações. Um novo prazo para a última solicitação foi dado, mas, há quem duvide se Taiano cumprirá. O prefeito está filiado ao PT.

Em Santana do Cariri, a proximidade com o ano eleitoral tem motivado a subida de tom dos vereadores ligados ao ex-prefeito Pedro Henrique e seu pai, o ex-vereador Pedro de Gerson. A tática é o desgaste total. Os emedebistas Gildo Lopes e Arclebio Dias recebem as instruções para direcionar “fiscalizações”. Na base do prefeito Samuel Werton, a avaliação é de tranquilidade. Afirmam que os dois batem por tensão política.

A Vaquejada de Farias Brito (ExpoVaq), realizada neste fim de semana, deu o tom da disputa de 2024 no Município e entre as lideranças estaduais. A oposição não compareceu e não mediu esforços para barrar a festa. O vereador Edson Ferreira (PT) chegou a questionar, junto ao Ministério Público, o valor investido no evento, argumentando que o Município está passando por dificuldades financeiras. Os promotores esperam a prestação de contas para avaliar os custos. Apesar de o evento ser público, lideranças, como os ex-prefeitos Vandevelder Freitas e Zé Maria, evitaram circular na festa. Apoiadores, como deputados petistas, também não compareceram. Por outro lado, os deputados federais Mauro Filho e André Figueiredo, ambos do PDT, e o estadual Davi de Raimundão (MDB), ao lado do prefeito Deda Pereira (PDT), foram os destaques políticos no evento. André aproveitou para reafirmar oposição ao PT no Ceará e destacar as prioridades do PDT para 2024, onde Farias Brito está inserido

Disputa de Abaiara pode reservar surpresas

A cena do atual vice-prefeito de Abaiara, Ângelo Furtado (PT), o Angim, na companhia do vereador Esmael Granjeiro (PT), no domingo (05), motivou especulações sobre o futuro das eleições do próximo ano. Hoje, Angim é o principal nome da oposição ao prefeito Afonso Tavares (PT), que perdeu controle do partido e, ao que parece, do grupo. Esmael seria um dos nomes cogitados por Afonso para sua sucessão, numa provável disputa contra Angim. A imagem dos dois juntos joga um balde água fria nas pretensões de Afonso e abre uma expectativa de aliança interna no PT. Angim e Esmael participaram da premiação da 2ª edição do Prêmio Silvio Granjeiro, para personalidades ligadas a cultura de Abaiara.

Prefeito aumenta a base em Nova Olinda

O prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, parece focado em fechar as portas para a oposição em 2024. Em recente articulação, Ítalo trouxe de volta o vereador Adriano Dantas (PP), que estava afastado do grupo. Ao lado do prefeito, o vereador declarou, em vídeo, no dia 3, que está de volta à base, depois de uma conversa entre os dois. Dias antes, Ítalo anunciou a adesão do PSD local ao seu projeto de 2024. O PSD estava sob comando do ex-prefeito Afonso Sampaio e a adesão é um balde de água fria nas pretensões do ex-prefeito. No mesmo dia, o deputado estadual Davi de Raimundão garantiu o MDB para a base de Ítalo, sob o comando de Leonardo Brito, provável candidato da base em 2024. Tá ficando difícil para a oposição.

Moésio anuncia que vai a disputa de 2024

O suplente de deputado estadual em exercício, Moésio Loiola (PP), anunciou, em sessão da Assembleia Legislativa, no dia 3, que vai à disputa pela Prefeitura de Campos Sales na eleição de 2024. Moésio já foi prefeito por duas vezes e busca seu terceiro mandato. Foi o principal apoiador do atual prefeito, João Luiz, mas acabou rompendo já no início da gestão. João Luiz está no PT e deve contar com o apoio da base do governo, liderada pelo governador Elmano, ministro Camilo e o deputado federal José Guimarães. Moésio também deve contar com apoios dentro da base, como o secretário das Cidades, Zezinho Albuquerque, e o senador Cid Gomes. O confronto testará a liderança de Moésio no Município.

Enquanto isso...

Em Milagres, o governador Elmano de Freitas disse que a reeleição do prefeito Cícero Figueiredo é prioridade do seu governo e do PT. Elmano esteve no Município, dia 1º, para inauguração do Estádio “O Nilsão”.

Durante sua fala, o governador Elmano lembrou a amizade com Figueiredo e sua militância na esquerda do Cariri e do Ceará. Elmano e Figueiredo entregaram uma obra esperada há décadas pelos desportistas da região.

Na marra! Essa foi a avaliação sobre a aprovação do Projeto de Lei que autoriza a realização de concurso público em Altaneira. O projeto deu entrada na Câmara no dia 25, em regime urgência, com a apenas 206 vagas.

A oposição queria discutir melhor o projeto, mas acabou atropelada pela base governista. Aprovou, mesmo fazendo críticas e pedindo mais vagas, melhor remuneração e reparo em inconsistências por Projeto de Indicação.

A administração do prefeito de Araripe, Cícero de Deus, está cada vez mais difícil. Com atrasos nos salários que vão de 20 dias a quatro meses, o gestor tem atraído a ira do servidor, que não vê solução para o problema. Cícero de Deus se segura no sofrimento do Município, com as perdas no FPM e Fundeb. Por parte dos servidores, a decisão é de tolerância zero e uma greve geral começa a ser organizada. O decorrer da semana pode marcar a redução em serviços essenciais, o que pode potencializar um pedido de cassação do prefeito pela Câmara. A oposição já teria o número mínimo de assinaturas para protocolar o pedido de CPI. A Comissão focaria em contratos superfaturados e uso político dos cargos temporários, que teriam diminuído a capacidade de pagamento da Prefeitura. Apesar da crise, a base do prefeito na Câmara garante que uma CPI não se sustenta. Dizem que recorrerão à Justiça, apontando exemplos de outros municípios em situação semelhante. A discussão está só começando!

Zé Helder perto de decidir sobre sucessor

A corrida eleitoral em Várzea Alegre passa pela conquista da atenção e da confiança do prefeito Zé Helder. Ainda em dezembro do ano passado, o prefeito apontava, pelo menos, seis nomes que estariam no páreo. Entre os nomes anunciados, Fabrício Rolim (vice-prefeito), Alan Salviano (presidente da Câmara), Otoniel Fiuza Jr. (vereador), Dr. Kaká e Dr. Carlyle Aquino. O sobrinho do prefeito, Flávio Filho, é o que mais cresceu nas graças do gestor. Mas, a decisão definitiva deve passar pelos critérios político e de liderança. Pesquisas devem ser realizadas para ajudar na decisão. Em pesquisas já realizadas, Zé Helder aparece com aprovação superior a 80% e com grande potencial de transferência de voto.

Eunício prepara candidato da oposição em Lavras

O deputado federal e presidente estadual do MDB no Ceará, Eunício Oliveira, dá sinais de definição do nome que representará a oposição em Lavras da Mangabeira, na disputa de 2024. Uma reunião entre Eunício, a ex-prefeita Dena Oliveira e Neto Oliveira, no fim de semana, pareceu decisiva. O nome de Neto, que é filho de Dena, deve ser o indicado. Nas redes sociais, Eunício avaliou o encontro como “juntos preparados e querendo…”. Apesar da força política, o grupo liderando por Eunício, enfrentará dificuldades para barrar a reeleição do prefeito Ronaldo da Madeireira. O prefeito tem sido bem avaliado e conseguiu agregar até aliados antigos de Eunício e Dena.

PT de Potengi com dois candidatos para 2024

O ex-prefeito de Potengi, Francisco Luiz, conhecido como Titico, surpreendeu ao publicar um vídeo nas redes sociais, se colocando como pré-candidato a prefeito no próximo ano. Titico está filiado ao PT do prefeito Edson Veriato, que já nunciou pré-candidatura à reeleição. Além de jogar fogo nas instâncias internas do partido, a declaração levanta uma especulação sobre uma possível desistência de Veriato. O prefeito faz tratamento de câncer. Veriato não comentou, o que aumenta as especulações sobre a desistência. Mas, entre a vontade e a possibilidade real, Titico terá que resolver sua situação junto ao TCU, para uma avaliação favorável da Justiça Eleitoral. Pode chegar em 2024 como ficha suja.

Enquanto isso…

Em Jardim, as ex-candidatas a prefeita Cremilda Bringel e Clea Luz podem sentar, nos próximos dias, para discutir a sucessão de 2024. As duas têm sido incentivadas pela direção estadual do PSD a caminharem juntas.

A possibilidade da aliança chama a atenção pela viabilidade eleitoral que podem representar juntas. A chapa poderia levar vantagem frente ao racha entre o prefeito Aniziário Costa e o grupo do ex-vereador Pequim Roriz.

Em Altaneira, a discussão é sobre a realização do concurso público. Segundo o projeto de lei enviado à Câmara, pelo prefeito Dariomar Rodrigues, serão disponibilizadas 206 vagas para todas as secretarias.

O presidente da Câmara, Deza Soares, quer celeridade na tramitação e votação. A oposição avalia como pouco o número de vagas e quer discutir o projeto com gestores, servidores e a população. Vai ter queda de braço.

Chegou ao fim a novela sobre a filiação do prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, ao PT. A Executiva Municipal do partido, liderada pela ex-vereadora Socorro Matos, acabou renunciando e pedindo desfiliação. Socorro tentava barrar a entrada de Ítalo, após convite de lideranças como o deputado federal José Guimarães. Com a renúncia, uma nova eleição foi feita no sábado (21) e a sindicalista Corrinha do Sindicato assumiu presidência. Corrinha é secretária na gestão Ítalo e já prepara o caminho para a filiação do grupo. Leonardo Brito, nome favorito para a sucessão de Ítalo, já foi convidado pela nova presidente para se filiar ao partido. A eleição muda o quadro político, com o PT a caminho de se tornar o maior partido do Município. Ítalo fala em nova fase com abertura de diálogo. Corrinha fala em retomada dos laços com a população. Já Socorro Matos e seu grupo procuram outro partido para a disputa de 2024, e garantem: continuam na oposição. Para filiação de Ítalo é esperada uma grande festa!

Prefeito de Salitre fecha com PCdoB e PV

A disputa pelo controle do PT de Salitre levou a lugar nenhum. Suas duas principais lideranças, os ex-prefeitos Rondilson e Agenor Ribeiro, estão inelegíveis e dependem de liminares para estar na disputa. Mesmo se conseguirem, entram com insegurança jurídica. Para piorar, o prefeito Dodó de Neoclides garantiu o apoio do PCdoB e PV para sua reeleição. O PCdoB deve continuar na vice do prefeito Dodó. Os dois partidos formam maioria na federação e, assim, inviabilizam uma candidatura vinda do PT. A alternativa para a disputa contra Dodó é o nome do vereador Silvio Pinto. Ele avalia sair do PT e se filiar a um partido da base, como o PSB. Silvio tem maior incentivador o presidente da Assembleia, Evandro Leitão.

INSS aplica multa milionária a ex-prefeito de Farias Brito

O ex-prefeito de Farias Brito, José Maria, com certeza, perdeu o sono com a última decisão da Receita Federal. Uma investigação, junto às informações prestadas ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), aponta que sua gestão “suprimiu débitos à Seguridade Social por meio de créditos que sabidamente não existiam”. A auditoria mostrou falsidade em relação à apresentação da GFIP, que presta informação a Previdência Social. O resultado é a aplicação de multa no valor de R$ 2,7 milhões ao ex-prefeito. A investigação não fala em desvio, mas coloca em xeque a credibilidade administrativa de José Maria. Mesmo fora do páreo para 2024, o ex-prefeito leva o desgaste para a oposição do Município.

PT de Araripe pacificado em torno de Giovane Guedes

A insegurança sobre a candidatura do ex-prefeito Giovane Guedes, em Araripe, não impediu a articulação para a eleição de Roberta Almino para a presidência do PT. Roberta é ligada a Giovane e defenderá seu nome para a disputa de 2024. A vitória de Roberto pacificou uma tensão entre o ex-presidente Cícero de Aila e Giovane. A luta, agora, é para viabilizar Giovane, que depende de uma votação das suas contas na Câmara. Giovane tem maioria, mas não o suficiente para reverter o parecer do TCE pela desaprovação. Caso Giovane não consiga se viabilizar, o favorito para a disputa é o presidente da Câmara, Cícero Gordim. Claro que, depois da vitória, o nome de Roberto aparece correndo por fora.

Enquanto isso...

Ainda em Araripe, o prefeito Cícero de Deus enfrenta desgaste com a falta de merenda escolar no distrito Riacho Grande, zona rural. Os alunos da escola Davi Custódio voltaram para casa por falta do alimento.

Em pronunciamento na Câmara, dia 17, o vereador Eriberto avaliou a situação como caos, responsabilizando o secretário de Educação, Aurélio Ribeiro. A situação foi causada por falta de pagamento às merendeiras.

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa (PT), mostrou poder de articulação na Câmara. Aprovou empréstimo de R$ 10 milhões para finalizar obras inacabadas. Os recursos amenizam a crise econômica do Município.

Além da boa articulação na Câmara, Aniziário teve a garantia das lideranças estaduais e nacional do PT, de que terá o controle da sigla. O militante Júnior Coutinho deve receber a decisão em breve.

Um áudio vazado nas redes sociais, creditado ao secretário de Educação de Salitre, Renato Lima, está causando revolta entre os fornecedores da pasta. Os empresários não recebem desde agosto e temem pegar calote. Na melhor das hipóteses, entrar 2024 sem fechar as contas de 2023. Cobrado pelos pagamentos atrasados, o secretário foi direto: agora que foi pago a folha dos servidores. Segundo informou no áudio, os pagamentos de agosto serão feitos, vale salientar, se der certo, depois do dia 20 deste mês. No planejamento do secretário, também relatado no áudio, o mês setembro será pago em novembro e, em dezembro, serão pagos novembro e dezembro. Ninguém acreditou e os fornecedores já ameaçam paralisar. Ainda nas redes sociais, o prefeito Dodó de Neoclides sofre com denúncias de abandono das vias públicas com ruas tomadas pelo acumulo de lixo e sucateamento da frota da educação. A gestão não se manifesta, a Câmara não cobra, mas a população prevê o caos administrativo.

Prefeito de Tarrafas ignora denúncias e faz mais festa

Mesmo na mira do Ministério Público do Estado, o prefeito de Tarrafas, Taiano Martins (PT), tem ignorado denúncias e críticas. Depois de ser acusado de gastar o dinheiro dos salários dos servidores públicos, para financiar a festa do Município, Taiano bancou a realização de uma cavalgada festiva em uma fazenda de sua propriedade. A “2ª Cavalgada da Fazenda Martins” aconteceu no sábado (14) e foi amplamente divulgada no Município, por pessoas ligadas ao prefeito. A divulgação, presente nas redes sociais do prefeito, não falou em promoção ou valores, mas virou alvo de vereadores que já preparam nova denúncia ao Ministério Público. Os parlamentares querem saber se foi usado recurso público na festa.

Base de Jardim pode ter mais um nome para 2024

Estar entre as melhores vereadoras do Brasil, prêmio entregue pela União dos Vereadores do Brasil (UVB), colocou a vereadora Liliana Linhares nas discussões pela sucessão de 2024. Nos dias 4 e 5, Liliana esteve em Brasília, onde fez articulações junto a parlamentares, aumentando ainda mais as especulações sobre uma possível pré-candidatura a prefeita. Liliana nega a pretensão e diz que seu objetivo é fortalecer o discurso pela lula das mulheres. Liliana esteve com os deputados federais José Guimarães (PT), Idilvan Alencar (PDT) e Eduardo Bismark; além da senadora Augusta Brito. Liliana participou da Confederação Nacional dos Agentes de Saúde e foi apresentada no Plenário da Câmara pelo deputado Vicentinho (PT-SP). Tem circulado bem nas esferas do poder.

Dia das Crianças na mira das oposições

Datas festivas, como Dia das Crianças, é sempre um caminho curto para políticos se aproximarem de eleitores, no caso, os pais. Nos municípios de Santana do Cariri, Salitre e Altaneira, a data foi bem aproveitada pelas oposições neste ano. O ex-vereador Pedro de Gerson, pré-candidato a prefeito de Santana, contratou trenzinho da alegria e circulou pela cidade distribuído brinquedos. Em Altaneira, a pré-candidata Késia Alcântara, promoveu a distribuição de brinquedos e guloseimas. Já em Salitre, Rondilson Ribeiro, além de distribuir brinquedos, organizou brincadeiras e jogos. Em comum, os três eventos não acontecem todos os anos. Fácil ligar ao interesse político. Será que vai ter denuncia de campanha antecipada?

Enquanto isso...

O prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, não tem economizado nas articulações junto a lideranças estaduais e nacionais, para viabilizar recursos para o Município. No dia 4, Samuel esteve em Brasília.

Na visita a várias autoridades como os deputados federais Idilvan Alencar e Luiz Gastão, além do ministro Camilo Santana, o prefeito pediu apoio e a presença na romaria do dia 24. Foi bem recebido em todos os sentidos.

Em Araripe, o caos econômico chegou à zona rural. A comunidade do Sítio Novo reclama falta de água potável. Há dias, os moradores não tem água nas torneiras na época mais quente do ano. E pior, sem previsão de retorno.

O motivo da falta de água no Sítio Novo é simples: falta de pagamento pela Prefeitura ao Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar). O caso foi reclamado pela Câmara, mas o prefeito Cícero de Deus não resolveu.

O Ministério Público do Estado parece cansado das explicações do prefeito de Tarrafas, Taiano Martins, e deve propor um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para comprometer o gestor. Mesmo vivendo uma crise política e econômica sem precedentes, Taiano promoveu uma grande festa para comemorar o Dia do Município, em agosto. O resultado é um atraso, que chega a três meses, nos salários dos servidores. Setores como a banda de música já ameaçam paralisar as atividades. Nas redes sociais, o maestro Luizão avalia a situação como insustentável, devido ao atraso crônico. Além da crise do atraso nos salários, Taiano enfrenta várias investigações por corrupção, acompanhadas de escândalos na gestão. A situação causa instabilidade jurídica e política. Há uma expectativa de que o prefeito possa ser afastado do cargo pela Justiça, a qualquer momento, a pedido do Ministério Público ou pela Câmara, pela pressão política e popular. Na Câmara, Taiano tem maioria; mas a Justiça é um temor. O vice Dr. Emilson já se prepara para assumir.

Prefeito de Penaforte tranquilo para 2024

O prefeito de Penaforte, Rafael Ângelo (PT), está tranquilo com relação à disputa pela sua reeleição. Recebeu uma pesquisa interna que o coloca com uma aprovação considerável, que passa dos 60%. Rafael não fala em intenção de voto, mas sua base garante que há uma diferença segura em comparação do segundo colocado. Rafael colhe o que articulou. Para romper o isolamento que se anunciava, o prefeito aceitou o convite do deputado federal José Guimarães e se filiou ao PT. Além de se aproximar da base governista, neutralizou a influência de lideranças estaduais do PDT, partido liderando pelo ex-prefeito Luiz Celestina, líder da oposição. Hoje, Rafael tem a proteção do trio Camilo, Elmano e Lula.

Cícero de Deus dá sinais de enfraquecimento

A disputa para a eleição de 2024, em Araripe, está nas mãos da Câmara de Vereadores. Pelo menos, é o que espera o prefeito Cícero de Deus (PDT), que se orgulha de ter maioria na Casa. Cícero de Deus articula a desaprovação das contas do ex-prefeito Giovane Guedes (PT), favorito para liderar a chapa de oposição. Para a base de Cícero, a ausência de Giovane na disputa é fundamental para a reeleição. Mas, uma votação na sexta-feira (06), deixou o prefeito sem confiança na Casa. Depois de vetar um projeto que institui a “Patrulha Maria da Penha” no Município, a maioria dos vereadores derrubou o veto. Foram seis votos contra e cinco favoráveis. O resultado deu novo fôlego a Giovane.

Pedro Henrique quase fora da disputa

O ex-prefeito de Santana do Cariri, Pedro Henrique, está quase fora do páreo para a disputa de 2024. Ele teve uma de suas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), com referendo da conselheira Patrícia Saboya, relatora do processo. O Ministério Público de Contas já tinha orientado pela desaprovação e, agora, as contas devem seguir para a Câmara, onde Pedro não conta com maioria para reverter à decisão. O resultado é um baque nas pretensões do grupo político liderando pelo seu pai, o ex-vereador Pedro de Gerson. Mas, também, já era esperado. Pedro Henrique descumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal, o que, para o TCE, não tem defesa. Pedro de Gerson continua se articulando para ser o nome.

Enquanto isso...

Em Missão Velha, continua as especulações sobre uma possível filiação do prefeito Dr. Lorim ao PT. Não há confirmação oficial, mas há quem garanta que já houve o convite. Dr. Lorim estaria disposto.

Na última semana, Dr. Lorim se reuniu com o deputado estadual Fernando Santana (PT) e a cúpula da Adece. A discussão foi sobre a instalação do Porto Seco. A dúvida é o que foi conversado depois.

O vereador de Salitre, Silvio Pinto (PT), está de malas prontas para o PP. Ele sonha ser candidato a prefeito e não vê espaço no PT, onde é filiado. O PT é disputado pelos ex-prefeitos Agenor e Rondilson Ribeiro.

Silvio preparou sua entrada no PP, ao indicar a presidência da comissão provisória e vai esperar a janela para mudar. O vereador aposta na divisão do PT e no desgaste do prefeito Dodó de Neoclides para vencer a eleição.

Favorito para liderar oposição em Potengi, na eleição do próximo ano, contra a reeleição do prefeito Edson Veriato (PT), o empresário Salviano Alencar deu uma demonstração de força política no fim de semana. Na sexta-feira (29), reuniu dezenas de lideranças e centenas de pessoas para discutir o futuro político do município. Demandas históricas e mudanças de atitude no Poder Executivo local foram a base para as discussões. As principais críticas ao atual gestor vieram do ex-prefeito Samuel Carlos, que se colocou favorável a pré-candidatura de Salviano. Estiveram presentes, ainda, o vice-prefeito Humberto dos Barreiros e vereadores. O encontro gerou um movimento denominado “Caravana da Mudança” e vai percorrer o Município, discutindo e ouvindo a população. A base do prefeito Edson avalia como preocupante o avanço. Salviano tem sido cortejado por vários partidos, mas deve mesmo se filiar ao PDT de Cid Gomes. Em 2020, Salviano foi um dos principais apoiadores de Edson Veriato.

PT de Abaiara deve mesmo ficar com vice-prefeito

A queda de braço entre o prefeito Afonso Sampaio e o vice Ângelo Furtado, conhecido como Angim, já tem um desfecho. Em resposta a militantes, durante a Plenária do partido em Milagres, o deputado federal José Guimarães foi direto, ao afirmar que o candidato do partido no município será Angim. A reação do prefeito Afonso, filiado ao partido foi de revolta. Logo após a afirmação, começou a ligar para aliados, afim de garantir que a legenda continua sob seu comando. Tarde demais, ninguém acreditou. Agora, Afonso se resume a queixa de que Guimarães não poderia ter feito isso. Por sua vez, Angim articula a base aliada ao seu redor. Afonso está isolado, assistindo o fim do seu governo antes da hora.

Ex-prefeito de Mauriti garante que não vai à disputa

O ex-prefeito de Mauriti, Isaac Júnior, rebateu informações de bastidores, publicadas por esta coluna, que davam conta de sua disposição em disputar novamente a Prefeitura, caso o prefeito João Paulo não melhorasse seu desempenho. Em nota, divulgada nas redes sociais, Júnior garante que não disputará, sob hipótese alguma, e que, “pessoalmente”, acha que João Paulo deva ser o candidato. Apesar da defesa à reeleição, o ex-prefeito deixou clara que essa não está assegurada. Ele afirmou que “quem vai dizer se a candidatura de João Paulo é viável ou não serão as pesquisas e o Partido dos Trabalhadores”, ou seja, há dúvidas. Pelo menos, ficou a palavra do ex-prefeito de que não há uma trama em curso.

Base de Assaré blindada para campanha antecipada

Pressionada por especulações sobre a reeleição do prefeito Libório Leite, a base aliada tem garantido que não há discussão e que ainda é cedo para discutir eleição. O discurso é feito pelo prefeito Libório, que prefere falar sobre as dificuldades encontradas e os acertos da gestão. A negativa em falar sobre o pleito tem levado a uma avaliação de desistência da disputa, o que estaria fora de pauta, segundo aliados como os ex-prefeitos Benjamim Oliveira e Samuel Freire. Os dois garantem que Libório tem feito um grande trabalho e que será natural sua reeleição. Já Libório continua dizendo que só discute reeleição no tempo certo, ou seja, em 2024, evitando a antecipação da campanha.

Enquanto isso...

Em Missão Velha, ainda repercute a foto de um encontro entre o prefeito Dr. Lorim e o deputado federal José Guimarães, no dia 22 de setembro, durante passagem pela região. Na pauta oficial, a discussão de projetos.

Mas, na discussão de bastidores, a pauta do encontro entre Dr. Lorim e Guimarães passou pela política, e política eleitoral. Lorim estaria preparando o terreno para ingressar no PT. A pergunta é: será?

O prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, continua agregando apoios significativos para sua reeleição. O mais recente foi o deputado estadual e vice-presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Santana.

Fernando vem se somar aos deputados estaduais Daniel Oliveira e Guilherme Landim, além dos federais José Guimarães e Eunício Oliveira. O detalhe é que Fernando foi votado pela oposição em 2022.

Depois de passar pelas principais cidades do Crajubar, o deputado federal José Guimarães percorreu o Cariri, referendando novos prefeitos filiados e fortalecendo nomes para 2024. Líderes como o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, estão na frente da preferência do partido na região. Na Plenária do Município, Guimarães fez questão de destacar a liderança regional de Figueiredo. O PT de Campos Sales será comando pelo prefeito João Luíz; mesmo caminho seguido por Tarrafas, que está nas mãos de Taiano Martins, filiado no fim de semana. Guimarães tirou o partido do comando dos ex-prefeitos Maria Girleuda e Neto Alcântara, hoje, na oposição. Os dois são ex-padrinhos políticos de Taiano. Bem encaminhada, ficou a filiação do prefeito do Barro, George Feitosa, que esteve na Plenária do Município. George é do MDB de Eunício Oliveira, que está nada satisfeito com a situação. Guimarães confirmou, ainda, o comando do PT de Salitre para o ex-prefeito Rondilson Ribeiro, na disputa com Agenor Ribeiro. Ou seja, são muitas as aquisições, mas acompanhadas de desgastes.

Base do PT de Mauriti surpresa

O ex-prefeito de Mauriti, Isaac Júnior (PT), tem surpreendido a base petista no Município, ao afirmar que pode disputar as eleições de 2024. Isaac Júnior foi eleito em 2020 e acabou renunciando ao cargo, segundo informações, por problemas de saúde. Agora, Júnior avalia que o prefeito João Paulo, estaria desgastado e colocando em risco o projeto de reeleição. A decisão de Júnior está longe de ser unanimidade no partido, mas ninguém dúvida que ele tem coragem e força para derrubar João Paulo. A posição afasta lideranças do PDT, que trabalhavam para reatar a aliança rompida desde a eleição de 2016, que levou o ex-prefeito Mano Morais ao poder. João Paulo se mantém inerte à situação e há quem duvide se ele sabe da trama.

Vereadora de Jardim entre as melhores

A vereadora de Jardim, Liliana Linhares (PSB), é a única parlamentar do Cariri selecionada para o prêmio “Medalha Mulher Destaque Brasil”, promovido pela União dos Vereadores do Brasil (UVB). A premiação, que acontecerá em João Pessoa, na Paraíba, no dia 29, reconhece a atuação de parlamentares mulheres que se destacam com ações e propostas voltadas ao fortalecimento do papel da mulher na política. Liliana tem se destacado pelo debate feminino na política e na articulação junto a lideranças estaduais, tanto do Parlamento quanto do Executivo. Inevitável que a atuação com reconhecimento nacional coloque seu nome entre os prováveis para a disputa a Prefeitura de Jardim em 2024.

Contas de Giovane Guedes podem tirá-lo do páreo

Um dos encontros do deputado federal José Guimarães no Cariri, durante o fim de semana, foi com o ex-prefeito de Araripe, Giovane Guedes. As fotos se tornaram públicas, a pauta do encontro não. Apesar do sigilo, não é difícil imaginar o teor da conversa. Giovane tem esperança de que a mini reforma eleitoral, que tramita na Câmara, seja aprovada a tempo de entrar em vigor para as próximas eleições. A proposta faz mudanças na Lei da Ficha Limpa, que pune políticos condenados ou que tiveram contas desaprovadas. E as contas são a preocupação de Giovane. Suas contas chegaram à Câmara desaprovadas pelo Tribunal de Contas e o parecer deve ser seguido pela maioria dos vereadores.

Enquanto isso...

Ainda em Araripe, o ex-prefeito Giovane assiste à articulação na Câmara para deixá-lo fora do páreo. A base do prefeito Cícero de Deus (PDT), que não quer o ex-prefeito como adversário, garante que não haverá perdão.

Com o parecer pela desaprovação, Giovane precisa de dois terços dos votos da Câmara, o que é bem difícil. Sabedor do movimento para inviabilizar sua candidatura, Giovane pediu ajuda a Guimarães. Há esperança!

Em Nova Olinda, o prefeito Ítalo Brito, mesmo sem filiação ao PT, já sente as vantagens de ser aliado. Levado pelo deputado estadual Marcos Sobreira (PDT), o prefeito esteve com o governador Elmano de Freitas, no dia 19.

Durante o encontro, a notícia de um investimento de R$ 5 milhões em obras ligadas a saúde, como a conclusão do Hospital Municipal. Claro, o secretário Leonardo Brito estava presente para se familiarizar.

O rompimento entre Pequim Roriz e o prefeito Aniziário Costa (PT) está consolidado. É o que garante a base de Pequim, que trabalha forte para tomar o PT e inviabilizar qualquer nome articulado por Aniziário. Depois de anunciar a parceria com Júnior Coutinho, agora, Pequim chamou seus liderados, Zé Barreto, a ex-vereadora Dolores, a vereadora Liliana e o ex-prefeito João Cláudio, para um encontro com o deputado estadual Fernando Santana, no dia 13, em Juazeiro do Norte. Depois da reunião, o grupo garantiu a esta coluna que o comando do partido permanece com a ex-vereadora e presidente da sigla, Donizete Coutinho, e que indicará o nome para 2024, independente do aval do prefeito Aniziário. No dia seguinte, dia 14, Aniziário postou foto com Fernando, agradecendo o apoio. Ficou a dúvida. No sábado (16), o PT realizou uma Plenária e filiou o vice-prefeito Antônio Neto, provável nome do grupo. Mas, a informação é que a Plenária não teve o apoio da direção estadual. Aniziário não foi a Plenária.

Enquanto o PT de Jardim briga, outros se fortalecem

A disputa pelo controle do PT de Jardim virou oportunidade para outras lideranças políticas do Estado. O PSD de Domingos Filho começou a fazer incursões para se fortalecer no Município, visando à disputa de 2024. Tem nos seus quadros a ex-candidata - e bem colocada nas pretensões de votos local - Cremilda Bingel, e articula a filiação da ex-candidata Clea Luz ao partido. Consultada sobre a possibilidade, Cremilda, como presidente, deu o aval. Cremilda apoiou Aniziário, mas descarta uma candidatura imposta na última hora e não participou de nenhuma ação política do grupo de oposição, que está em formação. A aliança com o grupo do ex-prefeito Fernando Luz pode cair como uma luva no futuro político de Cremilda.

Prefeito quer reformar Prefeitura

O prefeito de Araripe, Cícero de Deus (PDT), vai gastar, por meio de empréstimo, R$ 3,1 milhões para implantar energia solar nos prédios públicos e reformar a Prefeitura. Tudo com a anuência da Câmara. O empréstimo, aprovado por unanimidade em julho de 2022, voltou ao debate na semana passada, quando o Legislativo autorizou o desmembramento do recurso para fazer a reforma do prédio da Prefeitura. Nada fora do anormal, não estivesse a gestão, segundo denúncias da oposição, com atrasos de três meses nos salários dos servidores. O ex-prefeito Giovane Guedes (PT) questiona a capacidade de pagamento do Município e acusa o gestor de não ter articulação para atrair os recursos sem a necessidade de empréstimo.

Escândalo da “Gasolina Podre” chega à Justiça

Depois de cinco anos desde a denúncia na Câmara, a operação “Gasolina Podre”, do Ministério Público, chega à Justiça para julgamento. Segundo informações do próprio Ministério Público, o julgamento iniciou no dia 12, mas não se sabe o resultado. O caso motivou a cassação do então prefeito, Afonso Sampaio. A investigação descobriu superfaturamento nos preços com adulteração de planilhas entre 2016 e 2019. São réus, além de Afonso, um empresário e dois secretários à época. Nas oitivas foi decisivo o depoimento de uma funcionária do posto, que garantiu: o dinheiro era entreguea Afonso. A queda de Afonso abriu caminho para o atual prefeito Ítalo Brito se consolidar como principal liderança no Município.

Enquanto isso...

O prefeito de Campos Sales, João Luís, recebeu o aval da direção estadual do PT para ingressar no partido. Preocupado com alguns posicionamentos de militantes locais, o prefeito temia pelo seu futuro na sigla.

O aval veio do deputado federal José Guimarães, que articula a realização de um encontro para anunciar a filiação. No encontro, Guimarães promete empossar João Luís como presidente do partido no Município.

Em Santana do Cariri, o ex-vereador Padro de Gerson deve mesmo ser o nome da oposição em 2024. Filiado ao MDB, Pedro espera o empenho do deputado federal Eunício Oliveira na sua campanha. Mas, há dúvidas.

Eunício foi votado pelo grupo de Pedro de Gerson em 2022, mas com um resultado abaixo do esperado. Foi o segundo colocado com 1,3 mil votos, contra 3,2 mil do deputado Idilvan Alencar, apoiado pelo prefeito Samuel.

O caminho do prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo (PT), rumo à reeleição, está cava vez mais saneado. Figueiredo consegue ser prioridade dentro do seu grupo e articular forças capazes de neutralizar prováveis adversários. No seu palanque, em 2024, estarão a trinca Elmano, Camilo e Lula. Mas, o trunfo de Figueiredo está nos apoios que deu, em 2022, ao deputado estadual Guilherme Landim, líder do PDT na Assembleia Legislativa, e ao federal Eunício Oliveira, presidente do MDB no Ceará. Figueiredo neutraliza possíveis articulações contrárias e enfraquece a oposição, que assumidamente, está sem nomes para a disputa de 2024. Um dos líderes dessa oposição, o ex-presidente da Câmara, Ubelardo Moura, avalia um cenário difícil para a oposição e não enxerga um nome capaz de superar Figueiredo em 2024. Eleito em 2020, com sete dos 11 vereadores, Figueiredo ampliou sua base para 10 parlamentares, deixando a oposição com apenas um vereador. A expectativa para 2024 é que a diferença de 1.500 votos cresça consideravelmente.

Base de Jardim disputa controle do PT para 2024

Dividida, a base aliada de Jardim resolveu articular para tomar o controle do PT no Município. Liderados por Pequim Roriz, o ex-vereador de Juazeiro, Zé Barreto, a ex-vereadora Dolores, a vereadora Liliana, o ex-prefeito João Cláudio e o presidente do PT de Jardim, Júnior Coutinho, estiveram reunidos dia 08. O compromisso é marcharem juntos em 2024, com anúncio a ser feito em plenária do partido, no dia 16. Sabendo da articulação, o prefeito Aniziário Costa (PT) recorreu à cúpula do partido no Ceará e teve a garantia de que continuará à frente das decisões em Jardim. Parece que Júnior Coutinho não entregará o que prometeu. Pequim pressiona para ser o nome da base, mas não tem o aval de Aniziário.

Em formação, alternativa de oposição em Aurora

A política de Aurora assiste à formação de um grupo de oposição alternativo, basicamente, formado por dissidentes ao governo do prefeito Marcone Tavares (PSD), que não se dispõem a conversar com lideranças como os ex-prefeitos Adailton e Carlos Macedo. Em apenas uma semana, dias 5 e 8, foram dois encontros entre a presidente da Câmara, Marina Leite; a vice Nininha do Sindicato; os vereadores Silvio da Ingazeira, Budu e Bruno do Paredão; além de outras lideranças como a ex-secretária Ana Lúcia. Com exceção de Bruno, todos os vereadores são filiados ao PSD de Marcone. Nos encontros, não se fala em nomes, mas o tema será inevitável. O grupo garante que diálogo continuará.

Oposição de Missão Velha unida para 2024

O aparente silêncio da oposição de Missão Velha não reflete a realidade do momento político no Município. Lideranças como a ex-candidata Fitinha Silva (PT), derrotada na eleição suplementar de 2021, ao lado dos ex-prefeitos Washington Fechine (MDB), Diego Feitosa (MDB) e Tardiny Pinheiro (PT), tem percorrido o Município, fortalecendo o projeto para a disputa de 2024. Ainda não se fala em nomes, mas há uma tendência de que venha do PT para ligar a Lula, Elmano e Camilo. No dia 7, o grupo esteve no sítio Cachoeira, com o reforço dos vereadores Hernesto Vasques (MDB), Júnior de Penha (MDB), Monte (MDB), Nairton Macêdo (PT), Beto do Aleixo (PT). O encontro mostrou que a base está unida.

Enquanto isso...

Em Jati, professores denunciam desvio de finalidade com o precatório do Fundef. A prefeita Monica Mariano teria usado parte dos 60%, cerce da R$ 270 mil, pertencente aos professores, para pagar uma construtora.

Apesar da obra ser uma escola, uma campanha nas redes sociais garante: não abrirá mão do direito. O Sindicato dos servidores e Apeoc (estadual) avaliam recorrer direto à Justiça, sem passar pelo Ministério Púbico.

Em Assaré, o PT escolheu sua nova direção. A discussão, que aconteceu no sábado (09), durante a Plenária do Pedex 2023, teve o aval da direção estadual e contou com a presença do prefeito Libório Leite (PDT).

A nova presidente, a vice-prefeita Niza Costa, deve conduzir o processo de eleições do partido para 2024. Niza era do PSB, mas atendeu ao convite do partido para se filiar. Agora, a expectativa é sobre a filiação de Libório.

O prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, está conhecendo, da pior maneira, a dinâmica das disputas internas do PT. Convidado pela executiva estadual, teve o nome vetado pelo diretório municipal. Sabe que sua entrada está comprometida e enfraquecida. Não tem garantia de colocar seus pensamentos para 2024. A filiação de Ítalo é apenas a porta para a filiação do seu primo e secretário local, Leonardo Brito, candidato preferencial para 2024. A direção estadual tentou fortalecer a posição, articulando uma plenária no Município, no sábado, dia 26. Entregou ao prefeito uma moção de apoio e prometeu um manifesto pedindo a filiação de Ítalo. Não surtiu efeito, a posição da presidente do diretório municipal, Socorro Matos, continua a mesma: é oposição. Socorro não foi a plenária. Para piorar, o evento não teve nomes de peso como o deputado federal José Guimarães. Ítalo tem um convite do senador Cid Gomes para se filiar ao PDT. Nesse momento, parece ser o melhor caminho.

PSB de Jati prepara uma candidatura feminina 

A disputa em Jati está ficando cada vez mais acirrada para 2024. Depois do aparente rompimento entre a prefeita Monica Mariano e a ex-prefeita Neta Diniz, que deve apresentar uma candidatura pelo PSD, agora foi a vez do PSB se colocar na disputa. Em evento em Fortaleza, que deu posse ao novo presidente estadual, no sábado, dia 26, o vereador juazeirense, Márcio Joia, anunciou a filiação da sua esposa, Eline Menezes, ao partido em Jati. É dado como certa sua candidatura. A dúvida é se será a vice de Monica ou em voo solo. Monica se filiou ao PT com o apoio do deputado José Guimarães e Eline vem ao PSB com a articulação de Giovanni Sampaio e o apoio do ministro Camilo Santana. A filiação já repercute.

Deda trabalha para enfraquecer oposição em Farias Brito

A disputa em Farias Brito promete ser acirrada. Pensando nisso, o prefeito Deda Pereira (PDT) começou sanear sua reeleição junto a lideranças estaduais. Num intervalo de apenas 30 dias, o prefeito esteve com lideranças petistas, como o ministro da Educação, Camilo Santana, e o governador Elmano de Freitas. Vale salientar que o PT é o berço da oposição no Município, tendo como filiado o ex-prefeito Vandevelder Freitas, principal adversário de Deda. Dentro do PDT, Deda esteve com o senador Cid Gomes, que garantiu apoio e prioridade à reeleição em 2024. Deda terá o apoio do MDB e já articula para trazer o PSB. Por enquanto, Vandevelder apresentou a reaproximação com o ex-prefeito Zé Maria. Parece pouco para o tamanho do desafio.

Dariomar ganha protagonismo entre prefeitos

Surpreendeu o engajamento do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), nas discussões em apoio aos municípios. Em reunião organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com articulação da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Dariomar pediu união dos prefeitos cearenses. A reunião com a bancada cearense motivou a paralisação do dia 30, onde já aderiram cerca de 171 prefeituras do Estado. Dariomar fez coro por uma ajuda imediata do Governo Federal no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), mas não esqueceu de outros que necessitam atenção como pisos salariais. Pediu uniformização nas atitudes e projetos. Foi parabenizado por várias lideranças.

Enquanto isso...

Há dois meses sem transporte, os estudantes universitários de Potengi resolveram protestar em frente à Prefeitura, dia 24. Não adiantou. O prefeito Edson Veriato não estava no prédio e nada foi resolvido.

Sem uma posição para a situação, os cerca de 30 estudantes foram até a casa do prefeito para tentar conversar. Não foram recebidos. E pior, Edson chamou a polícia para os estudantes. Ninguém entendeu a truculência.

Na Câmara de Tarrafas, a sensação de impunidade é mais que um sentimento. A avaliação veio após o presidente da Casa, vereador Neto, informar sobre uma fiscalização do Ministério Público no Município.

Em resposta a informação, o vereador Adir Guerreiro foi direto: “Promotor não resolve nada”. Adir é cunhado e líder do prefeito Taiano Martins, na Câmara. O responsável pela fiscalização é o promotor Bruno Vasconcelos.

O prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, está conhecendo, da pior maneira, a dinâmica das disputas internas do PT. Convidado pela executiva estadual, teve o nome vetado pelo diretório municipal. Sabe que sua entrada está comprometida e enfraquecida. Não tem garantia de colocar seus pensamentos para 2024. A filiação de Ítalo é apenas a porta para a filiação do seu primo e secretário local, Leonardo Brito, candidato preferencial para 2024. A direção estadual tentou fortalecer a posição, articulando uma plenária no Município, no sábado, dia 26. Entregou ao prefeito uma moção de apoio e prometeu um manifesto pedindo a filiação de Ítalo. Não surtiu efeito, a posição da presidente do diretório municipal, Socorro Matos, continua a mesma: é oposição. Socorro não foi a plenária. Para piorar, o evento não teve nomes de peso como o deputado federal José Guimarães. Ítalo tem um convite do senador Cid Gomes para se filiar ao PDT. Nesse momento, parece ser o melhor caminho.

PSB de Jati prepara uma candidatura feminina 

A disputa em Jati está ficando cada vez mais acirrada para 2024. Depois do aparente rompimento entre a prefeita Monica Mariano e a ex-prefeita Neta Diniz, que deve apresentar uma candidatura pelo PSD, agora foi a vez do PSB se colocar na disputa. Em evento em Fortaleza, que deu posse ao novo presidente estadual, no sábado, dia 26, o vereador juazeirense, Márcio Joia, anunciou a filiação da sua esposa, Eline Menezes, ao partido em Jati. É dado como certa sua candidatura. A dúvida é se será a vice de Monica ou em voo solo. Monica se filiou ao PT com o apoio do deputado José Guimarães e Eline vem ao PSB com a articulação de Giovanni Sampaio e o apoio do ministro Camilo Santana. A filiação já repercute.

Deda trabalha para enfraquecer oposição em Farias Brito

A disputa em Farias Brito promete ser acirrada. Pensando nisso, o prefeito Deda Pereira (PDT) começou sanear sua reeleição junto a lideranças estaduais. Num intervalo de apenas 30 dias, o prefeito esteve com lideranças petistas, como o ministro da Educação, Camilo Santana, e o governador Elmano de Freitas. Vale salientar que o PT é o berço da oposição no Município, tendo como filiado o ex-prefeito Vandevelder Freitas, principal adversário de Deda. Dentro do PDT, Deda esteve com o senador Cid Gomes, que garantiu apoio e prioridade à reeleição em 2024. Deda terá o apoio do MDB e já articula para trazer o PSB. Por enquanto, Vandevelder apresentou a reaproximação com o ex-prefeito Zé Maria. Parece pouco para o tamanho do desafio.

Dariomar ganha protagonismo entre prefeitos

Surpreendeu o engajamento do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), nas discussões em apoio aos municípios. Em reunião organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com articulação da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Dariomar pediu união dos prefeitos cearenses. A reunião com a bancada cearense motivou a paralisação do dia 30, onde já aderiram cerca de 171 prefeituras do Estado. Dariomar fez coro por uma ajuda imediata do Governo Federal no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), mas não esqueceu de outros que necessitam atenção como pisos salariais. Pediu uniformização nas atitudes e projetos. Foi parabenizado por várias lideranças.

Enquanto isso...

Há dois meses sem transporte, os estudantes universitários de Potengi resolveram protestar em frente à Prefeitura, dia 24. Não adiantou. O prefeito Edson Veriato não estava no prédio e nada foi resolvido.

Sem uma posição para a situação, os cerca de 30 estudantes foram até a casa do prefeito para tentar conversar. Não foram recebidos. E pior, Edson chamou a polícia para os estudantes. Ninguém entendeu a truculência.

Na Câmara de Tarrafas, a sensação de impunidade é mais que um sentimento. A avaliação veio após o presidente da Casa, vereador Neto, informar sobre uma fiscalização do Ministério Público no Município.

Em resposta a informação, o vereador Adir Guerreiro foi direto: “Promotor não resolve nada”. Adir é cunhado e líder do prefeito Taiano Martins, na Câmara. O responsável pela fiscalização é o promotor Bruno Vasconcelos

Prefeitos do Ceará, cerca de 50 deles, até estiveram em Brasília, no dia 15, para discutir a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), com sua bancada no Congresso. Do Brasil, foram quase dois mil tentando sensibilizar o Governo Federal. Não adiantou. Agora, os gestores devem passar da reclamação à pressão. A campanha “Sem FPM não dá”, no Cariri, já tem a adesão de 16 prefeituras, que prometem paralisar no próximo dia 30. Na relação, Antonina do Norte, Assaré, Araripe, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Nova Olinda, Penaforte, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas e Várzea Alegre. Entre os gestores, uma maioria aliados do Governo Federal e do Estado. O movimento pode desgastar a relação. Alguns municípios já estão com dificuldade de garantir o pagamento, por exemplo, de servidores e fornecedores. É consenso entre os gestores, que o próximo passo é recorrer à Justiça. Daqui para frente é tolerância zero.

PT de Nova Olinda fecha portas para Ítalo

Em Fortaleza, a executiva estadual do PT no Ceará aprovou, em reunião no dia 17, convite ao prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, para filiação ao partido. Mas, a articulação, feita pelo deputado federal José Guimarães, não caiu bem no diretório municipal, que não aceitou o resultado da reunião e, em nota, no dia seguinte, garantiu que o partido no Município permanecerá na oposição ao prefeito. O confronto interno gerou uma crise entre o PT e o prefeito Ítalo, que trabalhava a aproximação e já tinha entregue a Secretaria de Governo ao partido. O diretório municipal nega a participação no governo, dizendo que a indicação de Corrinha do Sindicato não foi feita pelo partido. O diretório municipal é ligado à deputada Luizianne Lins.

Prefeito de Santana deve desembarcar no PT

Conversando e se articulando com a base aliada dos governos Lula e Elmano de Freitas, o prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, está próximo de concretizar sua entrada no grupo. Em Brasília, na última semana, manteve contato com o deputado federal José Guimarães (PT), líder do governo Lula na Câmara, quando foi convidado para se filiar ao PT. Independente da decisão de Samuel, Guimarães prometeu ajudar o município de Santana, avaliando a gestão como séria e comprometida com as causas populares. Samuel não anunciou definição, mas prometeu, para breve, uma decisão definitiva sobre seu futuro político. O prefeito já foi convidado para outras siglas da base, como PDT e Republicanos.

Fim da aliança entre a prefeita Monica e Neta em Jati

A “lua de mel” entre a prefeita de Jati, Monica Mariano, e a ex-prefeita Neta Diniz, que durou desde a eleição de 2020, chegou ao fim. Neta avisou a Monica que, em 2024, defenderá outra candidatura, a do seu marido, conhecido como Tonho. A ex-prefeita tem o controle do PSD e Monica já anunciou pelas redes sociais sua filiação ao PT. O evento de filiação foi na sexta-feira (18), com as presenças do deputado estadual, Moises Braz, e do deputado federal José Guimarães. Não se sabe quem fez a aproximação com os petistas, mas Mônica tem ligação com o vice-prefeito de Juazeiro do Norte, Giovanni Sampaio, e com o ministro Camilo Santana (PT), que não foram à filiação.

Enquanto isso...

Ainda em Jati, a outra ligação política da prefeita Mônica Mariano com a base governista é com o deputado estadual Guilherme Landim (PDT). Não se sabe se Guilherme convidou Monica para o PDT.

Na cidade, uma certeza: Guilherme sempre foi muito próximo de Neta. Ou seja, o rompimento de Neta pode ter tirado o deputado da base de Monica, o que pode dificultar sua reeleição. Neta Diniz vem com força.

A Câmara de Abaiara confirmou o parecer técnico do TCE e desaprovou as contas do prefeito Afonso Tavares (PT), no dia 15. A votação acirrada teve cinco votos pela desaprovação e quatro contra as contas referentes a 2018.

A votação ficou empatada e foi decidida pelo presidente da Casa, Manoel Alves, que ao final, encerrou a sessão sob protestos do líder do prefeito na Casa, vereador Esmael. Houve discussão.

A intervenção do diretório estadual do PT cearense em Salitre, indicando que a união dos ex-prefeitos Rondilson e Agenor Ribeiro é fundamental para derrotar o prefeito Dodó de Neoclides, parece não ter surtido efeito. Uma decisão do PT, em manter o comando do diretório municipal com Rondilson, acabou com a trégua e pode rachar o partido novamente. Uma comissão provisória fica no comando até 10 de novembro, tempo suficiente para Rondilson preparar uma vitória definitiva na eleição interna. Agenor e Rondilson estão aptos para a disputa e, ainda, há o nome do vereador Sílvio Pinto, que se agarra à força do presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, seu amigo pessoal. A possibilidade de um novo racha é comemorada pela base do prefeito Dodó que, hoje, está isolado na política estadual e desgastado por sucessivos escândalos no Município. A única possibilidade de vitória de Dodó é a divisão dos adversários. A cúpula estadual do PT terá muito trabalho em Salitre.

Oposição de Araripe denuncia caos na Educação

A oposição de Araripe não tem dúvidas que a educação de Araripe está à beira do caos. Não há explicação da gestão do prefeito Cícero de Deus, para o flagrante de alunos da zona rural, nos sítios Impueira e Segredo, sendo transportados em carrocerias de caminhão, dividindo espaço com tambores de insumos agropecuários. Inevitável a comparação com animais. O transporte vai à contramão do que prega a legislação, que prevê um transporte escolar feito por ônibus ou vans. Apesar da grande repercussão, não houve manifestação nas plataformas oficiais da gestão e nem do Ministério Público sobre o caso. A oposição, que flagrou a situação, garante que a denúncia será encaminhada em breve.

Milagres tenta se antecipar a crise das festas

As muitas denúncias envolvendo a organização de festas de municípios da região do Cariri parecem ter motivado o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo (PT), a convocar uma coletiva de imprensa para falar sobre a organização da festa do Município, que acontece ainda neste mês de agosto. Durante a entrevista, dia 02, o prefeito divulgou as ações planejadas para os festejos alusivos à emancipação política. Foram debatidos segurança, assistência à saúde, ação social e finanças. Figueiredo anunciou, ainda, a reforma do Parque de Eventos e a criação de painéis em homenagem aos artistas e personalidades que contribuíram para a história do Município. Não foram mencionadas agendas de shows artísticos ou custos da festa.

Encontro de oposições em Santana do Cariri

O bom desempenho do prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, está despertando uma certeza na oposição: é preciso se unir para disputar. E o primeiro encontro entre a ex-prefeita Danieli Machado e o ex-vereador Pedro de Gerson, para debater sobre uma aliança, aconteceu na sexta-feira (11). Há quem garanta que deve sair uma chapa composta ou apoiada pelos dois. A base do prefeito Samuel está vibrando com a possibilidade. Pedro de Gerson é pai do ex-prefeito Pedro Henrique, derrotado por Samuel, depois de uma gestão marcada por desgastes, por ser comandada nos bastidores pelo pai. Já Danieli ficou marcada pela compra de quase uma tonelada de colorau e que acabou cassada em 2018.

Enquanto isso...

Em Antonina do Norte, o ex-prefeito Iteildo Roque resolveu voltar à discussão política, depois da eleição de 2020. E Iteildo voltou fazendo barulho. Disse que vai unir as oposições contra o prefeito Antônio Filho.

Iteildo só não citou que lideranças da oposição já articularam para viabilizar sua provável candidatura. Iteildo perdeu todas as disputas desde que deixou o poder em 2008. Vai ser difícil convencer sobre sua viabilidade.

Em Jati, continua a crise entre os servidores e a prefeita Monica Mariano. Mesmo depois de uma decisão judicial, mandando reintegrar servidores afastados nos primeiros meses da gestão, a situação é a mesma.

Monica reintegrou servidores, mas ainda há muitos a serem lotados. A petição que pede o cumprimento da sentença cita servidores que estão na folha, mas sem lotação. Não há lugar para reintegrados e contratados, simples!

Em Penaforte, o retorno das aulas trouxe polêmica e muitos protestos. Ao receberem os salários, os professores tiveram uma surpresa: os rendimentos estavam bem abaixo do esperado. Uma consulta aos contracheques revelou o motivo, faltavam o 1/3 das férias, direto previsto em lei, além de constar descontos indevidos, segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penaforte (Sindisforte),  no INSS e Imposto de Renda. Em resposta, o sindicado publicou “Nota de Repúdio” contra a gestão do prefeito Rafael Ângelo. A nota avalia que “além de se tratar de atitude moralmente reprovável, tal ato constitui crime”. Os sindicalistas garantem que querem conversar, mas se não houver acordo, o caso será levado ao Ministério Público Federal e Polícia Federal. Sem dinheiro, sem apoio e, agora, sob imensa pressão, o prefeito não se manifesta. Está acuado. Apadrinhados pela oposição, sindicato e professores prometem as últimas consequências e o desgaste para Rafael Ângelo só aumenta.

Definições em Tarrafas deixam aliados de fora

Está confirmado! A aliança entre o prefeito Taiano Martins e os ex-prefeito Neto Alcântara e Maria Girleuda chegou ao fim. O motivo do rompimento foi a quebra de acordo para Taiano apoiar o seu vice, Manoel Alcântara, irmão de Neto. Taiano foi vice de Girleuda, que é mulher de Neto, e teria prometido devolver o apoio recebido pelos dois nas duas últimas eleições. Mas, Taiano resolver continuar no comando da gestão e deve mesmo indicar o seu secretário de Saúde, Romerito Araújo, que teria se comprometido e fazer o papel de ‘testa de ferro’. Agora, Girleuda e Neto devem começar a trabalhar a candidatura de Manoel, mesmo sem o apoio da máquina pública. Já conseguiram vencer uma vez.

Samuel fortalece pré-candidatura de Salviano 

Decisivo para a eleição do prefeito Edson Veriato em 2020, o ex-prefeito Samuel Carlos estará em outro palanque na eleição do próximo ano. Samuel anunciou que vai apoiar o nome do empresário Salviano Alencar, pré-candidato a prefeito contra Edson. Salviano também foi apoiador de Edson e a sua candidatura mostra o quanto o palanque do prefeito entra na eleição enfraquecido. Até o vice-prefeito Humberto dos Barreiros já anunciou apoio à Salviano. Edson aposta tudo na força de lideranças do Estado, como o ministro Camilo, o governador Elmano e os deputados Fernando Santana e José Guimarães. Sua filiação ao PT teve essa pretensão. Salviano trabalha para neutralizar essas lideranças.

Tensão política avança na festa de Araripe

As tensões da política em Araripe aumentaram com as comemorações do dia do município (03 de agosto), festejado entre os dias 1º e 2 de agosto. A principal obra apresentada pelo prefeito Cicero de Deus, um PSF inaugurado na gestão do ex-prefeito Giovane Guedes, teve a placa trocada. Giovane não perdoou e foi às redes sociais alertar sobre a “fraude” e desafiou o prefeito a apresentar apenas uma placa de obra iniciada na gestão do atual. Cícero de Deus não aceitou o desafio e apostou nos shows em praça pública para abafar as críticas da oposição. O problema é que o prefeito gastou mais de R$ 400 mil com as atrações, deixando salários e fornecedores atrasados, além de CRAS com a energia cortada.

Enquanto isso...

Em Altaneira, a Justiça concedeu liminar ao Ministério Público, suspendendo as contratações temporárias feitas pelo prefeito Dariomar Rodrigues. A decisão foi do juiz Herick Bezerra, dia 03.

Dariomar poderá manter apenas as contratações que supriam ausência temporária de servidor efetivo. Mas Dariomar está tranquilo, terá 180 dias para cumprir a decisão. Tem tempo de reverter. 

Em Abaiara, as contas dos aliados Afonso Tavares, atual prefeito, e Chico Sampaio, ex-prefeito, serão votadas na Câmara. Dia 15, os vereadores avaliam a do prefeito Afonso e dia 22 as de Chico Sampaio, que teve parecer favorável do TCE.

O problema vai ficar mesmo para o prefeito Afonso, que teve parecer pela desaprovação do TCE, por descumprimento a Lei de Responsabilidade Fiscal. A expectativa é que a Câmara reprove as contas de Afonso.

Líder da oposição em Santana do Cariri, o empresário Pedro de Gerson terá que melhorar muito sua visão política e se viabilizar na disputa contra o prefeito Samuel Werton. Essa é a avaliação geral no Município, depois do fiasco da festa no distrito de Inhumas. Pedro de Gerson, que é pai do ex-prefeito Pedro Henrique, organizou um evento paralelo ao Pau da Bandeira na comunidade, que está no calendário do Município. Foi um fiasco. O prefeito Samuel Werton colocou um trio elétrico – padrão Carnaval de Salvador – nas ruas da comunidade e cobriu a festa concorrente. A tentativa de mostrar força se transformou em fracasso. Para completar, a festa oficial foi um grande sucesso. Foram 10 dias de atrações de peso, como Raquel dos Teclados, Zé Cantor, Walkiria Santos e outras 27 atrações. A gestão comemora um incremento superior R$ 1,2 milhão na economia local, com a presença de mais de 35 mil pessoas no evento. É preciso alguém dizer a Pedro de Gerson que não se mede força contra o poder. O caminho é a habilidade política.

Prefeito Marcone trata oposição como piada

A disputa política pela Prefeitura de Aurora tende a aumentar com a aproximação das eleições de 2024. O volume de denúncias contra a gestão do prefeito Marcone Tavares é um sinal. Cercado de denúncias, o prefeito garante que não está preocupado e vai mais longe: avalia como piada algumas delas. Deu como exemplo a que estaria pagando obras de recuperação de vias como dinheiro da Educação. Marcone disse que esse desvio é impossível, dado o tramite na própria Secretaria. Sobre a eleição, o prefeito é direto: eles têm que unir para “tentar” me derrotar. Marcone lembra o longo histórico de tensões entre Adailton e Carlos Macedo, e acredita ganhar dos dois juntos. Uma certeza: está muito confiante!

MP não aceita justificativa de Dariomar

A paciência do Ministério Público com a gestão do prefeito Dariomar Rodrigues, em Altaneira, parece ter acabado. Depois da orientação para a exoneração de servidores temporários em atividade precária, o promotor Ariel Alves de Freitas recebeu como resposta uma posição genérica. Pelo menos é o que diz a publicação do promotor encaminhada a Justiça. O Ministério Público pediu a realização de concurso e apontou favorecimento político a aliados entre as centenas de contratações. Elas são tantas que o prefeito publicou decreto reduzindo os salários para conseguir pagar. O Ministério Público pediu a nulidade do decreto e o caso está com a Justiça.

Jati parece acostumado a nomes de fora

A eleição da prefeita Mônica Mariano parece ter aberto uma nova era em Jati. O desgaste das lideranças locais, como a ex-prefeita Neta Diniz, na época afastada por corrupção, acabou abrindo espaços para os chamados forasteiros. E a aparente insatisfação com o governo Mônica tem motivado outros nomes de fora da vida política orgânica do Município. Na última semana, o nome que mais circulou nos bastidores da política local foi o do vereador juazeirense Marcio Joias. O vereador teria comprado uma propriedade na zona rural da cidade, motivando comentários de mudança de domicílio eleitoral e uma possível pré-candidatura a prefeito. Nada confirmado pelo vereador juazeirense. É fato: faltam lideranças locais!

Enquanto isso...

Ainda em Jati, o descontentamento dos servidores públicos com a prefeita Mônica Mariano é enorme. A gestora não pagou o terço de férias, previsto para 2023. Há o temor de que o ano de 2023 esteja perdido.

Isso porque, informalmente, secretários de pastas importantes e com muitos servidores falam em pagamento apenas em janeiro de 2024. E mais: o pagamento ficará sendo feito apenas nos meses de janeiro de cada ano.

Em nova Olinda, a indicação do prefeito Ítalo Brito para sua sucessão, o presidente da Câmara, Dindo Araújo, ainda cabe discussão. Essa é a avaliação da própria família do prefeito, que não estaria convencida.

Ítalo é filho dos ex-prefeitos José Alencar e Fábia Brito e, ao que parece, a família quer manter a gestão dentro de casa. No páreo familiar, o favorito seria o secretário Leonardo, primo do prefeito. A família faz pressão.

A situação política e administrativa do prefeito de Aurora, Marcone Tavares (PSD), sofre desgastes ao ponto de a população ter dúvidas sobre sua presença na disputa do próximo ano. Há quem garanta que o gestor não se viabiliza para a reeleição. Entre as novas denúncias contra Marcone, um desvio de finalidade, com verbas da Educação, para tapar buracos de responsabilidade da pasta da Infraestrutura. A pressa pode estar na conta dos desgastes causados pelas crateras na entrada da cidade. A verba é federal e a destinação final deve atrair o Tribunal de Contas da União para dentro da gestão. O prefeito pode ficar inelegível. Mas, Marcone parece pouco preocupado com os órgãos de fiscalização, tanto que encomendou e contratou um instituto de pesquisa para medir a aceitação das suas ações e da sua gestão. Só cometeu um erro que, também, pode custar sua reeleição: Marcone colocou na pesquisa, meramente institucional, uma avaliação eleitoral. Quis saber sobre seu desempenho eleitoral para 2024. Tudo está sendo encaminhado ao Ministério Público. É mais desgaste!

Prefeito de Abaiara invade encontro de opositores

O presidente estadual do Democracia Cristã (DC) no Ceará, Robson Leite, visitou a cidade de Abaiara no dia 21. Acompanhado pelo suplente de vereador de Juazeiro do Norte, Alexandre Sobreira, o presidente fez articulações para aproximação com o líder político local, João Neto do Cartório, que pode comandar o partido no Município, nas eleições do próximo ano. Conversa adiantada, os três foram à Novena de Sagrado Coração de Jesus, no Sítio Brejinho, onde foram surpreendidos pela presença do prefeito Afonso Tavares (PT). Sem espaço no próprio partido, Afonso tentou encaixar um debate de parceria com a sigla. Esqueceu que João Neto faz parte da oposição e, sequer, deu ouvidos. Ficou feio!

Prefeito Ítalo Brito apresenta seu candidato para 2024

O prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, parece ter decidido sobre seu candidato para a disputa de 2024. A decisão ficou clara no fim de semana, quando o gestor compareceu e ajudou a articular o lançamento da pré-candidatura a prefeito do atual presidente da Câmara, Dindo Araújo (PP). Para deixar o evento ainda mais fortalecido, Ítalo articulou a presença do deputado estadual Marcos Sobreira, que confirmou apoio. Para facilitar a vida de Ítalo, a oposição está totalmente desarticulada. Até se fala em um

candidato vindo da família do ex-prefeito Afonso Sampaio, mas nada é confirmado. Ou seja, o caminho para Dindo parece bem saneado.

Cavalgada esvaziada gera fiasco da oposição em Assaré

A primeira tentativa da oposição de Assaré, de mostrar força, acabou em fiasco. Caninana do Forró não conseguiu atrair mais que 15 amigos entre cavaleiros e motoqueiros, para uma cavalgada no dia 20, mesmo dia da grande cavalgada que juntou centenas para comemorar a emancipação política do Município. Mais do que nunca, Caninana vai precisar de Evanderto, que até agora não sinalizou com apoio. Para completar, Caninana deve enfrentar processo eleitoral por propaganda irregular. Promoveu show para comemorar, segundo ele, 22 anos de carreira. O detalhe é que, em 2014, fez o mesmo show para comemorar 10 anos. Ou seja, a conta não fecha. E pior, 22 é número do seu partido, o PL.

Enquanto isso...

Dura a pena imposta pela Justiça de Farias Brito ao ex-presidente da Câmara, Chico da Betânia. Ele foi condenado a 11 anos de cadeia, por rachadinha. A denúncia do Ministério Público é recheada de depoimentos.

A prática ocorreu entre os anos de 2015 e 2016, quando Chico da Betânia comandou a Casa Legislativa. A decisão, publicada no dia 17, dá direito a recorrer em liberdade, mas Chico pode se preocupar com seu futuro.

Em Potengi, a resposta do empresário Salviano Alencar, em negar acordo com o vice-prefeito, Humberto dos Barreiros, deixou muita gente com o pé atrás. Na base de Humberto ninguém entendeu nada.

A avaliação é que, ao negar acordo com Humberto dos Barreiros, o pré-candidato Salviano abre espaço para conversar com os outros pré-candidatos da oposição, Titico e professor Guedes. Pode ficar sem nenhum.

Depois de duas eleições em lados opostos, a aliança entre PT e PDT em Mauriti pode acontecer novamente em 2024. O grupo do PDT, ligado ao deputado estadual Guilherme Landim, tem sido sondado para indicar um candidato a vice-prefeito na chapa liderada pelo PT, do prefeito João Paulo, candidato à reeleição. Internamente, o PT parece ter resolvido suas diferenças e João Paulo deve mesmo liderar o processo. Fontes petistas garantem que a pacificação é uma questão de tempo. No PDT, não há confirmação da tentativa de aproximação, mas o nome do ex-vereador Cícero do Coité, pai do vereador Neco Maranhão, tem se fortalecido e se viabilizado para a disputa. Caso não haja entendimento, o PT deve apostar numa chapa pura, com o ex-prefeito Evanildo Simão na vice. A ideia seria neutralizar a liderança Cicero do Coité no distrito da Palestina, maior do Município, onde ambos têm forte liderança. Na Câmara, o PDT tem amenizado as críticas à gestão petista. Pode ser um sinal!

PT de Salitre volta a ter tensionamento

Depois de um esforço de lideranças estadual para promover a união entre os ex-prefeitos Agenor Ribeiro e Rondilson Ribeiro, o acordo dentro do PT voltou a ficar distante. Entre os municípios que terão eleições para escolha da nova direção, o PT de Salitre tem reeditado a disputa entre os dois grupos, que não abrem mão do poder interno. Hoje, Rondilson tem maioria de filiados, mas Agenor é quem está viabilizado para a disputa contra a reeleição do prefeito Dodó de Neoclides (PDT). O esforço por um acordo deve continuar, mesmo com a declaração de Agenor, de que o PT “passou de democracia para demagogia”. Confiante na candidatura, Agenor já trabalha para juntar lideranças que deixaram a gestão Dodó.

PDT de Altaneira reafirma nome de Késia para 2024

Sondados sobre o nome para liderar o partido na disputa do próximo ano, lideranças do PDT de Altaneira mantém o nome da empresária Késia Alcântara. Segundo a avaliação, não existem motivos para substituir um nome que tem adesão e pode neutralizar a influência de lideranças petistas como o governador Elmano de Freitas, o ministro Camilo Santana e o deputado José Guimarães. Késia é esposa do empresário Palito da Mega Som, parceiro do Estado na Expocrato e cunhada do ex-prefeito Delvamberto Soares, que tem trânsito na cúpula dos dois partidos no Ceará. Késia enfrentará um nome indicado pelo prefeito Dariomar, que até agora, permanece desconhecido. Dariomar estaria apostando na força da gestão.

Em Tarrafas, farra das diárias custa R$ 119 mil

A gestão do prefeito Taiano Martins, em Tarrafas, parece ignorar qualquer fiscalização. Depois de uma sequência de operações, denúncias e notificações por órgãos de fiscalização, o prefeito autorizou o pagamento de cerca de R$ 119 mil em diárias, somente nos primeiros seis meses de 2023. Tudo comprovado no Portal da Transparência. A avaliação da oposição é que a escalada contra os cofres públicos acontece graças a impunidade. Para citar apenas o caso mais recente, em 2022, a gestão Taiano sofreu uma operação conjunta do Ministério Público do Estado e do Tribunal de Contas da União, tendo como alvo os contratos de serviços de limpeza, no valor de R$ 11 milhões. No Município a revolta é geral!

Enquanto isso...

Ainda em Tarrafas, sem acreditar nas instituições de fiscalização, o ex-candidato a prefeito Eronildes Santos articula tirar o prefeito Taiano no voto e busca fortalecimento para a disputa do próximo ano.

Depois de disputar em 2020 pelo PTB, Eronildes está a caminho do PP de Zezinho Albuquerque, base governista. A migração para a base do governo é neutralizar a articulação estadual de Taiano, filiado ao PDT.

Em Assaré, aliados do prefeito Libório Leite (PDT) estão desconfiando da fidelidade do ex-prefeito Evanderto Almeida. Ele teria firmado acordo para apoio à reeleição de Libório e já estaria participando de gestão.

Na base de Libório, há quem garanta que Evanderto não cumprirá o acordo e dará “apoio branco” a chapa da oposição, hoje, liderada pelo cantor Caninana do Forró. Libório tem ficado em silêncio sobre as análises.

O prefeito de Potengi, Edson Veriato (PT), festeja a enxurrada de pré-candidatos a prefeito que surgiram para questionar seu mandato. E a receita é simples: quanto mais dividida a oposição, mas chances de reeleição para o prefeito. A oposição já registra pelo menos três pré-candidatos assumidos. No momento, o nome mais articulado é do empresário Salviano Alencar, que deve contar com o apoio do vice-prefeito Humberto dos Barreiros (PP). Apesar da boa articulação local, Salviano tem dificuldades na estadual. Deve perder o Republicanos, onde articulava filiação. Edson vetou a filiação. Salviano já busca novas opções de partidos. Outros nomes, como o ex-prefeito Titico e o professor Guedes, recém chegado à cidade, também têm se colocado como alternativas ao nome de Edson. A expectativa é para a manifestação do ex-prefeito Samuel Alencar, que até agora, tem se mantido em silêncio. Samuel apoiou Edson em 2020, mas se mantém distante da gestão.

Yury trabalha para reconstruir oposição em Assaré

O deputado federal Yury do Paredão articula uma chapa de oposição em Assaré. Ele aposta na candidatura do forrozeiro Caninana do Forró, para barrar a reeleição do prefeito Libório Leite (PDT). Caninana trocou o PSD pelo PL de Yury, onde, segundo avaliação local, apostará no discurso ideológico da extrema direita, inspirado no ex-presidente Bolsonaro. Claro, a fama como cantor, também, será explorada. Em 2020, Caninana foi candidato a vice do ex-prefeito Evanderto Almeida, chapa derrotada por Libório. Hoje, Evanderto discute apoio à Libório, o que deixa a oposição rachada. Caninana não assumiu a pré-candidatura, mas caso queira ser candidato, terá a missão de rearticular o grupo sem a ajuda de Evanderto.

PT deve se unir contra reeleição de Dodó em Salitre

Depois de muitas tensões e divisões nos últimos anos, as duas principais lideranças do PT de Salitre devem marchar juntas na disputa do próximo ano. Liderados pelos ex-prefeitos Agenor Ribeiro e Rondilson, o grupo trabalha uma candidatura que contemple os dois grupos. Um dos nomes colocados é do vereador Silvio Pinto (PT), defendido por Agenor. Agenor e Rondilson ainda disputam o controle do partido, mas a direção estadual, independente do resultado interno, quer o partido unido para o embate contra a reeleição do prefeito Dodó de Neoclides, eleito com o

apoio de Rondilson em 2020. A avaliação é que o racha do PT levou Dodó ao poder. Dodó votou em Roberto Cláudio para governador em 2022.

Abaiara tem mais um nome contra o prefeito Afonso

A campanha eleitoral em Abaiara deve ter mais um discurso contra o nome a ser indicado pelo prefeito Afonso Tavares (PT). A militante social, conhecida como Dona Helena, tem se destacado nos debates políticos na cidade, ao combater o que qualifica de hegemonia das “oligarquias” Tavares e Sampaio. As famílias estão se revezando no poder há cerca de 60 anos e, hoje, estão unidos nas lideranças de Afonso e do ex-prefeito Chico Sampaio. Dona Helena chegou a ser vice-prefeita na chapa de Afonso em 2016, mas teria rompido ainda durante o mandato. Oposição, a líder social não fala em conversar o atual vice-prefeito Ângelo Furtado (PT), o Angim, que deve ser candidato, também, contra a indicação de Afonso.

Enquanto isso...

Em resposta a esta coluna, a assessoria do ex-prefeito de Várzea Alegre, Vanderlei Freire, enviou documentação comprovando que o mesmo está elegível, ou seja, sem impedimentos para qualquer disputa eleitoral.

Apesar da comprovação, a assessoria garante que não há manifestação do ex-prefeito sobre estar na disputa do próximo ano. Recentemente, Vanderlei conversou com o deputado federal Yury do Paredão (PL).

Em Jati, a prefeita Monica Mariano parece fazer o dever de casa. Entre rompimentos e adesões a sua gestão, a prefeita colhe resultados mais positivos que negativos.

A comprovação de que a articulação está sendo bem feita é que, até agora, nenhum nome apareceu para liderar a oposição. Nomes da própria oposição já avaliam que Jati pode ter candidatura única no próximo ano.

O ritmo de campanha já toma conta da Câmara de Farias Brito. E o vereador Edson Ferreira (PT), hoje na oposição, tem usado a Casa como seu principal palanque. Mas, a exposição tem preço e Edson tem construído muitos adversários. Na sessão do dia 21, Edson criticou os resultados divulgados pelo Estado, que reconhecem quatro escolas do Município como Nota 10. Ao desmerecer o resultado, Edson mirou no secretário Júnior Almeida, mas acabou atingindo toda a classe da Educação. Na sessão do dia 28, o vereador Flávio Jorge respondeu a um ataque de Edson a todos os colegas. Edson desafiou qualquer vereador a mostrar que trabalhou mais que ele. Desagradou a todos e recebeu uma resposta à altura. Flavio aconselhou que Edson falasse menos e procurasse o Governo do Estado, comandado por seu partido, para trazer recursos para o Município, e apresentou várias articulações feitas por ele no decorrer dos anos. Edson fica com a imagem de quem não tem respeito, nem humildade.

Zé Helder sem adversário em Várzea Alegre

O prefeito de Várzea Alegre, Zé Helder (MDB), continuará sendo a maior liderança do Município. Sem poder disputar mais uma reeleição, Zé Helder não demonstra preocupação ou pressa em apresentar o nome que provavelmente vai sucedê-lo. A revelação deve ser feita no apagar das luzes dos prazos. A tranquilidade tem como base pesquisas internas que apontam amplo favoritismo para o nome ungido por Zé Helder. Por outro lado, a oposição também contribui. O grupo não tem nome forte e seu principal líder, o ex-prefeito Vanderlei Freire, nem pode ir a disputa: está inelegível. Ao lado de Vanderlei, o deputado federal Yury do Paredão tenta articular o fortalecimento do grupo, mas a tarefa é bem mais difícil.

Oposição de Lavras tenta esquentar nome de Ildsser

Está dando o que falar a divulgação boca a boca de uma suposta pesquisa interna em Lavras da Mangabeira. Quem espalha o resultado dessa “pesquisa” é o grupo da oposição ao prefeito Ronaldo da Madeireira (PSD). O nome propagado como líder da pesquisa é o do ex-prefeito Ildsser Lopes (MDB), derrotado por Ronaldo em 2020. A base de apoio de Ronaldo tem desafiado a oposição a registrar a pesquisa e divulgar. Garantem que o resultado é fake ou esqueceram de combinar com a população. A base garante que o resultado é outro. Diante do disse me disse, o prefeito Ronaldo diz, apenas, que o momento é de trabalhar por Lavras e que a eleição vai ficar para o próximo ano. 

A encruzilhada do PDT em Santana do Cariri

O PDT de Santana do Cariri vive um momento de tensão sobre sua posição nas eleições do próximo ano. Seu principal líder local, o ex-candidato a prefeito Vicente Brilhante, tem se articulado com o grupo do ex-prefeito Pedro Henrique, mas o líder do partido na região, o deputado federal Idilvan Alencar, está fechado com o prefeito Samuel Werton. Vicente se agarrava no voto que deu a André Figueiredo, presidente estadual, que recentemente mostrou enfraquecimento, diante do avanço do senador Cid Gomes sob comando do partido no estado. Samuel conta com o PDT na sua base e já articula filiação ao Republicanos, sob o comando de Cid. Vicente está sendo aconselhado a se manter na base ou procurar outra sigla.

Enquanto isso...

Em Aurora, a crise dos buracos parece afundar a credibilidade do prefeito Marcone Tavares (PSD). Lideranças da oposição reclamam das crateras que resultaram de obras inacabadas, há mais de um ano, na entrada da cidade.

As crateras, que ficam nas ruas Cícero José do Nascimento e Coronel Afonso Leite, já engoliram carretas e são alvo de chacota pela população, que qualifica as obras intermináveis como piscinas do prefeito.

O prefeito de Aiuaba, Ramilson Araújo (PSD), então liderança da oposição, já está se articulando com o governo Elmano de Freitas. Sob as bençãos de Camilo Santana, conseguiu retomar obras e a recuperação de estradas.

Mesmo com a aproximação ao governo, Ramilson continua aliado de Domingos Filho. A deputada estadual Gabriela Aguiar desmentiu Audic Mota, que trazia para a oposição a conquista da recuperação das estradas.

Os vereadores de Campos Sales não têm facilidade, quando o assunto é o reajuste dos seus vencimentos. Sem aumentos desde 2016, no último dia 19, os parlamentares tiveram mais uma decisão desfavorável. Desta vez, o Tribunal de Justiça do Ceará manteve a decisão de primeira instância, de 2020, que congelou os ganhos. O ganho político é do vereador Robson Miranda, que entrou com a ação. Com a decisão ficam impedidos, também, os aumentos para prefeito, vice e secretários. O efeito dominó, que já dura oito anos, garantiu uma economia de R$ 3 milhões aos cofres públicos. Mas, essa realidade é bem diferente em Jati, onde a decisão de aumentar os próprios salários é soberana. Isso, sem falar que a votação, realizada na sessão do dia 20, acontece contra a lei, que diz que a votação tem que acontecer no último ano de mandato, com aplicação para o primeiro ano da legislatura seguinte. Bom, isso em Jati é apenas teoria e resta à população apenas a revolta, com os 50% de reajuste dos vereadores.

Oposição em Potengi está montada

A preocupação da direção estadual do PT com a reeleição do prefeito de Potengi, Edson Veriato, tem razão. A chapa opositora está montada e trabalhando. O empresário Salviano Alencar se articula e já colhe frutos desse trabalho. Aliado ao vice-prefeito Humberto dos Barreiros (PP), Salviano tem percorrido as comunidades para identificar demandas para a construção da proposta política e administrativa que apresentará na campanha. Salviano avalia se filiar ao Republicanos, para junto com o PP de Humberto, neutralizar parte da base governista. Salviano aposta no desgaste do prefeito na Câmara e na Justiça, além da ausência nas comunidades para facilitar o trabalho já iniciado. Está dando certo!

Pode ter reedição de disputa em Santana 

A próxima eleição municipal em Santana do Cariri pode reeditar a disputa de 2020. Pelo menos é o que tem garantido o articulador Pedro de Gerson, pai do ex-prefeito Pedro Henrique (MDB). Pedro de Gerson tem repetido que “vai pra cima” e não esconde que quer ganhar a eleição a qualquer custo. O problema é que, entre as ações, Pedro de Gerson tem colocado sua estrutura empresarial, como máquinas pesadas, para atender demandas de eleitores. Claro, tudo observado pela base do prefeito Samuel Cidade, para denunciar compra de voto. Nos bastidores Pedro de Gerson avalia que nem

Jesus impedirá do seu grupo voltar ao poder. Jesus Garcia é ex-prefeito e avô do prefeito Samuel, e forte liderança na cidade. A disputa promete.

Carlos Macedo e Adailton discutem oposição 

Adversários históricos, os ex-prefeitos de Aurora, Carlos Macedo (PSB) e Adailton Macedo (MDB), estão conversando para unir as oposições contra a reeleição do prefeito Marcone Tavares (PSD). Durante o São João do Sítio Tipi, na residência do ex-candidato a prefeito, Willames Bezerra, os três sentaram para discutir a unificação da oposição contra a reeleição do prefeito Marcone. Segundo pessoas próximas, a aliança é certa, faltando apenas decidir os nomes para a composição da chapa. Uma das agendas do grupo deve ser com a presidente da Câmara, Marina Leite, que ameaça desembarcar da base de Marcone. A certeza da aliança promete motivar outros desembarques do governo Marcone.

Enquanto isso...

Em Jardim, o MDB discute a candidatura do médico Dr. Coutinho. A articulação é feita pelo presidente da Câmara, Zé Napoleão (MDB), que é irmão de Dr. Coutinho. A articulação está no início, mas já repercute.

Zé Napoleão e Dr. Coutinho estão aliados ao prefeito Aniziário Costa e devem abrir a discussão para a candidatura ter apoio da base. A dificuldade é convencer a base petista, que conta com uma candidatura própria.

Em Abaiara, o prefeito Afonso Tavares (PT) faz uma gestão fantasma. Permanece no cargo, mas é ignorado pelos governos e lideranças do estado e nacional. Vê a força do seu vice Ângelo Sampaio (Angim) crescer.

No dia 14, Angim foi chamado em Fortaleza para receber a autorização da obra da rotatória da entrada da cidade. A liberação junto a SOP só aconteceu com a presença de Angim. A revolta de Afonso é total.

Se tem um exemplo de habilidade política a ser seguido no Cariri, ele vem de Assaré. E o motivo é simples, o prefeito Líbório Leite (PDT) tem anulado a oposição de forma inesperada. Ou seja, não brigou ou trocou insultos. Apenas se aproximou da maior liderança da oposição, o ex-prefeito Evanderto Almeida, e deve ganhar todo o grupo, incluindo a liderança mais crítica da gestão, a vereadora Maria É. Com a aproximação, bem próxima de uma aliança, Líbório consegue abrir caminho para uma reeleição tranquila. Há quem garanta que Evanderto já participa, inclusive, da gestão com indicações a administração. A vinda de Evanderto pode deixar a campanha do próximo ano sem disputa acirrada. Na oposição, ficou apenas o candidato a vice-prefeito de Evanderto em 2020, conhecido como Caninana. Articulado com o PL do deputado federal Yury do Paredão, Caninana não descarta ser candidato. O problema é ficou sozinho em uma oposição esfacelada. Será que vai?

Moésio busca fortalecimento para disputa de 2024

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Campos Sales, Moésio Loiola, está decidido a derrotar o prefeito João Luiz. O ex-prefeito articula para assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa, afim de se fortalecer para a disputa do próximo ano. Moésio já teve a garantia do seu partido, o PP de Zezinho Albuquerque. Quer usar o cargo para voltar ao cenário político do qual está longe no momento. Para isso, precisará de pelo menos oito meses ou duas licenças. Moésio foi o principal apoiador de João Luiz, em 2020, mas rompeu logo no início da gestão. Perdeu no primeiro confronto com o prefeito. Candidato a deputado estadual em 2022, ficou atrás de Fernando Santana, indicado de João Luiz, com quase o dobro de votos.

Prefeito Taiano dispensa apoio do ex-prefeito Neto

A composição que levou o prefeito Taiano Martins à Prefeitura de Tarrafas parece chegar ao fim. O ex-prefeito Neto Alcântara, principal apoiador de Taiano, está rompendo às vésperas da sucessão. Segundo fontes próximas a ambos, Taiano não cumprirá acordo de apoiar um nome proposto por Neto para sua sucessão em 2024. Taiano foi vice-prefeito na gestão da prefeita Gileuda Alcântara, mulher de Neto, mas agora estaria disposto a quebrar o ciclo, indicando outro nome. O problema para Taiano é o tempo. Não há nomes de destaque, sem falar que Neto e Girleuda devem estar no palanque contrário. Por hora, os dois correm contra o tempo. O prefeito Taiano para construir um nome, e Neto para se fortalecer na oposição.

Vice de Penaforte rompe e se lança contra prefeito

O vice-prefeito de Penaforte, Wadim Muniz, surpreendeu ao anunciar prematuramente sua pré-candidatura a prefeito em 2024. Wadim rompe com o prefeito Rafael Ângelo, acusando o gestor de não cumprir com as promessas feitas em campanha, ocasionando a persistência de muitos problemas no Município. Essa é a versão oficial, mas a verdade é que Rafael deixou claro que não cumprirá acordo para apoiar Wadim na sua sucessão. Para anunciar o rompimento e lançar o comunicado à população no domingo (18), Wadim contou com o apoio e as presenças do presidente da Câmara, Petrúcio Muniz, e do ex-prefeito Agábio Sampaio, que devem engrossar o palanque da oposição.

Enquanto isso...

Ainda em Assaré, o vereador Zé de Letícia tem se dedicado a investigar denúncias para entender possível prática de sobre-preço praticado pelo Cartório do 2º Ofício da cidade. Chamou a atenção.

Ainda em março último, o vereador anunciou o início da investigação, mas sem apresentar comprovação. Como motivação, Zé de Letícia citou apenas reclamações de populares, que esperam com ansiedade o resultado final.

Em Potengi, a direção estadual do PT está, realmente, engajada em reeleger o prefeito Edson Veriato. No dia 13, um representante do mandato do deputado federal José Guimarães esteve na cidade.

Higor Carlos foi discutir o futuro do PT no Município para o próximo ano, ou seja, eleições. Na Câmara, reuniu o prefeito, vereadores aliado e dirigentes do partido. Disse ter enxergado viabilidades promissoras.

Crise no governo de Marcone Tavares, em Aurora, começa em casa. Por isso, vários aliados desembarcaram da gestão municipal. E não para por aí. O governo Marcone tende a mais uma baixa: a presidenta da Câmara, Yanne Marina. Nos últimos dias, o prefeito e a vereadora se envolveram num verdadeiro bate-boca nas redes sociais. No fim de março, Marina anunciou uma articulação, junto à Cagece e o deputado estadual Fernando Santana (PT), para ampliação da rede de água até a comunidade da Várzea de Conta. Segundo a vereadora, uma reivindicação antiga. Na quinta-feira (08), Marina percorreu a comunidade, mostrando o início das obras. Mas, a resposta de Marcone foi imediata e, no dia seguinte, já anunciou que a obra era uma parceria da Prefeitura com a Cagece. No “dito pelo não dito”, prevaleceu a palavra da vereadora, que acusou o prefeito de tentar pegar carona em suas ações. E foi além ao convidar o prefeito para pegar carona no seu veículo e conhecer melhor as demandas das comunidades.

Crise já estava anunciada em Aurora 

O bate-boca entre a presidenta da Câmara de Aurora, Yanne Marina, e o prefeito Marcone Tavares, ambos do PSD, é apenas o desenrolar de uma crise maior. A articulação da vereadora na Cagece teve o apoio do advogado Emidio Clebson, hoje gerente regional do Cogher e marido da ex-secretária de Desenvolvimento Social, Ana Lúcia, ambos rompidos com Marcone. A aproximação parece ter motivado as exonerações do irmão da vereadora, Chico Neto, secretário de Infraestrutura, e da mãe, Rogéria Leite, sub secretária de Desenvolvimento Social. Nessa rota de colisão, Marina tem mostrado mais aproximação a base governista. Na Câmara, o nome de Marina já desponta como opção contra Marcone para a disputa de 2024.

 Penaforte dá calote em servidores

Servidores municipais de Penaforte, com empréstimos consignados, estão sendo cobrados por atrasos no pagamento das parcelas. E pior, as instituições financeiras estão ameaçando negativar os servidores junto ao Serasa. O detalhe é que os servidores não são devedores. As parcelas estão sendo descontadas direto nos contracheques, mas a Prefeitura, responsável pelos repasses, está segurando o dinheiro. A Prefeitura desconta, mas não repassa. A denúncia chegou à Câmara, que pediu explicações à Prefeitura e ao Banco do Brasil, um dos credores. O banco confirmou a ausência dos repasses e a gestão do prefeito Rafael Ângelo não deu respostas. O próximo caminho é levar o caso ao Ministério Público ou criar uma CPI.

Vereador apela à Procap para fiscalização 

O vereador Ariovaldo Soares, líder da oposição em Altaneira, cansou de fazer denúncias contra a gestão do prefeito Dariomar Rodrigues na Câmara. Na terça-feira (06), o vereador foi a sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em Fortaleza, com uma série de documentos, resultado de fiscalização nas despesas da Prefeitura. Ariovaldo se reuniu, ainda, com a Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública (Procap), onde protocolou pedido para aprofundamento nas investigações. Gastos suspeitos com saúde e iluminação pública estão na peça jurídica. Apesar das muitas denúncias, a Câmara não se manifestou pelo aprofundamento. Agora, Ariovaldo espera que TCE e Procap se manifestem.

Enquanto isso...

Em Jardim, um encontro entre o vereador Serginho, a ex-candidata Cléa Luz e o ex-prefeito Fernando Luz acabou gerando especulações sobre a eleições de 2024. Nas redes sociais, Cléa deu o recado: “sempre juntos”.

Para o casal Cléa e Serginho, apenas uma visita, mas para a militância oposicionista de Jardim, foi um sinal de que vai ter disputa. E pode ser Cléa novamente. Também nas redes, Serginho previu: “e vamos em frente”.

Em busca de cumprir promessas de campanha, a prefeita de Jati, Mônica Mariano (PSD), recorreu ao deputado estadual Guilherme Landim (PDT). No programa de governo da prefeita, políticas públicas para as mulheres.

No dia 6, articulado por Guilherme, Mônica esteve com a vice-governadora Jade Romero (MDB), para tratar de ações de prevenção e combate à violência contra a mulher. Jade prometeu apoio ao Município.

A cúpula do PT do Ceará esteve na região do Cariri no fim de semana. A série de eventos oficiais e políticos iniciou no sábado (03), quando o governador Elmano de Freitas inaugurou a rodovia que liga Jardim e Penaforte. Em Jardim, do prefeito Aniziário Costa (PT), Elmano garantiu mais recursos para a conclusão das obras do hospital Municipal. Já o prefeito de Penaforte, Dr. Rafael, passou despercebido pelas lideranças petistas. Foram R$ 36 milhões para viabilizar os cerca de 31 km da rodovia. No evento, a cúpula petista, liderada pelo deputado federal José Guimarães, esteve presente. Ainda no sábado, o grupo, com a presença do presidente estadual, Antônio Filho, o Conin, e o vice-presidente da Assembleia, Fernando Santana, filou lideranças em Milagres e Farias Brito, discutiu a lei de acesso à cultura no Crato e fechou agenda no domingo em Barbalha, na festa do Pau da Bandeira. O ritmo frenético dos petistas no Cariri mostra que a região terá prioridade nas eleições do próximo ano.

Brejo Santo prepara polo universitário

A referência e o “now roll” de Brejo Santo com a educação deve aumentar. Ao lado do deputado estadual Guilherme Landim (PDT), a prefeita Gislaine Landim (PDT) anunciou um pacote de obras e ações que fortalece ainda mais o setor. No anúncio, foram assinadas ordens de serviço para a construção de uma escola e uma creche, com investimento de R$ 10 milhões. Junto ao Governo do Estado, está sendo articulada uma nova escola em tempo integral. Já com a iniciativa privada, Guilherme revelou instalação de uma faculdade particular, inicialmente com os cursos de Psicologia e Direito. A previsão é para 2024. Com os anúncios, a educação de Brejo aponta para uma nova era: será polo universitário do Cariri.

Ex-prefeito Vandevelder filiado ao PT 

Depois de uma longa articulação e alianças nas eleições de 2022, o ex-prefeito de Farias Brito, Vandevelder Freitas, assinou ficha de filiação ao PT. No evento, concorrido entre lideranças locais e autoridades do Estado, Vandevelder se colocou como opção na construção do partido no Município. Principal articulador para a filiação, o deputado Fernando Santana enalteceu a vida pública e a liderança do ex-prefeito de Farias Brito. A avaliação geral é que o partido se fortalece. Além de Fernando, assinaram a ficha, endossando a entrada de Vandevelder no partido, o deputado federal José Guimarães e o presidente estadual do partido, Antônio Filho, o Conin. A expectativa é que Vandevelder reedite a disputa contra o prefeito Deda Pereira, em 2024.

Prefeito Figueiredo confirma retorno ao PT 

Militante histórico do PT em Milagres, o prefeito Cícero Figueiredo confirmou seu retorno ao partido depois de passar pelo PDT, onde foi eleito em 2020. Divergências internas motivaram a saída de Figueiredo da sigla. O evento que marcou a nova filiação, no dia 02, chamou a atenção pela representatividade. Lideranças locais e vereadores, como o presidente da Câmara, Osório Dantas; o deputado José Guimarães, o deputado estadual Fernando Santana; o presidente estadual Antônio Filho (Conin); e os prefeitos de Mauriti, João Paulo, e de Jati, Mônica Mariano, estiveram presentes, reforçando a liderança regional de Figueiredo.

Enquanto isso...

Em Milagres, os discursos na filiação de Figueiredo foram de boas vindas e avaliação de ganho político para Milagres, junto aos governos federal e estadual. Guimarães apontou fortalecimento do partido no Cariri.

Já Figueiredo ressaltou sua trajetória histórica no partido e destacou a importância de fortalecer a parceria entre Milagres e os governos federal e estadual. Ou seja, mandou recado e pediu ajuda para se fortalecer.

Em Santana do Cariri, o prefeito Samuel Werton deve surpreender a todos com sua decisão de filiação a um partido da base governista. Com as apostas entre PT e PDT, Samuel deve mesmo ir para o Podemos.

Fontes próximas ao prefeito apontam como articulador da filiação o senador Cid Gomes. Samuel seria o primeiro dos prefeitos que tendem a ingressar na base que vai fortalecer o partido satélite do grupo de Cid.

A aproximação das disputas municipais motiva as primeiras tensões no chamado Cariri Leste. Liderança reconhecida na região, o deputado estadual Guilherme Landim (PDT) comandou a comitiva de prefeitos e lideranças que recepcionou o governador Elmano de Freitas (PT), o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT), e o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes. As autoridades foram recepcionadas pelos prefeitos de Jati, Mônica Mariano (PSD); de Milagres, Cícero Figueiredo (PT); e de Brejo Santo, Gislaine Landim (PDT). Durante o evento, foi notada a ausência dos prefeitos de Mauriti, João Paulo, e de Abaiara, Afonso Tavares, ambos do PT. As ausências seriam boicote a Guilherme, convidado por Elmano para liderar a recepção. A tensão local acabou motivando desprestígio ao governador do próprio partido. A comitiva visitou a barragem do Eixo Norte do projeto de Integração do Rio São Francisco. Elmano não escondeu a decepção.

Câmara de Mauriti atropela TCE e aprova contas de Mano

Uma sessão na Câmara de Mauriti, realizada no dia 19 deste mês, deixou a população atônita sobre a política local. Mesmo com minoria na Casa e com parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pela desaprovação, o ex-prefeito Mano Morais (PDT) teve as contas de 2018 aprovadas. Foi uma verdadeira lavada. Os 12 vereadores presentes votaram favoráveis. A unanimidade chamou a atenção para a possibilidade de articulações não republicanas e, ainda, colocou em xeque a credibilidade técnica da Casa. Vale salientar que a desaprovação das contas pelo TCE foi motivada por um repasse feito por Mano à Câmara, considerado irregular. Vale lembrar que Mano foi presidente da Casa e mostrou que sabe o caminho das pedras no Poder.

Prefeito de Nova Olinda sem candidato para 2024

O prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, vive uma dúvida sem fim quando o assunto é a sua sucessão de 2024. Sem poder concorrer à reeleição, Ítalo tenta um nome para apoiar no pleito e abre uma possibilidade de racha no grupo que o elegeu. Candidato natural do grupo, o ex-candidato Gerlanio Sampaio, seu principal apoiador nas duas eleições, não quer ir para a disputa. Gerlanio repete que cumpriu seu papel ao livrar Nova Olinda das mãos do ex-prefeito Afonso Sampaio. Com a recusa, Ítalo está tentando emplacar um familiar, aparentemente primo, que reside em Barbalha e pouco sabe da política de Nova Olinda. A crise está instalada. Sua base na Câmara já começa a questionar a indicação.

Vereador denuncia “rachadona” na Câmara de Salitre

A crise entre os Poderes de Salitre só aumenta. Depois de denunciar a existência de uma “rachadinha” na gestão do prefeito Dodó de Neoclides, agora o vereador Professor Novinho garante que existe uma “rachadona” na Câmara e que vai apresentar uma proposta de CPI para cassar o presidente Carlinhos da Bulandeira. Na discussão, durante a sessão de sexta-feira (26), Carlinho pediu respeito e acusou o vereador Novinho de adular o prefeito Dodó, por ter resolvido seus problemas financeiros pelo gestor. Novinho era oposição, mas depois da repercussão da denúncia de rachadinha, virou para a base. O Ministério Público e a Polícia Civil já investigam a rachadinha. A dúvida é se a rachadona será investigada.

Enquanto isso...

Em Jati, a prefeita Monica Mariano começa a enfrentar uma nova oposição, oriunda da sua gestão. Sucessivas crises estão causando rompimentos com tensões já expostas nas redes sociais.

Ex-assessor do gabinete de Mônica, João Justino Filho, usou as redes para acusar a prefeita. Ele acusa a gestora de não cumprir compromissos com seu grupo e com a população. Para ele, a Câmara está acovardada.

Bem mais tranquilo, o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, tem anunciado uma série de realizações como entrega de obras e assinatura de ordens de serviço. O ritmo acelerado tem silenciado a oposição.

Em apenas uma semana, Figueiredo anunciou a entrega do estádio “O Nilsão” e o início das obras do Parque de Vaquejada e pavimentação na sede e zona rural, além comemorar bons resultados no Previne Brasil.

O limite para usar a política em benefício próprio parece não ter fim, nem limites. A Polícia Federal (PF) tem tentado coibir alguns desses casos. No último dia 16, o vereador de Várzea Alegre, Michael Martins (PP), compareceu à sede da PF, em Juazeiro do Norte, para prestar esclarecimentos sobre suposto crime de falsidade ideológica. A denúncia do Ministério Público aponta que o vereador falsificou declaração para assumir cargo de assessor parlamentar na Câmara dos Deputados. O documento, feito de próprio punho, declarava que o vereador não exercia cargo, emprego ou qualquer função pública. Mas, os promotores descobriram que Michael exercia o cargo de professor da rede pública municipal de Várzea Alegre. A PF não revelou o conteúdo do depoimento, mas o vereador precisa dar uma satisfação à sociedade. Até agora manteve o silêncio, junto com a Câmara, onde Michael é vice-presidente. Há quem conclame a Comissão de Ética a se manifestar. Será que dá decoro?

Jati quer mais tempo para cumprir decisão judicial

Uma decisão judicial mandando reintegrar servidores - afastados compulsoriamente para aposentadorias - parecia o fim de uma novela que se arrasta a mais de dois anos. Apenas parecia. Em fevereiro, o juiz Gonçalo Benício de Melo Neto negou recurso e mandou cumprir a decisão. Sem possibilidade de recorrer ou contestar, a Procuradoria do Município pediu dilação de prazo para o cumprimento da decisão, alegando proximidade do término do semestre. Pelo menos prometem cumprir a decisão no próximo semestre. Vamos aguardar!

Farra das diárias em Aurora paga até orçamento

Trabalhar na Prefeitura de Aurora faz bem financeiramente. O argumento é constatado quando se observa o pagamento de diária de R$ 400, para o deslocamento até cidades vizinhas, cujo objetivo é realizar tarefas simples, como uma cotação de preços. Neste caso específico, foram preciso quatro assessores – dois jurídicos e dois especiais – para cotar a impressão de provas para uma seleção pública. A comissão, que percorreu cerca de 60km até a vizinha Cajazeiras, na Paraíba, solicitou da gráfica, ainda, orçamento para elaboração do material. Se não for editora, gráficas não podem produzir material intelectual. A “farra das diárias” será alvo de denúncia ao Ministério Público. É mais uma crise no governo Marcone Tavares (PSD).

Mais uma seleção relâmpago em Abaiara

A impunidade continua sendo questionada pela oposição em Abaiara. Depois de fazer uma seleção relâmpago, em fevereiro desde ano, mesmo com denúncias, e ter conseguido contratar os “selecionados”, a Prefeitura de Abaiara ataca novamente. No dia 17, a Secretaria de Educação lançou edital no Diário da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece) e no dia seguinte, 18, fez a seleção. Não houve provas. Os responsáveis pelo processo seletivo avaliaram apenas currículos. A denúncia, que parte do próprio partido do prefeito Afonso Tavares, o PT, será realizada, mas vereadores, dirigentes e lideranças já adiantam: não há expectativa de punição. Eles lamentam o que chamam de esquecimento pela Justiça.

Enquanto isso...

A seleção de Abaiara é para cuidadores de crianças e jovens, na rede pública municipal de ensino. Para a oposição, os cargos temporários poderiam ser substituídos por concursados. Há um concurso vigente.

Para a oposição de Abaiara, a seleção relâmpago é para restringir os concorrentes, servindo aos interesses políticos do prefeito Afonso Tavares e seus aliados. A informação privilegiada torna a concorrência desleal.

Quem está cada vez mais perto da base governista é o prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton. No dia 04, Samuel estava em Brasília ao lado do senador Cid Gomes e do deputado federal Idilvan Alencar, ambos do PDT.

No dia 17, Samuel estava no Abolição, ao lado do deputado Fernando Santana e do governador Elmano, ambos do PT. Claro, o foco é nos benefícios para Santana, mas a aposta é em qual partido Samuel ficará.

Em Salitre, as apostas são para saber até quando o prefeito Dodó de Neoclides suportará a pressão sobre sua gestão. Os escândalos se sucedem, mas o prefeito e sua família, investigados por corrupção, resistem bravamente. Depois da Polícia Civil indiciar 10 pessoas por crime de rachadinha, agora foi a vez da bancada do PT na Câmara pressionar a gestão, ao pedir explicação sobre irregularidades em contratos da Secretaria de Saúde. Na quinta-feira (12), liderados pelo presidente Carlinhos da Bulandeira (PT), os vereadores Antônio de Dedir, Claudia Lavor, Socorrinha, Paulo Pereira e Eridiane Ribeiro protocolam ofícios, junto à Tesouraria e Comissão de Licitação, querendo detalhamento dos contratos com a “PróSaúde” e a “Cooperativa de Trabalho e Serviços Operacionais”. Os vereadores apuraram denúncias de desvio de recursos, fraudes em licitação e irregularidades em contratações. O movimento nasce com cheiro de CPI e cassação. Dodó não respondeu, mas aparenta estar acuado.

TSE mantém Aniziário no poder em Jardim

A dupla Aniziário Costa e Antônio Neto, prefeito e vice de Jardim, respectivamente, pode dormir sossegada. Uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na sexta-feira (12), rejeitou recurso do vereador Sérgio Luciano, o Dr. Serginho (PDT), que pedia a cassação dos diplomas. O vereador de oposição acusava a chapa, reeleita em 2020, de crime eleitoral com abuso de poder econômico e político. A decisão do TSE pôs fim na intranquilidade política e administrativa que a batalha judicial provocava. Aniziário e Antônio Neto comemoraram a decisão nas redes sociais. Já a oposição evitou comentar a decisão e o fim do tensionamento, que colocava em xeque a continuação da gestão.

Gudy entra no páreo em Granjeiro para 2024

A Câmara de Granjeiro deu o aval para o ex-prefeito Raimundo Duclieux, o Dr. Gudy, entrar de vez na corrida pela Prefeitura. Em sessão no dia 12, a maioria dos vereadores confirmou o relatório do Tribunal de Contas do Ceará (TCE) e aprovou as contas de 2013 do ex-prefeito. Agora, são quatro contas aprovadas e caminho livre para Gudy na disputa. Além das contas, Gudy teve cinco ações por improbidade arquivadas pelo Tribunal de Justiça do Ceará. O prefeito Chico Clementino não fez força para tornar Gudy inelegível. Entre os aliados de Clementino, a avaliação é que o grupo quer vencer Gudy nas urnas, não no “tapetão”. A base de Gudy agradece e promete fazer uma disputa acirrada em 2024.

Câmara de Assaré contraria parecer do TCE

Quem também comemora a aprovação das contas de governo de 2013 é o ex-prefeito de Assaré, Samuel Freire (PT). Foram 10 votos favoráveis e uma ausência na sessão de quinta-feira (11). O detalhe é que a aprovação da Câmara derrubou o parecer do Tribunal de Contas do Estado, que opinou pela desaprovação. Nada que pressionasse os vereadores. Os técnicos do TCE cumpriram a lei que considera improbos gestores que gastam mais que o permitido com folha de pagamento. Samuel extrapolou os gastos em 0,86%. A Lei de Responsabilidade Fiscal permite até 54% e Samuel gastou 54,86%. Apesar de elegível, Samuel não fala em candidatura para 2024. É aliado do prefeito Libório Leite (PDT).

Enquanto isso...

Em Milagres, o prefeito Cícero Figueiredo espera com expectativa as obras da primeira etapa de uma mega usina solar. O parque terá cerca de “um milhão de placas”. Figueiredo anunciou a parceria pelas redes sociais.

Serão nove polos de painéis solares (usinas), gerando mais de mil empregos diretos e indiretos. A parceria é com a gigante chinesa Powerchina. Figueiredo espera um investimento de R$ 1,8 bilhão.

Já em Farias Brito, é destaque nas redes sociais a situação do transporte escolar. Sucateada, a frota tem sofrido com quebras constantes. A situação leva os alunos a caminharem até cinco quilômetros a pé.

Os alunos mais prejudicados estão na zona rural, como o sítio Umburanas. Nos últimos 30 dias, pelo menos dois ônibus ficaram pelo caminho. Acionada pela população, a Secretaria de Educação não respondeu.

A investigação sobre rachadinha na gestão do prefeito Dodó de Neoclides, em Salitre, deu o esperado: 10 indiciados e a possibilidade de prisão. Claro, tudo no âmbito do inquérito que indiciou envolvidos, vale salientar, na sua maioria familiares do prefeito. A investigação, feita através da “Operação Dimidium”, foi motivada por vazamento de áudio do irmão do prefeito, conhecido como Denival Filho, então chefe do Departamento Pessoal da Prefeitura. Nos áudios, Denival detalha como eram feitas as arrecadações e a divisão do dinheiro. Ele assume a prática de um esquema que passava por contratações com salários exorbitantes. O grupo deve responder por crime de peculato, associação criminosa e, na teoria da lei, prisão por até 15 anos. Apesar da constatação do crime e o envolvimento direto de familiares, o prefeito Dodó está tranquilo. Não é citado diretamente e nem corre risco de ser cassado. A Câmara está em silêncio sobre o assunto. Os vereadores estão mais atentos a crise que coloca em xeque a legitimidade da eleição para a Mesa Diretora.

Disputa para vice em Brejo Santo já começou

O grupo da prefeita de Brejo Santo, Gislaine Landim (PDT), está em disputa. Apesar de não existir racha, os secretários de Esporte, Sergio Rufino, e da Cultura, David Júnior, disputam a vaga de vice para as eleições de 2024. Gislaine, naturalmente, deve ser candidata à reeleição, mas seu vice, Bosco Sampaio, está no segundo mandato e não poderá compor a chapa e já disse que deve abandonar a política. A saída de Bosco do cenário político abre espaço, inclusive, na cabeça da chapa majoritária, numa possível sucessão de Gislaine. A disputa está intensa e promete ter novos nomes, principalmente vindo da Câmara. No Legislativo, a base deve cobrar a conta pelo apoio e fidelidade à gestão.

Câmara de Tarrafas desrespeita Tribunal de Contas

A Câmara de Tarrafas aprovou, em sessão no dia 04, por seis votos a três, as contas do prefeito Taiano Martins de 2017. Os dois terços foram o necessário para o prefeito continuar ficha limpa e elegível. As contas foram desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Ceará (TCE), entre outros, por desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal, ao contratar além do permitido. Não bastasse derrubar o parecer do TCE, os vereadores fizeram pouco da avaliação técnica. Citaram outros gestores, como a ex-prefeito Girleuda, que teve as contas aprovadas contra o parecer do TCE e garantiram que os vereadores é que sabem a realidade do Município, não o TCE. Além de derrubar o parecer, foram desrespeitosos.

Em Abaiara, vereador faz Nota de Repúdio ao prefeito

A crise entre os poderes de Abaiara parece não ter fim. Depois do áudio do prefeito Afonso Tavares, pedindo prestação de contas da Câmara e atacando o vice-presidente da Casa, Ricardo Leite, veio uma resposta. Em Nota de Repúdio, Ricardo reafirmou os valores que entraram na Prefeitura e os problemas enfrentados pelas comunidades. Disse que jamais recebeu benefício ilícito do prefeito e que vai continuar fiscalizando. O vereador aprofundou as denúncias afirmando, entre outros, que pessoas estão sendo enterradas em “covas rasas” por falta de coveiros no cemitério público. No seu áudio Afonso diz que homem fala cara a cara. Na sessão da Câmara, Ricardo convocou o prefeito para se explicar. E agora, Afonso vai?

Enquanto isso...

Em Altaneira, o vereador Júnior do Povo (PT) tem se garantido como melhor amigo do prefeito Dariomar Rodrigues (PT). É o comentário depois da informação de que teria ganho uma assessoria na Secretaria de Saúde.

Júnior do Povo é vereador e, portanto, não poderia assumir qualquer outro cargo público na gestão do amigo Dariomar. O acúmulo de função pública é proibido pela constituição. Mas, claro, em Altaneira é diferente.

Em Mauriti, o vereador Rogério do Caldeirão (PDT) perdeu a paciência com os deputados votados no Município. Na sessão do dia 5, sexta-feira, Rogério pediu o empenho dos 12 colegas de Câmara para ir a Fortaleza.

Rogério propôs uma articulação conjunta para uma audiência pública na capital, onde será solicitada uma UTI Móvel para o Município. Já foram feitos vários pedidos, mas a carência continua e pessoas estão morrendo.

Que as disputas políticas em municípios pequenos extrapolam, ninguém duvida. Mas, o que tem acontecido em Abaiara é digno de uma investigação do Ministério Público. São denúncias de trabalho escravo, sucateamento de frota, superfaturamento, falta de médicos e uso de empresas laranjas, tudo escancarado nas redes sociais pelo vereador Ricardo Leite, vice-presidente da Câmara. No confronto aberto, o prefeito Afonso Tavares foi ao ataque contra o vereador, que é do seu partido, o PT. Afonso pediu prestação de contas da Câmara para R$ 504 mil, resultado de sobras de quatro meses. Mas, a situação piorou quando Ricardo reafirmou as denúncias e pediu que o prefeito tivesse calma, pois fiscalizar é o papel do vereador. Sem medir as palavras, Afonso soltou que financiou, de forma irregular, a campanha do vereador: “Tu passou (Ricardo) seis meses andando para minha casa e levando os pacotes para se eleger”. Afonso ainda desafiou a Câmara a cassar seu mandato. E agora Câmara?

Contratos temporários de Barro na mira do MP

O Ministério Público do Ceará está convencido de que há irregularidade nas contratações temporárias do prefeito George Feitosa, em Barro. No dia 26, o promotor Leonardo Marinho protocolou pedido de liminar no Tribunal de Justiça, para que o Município exonere os temporários que não estejam em serviços considerados essenciais e que não faça novas contratações. Há indícios de contratações irregulares. O Ministério Público pede que o Município realize concurso público em 180 dias. Antes da ação, o promotor propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), sem sucesso. George pagou pra ver, pressionado pelo limite da Lei de Reponsabilidade Fiscal. Se fizer concurso responderá por improbidade.

Prefeito Marcone entre o céu e o inferno administrativo

Para comemorar o Dia do Trabalhador em Aurora, o prefeito de Marcone Tavares (PSD) fez uma grande festa de inauguração da Praça da Matriz, ainda no dia 28. Tudo muito maravilhoso, não fosse mais uma crise da gestão, deflagrada horas antes nas redes sociais. Um morador fez um vídeo flagrando a entrega de várias caixas de cervejas nas imediações da praça, antes da festa. O problema: o carro da entrega era oficial da Prefeitura. As imagens correm as redes e devem ir parar no Ministério Público, já que a base de oposição não descarta formalizar a denúncia de uso indevido de veículo público. A mesma praça já tinha sido alvo de denúncias de crime ambiental, após a derrubada de árvores. Marcone se limitou a comemorar.

Ex-prefeito de Mauriti na berlinda com a Câmara

O ex-prefeito de Mauriti, Mano Morais, terá muitas dificuldades para aprovar suas contas de governo de 2018 na Câmara. Enviada ao Legislativo pelo Tribunal de Contas do Ceará, com parecer pela desaprovação, as contas necessitarão de dois terços dos 13 votos da Casa, ou seja, nove votos. O problema para Mano é que nem os sete parlamentares ligados a oposição garantem votar para derrubar o parecer. Os vereadores Horaciano e Rogério andam bem descontentes com Mano. Além de fazer as pazes com os dois “aliados”, o ex-prefeito precisa conquistar mais dois da base do prefeito João Paulo (PT). Na Câmara é dada como certa a desaprovação das contas de Mano, que deve tirá-lo da política por oito anos.

Enquanto isso...

Em Santana do Cariri, o prefeito Samuel Werton e o deputado federal Idilvan Alencar continuam alinhados. No dia 28, Idilvan anunciou R$ 1,5 milhão em emendas. Saúde, infraestrutura e cultura serão contemplados.

Idilvan e Samuel se aproximaram na campanha de 2022 e a parceria promete permanecer. Samuel, que era oposição ao governo, já articula filiação a base governista. Idilvan tem sido importante na transição.

Em Altaneira, o prefeito Dariomar Rodrigues nega qualquer contato com nomes da oposição, mas admite não ter candidato para disputar sua sucessão no próximo ano. Deixa a entender que não fez liderança.

O PDT soltou nota, também negando a articulação pelas vias partidárias e garante que Ana Késia é pré-candidata da oposição com a mesma aliança de 2020. Ana Késia e o marido, o empresário Palito, não se manifestaram.

A disputa pela Prefeitura de Potengi pode ressuscitar o ex-prefeito Francisco Luiz (Titico). O retorno se deve a ausência de liderança e os constantes desgastes do prefeito Edson Veriato (PT). Titico elegeu a mulher em 2016, a ex-prefeita Alizandra Gomes, com quem rompeu politicamente, chegando a pedir voto para Veriato em 2020. Apesar das articulações, Titico sabe que tem dois problemas para resolver: sua situação com a Justiça Eleitoral e a construção de uma aliança com o empresário Salviano Alencar e o presidente da Câmara, Humberto dos Barreiros. Com a Justiça, Titico garante que é ficha limpa. Resta a discussão com Salviano e Humberto. O empresário e o presidente do Legislativo foram os principais apoiadores de Veriato, mas romperam e, hoje, são nomes fortes da oposição. Titico sabe que para fazer a candidatura decolar, precisará de uma frente ampla. O detalhe das articulações é que os três apoiaram Veriato, em 2020, contra Alizandra. A ex-prefeita assiste a tudo sorrindo.

Dariomar quer nome da oposição para sua sucessão

O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), tem confundido a articulação da oposição para a eleição de 2024. Dariomar surpreendeu ao estender a mão ao principal nome da oposição hoje, a ex-candidata a prefeita Ana Késia (PDT). A discussão é feita pelo marido de Késia, o empresário Palito da Mega Som. Dariomar está com dificuldades de encontrar um nome na sua base para a disputa e a aliança com Késia deixaria a oposição sem alternativa. Na avaliação de parte da base de Dariomar, a tese é perigosa. Pode ser traído. Dariomar parece disposto a pagar para ver. Nas próximas conversas, será tratada a possibilidade de Késia se filiar ao PT. Resta saber como se comportará o PDT.

Pequim deve voltar à Câmara e a disputa de 2024

O vereador mais votado de Jardim em 2020, Pequim Roriz, deve assumir sua cadeira na Câmara. Pequim foi impedido de tomar posse, por responder a processo na Justiça Federal, após denúncia do ICMBio/Ibama. Mas, uma decisão unânime da Segunda Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região, excluiu as sanções depois de um acórdão. O Tribunal atendeu a apelação da defesa de Pequim, que agora pedirá sua posse imediata ao Legislativo. A decisão fortalece o vereador politicamente, já que seu nome tem sido colocado como provável candidato a prefeito nas eleições de 2024. Pequim apoiou o prefeito Aniziário Costa em suas duas eleições, mas rompeu por saber que não será o nome do gestor para a disputa municipal.

Prefeito de Milagres divide responsabilidades

Diante de uma crise de segurança nas escolas, impulsionada pelas redes sociais, o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, resolveu dividir responsabilidades. No dia 17, chamou uma reunião ampliada com os comandos do Ministério Público, Câmara de Vereadores e polícias Civil e Militar. No encontro, foram discutidas medidas de prevenção para a segurança das escolas do Município e feita uma avaliação das ações em andamento. Ficou definida a criação do Programa de Segurança Escolar, integrada pelas secretarias de Educação e de Segurança. Também ficou instituído a Comissão Municipal de Coordenação de Segurança Escolar. Figueiredo demonstrou alívio com o resultado da discussão.

Enquanto isso...

Em Assaré, a oposição está em crise. Apoiadores do ex-prefeito Evanderto Almeida reclamam de abandono. Evanderto está longe das discussões e não dá sinais de retorno. Ainda não se colocou para a disputa de 2024.

Já o prefeito Libório Leite está cada vez mais forte. Pesquisas internas apontam uma situação cômoda. E com a ausência de nomes da oposição, a especulação é que Libório pode ser candidato único em 2024. Será?

Em Tarrafas, as denúncias contra a gestão do prefeito Taiano Martins continuam. Na sessão da Câmara, no dia 20, o vereador Laércio Ferreira (PTB) referendou o vereador Bogó, sobre desvios no transporte escolar.

Laércio aponta a existência de um matadouro de veículos públicos, onde os transportes escolares são depenados. A resposta veio do vereador Adir Guerreiro (PDT): a frota é muito velha e os veículos foram leiloados.

Neste momento de discussão sobre segurança nas escolas, em todo o Brasil, vereadores da base do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, e servidores do Governo do Estado protagonizam um bate-boca público sobre quem erra mais. Vale salientar, Dariomar e o governador Elmano de Freitas são do mesmo partido, o PT. A crise aconteceu depois de críticas dos vereadores Dra. Rafaela e Júnior Paulino, ambos do PT, apontando que os alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Santa Tereza correm risco, ao esperar o transporte escolar fora dos muros. O diretor Paulo Robson não perdeu tempo e lançou nota repúdio às críticas. Foi direto: “Em momento algum a escola obriga os estudantes a saírem da instituição”. E completou: “todo agente público tem o dever moral de se certificar da veracidade dos fatos antes de comentá-los”. A crise ganhou repercussão nas redes sociais, onde está sendo cobrada uma posição dos vereadores com relação às ações da gestão municipal sobre a segurança dos alunos. Ficaram em silêncio!

Prefeito de Farias Brito reativo às crises

Depois de uma enchente que deixou desabrigadas dezenas de famílias, e do ataque a uma escola do Município, o prefeito de Farias Brito, Deda Pereira (PDT), mostrou que tem poder de reação. Em menos de 48 horas, após a enchente, no dia 11, o prefeito estava em Brasília, reunido com o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, apresentando um relatório com os estragos. No dia 13, já estava decretando estado de emergência por 180 dias. A decisão foi tomada em reunião com a cúpula do seu governo, que discutiu os passos a serem seguidos para sanar os problemas. Também foi estabelecido um plano de trabalho que inclui reuniões entre gestores escolares e pais de alunos, em toda a rede de ensino. Foi rápido!

Câmara de Aurora cobra ações de Marcone

A sessão da Câmara de Aurora, do dia 12, foi de cobrança ao prefeito Marcone Tavares. A avaliação foi que o gestor estava inerte a necessidade de mais segurança nas escolas. Diante da falta de uma solução emergencial, o vereador Osasco Gonçalves propôs a implantação de um Programa de Atendimento Psicológico e a aquisição de detectores de metais para as escolas do Município. Os vereadores deixaram clara a parceria entre Câmara e população na cobrança. A resposta do prefeito Marcone veio na quinta-feira, (13), com policiais nas escolas, e na sexta-feira (14), com a criação de um Conselho de Segurança em conjunto com a Polícia Militar, BPRAIO e Secretaria de Educação. Marcone ignorou os vereadores.

Vereador e mídia discutem quem é vendido em Salitre

O vereador de Salitre, Professor Novinho, aproveitou a sessão da Câmara, na sexta-feira (14), para fazer uma “profunda” análise sobre a disseminação da violência nas escolas. Foi direto: a culpa é da mídia local, que divulga mais quem comete crimes e menos quem é preso. O pronunciamento ganhou ainda mais repercussão quando o vereador qualificou a “mídia” local de vendida, acusando, inclusive, de não terem formação. Ninguém entendeu se a crítica foi sobre o debate da segurança ou relacionada à política. A “mídia” local questionou o vereador sobre quanto ele recebeu para deixar a oposição e se aliar ao prefeito Dodó de Neoclides. Há denúncias de que o vereador teria recebido dinheiro. Chumbo trocado.

Enquanto isso...

Em Tarrafas, o prefeito Taiano Cândido (PDT) está convivendo com o chamado fogo amigo na Câmara. Na sessão de quinta-feira (13), o vereador Bogó (PDT) denunciou benefício pessoal com dinheiro público.

Segundo Bogó, desvios estariam prejudicando a manutenção dos veículos da Educação, hoje sucateados, e a coleta do lixo, que paralisou por falta de pagamento. Ele convocou a população a fazer denúncia ao MP.

Em Araripe, as discussões comandadas pelo ex-prefeito Giovane Guedes começam a dar resultado. Aliado de Giovane, o presidente da Câmara, Zé Gordinho, tem dito que não será problema para a unidade do grupo.

Uma conversa de Giovane com o empresário Rodrigo Modesto está sendo articulada. Giovane avalia que o grupo sai unido e que está aberto ao debate. Apesar das discussões, a estratégia é manter as pré-candidaturas.

Duas das principais lideranças políticas de Jardim começaram a discutir oficialmente a eleição de 2024. O prefeito Aniziário Costa (PT) esteve em Fortaleza para conversar com o deputado federal José Guimarães, líder do governo Lula, e o presidente do PT no Ceará, Antônio Filho, o Conin. Ao lado de Júnior Coutinho, o prefeito discutiu projetos para o Município e o cenário político para 2024. Aniziário está sendo incentivado a apoiar um nome do PT, seu partido, para a sua sucessão. Para isso, Aniziário quer ter mais voz no partido, controlado por Júnior Coutinho há décadas. Nada decidido, mas a discussão promete. Outro que andou discutindo eleição de 2024 foi o presidente da Câmara, vereador Zé Napoleão. Ele esteve em Brasília, onde debateu com deputado federal e presidente estadual do MDB, Eunício Oliveira. Entre as pautas, a posição do partido no cenário político de Jardim. Há um movimento ainda tímido, para lançar Zé Napoleão ao Executivo. O presidente tem negado a possibilidade.

Desafio da oposição de Araripe é se manter unida

Com uma eleição bem saneada, frente aos desgastes do prefeito Cícero de Deus, a oposição em Araripe tem um desafio: se manter unida. A um ano e meio da eleição, o grupo se articula entre três nomes. O ex-prefeito Giovane Guedes é o favorito, mas o presidente da Câmara, vereador Zé Gordinho, e o empresário Rodrigo Modesto também aparecem. Correndo por fora, Rodrigo tenta se credenciar com os votos do deputado Yury do Paredão (PL) em 2022. Fato é que os três já estão conversando sobre derrotar Cícero de Deus. Não há dúvidas que o grupo sai unido em 2024, resta saber quem estará à frente da chapa.

No Cariri, Elmano é recebido em Campos Sales

Próximo dos cem dias no governo, Elmano de Freitas (PT) visitou o Cariri pela primeira vez desde a eleição. Ao lado do deputado Fernando Santana (PT), Elmano visitou obras e inaugurou nova base do CPRaio em Campos Sales, além de visitar áreas afetadas pelas chuvas em Porteiras, tudo no dia 04. As obras foram articuladas por Fernando Santana, ainda no governo Camilo. Elmano foi recebido pelos prefeitos de Campos Sales, João Luiz; Antonina do Norte, Antônio Filho; e Assaré, Libório Leite. Houve pressão para retomada de obras na região. Entre os presentes, a avaliação é que a visita foi pouco prestigiada pelos prefeitos da região. Inevitável a comparação com o ex-governador Camilo Santana.

Prefeito Veriato joga alto e recebe apoio em Brasília

Enfraquecido na Câmara e desgastado pela última visita do Ministério Público no Município, o prefeito de Potengi, Edson Veriato (PT), faz o caminho certo ao buscar ajuda do Estado e de Brasília. Um dia antes da visita dos promotores, Veriato esteve em Brasília, onde conversou com o deputado federal José Guimarães, líder do governo Lula. A pauta principal foram as demandas nas áreas da saúde, educação e infraestrutura. Veriato quer mais recursos e liberação de projetos. Guimarães prometeu atenção às demandas e, de quebra, fazer o meio campo com o Governo do Estado. Resolvido o administrativo, os dois trataram da sucessão de 2024. Veriato teve a promessa de apoio incondicional do partido. Saiu fortalecido!

Enquanto isso....

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa (PT), autorizou o cancelamento do contrato de fornecimento de gás de cozinha, que pertencia ao seu cunhado, e foi motivo de polêmica nos últimos dias. Vence o bom senso.

A denúncia foi levantada pelo vereador Dr. Serginho (PDT), na sessão do dia 22 de março. A nova licitação está marcada para o dia 13 de abril e a expectativa é que familiares de Aniziário não participem.

Em Salitre, a oposição ao prefeito Dodó de Neoclides está mais forte do nunca. Liderada pelo ex-prefeito Rondilson Ribeiro (PT), o grupo reafirmou o apoio do governador Elmano de Freitas.

Ao lado do presidente da Câmara, Carlinhos da Bulandeira (PT), e a bancada do PT na Casa, Rondilson recepcionou o governador em Campos Sales, onde se garantiu à frente das discussões para 2024.

Quatro dos seis municípios mais atingidos com as fortes chuvas do mês de março estiveram reunidos com o Comitê de Contingência do Governo do Estado, no dia 31. Na Casa Civil, os prefeitos falaram das dificuldades e receberam orientação sobre “decretos de emergência” ou “calamidade”, além da necessidade de um núcleo municipal da Defesa Civil. Em março, Antonina do Norte, Missão Velha, Porteiras e Altaneira decretaram estado de emergência por 180 dias. Presentes à reunião, os prefeitos ouviram - de Milagres, Cícero Figueiredo; Missão Velha, Dr. Lorin; Mauriti, João Paulo; e de Porteiras, Fábio Pinheiro -, mas cobraram mais ação por parte do Governo. Figueiredo, um dos mais incisivos, relatou casos como a barragem do distrito Rosário, que teve mais um acidente. O local é porta de entrada para o Cariri e a ponte tem apenas uma mão. Milagres, também, pode ser atingida em caso de acúmulo de água nos reservatórios da transposição. O prefeito cobrou solução para se antecipar a uma tragédia. As demandas foram colocadas e os gestores esperam respostas.

Enel ignora decisão judicial em Brejo e Milagres

Não é novidade que a empresa de energia do Ceará (Enel) ignora a tudo e a todos. A surpresa foi desacatar a Justiça ao não cumprir ordens judiciais. Em Milagres, a Prefeitura ingressou com ação para a ligação de energia em UBSs e no estádio municipal. As decisões favoráveis à Prefeitura, em julho e dezembro de 2022, não garantiram a realização dos serviços. Em Brejo Santo, uma indústria aguarda, há mais de um ano, a ampliação da rede, que vai gerar centenas de empregos para a região. Não precisa dizer que a Enel não cumpriu a ordem. Os casos foram levados à Assembleia Legislativa, pelo deputado Guilherme Landim (PDT), que pediu atitude da Justiça e atenção do Governo do Estado.

Prefeito de Potengi continua na mira do MP

Livre das investigações e possível cassação pela Câmara, por decisão da Justiça, o prefeito de Potengi, Edson Veriato (PT), não conseguiu sair da mira do Ministério Público do Estado. No dia 28, promotores e técnicos da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), foram à cidade, levantaram informações e recolheram documentos sobre o processo de dispensa de licitação para serviços de limpeza pública, o mesmo investigado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara. Sob sigilo, o resultado da investigação do MP deve vir à tona em breve, quando a denúncia for formalizada à Justiça. Na base do prefeito, que é minoria na Câmara, uma certeza: a política vai vencer novamente.

Movimento antidemocrático em Brejo Santo

Uma célula extremista em Brejo Santo é uma das investigadas pela Polícia Federal (PF) por articulação, participação e financiamento de movimentos antidemocráticos realizados em outubro e novembro de 2022 no Ceará. No dia 30, a operação Impávido Colosso foi ao Município, onde apreendeu documentação contábil, notebooks, celulares e armamento sem registro. Ao todo foram 32 mandados de busca e apreensão em Brejo e outras seis cidades do Ceará, incluindo a capital Fortaleza. Se comprovada a participação, os investigados serão enquadrados em crimes de Associação Criminosa e incitação das Forças Armadas contra os poderes institucionais. As penas podem chegar a 3 anos de prisão.

Enquanto isso...

Em Jati, a prefeita Monica Mariano acerta nas obras e na política, mas ainda patina nos embates com a Justiça. A queda de braço com o Sindicato local, no caso dos afastamentos indevidos de servidores, é um exemplo.

Um despacho da juíza Samara Costa Maia, de Brejo Santo, intimou a prefeita a reintegrar os servidores. A magistrada deu 15 dias, a contar de 20 de março, sob pena de multa de R$ 3 mil. O prazo está acabando!

O prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, está com as atenções voltadas para as articulações em Brasília. No dia 28, Samuel esteve no Ministério do Turismo para “destravar recursos” alocados para cidade.

Ao lado de Samuel, a deputada federal Fernanda Pessoa ajudou na articulação. A avaliação é que, depois do anúncio da beatificação da Menina Benigna, não há tempo a perder. Santana tem pressa!

O governador Elmano de Freitas precisa, urgentemente, refazer sua articulação política com os prefeitos do Cariri. E, neste caso, o ministro da Educação, Camilo Santana, não poderá ajudar. Tem muitos afazeres em Brasília. Elmano estará só na tarefa, já que os deputados da região, aliados ao seu governo, têm concordado com os gestores municipais. Claro, por enquanto, ninguém se manifesta publicamente. Mas, a blindagem do governador para o acesso dos prefeitos tem aumentado a decepção com Elmano. Os prefeitos reclamam que não têm acesso ao Palácio da Abolição. “Ninguém consegue falar com Elmano”, dizem. Esse é o segundo ato de uma crise, caso Elmano insista em não visitar o Cariri. No dia 24, o deputado estadual e vice-presidente da Assembleia, Fernando Santana, e a vice-governadora Jade Romero inauguraram a Sala Lilás, em Santana do Cariri. Foi sentida ausência do governador e cobrado o agradecimento dos votos, além do prestígio negado aos prefeitos. Há quem garanta que isso não acontece neste primeiro semestre.

Secretária exonerada por engano em Jardim

Cercado por denúncias e investigações, o prefeito de Jardim, Aniziário Costa, entra na fase da dúvida. Já não sabe quem são aliados ou adversários. Recentemente, exonerou sua secretária de articulação, Catarina Neide, na tentava de diminuir os espaços do ex-vereador Pequim Roriz. Não deu certo. A repercussão negativa forçou Aniziário a voltar atrás. A secretária foi readmitida. A justificativa foi engano da chefia de gabinete. Ninguém engoliu a desculpa. Para piorar, Aniziário enfrenta mais uma denúncia na Câmara. Na sessão do dia 22, o vereador Serginho apontou direcionamento na licitação para compra de gás de cozinha. O vencedor foi o cunhado do prefeito. É mais uma para o Ministério Público.

Prefeito vai cobrar estragos a governos

Diante de uma verdadeira tragédia com os estragos causados pelas chuvas dos últimos dias, o prefeito de Mauriti, João Paulo, assumiu a responsabilidade, mas também deu o recado: vai procurar os governos do Estado e Federal. Quer ajuda para o que qualificou de situação preocupante. Uma parte da CE-384, que liga o município à Paraíba, cedeu, abrindo uma cratera que engoliu dois carros. Não houve vítimas faltais, mas a possível falta de manutenção na estrada é um fato e anuncia outra tragédia. No mesmo dia do ocorrido, nessa segunda-feira (27), o prefeito mobilizou secretários para dar assistência às vítimas e uma força política para articular juntos aos governos. Não quer pagar sozinho o preço. Está certo!

Queda de braço pela presidência da Câmara de Salitre

Em mais um capítulo da disputa entre situação e oposição, pelo controle da Câmara de Salitre, o Ministério Público do Estado se manifestou pela anulação da eleição da Mesa Diretora, do presidente Carlinhos da Bulandeira. O promotor Thiago Marques propõe multa de R$ 50 mil, por dia de descumprimento e apuração da conduta do presidente. Realizada em setembro de 2022, a eleição foi suspensa pelo juiz Luís Sávio, ainda em agosto. Desobediente, Carlinhos se manteve na presidência, alegando um embargo de declaração, rejeitado pelo mesmo juiz. A leitura é feita pelo próprio MP, em concordância com o grupo que contesta a legitimidade da eleição. Na Câmara, o resultado final é aguardado com ansiedade.

Enquanto isso…

Ainda em Salitre, com a Mesa Diretora empossada e ativa, mesmo com decisão judicial contrária, o grupo opositor ao presidente Carlinhos acionou o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), em Fortaleza. O Tribunal publicou decisão, no último dia 13, contra o Mandado de Segurança, dando legitimidade a eleição. A manifestação do MP foi publicada dia 21 e será analisada pelo mesmo TJCE.

Em Jati, a prefeita Mônica Mariano faz bem o dever de casa. No administrativo, anunciou a construção de mais uma escola para o Município e, na política, tem agregado adversários ao seu projeto para 2024. A escola, que deve custar R$ 5 milhões, teve boa repercussão, assim como a adesão da ex-prefeita interina Mundinha, até pouco tempo nome destacado na oposição. Mundinha até tem negado a adesão, mas já está na gestão.

O clima entre os vice-prefeitos e prefeitos em Abaiara e Potengi, há muito tempo, não é dos melhores. Mas, nas últimas semanas, isso se intensificou e deu lugar a disputas declaradas, visando às eleições de 2024. Em Potengi, o vice-prefeito Humberto dos Barreiros laçou sua pré-candidatura a prefeito. Vai disputar contra o atual prefeito Edson Veriato (PT). No PP de AJ Albuquerque, Humberto tem as bênçãos da cúpula do partido no Estado. Por estar num partido da base governista, Humberto quer a neutralidade das lideranças estaduais como o governador Elmano e o ministro Camilo. Difícil, diante do objetivo dos petistas, de fazer 50 prefeitos e não perder os que já têm. Já o vice de Afonso Tavares (PT) em Abaiara, Ângelo Furtado (Angim), está em situação mais confortável: tem o partido nas mãos e Afonso não pode mais ser reeleito. Para completar, numa boa articulação, Angim atraiu o ex-prefeito Chico Sampaio para a sua base, neutralizando qualquer possibilidade de fortalecimento de Afonso.

Moésio quer voltar à Prefeitura de Campos Sales

Depois de se decepcionar com o prefeito João Luiz, o ex-prefeito e ex-deputado estadual Moésio Loiola, quer mostrar que ainda tem liderança política em Campos Sales. Frustrado com a derrota na eleição de 2022, na tentativa de retorno à Assembleia Legislativa, Moésio se antecipou e lançou sua pré-candidatura a prefeito. Moésio foi o principal apoiador de João Luiz, mas os dois romperam no início do governo, quando o prefeito diminuiu os espaços do ex-prefeito na gestão. Para piorar a relação, João Luiz apoiou Fernando Santana contra Moésio no Município, em 2022. Neste primeiro embate entre os dois, João Luiz levou a melhor. Fernando teve 44% dos votos contra 23% de Moésio, que acusou o uso da máquina pública. Agora, a disputa será direta entre os dois. Promete!

Grevistas pressionam prefeito de Barro por 28%

Cercado de dificuldades administrativas com o passivo deixado pelas gestões anteriores, o prefeito de Barro, George Feitosa, tem outro desafio pela frente: uma greve que reivindica 28,23% de reajuste salarial. Querem repor as perdas acumuladas nos últimos cinco anos. A presidente do Sindicado, Derbyhires Araújo, avalia a decisão como excepcional, mas necessária. A gestão acusa falta de diálogo e soube da greve pelas redes sociais. A avaliação é de greve política. Em primeira análise, a gestão não encontrou reivindicação nos últimos cinco anos. Apesar da deflagração desde o dia 15, o movimento tem conseguido baixíssima adesão. A gestão deve recorrer à Justiça, pedindo a ilegalidade.

Câmara de Milagres cobrada por responsabilidade

Os vereadores de Milagres ainda tentam entender o que aconteceu na sessão do dia 17, ao serem criticados de forma dura e direta pela presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Lenira Ferrer. A sindicalista usou a tribuna para cobrar o empenho dos parlamentares, para aprovação do Piso da Enfermagem, e aproveitou para lembrar a última vez em que esteve na Casa: “vocês não vão saber, se vocês não ouvirem o povo”. Na época, a maioria dos vereadores se retirou da sessão, no momento da fala da sindicalista. Antes do desabafo, Lenira aproveitou para fazer um alerta: “É muito fácil dizer que tudo está bem no Município. Será que está mesmo?” O silêncio da Câmara foi o atestado de culpa.

Enquanto isso...

Em Santana do Cariri, a pressão do prefeito Samuel Werton, sobre a comissão do Sindicato Apeoc no Município, deu certo. Dias antes de uma manifestação contra a Prefeitura, o próprio sindicato abortou o movimento.

O recuo foi motivado pelo envio da Lei que garante R$ 15% de reajuste ao Piso do Magistério à Câmara e a garantia do diálogo sobre o PCCR dos professores. Samuel tinha acusado uso político do movimento.

Em Aurora, a semana foi marcada pela busca de uma ambulância que desapareceu há quase um mês. O silêncio da Secretaria de Saúde e do prefeito Marcone Tavares intrigou cidadãos, que cobraram dos vereadores.

Mas, apesar do silêncio da gestão, a ambulância foi encontrada. Está no pátio do Hospital Regional, em Juazeiro do Norte, aparentemente com um pneu furado. Nas redes sociais, as criticas à gestão ganham força.

A Câmara de Altaneira quer ouvir da secretária de Educação, Antônia Zuleide Ferreira, sobre quais critérios foram usados para contratar uma empresa que atua com manutenção de computadores, para fazer estudo, análise e atualização da Lei do PCCR do Magistério no Município. O foco dos questionamentos é a capacidade técnica para desempenhar o trabalho. A secretária esteve no plenário da Casa, no dia 8, mas passou longe de explicar, por exemplo, porque a empresa foi contratada com dispensa de licitação. Terá que voltar à Casa Legislativa. O requerimento de convocação da secretária, de autoria do vereador Ariovaldo Soares (PDT), teve apoio até da base do prefeito Dariomar Rodrigues (PT). Foi aprovado por unanimidade. Advogados capacitados e à disposição na Procuradoria do Município e a contratação de uma empresa sem qualificação técnica para fazer o serviço foram suficientes para o vereador Ariovaldo enxergar fortes indícios de que se trata de uma fraude. Mais uma ao Ministério Público.

Ameaça de greve em Santana do Cariri sem aviso

A comissão municipal do Sindicato Apeoc, em Santana do Cariri, passou a semana convocando professores do Município para uma manifestação em frente à Prefeitura. O movimento foi articulado e decidido apenas por whatsapp, sem qualquer deliberação em assembleia. A convocação prevê concentração no sindicato e caminhada até a Praça da Prefeitura, e orienta registros de fotos e vídeos para divulgar nas redes sociais. O sindicato fala em reajuste do Piso do Magistério e uma discussão sobre o PCCR. O prefeito Samuel Werton acusa uso político do movimento, ao lembrar que já anunciou o reajuste do Piso e que a Secretária de Educação tem discutido com a categoria o PCCR. O movimento deve parar na Justiça.

Inauguração com lista de presença em Milagres

A inauguração da escola Manoel Correia Silva, no sítio Taboquinha, em Milagres, tinha tudo para ser um grande evento. Transcrito pela assessoria como um momento de emoção, o evento, realizado no dia 9, chamou a atenção pelo grande número de pessoas da sede do Município, mesmo sendo na zona rural. Não teve mágica. Eram servidores contratados e efetivos da Prefeitura, sob a gestão do prefeito Cícero Figueiredo. O problema: os servidores reclamaram que foram pressionados por uma lista que passou nas secretarias e departamentos definindo as presenças. Claro, tudo no campo dos bastidores e especulações. Por enquanto, nada de denúncia de abuso de poder e assédio. É bom o prefeito se manifestar.

Teto de escola desaba depois de reforma de R$ 300 mil

O teto de uma das salas da escola João Rodrigues da Fonseca desabou na tarde do dia 7, minutos antes do início das aulas. A escola, localizada no distrito de Lagoa dos Crioulos, em Salitre, passou por uma reforma recentemente, inclusive, com ampla divulgação da gestão do prefeito Dodó de Neoclides (PDT). Foram gastos na reforma cerca de R$ 300 mil e, agora, a oposição quer saber o que foi feito na escola. O prefeito Dodó publicou vídeo nas redes sociais, garantindo que as providências serão tomadas e que acidentes acontecem. Dodó argumenta que o caso poderia acontecer até na sua casa. O prefeito evitou falar dos recursos aplicados na escola.

Enquanto isso...

Em Jati, a vontade da professora Kátia Novais, de representar o PT nas eleições de 2024, já enfrenta resistências dentro do próprio partido. Apesar de Kátia expor a esta coluna a pretensão, o filiado Urias desmentiu.

Urias garante que a professora não será candidata e que ouviu isso da própria. E disse mais: não há um discurso de não a forasteiros e de uma Jati para os jatienses. Ficou a impressão de faltar unidade no partido.

Em Jardim, o prefeito Aniziário Costa conseguiu reverter a situação que tinha na Câmara para aprovar suas contas. Na sessão do dia 8, a Casa derrubou parecer do TCE, por oito votos a três, os dois terços necessários.

O detalhe na votação foi a adesão da oposição ligada ao ex-prefeito Fernando Luz. Os votos contra foram de ex-aliados. A negociação passou pelas contas de Fernando, que chega em breve. Seria um toma lá, dá cá?

A derrocada política do prefeito de Jardim, Aniziário Costa, segue a passos largos. A avaliação é de ex-aliados, como o vice-prefeito, Antônio Neto, o ex-vereador Pequim Roriz, e o líder político Zé Barreto, além de uma legião que os segue. Ligada ao grupo, a secretária de Saúde, Ana Júlia, já pediu exoneração. No embalo, dezenas estão deixando a gestão. Aniziário estaria quebrando acordo para apoiar Pequim ou quem ele indicar. Antônio Neto, filho de Pequim, é a garantia de que o acordo existe. Aniziário quer deixar a gestão sob seu controle ao indicar um nome do seu ciclo familiar. Para piorar a situação de Aniziário, suas contas chegaram desaprovadas pelo Tribunal de Contas à Câmara. É preciso dois terços dos votos da Casa para reverter. Sem os votos, o prefeito tem recorrido à oposição, que tem dado pouquíssimas esperanças. Quando vereador, Aniziário foi um dos votos a desaprovar as contas da ex-prefeita Analeda, uma das líderes da atual oposição. Aniziário tem muitos motivos para perder o sono.

Vereador desmentido por Prefeitura em Santana

A disputa política entre câmaras e prefeituras é natural da democracia - o que não pode é mentir. E, ao que parece, foi o que aconteceu em Santana do Cariri. Na sessão do dia 27 de fevereiro, o vereador Arclebio Dias denunciou gastos de R$ 300 mil com publicidade, somente na Saúde, em 2022. Imediatamente, a gestão soltou “Nota Informativa” e foi direta: “essa informação é inverídica”. A nota aponta gastos em torno de R$ 107 mil, sendo R$ 49 mil apenas em campanhas contra o covid-19. Foram citadas, ainda, diversas campanhas desde o “Janeiro Branco” até o “Dezembro Vermelho”. O vereador Arclebio se recolheu, mas pode ser processado por criação e disseminação de fake news. E o pior, usando o Plenário da Câmara.

Procap e PF investigam desvio federal em Aurora

A base política do prefeito de Aurora, Marcone Tavares, está se esfacelando e não é à toa, a gestão é uma das mais investigadas do Cariri. Marcone vive uma verdadeira enxurrada de denúncias nos órgãos de fiscalização, por crimes contra a administração pública. A última dessas operações, dias 1 e 2, juntou promotores da Procap (Ministério Público) e agentes da Polícia Federal (PF). Na mira, um gasto de R$ 15 mil para a manutenção de um ônibus da Saúde parado há oito anos. Pior, os serviços foram pagos pela Educação. Agentes federais constataram “in loco” o veículo abandonado. A Prefeitura correu, recuperou o veículo e colocou para rodar. Tarde demais, Marcone terá muito a explicar.

Sem Afonso, PT começa corrida eleitoral para 2024

O PT de Abaiara já começou as articulações para as eleições de 2024. E as principais ações estão voltadas para filiações de lideranças com densidade eleitoral no Município. No dia 1º, o partido filiou nomes como o ex-prefeito Chico Sampaio, o ex-vice-prefeito Leondinha e o ex-vereador Regilanio Martins. Chico Sampaio foi prefeito por dois mandatos e ajudou a eleger e reeleger o atual prefeito Afonso Tavares. No evento, realizado na Câmara, estavam presentes o presidente da Casa, Manoel Alves, e o vereador Deda Jó. A articulação tem sido conduzida pelo vice-prefeito Ângelo Furtado, o Angim, e o presidente do partido, Raul Dantas. Apesar de ser, teoricamente, a maior liderança no Município, Afonso não foi convidado.

Enquanto isso...

Teve motivo a ausência do prefeito Afonso Tavares no evento de filiação em Abaiara. Afonso está rompido com o grupo que defende o nome de Angim para liderar o partido na eleição de 2024. Afonso discorda.

A discordância de Afonso tem repercutido pouco, ou quase nada. Está sem força. No partido, o prefeito é avaliado como traidor. Os deputados José Guimarães e Fernando Santana são a força por trás de Angim.

Em Jati, o PT deve ter candidatura própria. O nome mais forte é o da professora Kátia Novais, que tem feito o discurso de devolver Jati aos jatienses. A estratégia é dizer não aos forasteiros.

Outro nome na disputa de Jati é o vereador Toim de Neta. Mas, ele está enfraquecido por ter contratos com a gestão Monica Mariano, mesmo se dizendo oposição. Há quem garanta que a prefeita vai cobrar a conta.

A tranquilidade na visita da titular da Secretaria do Meio Ambiente, Vilma Freire, ao Cariri, nos dias 23 e 24, é apenas aparente. Nada que comprometa a atuação da secretária recém indicada. As críticas e o descontentamento que começam a crescer a partir do Cariri Oeste são direcionados ao governador Elmano de Freitas (PT). Nos bastidores do encontro, no auditório da Cagece, em Juazeiro do Norte, os prefeitos convidados para ouvir sobre a política estadual de resíduos sólidos convergiram sobre o abandono do Governo às demandas dos municípios. As obras, que dependem do MAP, estão paralisadas, sem recursos desde dezembro de 2022. Elmano não fez o remanejamento de 2022 para 2023, nem colocou os limites dos valores. Na avaliação dos prefeitos, Elmano não liberou mais nada para a região. Os prefeitos têm recorrido aos deputados estaduais, mas as respostas são sempre negativas. Os gestores municipais exigem respeito para uma região que foi decisiva na eleição.

Faltou paciência para Guilherme Landim com o DNIT

Acabou a paciência do deputado estadual Guilherme Landim, no trato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT). Na última semana, aconteceu mais um acidente com vítimas fatais na BR-116, no trecho que corta o município de Brejo Santo, onde Guilherme já foi prefeito. O deputado usou a tribuna para reclamar que enviou mais de 15 requerimentos, somente em 2022, pedindo providências contra a proibição federal para a implantação de lombadas, rotatórias, fiscalização eletrônica, além da retomada do projeto do Anel Viário, que retira o fluxo de veículos de dentro da cidade. No dia seguinte, Guilherme se reuniu com representantes do órgão e nada de concreto ficou encaminhado. Descaso!

Prefeitura de Milagres enxuga folha por temer atrasos

Uma declaração do vice-prefeito de Milagres, Anderson Eugênio, colocou em xeque a gestão do prefeito Cícero Figueiredo. Perguntado sobre o retorno de servidores contratados, foi direto: onde não houver necessidade, não será chamado. E disse mais: a saúde está “enxugando a folha para evitar atrasos”. A dúvida é se havia excesso de contratados. A oposição prepara denúncia ao Ministério Público, para investigar o uso político da máquina pública na gestão. Para piorar, enquanto a gestão avalia a necessidade dos contratados, a população reclama falta de médicos nos sítios Feijão e Saco. Mas, Anderson tem a solução: disse que o povo fosse até a vizinha Vila Padre Cícero, que lá não falta médico. Boa solução!

Câmara de Milagres tira Hellosman do páreo em 2024

O ex-prefeito de Milagres, Hellosman Sampaio, está se despedindo do protagonismo político nas disputas eleitorais. O “golpe de misericórdia” veio na sexta-feira (24), com a reprovação das suas contas de governo de 2015 pela Câmara. Com a desaprovação do Tribunal de Contas, Hellosman precisava de oito dos 11 votos, ou dois terços da Casa, e teve apenas dois, dos vereadores Napoleão e Fernando Sampaio. O resultado deixa Hellosman inelegível por 8 anos, o tirando da disputa de 2024. Com mais de 70 anos e vindo de seguidas derrotas eleitorais, na Justiça e na Câmara, a avaliação é que Hellosman sai da vida pública. Aliados avaliam que o fim melancólico não apaga a liderança exercida no Município por quase 20 anos. Justo!

Enquanto isso...

Em Salitre, o ex-prefeito Rondilson Ribeiro renova suas pretensões de voltar a comandar a Prefeitura. Na sexta-feira (24), o ex-gestor teve suas contas de governo de 2018 aprovada pela Câmara.

Foram sete dos 11 vereadores favoráveis as contas, que chegaram com parecer favorável do Tribunal de Contas. Rondilson é do PT e deve entrar na prioridade petista no Cariri, que quer eleger 50 prefeitos em 2024.

Em Jati, a expectativa é para a provável visita do presidente Lula. O deputado federal José Guimarães (PT) reafirmou, no dia 24 ao Jornal O Povo, que o presidente virá ao Cariri, ainda neste primeiro semestre.

Além de Juazeiro do Norte, para entregar novos blocos da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Lula deve passar por Jati para visitar as obras da Transposição do São Francisco. A agenda ainda não foi montada.

Apesar da necessidade de muitas articulações administrativas, a decisão no setor público é sempre política. É a partir deste conceito que o município de Assaré receberá a primeira Central de Resíduos Sólidos consorciada do Cariri. A assinatura da ordem de serviço para o início das obras aconteceu no dia 3, entre o prefeito Libório Leite e o presidente do Consórcio Público do Manejo de Resíduos Sólidos do Cariri Oeste (Conceste), Antônio Filho (PDT), prefeito de Antonina do Norte. A ordem, no valor de R$ 250 mil, é para a execução da primeira etapa. Libório disse estar satisfeito em desativar estruturas irregulares e Antônio Filho destacou a política de consórcios do Ceará, em que os municípios somam seus recursos para montar estratégias integradas. Aliás, este é ponto chave: ter recurso e liberdade para tomar a decisão. No Conceste, estão Assaré, Antonina do Norte, Araripe, Potengi, Campos Sales, Tarrafas e Salitre. A assinatura foi acompanhada por vereadores e a superintendente do Conseste, Regiane Oliveira.

Prefeito de Mauriti terá mais dificuldade na Câmara

Se tem uma discussão pacificada na base de apoio do prefeito João Paulo, em Mauriti, é que a gestão terá muitas dificuldades na segunda metade do seu mandato. O retorno do recesso na Câmara trouxe, também, uma noticia muito ruim para João Paulo: o vereador Auricélio Vieira foi cassado, por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por abuso de poder econômico na eleição de 2020. Apesar de filiado ao PDT, Auricélio estava na base de João Paulo. No seu lugar, assumiu o suplente Júnior Leopoldo, que já disse: não quer acordo com João Paulo. Vai para a oposição, que agora terá maioria na Casa. Na sessão de sexta-feira (10), a oposição já deu o tom. Vai intensificar a fiscalização e as denúncias. Uma guerra se aproxima.

Gestão de Afonso faz seleção relâmpago

A Prefeitura de Abaiara lançou edital para seleção de professores temporários no dia 3. Tudo normal, se o edital não estabelecesse as inscrições para o mesmo dia 3, as entrevistas para o dia 6, o resultado para o dia 7, recursos e resultado final para o dia 8. Tudo em apenas cinco dias. Não houve, sequer, publicação para montagem da comissão. Para a oposição, tudo muito claro: privilegiar os apadrinhados do prefeito Afonso Tavares (PT). O vereador Ricardo Leite enviou ofício pedindo explicações sobre o processo que, além de todos os erros, prevê remuneração abaixo do estabelecido em lei municipal. Para piorar, há um concurso válido e com cadastro de reserva. O caso promete chegar ao Ministério Público.

Áudio entrega estratégia em Salitre

Um áudio vazado, do irmão do vereador Professor Novinho, conhecido como Soró, está estremecendo a política e as redes sociais em Salitre. Em uma conversa com uma pessoa não identificada, Soró admite que houve uma proposta de R$ 500 mil para o irmão, oferecida pelo prefeito Dodó de Neoclides, mas que a conversa não deu certo. O grupo do vereador avalia como pouco. Querem mais. Mais participação e secretarias. Na conversa, ele reclama que o irmão do prefeito tem duas secretarias e que a família está controlando tudo. Soró avalia que Dodó está em uma bolha e não consegue resolver nada. O prefeito não teria entendido que Novinho é a “chave mestra” entre a situação e a oposição. Revelador!

Enquanto isso...

Ainda em Salitre, segundo o irmão do vereador Novinho, o grupo está convencido que tem que “bater” em Dodó e Rondilson, ex-prefeito. E o objetivo é Rondilson não voltar. Ele “humilhou” o grupo por oito anos.

Soró elogia Dodó, mas avalia que está longe de ser um político que resolve. E que, a cada dia, o grupo de Rondilson vai ficando forte. E que vai chegar a hora que nem dinheiro, nem secretaria vai resolver. Tudo estará perdido!

Em Jati, a prefeita Monica Mariano ameniza a crise entre a gestão e os professores do Município. No dia 10, anunciou a adesão ao reajuste do Piso Nacional do Magistério. O projeto que segue para a Câmara pede 15%.

Nas redes sociais, a prefeita Monica enalteceu os professores, destacando o papel de extrema importância. Garantiu que vai seguir trabalhando para manter o salário dos professores acima do Piso. Esse é o caminho!

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa, terá que explicar porque gastou mais de R$ 500 mil, somente com shows, durante os festejos de aniversário de 207 anos do Município, dias 2 e 3 de janeiro. À frente da investigação, o promotor Maurício Schibuola de Carvalho promete rigor na apuração. Um procedimento administrativo foi instaurado para acompanhar a inexigibilidade da licitação, que gerou pagamentos de cachês que variaram entre R$ 100 mil e R$ 350 mil. A festa teve atrações como João Gomes, Taty Girl e Toca do Vale. Para promotoria, o gasto é muito alto para um município de 27 mil habitantes e que “apresenta dificuldades assistenciais notórias, especialmente na saúde pública e assistência social”. A solicitação de informações, feita no dia 3, pede a observância nos aspectos legais e constitucionais. Houve contratação por meio de intermediário. Aniziário pode esperar uma forte pressão da Câmara, que volta aos trabalhos nesta semana. Vai ter crise!

Leia a edição do Jornal do Cariri desta semana clicando aqui

Gestão Marcone Tavares suspeita de crime ambiental

A derrubada de árvores na Praça da Matriz de Aurora está gerando uma enxurrada de críticas ao prefeito Marcone Tavares. Lideranças políticas, como o ex-prefeito Carlos Macedo, estão indo às redes sociais para protestar e denunciar o possível crime ambiental. Provável adversário de Marcone nas próximas eleições, Carlos garante que não há licença ambiental para a derrubada. Ele reclama, ainda, da retirada das Pedras Portuguesas do piso da praça. A reforma deve ser denunciada aos órgãos de meio ambiente do Estado e da federação. Marcone não se manifestou sobre o caso, mas deve se explicar aos vereadores de oposição sobre o valor da reforma. A placa com as informações ainda não foi colocada no local.

Ganho político para Samuel com eleição do Comares

O tamanho do município não foi decisivo para a escolha do próximo presidente do Consórcio de Resíduos Sólidos do Cariri (Comares). Com avaliação de grande desafio, o prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, recebeu o resultado da eleição no dia 03, para o biênio 2023-2024. Abrangendo os municípios da região Metropolitana do Cariri, o Comares tem a tarefa de erradicar os lixões a céu aberto e o cargo exigirá uma boa articulação com o Governo do Estado, o que está bem encaminhado com o deputado estadual Fernando Santana. A decisão unânime teve o bom senso de dar voz e dividir as responsabilidades com os municípios menores. Politicamente, a eleição fortalece Samuel em toda a região.

Prefeito de Salitre tenta dar calote na Câmara

A relação do prefeito de Salitre, Dodó de Neoclides, com a Câmara de Vereadores tende a azedar de vez. Dodó tentou diminuir o repasse do duodécimo da Câmara em R$ 75 mil. Baseado na arrecadação do Município, o valor está estipulado em R$ 216 mil. Na Câmara, a avaliação é que Dodó tentou fazer pressão no presidente Carlinho da Bulandeira, hoje da oposição. Mas, a tentativa não deu certo. Carlinhos conseguiu uma decisão judicial que garante os repasses. O juiz Luiz Sávio de Azevedo Bringel, ameaça bloqueio das contas do Município, em caso de descumprimento. Agora, Dodó deve esperar uma resposta política da Câmara. Há quem garanta que a resposta vem em tom de CPI. Será?

Enquanto isso...

Em Tarrafas, aconteceu o que todos esperavam; o prefeito Taiano Martins mudou de lado. Apesar de ter votado em André Figueiredo, líder do PDT na Câmara, Taiano está recorrendo ao deputado José Guimarães.

Desde a campanha, Taiano dava sinais de distanciamento com André. Mas, depois da posse dos deputados, o prefeito mostrou quem será, realmente, o deputado de Tarrafas em Brasília. Guimarães é o líder do governo Lula.

Em Jati, a prefeita Monica Mariano está decidida a tensionar com os professores do Município. Monica finalizou o ano sem fazer o rateio das sobras do Fundeb e não deu o reajuste do Piso do Magistério.

O sindicato dos servidores reclama da falta de compromisso e promete levar o caso, mais uma vez, ao Ministério Público. Mas, avalia que não será o primeiro sem resposta. Difícil a vida dos professores de Jati.

O início da gestão do prefeito de Potengi, Edson Veriato (PT), teve pedalada. Pelo menos é o que assume o próprio prefeito, em uma gravação, provavelmente feita sem sua permissão, que vazou nas redes sociais e virou destaque na imprensa estadual. No áudio, Edson admite que manobrou recursos destinados a pagamento de plantões médicos para pagar outras despesas do Hospital Municipal. Para justificar os recursos, acredita-se que as escalas dos plantões foram falsificadas. Se não houve dolo ou desvio de recursos públicos, houve crime de falsificação e desvio de finalidade. A crise divide opiniões na cidade, mas a oposição já decidiu: vai preparar mais uma investigação contra Veriato. Hoje, o prefeito responde por denúncias de irregularidades em uma dispensa de licitação para contratação da empresa do lixo. O relatório, que pede sua cassação, deve ser votado pela Câmara no retorno do recesso, ainda neste mês de fevereiro. A situação política de Veriato é crítica por não ter maioria na Casa.

Vereador de Campos Sales reafirma denúncias
O vereador de Campos Sales, Dr. Robson (Cidadania), reafirmou suas denúncias contra o Instituto Pró-Saúde, que presta serviço ao Hospital do Município. Robson é autor das denúncias que motivaram as investigações da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público (Procap). Funcionários fantasmas e fraude em plantões estão entre as acusações. Em um dos casos citados pelo vereador, o ex-vice-prefeito de Campos Sales, Valdir Júnior, assinou frequência de 24 plantões de 24 horas, no Hospital Municipal, mesmo sendo funcionário em Salitre. No Cariri, além de Campos Sales, os municípios de Salitre e Araripe são investigados. Ao todo, o instituto recebeu R$ 7,7 milhões na região. Os prefeitos estão em silêncio.

Justiça proíbe temporários de Dariomar em Altaneira
Motivado por ação do Ministério Público, o juiz Herick Bezerra Tavares, de Nova Olinda, suspendeu todas as contratações temporárias feitas pelo prefeito Dariomar Rodrigues (PT), em Altaneira. A decisão, publicada dia 19, suspendeu, ainda, nova seleção e garantiu a ampliação dos professores efetivos, revogadas por Dariomar. Antes, o Município foi intimado, se manifestou, mas não convenceu. Prefeito e procurador do Município devem ser intimados para garantir a decisão. A base veio da lei que estabelece o Plano de Cargos e Carreiras. O descumprimento gera multa diária. Na Câmara, a oposição festeja a decisão, mas está preocupada com possíveis manobras de Dariomar para burlar a decisão.

Missão Velha e Penaforte de bem com os professores
Alinhados às demandas da Educação dos seus municípios, os prefeitos de Missão Velha, Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim (PDT), e de Penaforte, Rafael Ângelo (PT), partiram na frente e anunciaram a adesão ao reajuste do Piso do Magistério, de 14,95%, proposto pelo ministro da Educação, Camilo Santana (PT). Nas redes sociais, Rafael disse estar reafirmando o compromisso com a Educação do Município. Em nota, Dr. Lorim disse que a medida era mais um passo na valorização dos professores. Para efetivar a adesão, os projetos foram enviados às câmaras para aprovação. Os dois gestores têm margem apertada nos Legislativos, mas a pressão da classe deve facilitar a aprovação. Está feito o ganho político.

Enquanto isso...
Além de Juazeiro do Norte, primeiro a anunciar adesão ao reajuste do Piso do Magistério, Penaforte e Missão Velha, os outros municípios do Cariri a aderirem o Piso foram Abaiara, Caririaçu e Mauriti.

O total de apenas seis municípios, entre os 29 da região, preocupa professores e sindicalistas. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que é contra o reajuste, faz uma verdadeira batalha com sindicatos.

A maioria dos prefeitos do Cariri, ainda tenta encontrar um caminho para anunciar o reajuste do piso aos professores. A preocupação não está nos recursos para fazer o pagamento, que virá do Ministério da Educação.

O temor dos prefeitos é a Lei de Responsabilidade Fiscal, que impõe limite de 54% para folha. Extrapolar esse percentual significa responder por improbidade e tornar o Município inadimplente. A equação é difícil!

Os professores da região do Cariri vivem a expectativa para o anúncio da adesão ao piso nacional, concedido pelo ministro da Educação, Camilo Santana, no dia 16. A maioria - quase que absoluta - dos prefeitos da região não se pronunciaram sobre a adesão ou ao atendimento a Confederação Nacional do Municípios (CNM), que tem orientado a não conceder o reajuste. Até agora, apenas o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, anunciou adesão a proposta do Ministério da Educação (MEC). A CNM argumenta que a adesão trará problemas aos gestores com a Lei de Responsabilidade Fiscal, diante da possibilidade de extrapolar os 54% de gastos com folha de pagamento. Os recursos são garantidos pelo Governo Federal, através do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Ou seja, o problema não é financeiro, é organização administrativa. No Ceará, o Sindicato Apeoc iniciou uma pressão para o governador Elmano de Freitas e os prefeitos a declarem a adesão. A disputa promete!

Ex-prefeito de Potengi tem muito a explicar ao MP

O Ministério Público do Estado (MP), em Araripe, denunciou quatro pessoas ligadas a uma construtora que prestou serviço ao município de Potengi, entre janeiro e junho de 2013, gestão do ex-prefeito Samuel Carlos. O promotor Valdo Henrique Verçosa denunciou apenas o braço empresarial do esquema, que geriu mais de R$ 1 milhão em obras, segundo o Tribunal de Contas, cerca de 80% de tudo que foi empenhado no período. O grupo é acusado de prática de “empresa fantasma”, com uso de “laranjas” e lavagem de dinheiro, um passo para a conclusão de uma formação de quadrilha, o que pode chegar a Samuel. Os envolvidos foram intimados a oferecer defesa. O cerco está fechando.

Figueiredo confirma liderança no Cariri Oriental

O prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, reafirmou sua forte liderança no Cariri Oriental. Ele foi reeleito para a presidência do Consórcio Público de Manejo dos Resíduos Sólidos da Região do Cariri Oriental (Cores) no dia 16. A boa articulação de Figueiredo garante o comando do Consórcio para o biênio 2023-2024. Mas, a reeleição tem um preço: viabilizar o aterro sanitário, maior gargalo dos gestores da região, junto ao governo Elmano de Freitas. Figueiredo conta com a força política do deputado estadual Fernando Santana e do ministro Camilo Santana. A diretoria do Cores é composta pelos prefeitos George Feitosa (Barro), João Paulo (Mauriti), Monica Mariano (Jati) e Fábio Pinheiro (Porteiras). O desafio é grande!

Oposição de Salitre em busca de fortalecimento

A oposição de Salitre vive uma situação curiosa na relação com o prefeito Dodó de Neoclides. Mesmo sendo maioria na Câmara, o grupo não consegue enquadrar o prefeito em investigações relativas a esquemas de corrupção, já no radar dos órgãos de fiscalização, como Ministério Público e Procap. Em busca de fortalecimento político, os vereadores Carlinhos da Bulandeira (presidente da Câmara), Antônio de Dedi, Cláudia Lavôr, Paulo Pereira, Silvio Pinto e Socorrinha, todos do PT, estiveram com o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT), no dia 18. O grupo, que votou em Evandro, quer apoio para neutralizar Dodó na base governista.

Enquanto isso...

Ainda em Salitre, o prefeito Dodó de Neoclides votou em Jair Bolsonaro e Capitão Wagner, mas tem conseguido força na esfera governamental no Ceará. Evandro Leitão garantiu que manterá compromissos com o grupo.

O grupo oposicionista teve a articulação do ex-prefeito, Rondilson Ribeiro, que chegou a apoiar Dodó, em 2020, mas rompeu logo em seguida. Dodó não cumpriu acordos fechados ainda na campanha.

Em Barro, o prefeito George Feitosa continua desafiando os adversários a mostrar quem fez mais: ele em um ano, ou quem esteve décadas no Poder. A ousadia, veio no início deste ano em forma de prestação de contas.

George relacionou os salários em dia, ações de desenvolvimento social, aquisição de estrutura administrativa, como equipamentos, veículos, além de início e conclusão de obras históricas. O desafio está lançado.

A Câmara de Antonina do Norte elegeu, no dia 13, em sessão extraordinária, sua nova Mesa Diretora. A chapa única teve o voto de seis dos sete vereadores presentes. Foram empossados os vereadores Edno Freitas (presidente), Talita Linard (vice), Camila Abreu (1ª secretária) e Patrícia Pereira (2ª secretária). Para o prefeito Antônio Filho, presente à sessão, foi feito justiça. O prefeito se referiu a primeira eleição, em novembro de 2022, suspensa por fraude e manipulação no resultado, que teve o vereador Elmar vitorioso. E mesmo orientado a convocar nova eleição, o então presidente, Rômulo Sampaio, ignorou a ordem judicial e o Município entrou 2023 sem presidente eleito. A vereadora Antonieta Palácio, mais velha da Casa, assumiu e organizou a eleição. Tudo previsto no Regimento. A dúvida é se Rômulo e Elmar serão punidos. Na Justiça, havia previsão de multa de R$ 500 por dia de descumprimento. Já na Câmara, há expectativa de abertura de processo por quebra de decorro. É esperar!

Dodó continua sem problemas com a Câmara
A posse da Mesa Diretora da Câmara de Salitre, em 1º de janeiro, trouxe somente petistas. Mas, isso não incomoda o prefeito Dodó de Neoclides (Pros), eleitor de Roberto Cláudio e Bolsonaro. O presidente Carlinhos da Bulandeira (PT) se reelegeu, mas não consegue unir a oposição contra Dodó. Até colegas de partido boicotam suas ações. Em 2022, Carlinhos tentou abrir uma CPI para investigar denúncias do vereador Novinho sobre a rachadinha, comandada pela vereadora e primeira-dama, Fátima Sousa. O pedido foi derrubado, inclusive, com voto de Novinho. Em 2022, Carlinhos pediu explicação à Polícia Civil e a Procap, sobre a operação de 2021, que investiga o esquema. Espera resposta. Ou seja, 2023 promete!

Dr. Neto assume presidência sob pressão
O novo presidente da Câmara de Campos Sales, Dr. Neto (PDT), terá um grande desafio à frente do Legislativo local, se quiser algum protagonismo administrativo. Isso porque, no último ato como presidente, dia 31 de dezembro, o vereador Jenilton Costa (PDT) foi aplaudido de pé, inclusive, pelo prefeito João Luiz (PT). Na solenidade, Jenilton entregou a reforma do prédio da Câmara, reivindicada a décadas, e relacionou alguns dos seus feitos na gestão. Em apenas dois anos, o ex-presidente concedeu reajuste de 30% nos salários e pagou 13º a todos os servidores da Casa, reformou a Câmara e devolveu R$ 300 mil ao Executivo. Politicamente, construiu maioria para eleger Dr. Neto. Mereceu os aplausos.

MP apura denúncias em Altaneira
Após um longo período de denúncias, o Ministério Público do Estado, em Nova Olinda, fiscaliza os atos do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues. Foram várias acusações, inclusive publicadas na imprensa, até o promotor Ariel Alves ajuizar ação, no dia 11, requerendo a anulação dos contratos temporários do Município. A ação pede a realização de seleção para a ampliação de professores efetivos, atendendo a lei que orienta atendimento a carência de ampliações da carga horária dos professores efetivos, antes da contratação de temporários. Dariomar é acusado de usar os cargos temporários para fazer política eleitoral. A decisão veio depois de uma eleição. O estrago está feito.

Enquanto isso...

A orientação do MP em Altaneira vem desde 2021. Em janeiro de 2022, Dariomar publicou edital para ampliações. No entanto, em março do mesmo ano, lançou edital de convocação de temporários, afrontando a Justiça.

A ação requer, ainda que o prefeito abra a seleção implificada entre os professores efetivos no prazo de 10 dias. E todo o processo deve ser concluído em 30 dias, sob pena de multa de R$ 5 mil a cada 24h de atraso.

Em Araripe, o prefeito Cícero de Deus recebeu os colegas Antônio Filho (Antonina), Libório Leite (Assaré), João Luiz (Campos Sales), Edson Veriato (Potengi), Dodó de Neoclides (Salitre) e Taiano Martins (Tarrafas).

Cícero de Deus comandou a assembleia do “Consórcio Público de Manejo de Resíduos Sólidos da Região do Cariri Oeste”, que escolheu o presidente da diretoria. O prefeito Antônio Filho, foi reeleito no cargo.

O prefeito eleito em 2020, em Mauriti, Isaac Júnior (PT), confirmou as expectativas adiantadas por esta coluna e renunciou ao cargo. Desde julho de 2021, o Município estava sendo governado pelo vice-prefeito João Paulo (PT), diante dos sucessivos pedidos de licença feitos pelo prefeito eleito. Na carta renúncia, entregue à Câmara de Vereadores e direcionada ao povo de Mauriti, Júnior alegou problemas de saúde que o impedem de permanecer à frente do cargo. No dia 4, uma sessão extraordinária da Câmara deu posse a João Paulo, que terá a difícil missão de unir o partido. Parte dos petistas questionam a posição de Júnior e as ações administrativas do prefeito João Paulo. Há quem avalie que tudo se acalmará com autonomia de João Paulo a partir de agora. Júnior estava no terceiro mandato e foi alçado para a disputa em 2020, segundo informações, já com problemas de saúde. Pesquisas mostravam que ele era o nome para vencer o então prefeito Mano Morais (PDT). Entre a população, a notícia não foi bem recebida e a oposição trata o caso como estelionato eleitoral.

Câmara de Antonina sem presidente eleito
O ex-presidente da Câmara de Antonina do Norte, Rômulo Sampaio (MDB), ignorou a decisão liminar de 9 de dezembro, assinada pelo juiz Diogo Schenatto, que anulava a eleição para Mesa Diretora da Câmara, realizada em 25 de novembro, e determinava nova convocação para o pleito. Apesar da multa de R$ 500 mil pelo descumprimento, o vereador não cumpriu a decisão e a Câmara entrou 2023 sem presidente. Assumiu a vereadora Antonieta Palácio, mais velha, como determina o regimento Interno da Casa. A vereadora convocou sessão no dia 7, para marcar a nova eleição. Rômulo foi acusado de manipular a eleição, que acabou anulada.

Altaneira sem concurso público
Com seis anos de mandato e nenhum concurso público realizado, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), continua contratando temporariamente. E não é por falta de denúncias e orientações do Ministério Público do Estado. Uma postagem do Blog de Altaneira, com a denúncia, foi enviada a Corregedoria do MP, em Fortaleza, que pediu apuração pela promotoria local. Até houve a abertura de procedimento para apurar a ausência de concurso no Município, mas acabou caindo no esquecimento do próprio MP. Até a oposição na Câmara tem se calado, diante do que qualificava como uso político das contratações.

Mesa Diretora de Missão Velha une oposição e situação
O dia 1º de janeiro marcou a posse da primeira mulher a presidir a Câmara de Missão Velha. A vereadora Macielle Macedo (MDB) venceu a disputa contra Herneston Vasques, por 7 a 6, com apoio do prefeito Dr. Lorin. Eleita pela oposição, Macielle conseguiu fazer uma articulação que a colocou como voto minerva na disputa pela presidência. Completam a Mesa Diretora, os vereadores Marley Macedo (PTB), vice-presidente; Eduardo Honorato (PDT) e Enoque Santana (PDT), primeiro e segundo secretários respectivamente. O prefeito, Dr. Lorin, além de não fazer objeções ao nome de Macielle, liberou a base. A vereadora foi a mais votada em 2020, com mais de 1.700 votos. Politicamente, a aproximação é boa para Dr. Lorin.

Enquanto isso…
Ainda em Missão Velha
, o prefeito Dr. Lorin parece decidido a avançar na sua gestão em 2023. Além de se aproximar de adversários, o gestor começou a cobrar apoio financeiro dos deputados votados no Município.

A cobrança aconteceu durante uma avaliação da gestão no fim de 2022. Dr. Lorin foi eleito em 2021 e garante que pegou um município com muitos desafios e precisa de ajuda. Claro relacionou ações do seu governo.

Em Jati, o sindicato dos servidores tem questionado o processo de seleção simplificada para contrações temporárias na Educação. Para os sindicalistas, a exigência de formação para séries iniciais fere a LDB.
Os editais publicados pela Prefeitura exigem que professores para séries iniciais tenham formação em pedagogia, além de formação específica para outras séries. A avaliação é de direcionamento.

A corrida pré-eleitoral em Várzea Alegre já começou e quem deu o pontapé foi o prefeito Zé Helder. Em entrevista a uma rádio local, o prefeito não escondeu que pelo menos seis nomes já manifestaram vontade em representar o grupo que governa o Município há seis anos. Além do vice-prefeito Fabrício Rolim, que se manifesta desde junho de 2021, nomes como o presidente da Câmara, Alan Salviano, o vereador Otoniel Fiuza Jr, o sobrinho do prefeito, Flávio Filho, e os médicos Kaká e Carlyle Aquino, foram relacionados por Zé Helder. O anúncio prematuro pode levar o grupo a uma disputa incontrolável e um consequente racha. Teve gente mostrando força na última eleição e não se contentará com o critério escolhido por Zé Helder, pesquisa e a aceitação por outras lideranças. Vale lembrar que pesquisa é momento e aceitação é subjetivo. Tanto tempo de disputa pode, além de rachar o grupo, fazer surgir um nome fora da base de apoio. É o risco que corre Zé Helder. Então que comece o jogo!

Câmara de Altaneira limpa pauta

A Câmara de Altaneira mostrou como se faz uma sessão extraordinária para limpar a pauta. Um dia após a última sessão, antes do recesso parlamentar, no dia 15, o presidente Deza Soares comandou uma sessão recheada de assuntos que poderiam esperar. Foram votados e aprovados, por unanimidade, concessão de Medalha do Mérito Legislativo, reconhecimento da prática de atividade física como essencial para a população, feriado do Dia do Evangélico e a definição de nome para bairro. Tudo muito urgente, para justificar o ganho extra dos vereadores. Já os professores do Município, foram as redes sociais para lembrar que o Estado está pagando precatórios do Fundef. Lamentam o silêncio da Câmara.

Legislativo reelege chapa única em Assaré

A eleição para a Mesa Diretora da Câmara de Assaré, no dia 15, mostrou a força política do prefeito Libório Leite. Não houve disputa e uma chapa única reelegeu todos os membros. A Câmara continuará sob o comando do presidente Francisco Celso Freire, com auxílio do vice, Zé de Letícia, da 1ª secretária, Verinha Rosal, e do 2º secretário, Lanlan de Alexandre. A chapa teve 10 dos 11 votos e a garantia de continuar na base do prefeito Libório, que acompanhou tudo da mesa dos trabalhos. A garantia da aliança veio do presidente eleito, que falou em independência dos poderes, mas sempre em harmonia. A atuação política do ex-prefeito e líder da oposição, Evaderto Almeida, está cada vez mais apagada. A cobrança já começou.

Unidade da oposição colocada em xeque

A leitura e votação do relatório da CPI da Câmara, que tenta cassar o mandato do prefeito de Potengi, Edson Veriato, marcadas para sessão extraordinária do dia 27 de dezembro, acabaram não acontecendo. Cinco dos nove vereadores não compareceram e a sessão foi cancelada por falta de quórum. Veriato estava em Fortaleza, deixando evidente a articulação junto aos líderes petistas do Estado, para viabilizar a estratégia, que vale salientar, muito bem executada. A oposição saiu derrotada e com uma dúvida: neste momento, o grupo teria votos para aprovar o afastamento? Na base do prefeito Edson Veriato, a avaliação é uma só: nada como um dia atrás do outro.

Enquanto isso...

O esvaziamento na sessão da Câmara de Potengi colocou em xeque a articulação comandada pelo presidente Ailton Leite, que hoje comanda a oposição. As apostas, que viam a cassação como certa, agora já repensam.

Veriato conseguiu respirar e terá tempo para o enfrentamento, que deve acontecer em fevereiro de 2023. Seu desafio é convencer, entre outros, a nova presidenta, Vanda Rodrigues, de sua inocência. Vanda é oposição.

Em Brejo Santo, mais confirmação da condição de cidade polo. No dia 27, os superintendentes do Detran, Maximiliano Quintino, e de obras Públicas, Quintino Vieira, inauguraram a sede regional do Detran no Município.

A unidade oferecerá, entre outros, emplacamento, transferência, vistoria, renovação de CNH e exames de Legislação de Trânsito. Serão beneficiadas usurários de Abaiara, Barro, Jati, Mauriti, Milagres, Penaforte e Porteiras.

Passado o glamour da imagem de seis dos nove prefeitos da Região Metropolitana do Cariri, dia 15, batendo o martelo na Bolsa de Valores de São Paulo, para a concessão da gestão do Consórcio do Aterro Sanitário, começam os questionamentos da população. O motivo é simples: a cobrança de mais uma taxa. Importante dizer que se trata de uma política nacional de resíduos sólidos, mas que vai, mais uma vez, onerar quem menos tem, a população. Grupos ligados a entidades sociais, associações de moradores e sindicatos se preparam para cobrar dos prefeitos de Altaneira, Barbalha, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Jardim, Nova Olinda, Missão Velha e Santana do Cariri. A expectativa é que manifestações contrárias a taxa ganhem corpo, como na capital do Estado. Nos municípios, os projetos foram aprovados pelas Câmaras e os vereadores também devem ser alvos de cobranças e protestos. A taxa de R$ 12 reais será cobrada na conta de água, obrigando o pagamento.

Carlos Macedo e Raimundão juntos em Aurora

Muito perto de ser confirmada a aliança entre os ex-prefeitos de Aurora, Carlos Macedo, e de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo. Adversários até a eleição de 2016, as lideranças dominaram a política do município por décadas. Agora, a derrota para o atual prefeito, Marcone Tavares, pode uni-los novamente. Raimundão e Carlos Macedo estiveram juntos no “Natal das Crianças”, no dia 23. Foi sentida a ausência do também ex-prefeito Adailton Macedo. Fontes garantem que uma articulação está em curso para fazer a aproximação. A ideia é unir para derrotar o adversário comum, sob o entendimento de que a divisão favorece a reeleição de Marcone. O grupo ainda não discutiu nomes, coloca como prioridade a aliança.

Relatório da CPI de Potengi será votado esta semana

Fortalecidos por uma decisão judicial que manteve os trabalhos, a CPI que investiga o prefeito de Potengi, Edson Veriato, programou para o dia 27 a apresentação do relatório no Plenário da Câmara. A sessão tem sido questionada por Veriato, que se recusa a receber a notificação, afim de adiar a votação, que pode cassar seu mandato. Veriato enfrenta a oposição do atual presidente, Ailton Leite, seu ex-aliado. Nos bastidores, a informação é que o relatório pedirá o afastamento de Veriato, que tem minoria na Casa. Oprefeito sabe da possibilidade e aposta tudo na força de aliados fora de Potengi para reverter o resultado na Justiça. Sua defesa já tem pronto um pedido de liminar ao Tribunal de Justiça. A situação é tensa!

Oposição votando no “menos ruim”

Apesar do racha dentro da base do prefeito Dariomar Rodrigues (PT), em Altaneira, ele permanece forte. Pelo menos é o que deu pra entender sobre mais uma explicação do líder da oposição, Ariovaldo Soares (PDT). Em resposta a esta coluna, usando o espaço do Blog de Altaneira, Ariovaldo disse que “o vereador Deza Soares, em algumas oportunidades, proferiu voto contrário aos interesses do prefeito, contrariando sua bancada. Igualmente, garantiu os direitos da minoria dentro do regimento, também contrariando o grupo situacionista”. Ariovaldo avaliou estar votando no “menos ruim”. O pragmatismo eleitoral não apaga a falta de articulação da oposição, que não soube aproveitar o racha no grupo da situação.

Enquanto isso...

Em Nova Olinda, depois da suspensão da eleição para Mesa Diretora, pela Justiça, por desobedecer ao princípio da proporcionalidade, a Câmara voltou a fazer a eleição para o comando da Casa no dia 15.

A chapa única teve sete dos 11 votos. Foram mantidos Dindo Araújo (presidente) e Cicim da Serra (vice), ambos do PP.Neném Camilo (secretário) substituiu Loudes da Saúde (PP), também atual presidente.

Em Barro, dando uma trégua na política, o prefeito George Feitosa, faz festa com o primeiro “Natal Iluminado”. Praças decoradas e distribuição de presentes para 2,5 mil crianças são parte das comemorações natalinas.

Preocupados com os resultados da festa, a oposição se articula para barrar a aproximação política de George com do novo presidente da Câmara, Zé Mário. A pressão vem da atual presidenta Vanda, que bancou Zé Mario.

O resultado da eleição para a Mesa Diretora da Câmara de Altaneira mostra como o poder pode decidir uma eleição em favor de quem tem a caneta na mão. No dia 14, seis dos nove vereadores reelegeram o presidente Deza Soares (PT) para a presidência da Câmara. Tudo normal, não houvesse, dias antes, uma verdadeira lavagem de roupa suja, em que a vereadora Rafaela Gonçalves (PT) chegou a avaliar os colegas como “verdadeiro centrão” e pediu unidade na base. Rafaela foi eleita vice-presidente, com voto minerva do presidente Deza. Apesar da longa tentativa de justificar a posição, ninguém entendeu o líder da oposição, Ariovaldo Soares (PDT), que votou em Deza. O voto do líder foi acompanhado pela bancada, composta pelos vereadores Valmir Brasil e Roberci Vania. A coragem ficou por conta do vereador Professor Nonato, que enfrentou o poder de Deza, com o apoio dos colegas Junior Paulino e Gean Moura, ambos do PT. O racha dentro do partido de Deza e do prefeito Dariomar Rodrigues já é avaliado como medição de força para as eleições de 2024.

Oposição enfraquecida em Farias Brito

Depois de uma eleição acirrada, como foi a disputa entre o prefeito Deda Pereira (PDT) e o ex-prefeito Vandevelder Freitas (PCdoB), seria natural uma disputa tambémacirrada pelo comando da Câmara. Bom, isso é apenas na teoria. Na prática, não existedisputa. Na última eleição para a presidência da Casa, a oposição nem lançou chapa. Foi derrotada, fragorosamente, pela base do prefeito Deda. A eleição do dia 14 consagrou o vereador Raul da Serra (PDT) como presidente, com 9 dos 11 votos. A oposição teve que engolir, ainda, o vereador Deir da Catingueira (PCdoB) como vice-presidente.

Convivência pacífica em Santana do Cariri

Vencer o ódio da oposição, liderada pelo vereador Arclebio Dias (MDB), foi o principal argumento do prefeito Samuel Werton para articular a chapa encabeçada pelo vereador Danilo Leite (MDB). A chapa vitoriosa, com oito dos 11 votos, teve Cristiane Cabral (MDB) como vice-presidente e Pedro Eduardo (União) como primeiro secretário. Eclética, a chapa dividiu o MDB e manteve a maioria da base. Dos cinco vereadoresda bancada emedebista, três estiveram ao lado da base do prefeito Samuel. Com Arclebio, apenas a vereadora Tainá Feitosa, sua candidata a vice. Mas, a surpresa da eleição, realizada no dia 17, foi a ausência da chapa derrotada. Os integrantes não foram a sessão. Total desrespeito!

Nem oposição, nem situação em Araripe

Na sexta-feira (16), 10 dos 11 vereadores de Araripe confirmaram a expectativa e reelegeram Zé Gordinho para o comando da Câmara. A chapa, que teve o vereador Professor Hildo Pereira (PSD) como vice-presidente, Verônica Guedes (PSD)primeira secretária e João de Vilma (PSD) como segundo secretário, teve base oposicionista. Mas, o discurso de Zé Gordinho é de independência. Na Casa, são cinco vereadores de oposição e cinco de situação. Zé Gordinho é o voto minerva e tem jogado bem com essa posição de estar entre o prefeito Cícero de Deus e o ex-prefeito Giovane Guedes. A habilidade está rendendo ao presidente reeleito a possibilidade de estar na mesa da oposição para 2024.

Enquanto isso...

Em Salitre, o juiz Luiz Sávio, da Comarca de Campos Sales, manteve o resultado da eleição para a Mesa Diretora, de 30 de setembro. A oposição havia apresentado mandado de segurança pedindo a suspensão da eleição.

Derrotada, a oposição recorreu ao Tribunal de Justiça, em Fortaleza. Até a resposta da Justiça, fica marcada a posse do Carlinhos da Bulandeira (PT) como presidente, reeleito com a maioria dos votos.

Em Campos Sales, a nova Mesa Diretora foi resolvida antes da eleição. A sessão do dia 16 apenas referendou o nome de Dr. Neto como presidente reeleito. Ele é primo do prefeito João Luiz, fica fácil saber seu lado.

Ao lado de Dr. Neto, estarão os vereadores Felipe Alves (vice), Morgana Fortaleza (1ª secretária), Dedé do Inharé (2° Secretário) e Elzinha (Tesoureira). Igual a Dr. Neto, todos do PDT de João Luiz.

Com maioria de vereadores da oposição, as câmaras de Barro e Potengi continuarão divergindo das gestões dos prefeitos George Feitosa e Edson Veriato, respectivamente. Com as atuais formações nos Legislativos, os dois prefeitos já chegaram a desabafos e críticas à atuação nas redes sociais, como apontar prejuízos à população em votações determinadas pelo critério político. No Barro, a presidente Vanda Pereira comandou a articulação que elegeu o vereador Zé Mario, no dia 8, com seis dos 11 votos. Apesar do discurso ameno do novo presidente, prometendo serenidade e diálogo, ele garantiu que dará continuidade ao trabalho de Vanda. O prefeito George acredita no bom senso e na amizade com o novo presidente.Pode se decepcionar. Em Potengi, apenas a chapa da oposição foi inscrita dentro do prazo, dia 5. Nos bastidores, a futura presidenta Vanda Tenório promete manter a CPI que investiga o prefeito Veriato. Sem forças para mudar a eleição, Veriato se mantém em silêncio.

Questionamento na eleição da Câmara de Milagres

O processo que elegeu a nova Mesa Diretora da Câmara de Milagres, ocorrido debaixo de críticas e polêmicas, sofreu um golpe duro, com o pedido de anulação do pleito, realizado no último dia 29 de novembro. Na sessão do dia 5, a vereadora Michelyane Alves impetrou mandado de segurança, com pedido de liminar por “vícios no processo”. A posse do novo presidente, Ozório Dantas, deveria acontecer imediatamente após a eleição, o que não aconteceu, ferindo o Regimento Interno. O curioso é que Michelyne e seus apoiadores, os vereadores Fernando Sampaio e Jorge Henrique, fazem parte da situação. Mas, a crise na base tem o apoio do vereador da oposição, José Napoleão, que concorda com o pedido.

Câmara de Antonina tem eleição da Mesa anulada

Depois de muita repercussão negativa, a eleição da Mesa Diretora da Câmara de Antonina do Norte foi suspensa pelo juiz da comarca de Assaré, Diogo Schenatto, no dia 09. A eleição foi denunciada por seis dos nove vereadores, que garantiram ter votado no candidato perdedor, Edno Freitas. A fraude é creditada ao atual presidente, Rômulo Sampaio, e ao vencedor da fraude, Elmar Alves. Eles teriam violado a urna e substituído dois votos. Na decisão, o juiz ordenou nova eleição, em até cinco dias dorecebimento da decisão, sob pena de multa de R$ 500 reais por dia, direcionada ao presidente Rômulo. A decisão não ameniza a crise na Casa, que pode levar à cassação de Rômulo e Elmar.

Base rachada para a eleição da Câmara de Altaneira

Sem votos para fazer a Mesa Diretora, a oposição da Câmara de Altaneira apenas assiste à queda de braço entre os vereadores da base do prefeito Dariomar Rodrigues. A crise é entre o atual presidente, Deza Soares, e os “aliados” Professor Nonato e Junior do Povo. A discussão, na sessão do dia 07, foi puxada pela vereadora Rafaela Gonçalves, que cobrou unidade e avaliou o grupo como “verdadeiro centrão”. Rafaela é eleitora de Deza, a quem rasgou elogios. Mesmo assim, ela garante votar em qualquer um do grupo, desde seja uma escolha unânime. Professor Nonato não quis discutir a sucessão na sessão e Júnior garante que há tempo para construir unidade. Dariomar estava na sessão, mas permaneceu calado.

Enquanto isso...

Na Câmara de Brejo Santo, a base aliada da prefeita Gislaine Landim mostrou força e elegeu novamente a Mesa Diretora. O vereador Ranilson Tavares (PDT) foi eleito no dia 07, com sete dos 15 votos.

A chapa vencedora foi a única na disputa e teve apenas nomes do PDT. Talvez aí o motivo de Ranilson não ter um melhor desempenho. Para muitos, oitos votos de abstenção é um mau sinal.

Em Aurora, o prefeito Marcone Tavares acatou a orientação do Ministério Público do Estado e exonerou o secretário de Transportes, José Valdir, e o coordenador de Manutenção de Frota, Francisco Alex.

As exonerações foram publicadas no dia 08. Para o promotor Luiz Cogan, os dois não apresentavam qualificação técnica para os cargos. Um acidente com ônibus escolar em Caririaçu, com três mortes, motivou o pedido.

A última disputa municipal de Milagres, protagonizada pelo prefeito Cícero Figueiredo e Abraão Sampaio, deve se repetir pelo controle do PT local. Na disputa de 2020, Figueiredo estava no PDT – onde permanece – e Abraão compunha o PSD. No ano seguinte, Abraão se aproximou do PT, declarando voto no deputado estadual Fernando Santana. Figueiredo votou em Guilherme Landim. Abraão trabalhou para se credenciar como nome do PT para a disputa de 2024. O problema é que no rompimento entre PT e PDT, Figueiredo ficou ao lado de Camilo e do PT. Agora, deve deixar o PDT e o partido que está no radar é o PT. Ex-filiado petista, Figueiredo sabe bem o caminho das pedras para se viabilizar e deve usar a força do cargo para garantir o controle do partido em Milagres. Resta saber como ficará a situação de Abraão. Vai se compor com Figueiredo negociando uma possível sucessão daqui a seis anos, ou vai permanecer ao lado do seu líder, Hellosman Sampaio, no PSD, voltando as raízes.

Previsão de renúncia na Prefeitura em Mauriti

Mauriti deve viver um fato inédito na sua história política, nos primeiros meses de 2023. Há uma forte expectativa de que o prefeito licenciado, Isaac Júnior (PT), renuncie ao cargo. Entre as lideranças petistas de Mauriti, o afastamento definitivo é só uma questão de tempo. Júnior ainda não assumiu a Prefeitura desde que venceu a eleição em 2020. Tem solicitado sucessivas licenças, segundo os documentos, motivadas por problemas de saúde. Depois de dois anos de gestão sem o prefeito eleito, o partido está dividido com relação ao comando do prefeito interino, João Paulo. O resultado disso é a divisão na disputa pela presidência da Câmara, que pode dar vitória a oposição. O PT passa seu momento mais difícil.

MP pede afastamentos em Aurora

Distribuição de cargos públicos sob o critério meramente político. Quem diz é o Ministério Público em Aurora. No dia 28 de novembro, o promotor Luiz Cogan pediu o afastamento do secretário e do coordenador de Transporte de Aurora, José Valdir e Francisco Alex, por incompetência. Os dois estão sendo responsabilizados pelo acidente com o ônibus escolar, em Caririaçu, que vitimou três pessoas de uma equipe esportiva de Aurora. O ônibus pertencia a frota do transporte escolar, mas conduzia atletas paraum jogo, num fim de semana de julho. Ao promotor, o secretário José Valdir assumiu ser agricultor. Afastamento, responsabilização e multa de R$ 50 mil, estão entre os pedidos da ação. O prefeito Marcone está calado.

Em Potengi, ex-aliado vira adversário

Aliado do prefeito Edson Veriato na eleição de 2020, em Potengi, o empresário Salviano da Construtora rompeu e quer assumir o protagonismo da oposição em 2024. Na base do prefeito, a explicação para o rompimento é que Salviano queria dominar a gestão e Veriato não deixou. Será? Certo mesmo é que Salviano tem trabalhado junto a nomes como o casal Vanda e Jamil, além do ex-prefeito Samuel Carlos. Os três garantem não ter interesse pela disputa e devem se unir a Salviano. A avaliação dos opositores que abrem mão da disputa é que a Prefeitura está com dificuldades insanáveis. A base do prefeito acusa as gestões passadas pela dificuldade.

Enquanto isso...

Em Jati, a prefeita Mônica Mariano tem recebido sucessivas reclamações pela ausência na sede da Prefeitura. Quem quiser falar com a gestora, temde procurá-la no posto de combustíveis de sua propriedade.

A ausência de Mônica na Prefeitura e na gestãodeve ser o foco das críticas da oposição na disputa de 2024. Nas rodas políticas, já tem possível candidata a vice na chapa de Mônica, abrindo mão da posição.

Na Câmara de Altaneira, o presidente Deza Soares está sendo cobrado por mais ação em favor da sua classe, os professores. O presidente é professor do Estado e será beneficiado com a divisão dos precários do Fundef.

Nas redes sociais, Deza é cobrado por coerência. No Município, Deza está ao lado do prefeito Dariomar, que insiste em negar o direito aos professores. O caso está na Justiça, mas o dinheiro já está sendo gasto.

O resultado da eleição para a nova Mesa Diretora da Câmara de Antonina do Norte, no dia 25, gerou imbróglio no Município. O candidato vencedor, Elmar Alves, que não tinha - sequer - os quatro nomes para formação da chapa, venceu por cinco a quatro. No entanto, seis dos nove vereadores já haviam assumido voto em Edno Freitas, derrotado no pleito. A suspeita é que, na hora da votação do presidente Rômulo ou do vereador Elmar, dois votos tenham sido substituídos com a violação de uma caixa, improvisada como urna. Um vídeo, feito no início da apuração, mostra a caixa rasgada. Junto ao candidato derrotado, os vereadores Patrícia Pereira, Talita Linard, Antonieta Palácio, Tenente Paulino e Camila Abreu assinaram denúncia entregue ao Ministério Público, em Assaré. A crise deve acabar com investigação policial e CPI na Casa, e pode culminar com a cassação dos mandatos de Elmar e Rômulo. Preço alto para se manter no poder.

Figueiredo próximo de perder a base em Milagres

A paz política dos primeiros dois anos do prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, pode ficar para trás. Nos últimos meses, ele tem sido avaliado, pela própria base política, como ausente da administração e isolado politicamente. A falta de diálogo e habilidade política pode levar seu governo ao naufrágio. O primeiro passo dessa derrocada anunciada, pode vir da eleição para a nova Mesa Diretora da Câmara. O racha na base é evidente. A revelia do prefeito, o vereador Jorge Henrique está se articulando com a oposição. A chapa, com maioria oposicionista, tem o apoio de lideranças descontentes com a gestão Figueiredo. Mesmo que ganhe a Câmara, Figueiredo já perdeu a paz. São muitos os descontentes.

Base rachada para eleição da Câmara em Mauriti

O prefeito em exercício de Mauriti, João Paulo (PT), tem muitos desafios políticos pela frente. Na Câmara, sua base está rachada e a ameaça de fortalecimento da oposição é eminente. O vereador Deuzivan (PT), descontente com a condução do processo eleitoral para a nova Mesa Diretora, resolveu se aliar com a oposição para formar chapa. Do outro lado, os vereadores Virginia Reis, Auricelio Vieira, Chicão Fernandes e Celminha Santana se articulam para manter a chapa da situação. Com umadivisão bem ajustada, a mudança de Deuzivan pode decidir em favor da oposição. O petista garante que permanece na base, mas os colegas petistas começam a qualificar a atitude como traição. O prefeito está calado.

Disputa pela sucessão já começou em Jati

Em Jati, a discussão que mais repercute é a sucessão de 2024. Na base da prefeita Mônica Mariano, a disputa para quem ocupará a posição de vice já começou. O atual vice, Rogério Couto, infelizmente, faleceu vítima de covid-19. Pelo acontecido, aparece como favorita a ocupar a posição a viúva de Rogério, Edilania Couto. Apesar do favoritismo de Edilania, nomes como Edceu Justino e o secretário de Educação, Zé Maria, também estão no páreo. Disputa de vice na situação, possibilidade de fortalecimento da oposição. Nomes como Antônio de Neta Diniz, Lourinho Couto e Jarbas Madeiro estão conversando por uma chapa única. Jarbas é dissidente e pode fazer a diferença contra Mônica. O debate está só começando.

Enquanto isso...

Em Várzea Alegre, a disputa pela presidência da Câmara não é mais tranquila que em outros municípios do Cariri. Hoje, somente a chapa encabeçada pelo presidente Alan Salviano está registrada e tem maioria.

Salviano sabe que, pela menos, mais uma chapa será inscrita. A oposição está finalizando seus nomes. O problema é na base do prefeito Zé Helder, que pode ter outra chapa inscrita. A eleição é dia 14 de dezembro.

Em Salitre, explodiu uma crise sem precedentes. Áudio do vereador Naldo revela como o prefeito Dodó de Neoclides comprou o apoio do vereador Novinho, o mesmo que revelou a rachadinha da primeira-dama.

No áudio, Naldo relata que Novinho recebeu R$ 500 mil, mas que não será indicado vice-prefeito, como teria sido firmado o acordo. Além do dinheiro, familiares de Novinho teriam sido nomeados por Dodó.

O prefeito de Salitre, Dodó de Neoclides, teve mais uma investigação aberta na sessão da Câmara do dia 18. A Casa aprovou requerimento do vereador Novinho, para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar rachadinha comandada pela vereadora e primeira-dama, Fátima de Dodó. Ao lado do irmão do prefeito, conhecido como Denival, diretor do Departamento de Pessoal, a primeira-dama é acusada de organizar um esquema de desvio de recursos públicos, através de indicações de servidores contratados. A denúncia, baseada no vazamento de um áudio de Denival, também é investigada pela Policia Civil, por meio da “Operação Dimidium”. No áudio, Denival explica a metodologia e dá nomes de favorecidos. A Polícia Civil já realizou busca e apreensão, e a Câmara formará a comissão em 10 dias. Na Câmara, a investigação pode derrubar os mandatos da vereadora e do prefeito. No caso da polícia, pode dar cadeia.

Em Milagres, prefeito precisa dialogar com servidores

Reconhecido por uma boa articulação na política estadual e regional, além da boa relação com a Câmara, o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, parece patinar quando o assunto é diálogo com servidores. No dia 15, servidores da Saúde protestaram contra salários atrasados, que foram pagos no dia seguinte. A categoria reclama da falta de diálogo do prefeito Figueiredo. No dia 17, foi a vez dos guardas municipais ameaçarem ingressar na Justiça para se reunir com o prefeito. Segundo o sindicato da categoria, os guardas tentam sentar com o gestor, desde junho deste ano, para conversar sobre salário, cursos de formação, auxílios e outros direitos. A falta de diálogo tem causado desgaste para a gestão Figueiredo.

Câmara de Abaiara quer resposta do prefeito Afonso

Desde que foi revelado o rombo de R$ 2,2 milhões no repasse das contribuições previdenciárias dos servidores de Abaiara, o prefeito Afonso Tavares silenciou junto à população. No dia 7, o vereador Ricardo Leite pediu a presença do prefeito para explicar o desfalque, mas a gestão não deu resposta. Na Câmara, a expectativa, com base em informações não oficiais, é que Afonso compareça na sessão desta terça-feira (22). A única tentativa de comunicação de Afonso, após a instalação da crise, foi uma carta ao povo de Abaiara, que não falou nada sobre o rombo. O desfalque foi identificado em auditória da Receita Federal. Servidores prometem cobrar o prefeito de forma direta: “Cadê o dinheiro, Afonso?”

Chegando a hora da verdade para Aniziário em Jardim

A base do prefeito de Jardim, Aniziário Costa, começa especular sobre seu sucessor. Uma coisa é certa, vai ter disputa pela indicação e Aniziário pode ser atropelado pela força dos grupos que estão ao seu lado. Pelo menos, três cogitam a indicação; claro, nada oficial, apenas articulações. Pela fidelidade, o vice Antônio Roriz leva vantagem. Mas, Giovanni Sampaio, vice-prefeito de Juazeiro, tem sido sondado. Giovanni conta, ainda, com a opção da ex-candidata Cremilda Bringel, que tem boa circulação em todos os grupos. Ao lado de Antônio Neto, nomes como do seu pai, Pequim, e do seu tio Fernando, também são cogitados. Do PT, o nome seria de Júnior Coutinho, que é descartado pela base e o próprio Aniziário.

Enquanto isso...

Ainda em Jardim, a oposição continua patinando na escolha do nome para a disputa de 2024. Não há consenso entre o ex-prefeito Fernando Luz e aliados como Pelé e Clea Luz, ex-candidatos da oposição.

Nas últimas eleições, Pelé e Clea enfrentaram Fernando, ao escolher candidato fora da sua indicação. Fernando não superou a independência e a dupla Pelé e Clea podem marchar juntos, mesmo contra Fernando.

Em Tarrafas, explodiu uma crise na Câmara. Os vereadores António Neto, Sonha Germano e António Wadir denunciaram o presidente Neto do Chiquinho, por uso da máquina pública para desviar recursos.

A denúncia, já encaminhada à Procuradoria de Justiça do Estado, aponta a existência de funcionários fantasmas na Casa, nomeados pelo presidente. Em nota, o presidente Neto do Chiquinho negou as acusações.

O deputado estadual Fernando Santana (PT) revelou que abre mão de candidatura à Presidência da Assembleia Legislativa (AL-CE) enquanto o presidente Evandro Leitão (PDT) se colocar à disposição do cargo. E avalia o mandato do presidente do Legislativo como diferenciado, onde há boa articulação e interação com os parlamentares. Fernando, que ocupa interinamente a presidência da AL, devido a uma viagem de Evandro ao exterior, o definiu como um dos grandes nomes da política do Ceará. Assim como o deputado petista, outros parlamentares caririenses também manifestaram apoio a Evandro: Danniel Oliveira e Davi de Raimundão, do MDB, e Guilherme Landim, líder do PDT na AL. Landim defende que o presidente pertença a maior bancada, o PDT neste caso.

Cicero de Deus e o dinheiro que sumiu

Uma dúvida permeia a cabeça da população de Araripe: onde estão os R$ 500 mil enviados pelo deputado federal José Guimarães para o município? Aliás, o dinheiro foi enviado? Guimarães garante que fez o envio de parte de sua verba parlamentar para a saúde e apresentou protocolo. Já o prefeito Cicero de Deus afirmou e reafirmou que jamais recebeu um centavo. A questão foi levantada por uma moradora do município conhecida por Dorinha, que foi às redes sociais cobrar a aplicação do recurso, segundo ela, prometido e confirmado por Guimarães, em vídeo, também, nas redes sociais. Sobre a publicação de Dorinha, o prefeito foi direto: “Ela ficou com raiva por que queria dinheiro e eu não dei”. A acusação é muito séria!

Aurora entre a comemoração e a preocupação

A cidade de Aurora tem motivos para festejar. E o prefeito Marcone Tavares comemorou mais um aniversário de emancipação política ao lado da governadora em exercício, Nailde Pinheiro (filha do município), e do presidente da Assembleia Legislativa, também em exercício, Fernando Santana. Os três entregaram, no dia 11, o Centro Cultural Aldemir Martins. Mas, paralelo a festa, vem as tensões da oposição. Não há trégua. Entre questionamentos e denúncias preparadas, foco nas últimas licitações. E tem desde empresa “bombril”, que atua de aluguel de veículos a roço de estradas, até nepotismo cruzado usando empresas prestadoras de serviço do município. Ninguém pode negar, de uma maneira ou de outra é festa!

Base de Dariomar não esquece da vitória de Lula

Se existe um lugar onde a comemoração da vitória de Lula não tem fim, é a Câmara de Altaneira. Não importa o problema, os vereadores da base do prefeito Dariomar Rodrigues (PT), pelo menos os do PT, sempre se voltam para vitória de Lula. Na sessão do dia 9 foi assim: vereador Ariovaldo reclama de escolas com goteiras e o Professor Nonato felicita vitória do Lula; Valmir Brasil preocupado com a demanda por exames e Júnior do Povo destaca números da vitória do Lula; Robervi Vânia preocupada com encerramento do ano letivo e Rafaela Gonçalves enaltece o terceiro mandato de Lula; para completar, Paulo Geaneo parabenizou o povo nordestino pela vitória de Lula. Será que falta senso ou sensibilidade?

Enquanto isso...

Em Brejo Santo, a prefeita Gislaine Landim continua o legado do filho, o ex-prefeito e deputado estadual, Guilherme Landim. Gislaine recebeu mais um prêmio pelo sucesso da educação do Município, no dia 8, em Fortaleza.

O Prêmio Band Cidades Excelentes mediu, além de Educação, Saúde, Infraestrutura e Mobilidade, Sustentabilidade, Governança, Transparência, entre outros. Brejo foi segundo lugar no geral. Parabéns!

Já em Milagres, a comemoração é outra. Depois de oito anos, foi realizada uma cirurgia Cesariana, no dia 09. O serviço deixou de existir quando Milagres era governada por um médico, o ex-prefeito Hellosman Sampaio.

Agora os milagrenses podem nascer na sua cidade, independente do parto. O prefeito Cícero Figueiredo garante que o Hospital Municipal Nossa Senhora dos Milagres está pronto. Alívio para a população.

A situação política do prefeito de Salitre, Dodó de Neoclides (PDT), é algo a ser estudada. Ninguém sabe de onde vem tanto prestígio na Justiça e no Estado. Dodó perseguiu eleitores de Elmano, Camilo e Lula, para favorecer Roberto Cláudio no primeiro turno. No segundo turno, votou no presidente Jair Bolsonaro, com quem sofreu uma derrota fragorosa e, mesmo assim, continua recebendo proteção. No Município, a situação é bem diferente. Está prestes a enfrentar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara e há quem avalie que a cassação é certa. Já são sete dos 11 vereadores convencidos que, entre outras denúncias, Dodó perseguiu e coagiu servidores efetivos, contratados e comissionados para votar em Bolsonaro no segundo turno. Dodó chegou a ameaçar de demissão quem participasse de eventos do PT no Município, claro, depois de gravar vídeo deixando todos à vontade. Nos bastidores, Dodó não esconde o temor com a Câmara, mas se diz tranquilo com a Justiça no controle. Será?

Em Potengi, a culpa é sempre da oposição

Não importa o problema na gestão do prefeito Edson Veriato, em Potengi, a culpa é sempre da oposição. O prefeito parece esquecer que a oposição não está com a caneta. No dia 2, finados, o Cemitério Público anoiteceu as escuras. Às críticas da população e do vereador Ailton Leite, nas redes sociais, o prefeito colocou a culpa na oposição, que teria tentado sabotar a gestão. No dia seguinte (03), uma fiscalização do Conselho de Enfermagem foi ao Hospital Municipal, depois de denúncias de irregularidades, e advinha: o prefeito disse que era mais uma tentativa frustrada da oposição em prejudicar seu governo e tomar o poder à força. E mais, mesmo sem o resultado oficial, Veriato já antecipou: não encontraram nada. Será?

Deputado Guimarães disputado em Farias Brito

Empenhado na transição do Governo Federal, ao lado de Lula, presidente eleito, o deputado federal José Guimarães (PT), terá que demonstrar toda sua habilidade na sucessão municipal de Farias Brito. Guimarães foi apoiado pelo ex-prefeito Vandevelder Freitas (PCdoB), mas teve a maioria da base estadual apoiada pelo prefeito Deda Pereira (PDT). Deda teve participação na eleição de Camilo Santana para o Senado e Elmano Freitas para o Governo, além de Lula para presidente. Deda chegou a romper com Roberto Cláudio, candidato do seu partido, a pedido de Camilo e Guimarães. Confronto certo para 2024, Deda e Vandevelder esperam pelo apoio de Guimarães. Na cidade, as apostas já estão em alta.

Em Aurora, vereador faz denúncia contra prefeito

O vereador Brasa (MDB) ocupou a tribuna da Câmara de Aurora para denunciar o prefeito Marcone Tavares (PSD), por uso indevido de verba federal. Dinheiro do Fundeb teria sido usado para pagar transportes da Secretaria de Saúde. No pronunciamento, desafiou professores e o Conselho de Educação a se manifestarem. Brasa garante ter em mãos as notas que comprovam a denúncia, segundo ele, já encaminhada a Polícia Federal. E para piorar a situação de Marcone, a PF já teria feito vistoria e foi constatado o uso indevido do recurso. A assessoria do prefeito reconhece o erro, mas trata como uma atecnia, resolvida sem prejuízos aos cofres públicos. Resta saber se a Justiça vai entender assim.

Enquanto isso...

Em Barro, o prefeito George Feitosa usou suas redes sociais para mandar um recado: não vai se calar diante das “injustiças que estão ocorrendo em nosso município”. Vai formalizar denúncias contra ex-prefeitos.

George fala do desvio de R$ 2,3 milhões do Fundeb, em gestões passadas. Ele garantiu aos professores que não vai se calar e nem continuar o esquema de “grandes líderes barrenses”. E disse: está só começando.

Em Jati, mais prejuízos a professores e a Educação. Segundo especulações, a ex-prefeita Neta Diniz, aliada da prefeita Mônica Mariano, não teria informado sobre ação de ressarcimento dos precatórios do antigo Fundef.

O resultado da transição mal feita é um prejuízo de R$ 15 milhões, que poderiam ser usados para melhorar as escolas e fazer rateio entre os professores. A atual gestão perdeu prazos judiciais vencidos em 2021.

O resultado da eleição presidencial no Cariri chama a atenção pela firmeza e unidade do pensamento político sobre o cenário nacional, desde o primeiro turno. A média acima de 82% dos votos em 26 dos 29 municípios mostra que a política nacional está acima das disputas municipais. O desempenho melhor que o do Ceará e do Nordeste, ambos na casa dos 69%, é o maior já recebido para um candidato na história. Na carona do resultado, muitos prefeitos tentam aparecer como responsáveis pelo sucesso nos seus municípios. Esquecem que seus verdadeiros desempenhos, medido para 2024, ficou no primeiro turno com a votação de seus estaduais e federais. Se a força dos gestores estivesse estampada no resultado deste segundo turno, prefeitos como Cicero de Deus (Araripe) Edson Veriato (Potengi) e Dariomar Rodrigues (Altaneira), seriam quase incontestáveis. Seus municípios deram mais de 90% dos votos a Lula. Vale salientar, os prefeitos estão longe de ser unanimidades.

Fernando reafirma parceria com Marcone em Aurora

Rumores de que o deputado estadual reeleito Fernando Santana, estaria prestes a romper com o prefeito de Aurora, Marcone Tavares, foi desmentido pelo prefeito e reafirmado por Fernando. A dúvida ficou no ar, após a saída da secretária de Ação Social, Ana Lúcia, fiel a Fernando na gestão Marcone. Fernando foi o mais votado em Aurora, com uma votação histórica, com mais de 37% dos votos. Deixou para trás nomes como Davi de Raimundão, com 20%, filho do município. A oposição tem requerido a maior votação, no conjunto, com o apoio aos candidatos a federais, como Carlos Macedo, Yury do Paredão e Eunício Oliveira. Para Marcone, a oposição terá que provar isso nas urnas em 2024.

Em Barro, Câmara e prefeito sobem o tom

Como esperado, a oposição de Barro encurralou o prefeito George Feitosa. Na segunda quinzena de outubro, a maioria na Casa rejeitou projetos como o que trata da contratação de cuidadores e profissionais de apoio para a educação, mesmo com avaliação de urgência. Outro projeto, o que trata de concessão de crédito, para a construção de um novo local para a “Feira dos Animais”, também não convenceu os parlamentares. O prefeito reclamou da falta de atenção a Educação e o desenvolvimento. Mas, George não ficou apenas na defensiva; foi às rádios e escancarou: tem uma auditoria que mostra um rombo de R$ 2,3 milhões no Fundeb. Se o Ministério Público Federal entrar, alguém vai responder por improbidade.

Zé Helder, o todo poderoso de Várzea Alegre

Questionada a liderança, ao dar em média 25% dos votos para seus candidatos a estadual (Guilherme Landim) e federal (Domingos Neto), apesar das primeiras colocações, o prefeito de Várzea Alegre, Zé Helder, mandou recado aos críticos: os votos do Município pertencem a ele. Zé Helder garantiu que a oposição tem os 20% dados a Capitão Wagner já que a votação de Roberto Cláudio teve sua permissão no apoio do vice, Fabrício Rolim. Permissão dada também ao presidente da Câmara, Alan Salviano os vereadores Robério Vieira, Ciete do Sindicato e Robério Vieira, além de outros como Carlos Kleber, Pedro Sátiro e o médico Carlyle Aquino, para votarem em outros nomes a estadual e federal.

Enquanto isso...

Claro, Zé Helder requereu pra si os votos de Elmano, Camilo e Lula, que ficaram, respectivamente, com 75%, 82% e 79%. E que fique claro: quem quiser ser candidato em 2024, tem que pedir permissão ao “todo poderoso”.

Agora é esperar mais uma declaração de Zé Helder, sendo o dono dos 83,07% dos votos dados a Lula neste segundo turno. O problema para Zé Helder é que ensaia um racha, enquanto ele se joga confete.

Em Granjeio, quem promete estar de volta ao jogo da sucessão municipal é o ex-prefeito Raimundo Duclieux, o Dr. Gudy, que teve suas contas de 2016 aprovadas por unanimidade pela Câmara no dia 24.

Dr. Gudy teve outras duas contas aprovadas e resta apenas a 2013, que teve empate em 4 a 4 e que deve ir ao Judiciário. A última aprovação jogou uma dúvida sobre a base do prefeito Chico Clementino. Será?

Apesar do prefeito Marcone Tavares ter emplacado os dois primeiros colocados para estadual e federal no 1º turno, sua liderança está comprometida. A avaliação é da oposição que apoia do segundo ao quinto colocado na disputa de federal, por exemplo. A soma supera a votação do prefeito ao seu candidato, Matheus Noronha. Yury do Paredão, Eunício Oliveira e Denísio Pinheiro saíram da eleição agradecendo o resultado e prometendo retorno em 2024. No caso de Carlos Macedo, o segundo colocado teve reafirmada sua força. A expectativa para 2024 é incerta para Marcone: perdeu apoios importantes. Até nomes como o deputado estadual Fernando Santana deve repensar sua participação no palanque de Marcone. A votação expressiva é creditada, também, a lideranças que romperam com Marcone. Nomes como os ex-prefeitos Carlos Macedo, Adailton Macedo e o deputado estadual Davi de Raimundão saíram muito fortes. O desafio é unir.

Prefeito de Abaiara se manifesta, mas não explica

Depois do vazamento da auditoria que revelou desfalque de R$ 2,2 milhões na previdência dos servidores, o prefeito de Abaiara, Afonso Tavares (PT), reagiu ao desgaste, tentando conter a repercussão. Nas redes sociais, o prefeito assinou carta onde filosofou sobre a busca pelo poder a qualquer custo, acusou compra de votos, reclamou de ingratidão, se colocou como defensor do trabalhador e pediu respeito pela cidade. O problema é que Afonso não explicou uma linha sequer sobre a auditoria da Receita Federal que confirma o desfalque milionário. No final, Afonso ainda deixou recados: “estarei sempre aqui”. Ele assinou como: “Do seu Vei, Afonso Tavares”. Cômico, se não fosse trágico.

Câmara de Altaneira impõem sigilo ao precatório

Os vereadores do PT de Altaneira parecem ter aprendido tudo sobre sigilo, prática muito disseminada na esfera federal pelo presidente Bolsonaro. Na sessão do dia 19, a bancada petista usou do mesmo expediente para derrubar um requerimento do vereador Ariovaldo Soares (PDT), que pedia informações sobre as contas onde, supostamente, estão depositados os precatórios do antigo Fundef. O pedetista lembrou o compromisso do prefeito Dariomar Rodrigues (PT), de não usar os recursos enquanto tramitar, sem resultado, o processo movido pelos professores contra a gestão municipal. Há uma denúncia de que o recurso já foi gasto, mas se depender da bancada petista, o silêncio vai prevalecer.

Desafio ao vivo na Câmara. Vereadores em silêncio

A sessão da Câmara de Jati, dia 18, foi marcada pelo pronunciamento de uma pessoa tratada apenas como Luciana e conhecida como “Nega Lu”. No Plenário, Nega Lu desafiou a prefeita Monica Mariano e o assessor jurídico, Henrique Sobreira, a dizer o que têm contra ela. E mais, disse que se for pessoal, que venham até ela. “Se for pessoal a gente resolve”, desafiou. Nega Lu era aliada de Monica e, ao que parece, rompeu depois que teve negado um tratamento de saúde. O mais estarrecedor é que diante da denúncia na saúde e o desafio feito aos gestores, a Câmara ficou em silêncio e, imediatamente, o presidente encerrou a sessão. Ninguém entendeu nada!

Enquanto isso...

O prefeito de Araripe, Cícero de Deus (PDT), está na mira do Ministério Público do Estado. O motivo é a contratação de uma empresa de contabilidade pela bagatela de R$ 525 mil, sem licitação.

O promotor Valdo Henrique deu 10 dias para rescisão do contrato e explicações. Prefeito e secretário de administração podem responder por improbidade. Há denúncias de o contrato já está sendo pago.

Em Potengi, uma denúncia de descaso com transporte escolar chama a atenção. Cerca de 51 estudantes de uma escola técnica tiveram que empurrar o ônibus cedido pela Prefeitura, durante o trajeto.

O fato é rotina. Pior, o prefeito Edson Veriato disse aos estudantes que não tem como resolver. Segundo relatos, o mesmo veículo ficou sem freio em uma ladeira. É tragédia anunciada!

A relação política da Câmara de Abaiara com a gestão do prefeito Afonso Tavares está prestes a explodir. Apesar do clima, ainda amistoso, a tendência é a oposição se fortalecer nos próximos dias. A bomba dos R$ 2,2 milhões desviados da previdência dos servidores deve cair na Câmara como a ‘gota d´água’ para o fim da relação. Há, inclusive, um debate para afastar Afonso da Prefeitura. Tudo motivado pelos recentes rompimentos políticos, coincidentes com a investigação da Receita Federal, que descobriu que o dinheiro recolhido dos servidores não foi depositado nas contas previdenciárias. Tudo comprovado em auditoria da Receita. Na Câmara, a avaliação é que a resposta tem que ser forte. Mas, o risco de afastamento não mete medo em Afonso. Ele garante que não cai. Tem a maioria dos vereadores na sua mão. O sindicato Apeoc promete mobilizar os servidores para cobrar uma ação da Câmara e o movimento vai querer saber quem está nas mãos de Afonso.

Tudo normal em Altaneira: crise e festa

Depois de conseguir emplacar seus candidatos a federal e estadual, como primeiros nas eleições deste ano, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, entra na fase de consolidar sua liderança para 2024. Fez da Festa da Padroeira, um grande evento festivo com bandas e shows. Novamente, discursou em tom de desabafo e garantiu, de forma implícita, que continuará derrotando os opositores. Na oposição, o cansaço é aparente; tanto que as críticas se resumiram ao barulho, sujeira e odor de urina deixados pela festa. Pouco impacto frente a lotação e aceitação. Agora, a oposição espera pela prestação de contas – que não vai sair – para tentar fazer uma crítica mais contundente. Vai ficar esperando.

Dr. Lorim volta à base política do estado

Fiel as determinações do seu partido, o prefeito de Missão Velha, Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim (PDT), votou no primeiro turno em Ciro Gomes para presidente. Mas, neste segundo turno, diferente de alguns amigos de partido, Dr. Lorim garante que vai se empenhar na campanha do petista Lula. O anúncio aconteceu no dia 10, pelas redes sociais. “Agora faz o L”, diz a postagem. Para a oposição, também fechada com Lula, é aoportunidade de o prefeito conseguir uma vitória nesta eleição. No primeiro turno, todos os candidatos de Lorim foram derrotados. Claro, a base do prefeito avalia que o cenário era desfavorável e que nas eleições municipais tudo será diferente. Será? É aguardar!

No Cariri, George se consolida como aliado fiel

Mesmo sem muita dedicação a campanha presidencial no primeiro turno, o prefeito de Barro, George Feitosa (MDB), comemorou mais de 84% dos votos do Município para o ex-presidente Lula. Sem campanha ao Governo, com a eleição de Elmano em primeiro turno, o prefeito resolveu impulsionar a campanha de Lula para o segundo turno. George esteve no encontro dos apoiadores de Lula, em Fortaleza, dia 10, e se comprometeu em melhorar ainda mais a votação do petista. Nas redes sociais, o prefeito disse: “Agora estamos juntos novamente, na luta para trazer a felicidade de volta ao nosso país, votando em Lula 13 para presidente!”. Mesmo sendo do MDB, George se consolida como um dos aliados mais fieis do Cariri.

Enquanto isso...

Ainda em Abaiara, o vice-prefeito Ângelo Furtado, o Angim, está cada vez mais próximo do comando petista no Ceará. Esteve na reunião do partido, que definiu as estratégias e a organização da campanha do Lula no Cariri.

Angim deve ser o coordenador da campanha de Lula em Abaiara, graças as sucessivas traições do prefeito Afonso Tavares ao PT. Afonso articulou sua saída do PT para o PDT, mas acabou surpreendido pela vitória de Elmano.

Em Assaré, quem ainda continua rolando os dados, quando o assunto é liderança, é o ex-prefeito Oliveira Filho. Mesmo longe do poder há 17 anos, Oliveira tem conseguido resultados significativos nas urnas.

Aliados de Oliveira andam comparando a votação da sua candidata a federal, Fernanda Pessoa, com Eunício Oliveira, candidato de Evanderto. Fernanda foi a terceira com 10,48% dos votos e Eunício teve 8,32%

A divisão de bases eleitorais foram uma constante nessa eleição. Claro, houve casos de divisão por estratégia e outras por rompimentos políticos, que acabaram derrotando prefeitos. Uma dessas derrotas aconteceu em Abaiara, onde dois grupos que pertenciam à base do prefeito Afonso Tavares saíram vitoriosos da eleição. Liderados pelo presidente da Câmara, Manuel Alves, o grupo de vereadores Ricardo Leite, Bilu e Deda Jó, emplacaram os dois primeiros lugares nas disputas a federal e estadual. Eliane Braz (19,10%) e Guilherme Landim (39,60%) lideraram às urnas. O prefeito Afonso também votou em Guilherme, mas seu federal, André Figueiredo, teve apenas 17,89%. Outro grupo que saiu forte da disputa, foi liderado pelo vice-prefeito Ângelo Furtado (Angim) e o ex-prefeito Chico Sampaio. Eles votaram em Fernando Santana (19,91%), segundo colocado, e José Guimarães (15,60%), terceiro. Os dois grupos, agora, devem disputar a sua sucessão. Afonso nem senta na mesa.

Mesmo dividindo a base, Libório sai consagrado

O resultado da eleição tambémconsagrou o prefeito de Assaré, Libório Leite. Mesmo com a base dividida para ajudar no projeto do ex-governador Camilo Santana, o prefeito emplacou as duas primeiras posições nas disputas de estadual e federal. O destaque foi para disputa a estadual, onde Nizo Costa teve 41,23% e Fernando Santana 15,09%, e ficaram em primeiro e segundo, respectivamente. O candidato do ex-prefeito Evanderto Almeida teve pouco mais de 10% dos votos. Já Eunício Oliveira ficou apenas com 8,32%. Nessa disputa de federal, o primeiro foi André Figueiredo, com 23,22% e Idilvan Alencar com 19,62%, ambos apoiados pela base de Libório. Evanderto sai do pleito derrotado.

Em Santana, oposição unida tem derrota acachapante

Se alguém tinha dúvidas sobre a diferença de votos entre oposição e situação em Santana do Cariri, a eleição do último dia 2 mostrou a realidade. O atual prefeito, Samuel Werton conseguiu, mesmo com parte da base dividida, dar mais que o dobro dos votos aos seus candidatos a estadual e federal, frente aos candidatos do ex-prefeito Pedro Henrique. Apoiados por Samuel, Fernando Santana e Idilvan Alencar tiveram 32,96%e 31,85%, respectivamente. Os segundos colocados foram Marcos Sobreira, com 11,86% na disputa estadual, e Eunício Oliveira, com 13,35% na disputa a federal. É bom ressaltar que o grupo de Pedro Henrique teve o apoio do ex-candidato Vicente Brilhante. Foi uma derrota acachapante.

Prefeito Zé Helder vence, mas não convence

Para manter o poder é preciso mostrar forma em eleições, isso é fato. E o prefeito de Várzea Alegre, Zé Helter, sabe bem disso. Na eleição deste ano, Zé Helder emplacou seus dois candidatos em primeiro lugar e com votações bem próximas. O federal Domingos Neto teve 23,60% e Guilherme Landim ficou com 26,11%. Positivo pelas primeiras posições, mas preocupante pelos percentuais. A avaliação é que os percentuais são baixos. O bom desempenho de Mauro Filho, Yury do Paredão, José Guimarães, federais; e os estaduais Agenor Neto, Julinho e Nizo Costa, mostra uma pulverização que poderá decidir a próxima eleição. Já cresce a especulação de nomes, sem passar por Zé Helder.

Enquanto isso...

Ainda em Várzea Alegre, a grande pulverização dos votos para estadual e federal, mostra a força das lideranças na Câmara. Hoje, a avaliação é que uma candidatura indicada por Zé Helder, pode não ser consenso na base.

Para completar, Zé Helder tentou pegar carona nos 79,99% dos votos de Lula para presidente. Recentemente, o prefeito disse que a votação tem muito do seu empenho. Foi motivo de piada.

Em Jati, a prefeita Monica Mariano mostrou que sabe como usar a máquina pública. Não cumpre decisões judiciais, ignora orientações do Ministério Público e consegue blindar a gestão contra a oposição.

E os resultados vieram das urnas. A prefeita conseguiu emplacar os primeiros lugares nas disputas federal e estadual. O estadual, Guilherme Landim teve 47% dos votos e o federal, Domingos Neto, 29%. Saiu forte!

No Cariri, a expectativa de parte das lideranças, claro, aquelas que se deram bem no resultado final desta eleição, é que o quadro de apoios vitoriosos e das derrotas reflitam na próxima disputa municipal. Nessa base de cálculo, é bom levar em conta a força de quem está no poder e isso, claro, é dado a devida importância. Mas, em algumas situações, a diferença é tão grande que chama a atenção negativamente e fica impossível não refletir fraqueza. Em Aurora, por exemplo, o ex-prefeito Adailton Macedo só conseguiu dar 3,9% dos votos para seu candidato a estadual, Juarez Saraiva (UB). Para se ter uma ideia, o candidato do prefeito Marcone Tavares, o deputado Fernando Santana (PT), teve 36,9% dos votos. Não adianta dizer que Fernando é conhecido. Marcone deu 21,8% para Matheus Noronha. No mesmo ritmo, o prefeito do Barro, George Feitosa emplacou Eunício e Audic Mota na ponta.

Deda comemora eleição de Davi de Raimundão

Se alguém tem motivos para comemorar o resultado destas eleições é o prefeito de Farias Brito, Deda Pereira. Filiado ao PDT, Deda insistiu no apoio a Davi de Raimundão (MDB), e se deu bem. Davi carregava a dúvida de ser eleito, graças à filiação do deputado estadual Audic Mota ao MDB. Junto com Fernando Santana (PT), que teve uma eleição saneada, Davi será o representante do Crajubar na Assembleia. Deda deu 40% dos votos para Davi, superando os 17% de Fernando Santana, apoiado pelo ex-prefeito Vandevelder Freitas e os 7% de Agenor Neto (MDB), apoiado pelo também ex-prefeito Zé Maria. Deda emplacou, ainda, a primeira colocação para seu federal, Mauro Filho, que teve 25% dos votos. Deda mostra força e saneia sua liderança no Município.

Caririaçu continua com disputa bem acirrada

O enfrentamento em Caririaçu parece ter terminado bem dividido. Apesar da divisão do seu grupo, o prefeito Edmilson Leite conseguiu dar maioria de votos ao seu candidato a deputado estadual, Guilherme Landim. Reeleito, Guilherme saiu da disputa local com mais de 23% dos votos. Comemoração na disputa para estadual, água fria na federal. O ex-prefeito João Marcos conseguiu emplacar o ex-senador Eunício Oliveira, candidato a federal, como o mais votado do Município. Se a atual disputa é termômetro para as eleições municipais, o jogo está empatado. Na disputa ao Governo do Estado, João Marcos apoiou Capitão Wagner, que teve 27%, e Edmilson apoiou Elmano, que teve 66%. Mas, é consenso que o resultado não reflete.

Dr. Lorim sofre derrotas em Missão Velha

Enquanto alguns comemoram, outros lamentam. No caso de Missão Velha, o prefeito Dr. Lorim (PDT), que tinha missões bem difíceis, acabou saindo derrotado em todas. Dr. Lorim votou em Matheus Noronha (PL) para federal e Osmar Baquit (PDT) para estadual. Os dois ficaram em segundo lugar, perdendo para Eunício Oliveira (MDB) e Guilherme Landim (PDT), candidatos dos ex-prefeitos Washington Fechine e Diego Feitosa, ambos do MDB. Para piorar, o Dr. Lorim perdeu a disputa para o governo, ao apoiar Roberto Cláudio, que acabou com apenas 24% dos votos contra 66% de Elmano de Freitas (PT). A base do prefeito comemora o resultado pelo fato dos candidatos serem de fora e pouco conhecidos. Vale a explicação?

Enquanto isso...

Em Milagres, quem se saiu muito bem no seu primeiro teste de liderança foi o prefeito Cícero Figueiredo. Seus candidatos a federal, Eunício Oliveira, e estadual, Guilherme Landim, lideraram nas urnas.

Figueiredo conseguiu unir a base no decorrer da disputa, ao anunciar apoio a Eunício. Já os candidatos de Abraão Sampaio, seu principal adversário, chegaram Yury em quarto lugar e Fernando em terceiro.

Em Mauriti, a divisão do prefeito em exercício, João Paulo, para estadual acabou facilitando a vida da oposição, que emplacou Guilherme Landim em primeiro lugar com 21% dos votos.

O candidato do prefeito licenciado, Isaac Júnior, Di Assis Diniz, ficou em terceiro. João Paulo, entre os muitos nomes, colocou Fernando Santana em segundo. O consenso foi Guimarães para federal, que acabou em primeiro.

O prefeito de Lavras da Mangabeira, Ronaldo da Madeireira, tem muito a explicar ao Ministério Público Federal. Uma ação das Polícias Civil e Militar, no dia 23, prendeu em flagrante uma máquina (trator) do Município, adquirida pelo PAC (Governo Federal), trabalhando na construção de um açude particular. Impossível não ligar o fato a troca de votos, já que estamos em período eleitoral, ou favorecimento a aliados. Para a oposição, o caso é de abuso de poder, com uso indevido de bem público. Ronaldo vota em Roberto Cláudio para governador, Domingos Neto para federal e Oriel Filho estadual. A denúncia, encaminhada pelo suplente de vereador Vicente Beserra, foi feita pelos populares do Sítio Picada. Tudo será encaminhado à Justiça, mas antes deve ser apurada a ligação dos candidatos com o fato. Proprietário da área e o operador do trator foram conduzidos à delegacia. O secretário de Obras e o prefeito também devem prestar esclarecimento no inquérito, já aberto.

Militância de Missão Velha em vias de fato

O que era apenas tensão eleitoral entre lideranças de Missão Velha, acabou em briga com agressão física. Tudo isso, durante uma festa de Nossa Senhora no Distrito de Jamacaru, no último dia 18. Como a confusão começou ninguém sabe dizer, mas envolveu o prefeito Dr. Lorim e quase sobra para o candidato a deputado estadual Osmar Baquit. Certeza mesmo, que artefatos atingiram o vice-prefeito, Seu Rodrigues, pai dos ex-prefeitos Gidalberto e Tardiny Pinheiro. A oposição acusa o Dr. Lorim de tensionar a militância e a base do prefeito acusa a oposição de plantar pessoas para fazer a confusão. Apesar de todo acontecido, nada chegou ao conhecimento das autoridades policiais.

Em Assaré, movimento de Evanderto fracassa

A ânsia de dar volume ao movimento preparado para receber os candidatos a estadual, Davi de Raimundão, e a federal, Eunício Oliveira, no dia 24, acabou jogando o ex-prefeito Evanderto Almeida no descrédito. Para não cancelar a carreata, anunciada por vários dias, Evanderto resolveu misturar seus militantes com o grupo que pede votos para Capitão Wagner para Governo e Bolsonaro para presidente. A insatisfação de Eunício foi percebida ao percorrer todo percurso fazendo o “L” de Lula. O clima piorou na chegada, quando os dois lados resolveram esvaziar o comício montado para o fim da carreata. Nas redes sociais, Evanderto virou alvo de piadas, sem falar no conceito negativo de Eunício e Davi.

Primeira-dama de Barro agredida nas redes

A primeira-dama e secretária de Ação Social de Barro, Carol Leite, decidiu tomar providências acerca dos muitos ataques e ameaças que vem sofrendo nas redes sociais. Em vídeo e nota, veiculados nas mesmas redes sociais e enviados a imprensa regional, Carol se diz vítima de perseguição política por meio de ataques pautados em “injúrias, violência de gênero, mensagens de ódio e ameaças”, sempre no seu perfil pessoal. Carol reconhece a tensão política permanente que o Município vive, mas avalia estar passando dos limites, o verdadeiro “linchamento público” que sua família tem sido submetida. Todos os ataques são creditados ao grupo de oposição e a primeira-dama anuncia providências judiciais.

Enquanto isso...

Depois da saída de Giovanni Sampaio da disputa para deputado federal, a prefeita de Jati, Mônica Mariano, está encontrando muitas dificuldades para emplacar o nome de Domingos Neto entre seus apoiadores.

Foram vários eventos desmarcados por ausência de datas na agenda de Domingos Neto, que foi na cidade uma vez. A base de Mônica avalia falta de vontade. A escolha foi imposta por Domingos Filho, o pai.

Em Antonina do Norte, o prefeito Antônio Filho foi desmentido pelo deputado federal, Heitor Freire. Em vídeo publicado nas redes sociais, Heitor esclareceu o envio de R$ 1 milhão para recuperação de estradas.

As comunidades da Várzea Nova, Pedra da Cruz, Rocinha e Barragens foram beneficiadas. Mas, durante a campanha, prefeito e apoiadores creditaram a André Figueiredo o envio dos recursos. Ficou feio!

Como na maioria dos municípios, a disputa local em Araripe está se sobrepondo a estadual. Uma denúncia do ex-prefeito Giovane Guedes (PT) pode colocar o prefeito Cícero de Deus (PDT) na mira da Procuradoria Eleitoral do Ministério Público. O ex-prefeito denunciou, em vídeo nas redes sociais, que Cícero de Deus tem distribuído empregos em troca de votos para favorecer seus candidatos a estadual e federal na atual disputa. Giovane disse que a Prefeitura está sendo inchada e qualificou o caso como “Panelão”, afirmando que “todo dia, o prefeito joga um dentro para votar nos seus deputados”. E alertou: depois da eleição, muitos serão demitidos por não ter lugar para todos. Cícero de Deus vota em Marcos Sobreira para estadual. Já para federal, está dividido entre André Figueiredo e Eunício Oliveira. Giovane vota em Fernando Santana para estadual e José Guimarães para federal. Com certeza, a disputa continuará em 2024. Os dois votam em Elmano governador e Camilo senador.

Prefeito de Potengi tem mais um candidato

Os eleitores de Potengi estão sem entender as mudanças do prefeito Edson Veriato (PT). Depois de anunciar apoio à reeleição de Fernando Santana (PT), agora, Veriato apareceu pedindo voto para o candidato a estadual Leitão Moura (Cidadania). Na verdade, a posição foi articulada com Fernando e o candidato ao Senado Camilo Santana, mas as mudanças são tantas, desde o início da gestão, que a população diz não reconhecer mais o prefeito de elegeu. O apoio à Dr. Leitão é uma estratégia de Camilo e do senador Cid Gomes para eleger o máximo de cadeiras na Assembleia Legislativa. Fernando não ficará de fora, mas terá sua votação dividida em Potengi. Fernando estaria com uma vitória bem encaminhada.

Em Assaré, o acordo favorece Nizo Costa

Na mesma direção de fortalecer o grupo estadual, o prefeito de Assaré, Libório Leite (PDT), está dividindo sua base que votava apenas em Fernando Santana. Agora, a base Libório votará, também, na reeleição de Nizo Costa (PT). A diferença em Assaré é que o ex-prefeito Samuel Freire, não vai acompanhar o acordo, claro tudo combinado, e continua votando apenas em Fernando. Samuel é um dos articuladores de Fernando no Cariri. O prefeito Líbório, apesar de ter incluído o nome de Nizo, garante que o voto em Fernando também é prioridade. Ele alerta que o adversário, na verdade, é o deputado Davi de Ramundão, apoiado pelo ex-prefeito Evanderto Almeida e o ex-candidato Anderson Palácio.

Missão Velha faz disputa acirrada

As lideranças de Missão Velha não se cansam do enfrentamento. Depois de duas eleições, nos últimos dois anos, com uma vitória para cada lado, agora a disputa é estadual. No rompimento governista, o prefeito Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim (PDT), escolheu seguir seu partido e votar em Roberto Cláudio. Ao lado de Dr. Lorim, o ex-prefeito Gidalberto (PDT). Do outro lado, os ex-prefeitos Washington Fechine (MDB), Diego Feitosa (MDB) e Tardiny Pinheiro (PT) estão com Elmano Freitas. O acirramento é tanto, que a disputa parece municipal. Na base de Dr. Lorim, é questão de honra colocar seus candidatos em primeiro lugar. Na oposição, a disputa é encara como primordial para as articulações de 2024.

Enquanto isso...

Em Farias Brito, a disputa entre o prefeito Deda Pereira e o ex-prefeito Vandevelder Freitas quase chegou às vias de fato. Dois eventos no mesmo dia lotaram as ruas e testaram o limite das militâncias.

Na sexta-feira, a caminhada e o comício de Vandevelder para Fernando Santana (estadual) e Guimarães (federal) foram atrapalhadas por uma carreata de Deda para Davi de Raimundão e Mauro Filho. O clima ficou tenso.

Em Várzea Alegre, o prefeito Zé Helder está muito à vontade na campanha deste ano. Até agora, não há concorrência forte contra os nomes de Guilherme Landim estadual e Domingos Neto federal.

Opositor de Zé Helder, o ex-prefeito Vanderlei Freire está ausente da campanha e, sequer, aparece na cidade. A avaliação é que abandonou a política depois de tentar ser candidato a estadual, sem sucesso.

A saída do candidato a federal Giovanni Sampaio (PSD) mexeu com colégios eleitorais do Cariri, quanto ao apoio de prefeitos. Jardim, terra de Giovanni, foi o primeiro. O prefeito Aniziário Costa (PT) postou suas preferências nas redes sociais e deixou de fora o deputado federal José Guimarães, que disputava o apoio, mesmo com Giovanni no páreo. Na postagem, Aniziário assume apoio a AJ Albuquerque (PP), contrariando a direção municipal do PT, comandada pelos irmãos Júnior e Donizete Coutinho. Aliás, a ex-vereadora Donizete não economizou nas críticas ao prefeito Aniziário, relacionando cerca de R$ 4 milhões articulados por Guimarães para o Município. Mas, Aniziário deu um “cala bola” ao comando petista local, garantindo que o seu federal foi indicado por Camilo. Em resposta, Donizete qualificou Camilo de “mestiço”. O clima está tenso e a permanência de Aniziário no PT é quase insustentável. A aposta é que Fernando Santana acalme os ânimos. Ele é o consenso para estadual.

Habilidade do prefeito de Antonina do Norte

Se alguém tem conseguido agradar a “Gregos e Troianos” nessa eleição, esse é o prefeito de Antonina do Norte, Antônio Filho (PDT). Antes mesmo do rompimento, estava fechado com a candidatura ao governo vinda do PDT, no caso Roberto Cláudio, ao Senado de Camilo Santana (PT), André Figueiredo (PDT) a federal e Fernando Santana (PT) estadual. Posteriormente, manteve as posições, mesmo pressionado politicamente. Antônio Filho acredita que o grupo vai se realinhar no segundo turno. Aliados avaliam a postura como correta. Antônio Filho tem repetido que nunca concordou com o rompimento e, por isso, não vai se envolver. Tem amigos em ambos os lados. O caminho para fazer uma campanha dividida: levar um grupo de cada vez.

Prefeito de Porteiras deixa Arnon por Eunício

A mudança de partido pelo ex-prefeito de Juazeiro do Norte e candidato a deputado federal, Arnon Bezerra, deve ter motivado a mudança de lado do prefeito de Porteiras, Fábio Pinheiro (PTB). Aliado histórico de Arnon, Fábio está pedindo votos para o ex-senador e, também, candidato a federal, Eunício Oliveira (MDB). Apesar da mudança para federal, Fábio permanece com o apoio de estadual para Guilherme Landim (PDT). No dia 7 de setembro, Eunício e Guilherme estiveram visitando o Município e foram recebidos pelo prefeito. Entre os projetos discutidos com as comunidades locais, a ampliação de políticas públicas para os mais vulneráveis, jovens, mulheres e idosos.

Em Santana, tem resposta a união da oposição

O prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, deu uma resposta ao anúncio de aliança entre as oposições. Samuel organizou uma grande carreata para prestigiar seus candidatos a estadual, Fernando Santana, e federal, Idilvan Alencar. O evento, no dia 09, reuniu milhares de militantes e lideranças nas ruas da cidade. Na semana anterior, Vicente Brilhante e o ex-prefeito Pedro Henrique declararam apoio ao candidato do PDT para o Governo, Roberto Cláudio, para fazer contraponto a Samuel, que vai de Elmano Freitas. Na disputa proporcional, aparentemente, Vicente e Pedro Henrique estão com Marcos Sobreira para estadual. Já para federal, Vicente vai de André Figueiredo e Pedro está com Eunício Oliveira.

Enquanto isso...

Ainda em Jardim, o ex-prefeito Fernando Luz, também já decidiu seu voto para estadual. Fernando e seu grupo apostam em Aloísio Brasil. Fernando já organiza sua entrada no União Brasil, partido de Aloísio.

Fernando, que não anunciou o voto a federal, terá uma disputa dura contra o prefeito Aniziário Costa, que defende o nome de Fernando Santana. O fator positivo para o ex-prefeito é a divisão na base de Aniziário.

Em Farias Brito, o prefeito Deda Pereira, está focado em reeleger o deputado estadual Davi de Raimundão. Deda tem se concentrado na campanha de Davi, a ponto de esquecer as outras disputas.

O prefeito não expõe seus nomes a deputado federal e governo. Além de Davi, apenas Camilo para o Senado tem a atenção do prefeito. Deda quer ficar longe de polêmicas e tensões e, por isso, tem evitado se manifestar.

O prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo (PDT), resolveu unir o voto da sua base em torno da candidatura de Eunício Oliveira para federal. O prefeito estava fechado com André Figueiredo, enquanto seu vice Anderson Eugênio - e parte da sua base - votava em Eunício. Apesar da divisão, pessoas próximas garantem que a decisão foi motivada por pedido do ex-governador Camilo Santana, que tem se dedicado a enfraquecer André, hoje principal adversário do petista Elmano Freitas, na corrida ao Abolição. Na base de Figueiredo, a expectativa é que o PDT imponha punição, já que André é o presidente estadual da sigla. O prefeito e sua base não descartam uma saída em massa do partido. Tudo vai depender do resultado do primeiro turno e se André conseguirá ser reeleito à Câmara Federal. No partido, a “caça às bruxas” já começou. O deputado estadual Jeová Mota, que declarou voto em Elmano e Camilo, teve sua verba partidária eleitoral retida. Jeová acusa perseguição.

Moésio e João disputam liderança em Campos Sales

A carreata do fim de semana, na sexta-feira (02) em Campos Sales, foi uma demonstração de força do prefeito João Luiz (PDT) para Camilo e Elmano. Apesar do sucesso da agenda, João Luiz tem um desafio maior nesta eleição: dar maioria de votos ao seu estadual no Município. Liderança consolidada, o ex-prefeito Moésio Loiola (PP) é candidato a estadual contra Fernando Santana, nome defendido por João Luiz. A disputa direta contra Moésio pode antecipar expectativas para 2024. Moésio e João Luiz eram aliados, mas romperam meses após João Luiz tomar posse. Agora, o prefeito quer mostrar que o apoio de Moésio não foi fundamental para sua eleição. Claro, tem muita gente que pensa o contrário.

Tarrafas é alvo de mais uma operação do MP

As investigações contra a corrupção em Tarrafas não têm fim. A gestão do prefeito Tertuliano Cândido, o Taiano, sofreu mais uma operação por suspeitas de fraude em licitação, superfaturamento e desvio de dinheiro do contrato da coleta de lixo. Segundo a investigação, foram pagos a empresa responsável mais de R$ 11 milhões. No dia 30 de agosto, agentes da Polícia Civil apreenderam documentos, computadores, celulares e dinheiro nas residências do prefeito, secretários, empresários e na sede da empresa. Para a Procap, houve conspiração entre os envolvidos e, por isso, foi solicitada a quebra de contrato, deferida pelo Tribunal de Justiça do Ceará. Detalhe: não é a primeira investigação e Taiano continua no poder.

Todos contra Samuel em Santana do Cariri

Fechado com os candidatos do PT para o Governo, Elmano Freitas, e Camilo Santana para o Senado, o prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, vai ter concorrência forte este ano. Seus dois adversários se uniram no apoio do candidato do PDT, Roberto Cláudio. Sob articulação do deputado estadual Marcos Sobreira, dia 03, o ex-prefeito Pedro Henrique e o ex-candidato Vicente Brilhante se uniram em torno do pedetista. Os dois disputaram as eleições de 2020 em candidaturas opostas a Samuel, além de terem protagonizado uma disputa histórica na eleição suplementar de 2018, quando Pedro ganhou de Vicente por apenas 15 votos. Resta saber se os grupos seguirão a decisão e a união permanece até 2024.

Enquanto isso...

Sem tempo a perder para convencer sua base sobre a decisão de apoio a Roberto Cláudio, o ex-prefeito Pedro Henrique reuniu várias lideranças no dia 04. Quer começar a campanha o mais rápido possível.

Pedro reuniu as lideranças na sua casa, no município vizinho de Nova Olinda. Em Santana, não se tem notícia de qualquer articulação de Vicente, mas há quem diga que ele será cobrado por Pedro. A pressa é a lei.

Em Penaforte, a eleição é estadual, mas a disputa é municipal. Fechado com os petistas Elmano Freitas (Governador) e Camilo Santana (senador), o prefeito Dr. Rafael tem como desafio vencer o ex-prefeito Luiz Celestina.

A expectativa é que os resultados deste ano reflitam em 2024. Celestina pede voto fechado para o PDT, desde Roberto Cláudio ao governo a Guilherme Landim estadual, passando por André Figueiredo federal.

O que parecia improvável está prestes a acontecer na política de Aurora. O ex-prefeito Carlos Macedo está conversando com seu adversário no Município, o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo. Os dois estariam fechando parceria para a eleição deste ano. Carlos é candidato a deputado federal pelo PSB e articula parceria eleitoral com Davi, filho de Raimundão, que é candidato a reeleição de deputado estadual. A parceria, se for fechada, abre uma linha de diálogo para a disputa municipal de 2024. Os dois poderiam manter a parceria para derrotar o atual prefeito Marcone Tavares, do PSD. Marcone pôs fim a um revezamento entre os grupos de Carlos e Raimundão, que já durava décadas. Derrotados em 2020, Carlos e Raimundão têm um adversário em comum; avaliam que marchar divididos abrirá espaço para que Marcone se mantenha no poder. Davi tem dobrado em Aurora com Nelinho Freitas, mas aliados garantem que não haverá problema em ter duas parcerias para federal. Será?

Ex-prefeito de Jardim perde a compostura

Não adiantou a prorrogação da votação das contas do ex-prefeito de Jardim, Antônio Roriz, o Rorizinho. Após duas sessões manobradas, envolvendo parte da base e da oposição, as contas foram desaprovadas. Prevaleceu o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), orientando pela desaprovação. Rorizinho precisava de oito dos 11 votos para derrubar o parecer do TCE, mas teve apenas sete. Revoltado com o resultado da votação na Câmara, na sexta-feira (26), o ex-prefeito depredou o veículo de vereador contrário as suas contas. Para azar do ex-prefeito, tudo foi registrado por câmeras de segurança e ele deve ser processado. Que fim político! Inelegível e processado.

Confronto em Caririaçu será na disputa ao governo

O ex-prefeito de Caririaçu, João Marcos, já escolheu lado: vai de Capitão Wagner. O anúncio aconteceu durante a abertura do comitê central em Juazeiro do Norte, no domingo (28). A escolha é avaliada como o principal confronto entre João Marcos e o prefeito Edmilson Leite, que vai de Elmano Freitas. Na proporcional, João Marcos está fechado com os candidatos Eunício Oliveira para federal e Fernando Santana estadual, nomes com muitos apoios, inclusive, na base de Edmilson. A decisão de João Marcos atendeu a sua base, que não aceita estar no mesmo palanque estadual do seu principal adversário. O detalhe é que João Marcos e Edmilson votam em Camilo Santana para senador.

Em Abaiara, vice articula derrota do prefeito

O vice-prefeito de Abaiara, Ângelo Furtado, deu mais um passo rumo ao rompimento com o prefeito Afonso Tavares (PT). Articulou a vitória do novo presidente da Câmara, Manoel Alves (PT), contra o atual presidente, vereador Lula (PT). Lulu, que é ligado a Afonso, perdeu por seis votos a três, em votação na sessão de terça-feira (23), que elegeu a nova Mesa Diretora. Afonso saiu derrotado e, de quebra, deve perder a maioria na Casa. O biênio 2023-2024 promete ser de dificuldades para o prefeito, que perdeu, também, o controle do PT local. O presidente Raul Dantas já se articula com o vice-prefeito, que tem se fortalecido junto ao comando estadual do partido. Ângelo tem atropelado Afonso.

Enquanto isso...

O que chamou a atenção na eleição para nova Mesa Diretora da Câmara de Abaiara foi a ajuda na articulação do ex-candidato a prefeito Wilson Mamede, oposição declarada ao prefeito Afonso Tavares.

O vice-prefeito tem arregimentado muitas forças políticas, mas a presença de Wilson no grupo foi uma novidade para todos. Nenhum dos dois assume, mas podem estar juntos em 2024 contra a indicação de Afonso.

Durante a ExpoBrejo, o destaque foi a passagem do candidato ao Governo pelo PDT, Roberto Cláudio. A comitiva foi recebida pelo deputado estadual Guilherme Landim, maior líder político do Município.

Em Brejo Santo, Roberto Cláudio é apoiado por Guilherme e a prefeita Gislaine Landim. A cidade se tornou o principal apoio, em termos de coordenação regional da campanha do pedetista.

O prefeito de Potengi, Edson Veriato, parece ter aprendido rápido como se faz na política para se livrar de uma crise que pode culminar com cassação. A estratégia de Veriato é simples: festa para desviar a atenção do povo e pedido de ajuda ao PT estadual para convencer vereadores a se colocarem contra a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), aberta para investigar abuso de poder e perseguição política no caso das demissões de garis. A Câmara já recebeu a denúncia e formou a comissão. Poucos dias depois da decisão, Veriato anunciou uma mega festa, a “Potengi Fest”, com atrações musicais para comemorar a emancipação política do Município. Qualquer semelhança com Campos Sales, do CampFest, é mera coincidência. Ao mesmo tempo, Veriato articulou junto ao Diretório Estadual do PT, que emitiu resolução, no dia 16, orientando os vereadores do partido a se posicionarem contra a cassação. O PT tem quatro vereadores na Câmara e todos votaram pela abertura da CPI. Difícil será explicar a mudança.

A pedido de Camilo, Libório abre espaço para Nizo

O ex-governador Camilo Santana quer aproveitar a excelente aprovação da gestão do prefeito Líbório Leite, em Assaré, para favorecer mais candidatos da sua aliança. Camilo pediu à Líbório que abrisse espaços para o deputado estadual Nizo Costa. O prefeito, fechado com as candidaturas de Fernando Santana a estadual e José Guimarães a federal, vai ampliar o arco de apoio para inserir Nizo. No grupo liderado por Libório, estão os ex-prefeitos Samuel Freire e Oliveira Filho. A ideia é desmembrar a base, mas com foco nos votos de adversários como o ex-prefeito Evanderto Almeida, hoje principal adversário de Libório. A ofensiva deve atingir a campanha do deputado estadual Davi de Raimundão, apoiado por Evanderto.

Vice de Abaiara aponta para rompimento com prefeito

As tensões políticas entre o prefeito Afonso Tavares e seu vice, Ângelo Furtado, o Angim, apontam para um rompimento. Angim reclama de perseguição política, negada por Afonso. Angim deixou a secretaria de Educação, que ocupava desde 2021. A tensão iniciou depois que o vice se declarou provável candidato a prefeito em 2024 e se ampliou quando ele antecipou a Afonso declarando apoio a Elmano e Camilo. Afonso estava se articulando com Roberto Cláudio, mas voltou atrás após visita de Camilo. Afonso voltou, mas não recuperou a força; se tornou inconfiável. Angim aproveitou o momento, se fortaleceu na base petista e começa a atrair lideranças. O secretário de Esportes, Marcelo Alves, já entregou a pasta.

Base de Aniziário em Jardim continua em conflito

Em Jardim, não é novidade a divisão na Câmara. A base do prefeito Aniziário Costa, dividida na eleição da Mesa Diretora, parece longe do consenso. O novo capítulo do racha é a votação das contas do ex-prefeito Antônio Roriz, o Rorizinho. Para a apreciação do parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), foi convocada sessão extraordinária no dia 18, que acabou esvaziada pela incerteza na votação favorável ao ex-prefeito. O parecer do TCE é pela desaprovação e Rorizinho precisa de dois terços dos votos para reverter. Quatro vereadores ligados ao prefeito Aniziário não dizem se votarão favorável a derrubada do parecer. Com a incerteza, a base que queria a aprovação esvaziou a sessão para não correr riscos.

Enquanto isso...

Ainda em Jardim, a divisão na base de Aniziário continuou na sessão ordinária do dia seguinte, sexta-feira (19). Sem a garantia da aprovação, o presidente José Napoleão não colocou o parecer em votação.

A crise começa a ameaçar a estabilidade do prefeito Aniziário, que está sendo acusado de descaso com o interesse da base que comanda a Câmara. Aniziário não recomendou a aprovação, o que tem aumentado a tensão.

Situação bem mais tranquila, vive o ex-prefeito de Assaré, Samuel Freire. Ele comemora a aprovação de suas contas de 2016, por unanimidade na Câmara do Município, em sessão no dia 19.

As contas de Samuel foram as últimas avaliadas pelo Tribunal de Contas do Estado e pela Câmara. Samuel foi prefeito do Município entre 2013 e 2016, e teve todas as contas aprovadas pelo TCE e pela Câmara.

O prefeito de Missão Velha, Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim, já decidiu sobre sua posição na disputa estadual: vai de Roberto Cláudio governador e Ciro Gomes presidente. Fiel ao PDT, seu partido, Dr. Lorim argumenta que sua decisão tem como base a disputa municipal. Além de visualizar o futuro, Dr. Lorim avalia que a mesma divisão, hoje percebida no Estado, aconteceu em Missão Velha, na eleição de 2021. No pleito, estiveram PT e MDB, com Fitinha, e a aliança do PDT e PSD com Dr. Lorim, que venceu a eleição. Dr. Lorim lembrou que petistas, como Camilo Santana, estiveram no palanque da sua adversária, enquanto Domingos Filho, candidato a vice-governador na chapa do PDT, foi seu maior apoiador. Tudo é uma questão de gratidão e reconhecimento, diz Dr. Lorim. Além disso, Lorim quer marcar território com vistas à eleição de 2024. Neste sentido, terá um grande desafio para fazer de Osmar Baquit (estadual) e Matheus Noronha (federal) nomes conhecidos no Município.

Prefeito George Feitosa engrossa base de Camilo

Depois do suspense motivado por muita conver[1]a com sua base, o prefeito de Barro, George Feitosa (MDB), anunciou quem vai apoiar na disputa estadual deste ano. George vai seguir a orientação do seu partido e fará palanque para o grupo lidado ao ex-governador Camilo Santana. O anúncio foi feito nas redes sociais, depois de uma reunião com Camilo e Elmano, articulada pelo deputado estadual Audic Mota (MDB). No Palanque, estarão Camilo para senador, Elmano para governador e Lula para presidente. Audic é o estadual. O prefeito não revelou o federal e espera orientação de Eunício Oliveira. E George pontuou: “que nosso querido Barro seja visto”. Ou seja, mandou o recado.

Zé Helder sai do muro: vai de Camilo e Elmano

Indeciso na disputa estadual, o prefeito de Várzea Alegre, Zé Helder (MDB), acabou decidindo pela chapa formada por Elmano Freitas para o Governo e Camilo Santana para o Senado. O anunciou veio após uma conversa com os petistas no dia 9. Nas redes sociais, o prefeito disse que fez reuniões com sua base avaliando os compromissos cumpridos por Camilo, enquanto era governador. Zé Helder disse, ainda, que defendeu a continuação da aliança que governou o Ceará por 16 anos, mas que, com a confirmação do rompimento, era preciso escolher um lado. A decisão mexeu nos votos fora do seu partido, o MDB. Ele vai de Domingos Neto (PSD) para federal e Guilherme Landim (PDT) para estadual.

Prefeito de Potengi vai ao ataque

Alvo de uma CPI para investigar uma possível improbidade administrativa, por perseguição política, o prefeito de Potengi, Edson Veriato (PT), resolveu partir para o ataque, usando de expedientes como ameaça e a truculência. Na Câmara, Veriato articulou uma invasão, com de[1]zenas de servidores comissionados e contratados da sua gestão, para conturbar a sessão com palavras de ordem e intimidação aos parlamentares. Um dia antes, enviou áudio ameaçando um vereador do seu partido, caso concordasse com a investigação. No áudio vazado nas redes sociais, Veriato diz: “Aí assim: vereador do PT que se posicionar contra o prefeito do PT, nós vamos sentar e dar um jeito”. Virou caso de polícia.

Enquanto Isso

Em Abaiara, houve quem se questionasse sobre a ausência do prefeito Afonso Tavares, no encontro de prefeitos do Cariri com o ex-governador Camilo Santa[1]na e o candidato ao Governo, Elmano Freitas.

A reunião aconteceu em Fortaleza, para organizar a campanha na região e revelar estratégias. Para os adversários de Afonso, o prefeito não tem a confiança de Camilo para ouvir certas estratégias. Será?

Em Jati, a prefeita Monica Mariano (PSD) já decidiu em quem votar para deputado federal. Vai de Giovanni Sampaio, vice-prefeito de Juazeiro do Norte. A articulação foi de Domingos Filho, líder do PSD no Ceará.

No dia 12, Giovanni esteve presente em inaugurações no Município e manteve contato com a população. Ele dividirá palanque com o deputado estadual Guilherme Landim (PDT), candidato à reeleição.

Uma manobra do presidente da Câmara de Salitre, vereador Carlinhos da Bulandeira, acabou barrada pela Justiça. O juiz Luiz Sávio aceitou denúncia de irregularidades na confecção do edital de convocação para a eleição da Mesa Diretora, que aconteceria no último dia 5. O edital previa o registro de chapas completas, com todos os cargos e votação única, claro, em descumprimento ao Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município. A medida tornava difícil a formação de outras chapas, pelo número de vereadores na Casa. Os vereadores Francisco Aquino, Maria de Fátima, José Elder e Antônio Marciel fizeram a denúncia. Carlinhos lançou o edital depois de formar sua chapa e anunciar a reeleição durante o recesso parlamentar. Para amarrar ainda mais, o edital dava apenas sete dias para o registro das chapas. A brincadeira pode render multa de R$ 50 mil, em caso de descumprimento. A Justiça deu, ainda, 10 dias para Carlinhos se explicar. O mandado de segurança é do dia 3.

Pressão: prefeito de Abaiara muda de lado

De malas prontas para o PDT, o prefeito de Abaiara, Afonso Tavares (PT), não aguentou a pressão da própria base e das muitas mudanças de lado, por parte de prefeitos do PDT, em adesão as candidaturas do PT ao Senado e ao Governo do Estado. No dia 02, depois de fechar com Roberto Cláudio, Afonso apareceu ao lado de Camilo e Elmano Freitas. Com ele, estavam o presidente da Câmara, vereador Lulu, e o vereador Ismael Granjeiro. O vice-prefeito Ângelo Furtado, incentivado pelo presidente do PT local, Raul Dantas, já tinha assumido a coordenação de Elmano e Camilo no Município. Há quem garanta que a mudança não vai interferir nos votos de Guilherme Landim para estadual e André Figueiredo para federal.

Clima quente no retorno da Câmara em Jardim

A primeira sessão do retorno da Câmara de Jardim mostrou o nível de tensão política dentro da base do prefeito Aniziário Costa. O retorno aconteceu logo após a eleição para a Mesa Diretora, disputada entre dois vereadores aliados, com reeleição de Zé Napoleão. Durante o recesso, as redes sociais foram palco de denúncias de negociações não republicanas, por parte do presidente reeleito. Zé Napoleão aproveitou a sessão para tomar satisfação e acabou tendo que subir o tom para estancar a crise que prometia ficar maior. O vereador Tõe do Sindicato confirmou as denúncias, citando os presentes na sala da negociação. Rápido, houve uma operação abafa e tudo acabou ficando no dito pelo não dito. Estranho!

CPI coloca prefeito de Potengi na berlinda

Por sete votos a um, a Câmara de Potengi aceitou denúncia contra o prefeito Edson Veriato, de uma possível improbidade administrativa. A denúncia é assinada por José Augusto do Nascimento e deu início a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso. O fato seria uma série de demissões de garis, feita pelo prefeito, sem justa causa e rápida substituição das vagas. No meio dos demitidos, alguns profissionais com mais de 13 anos de serviços prestados. As demissões teriam sido motivadas por perseguição política, já que os demitidos teriam assumido publicamente apoio à reeleição da então prefeita Alizandra Gomes (PT), derrotada no pleito de 2020. Agora é investigar.

Enquanto isso...

O prefeito de Potengi, Edson Veriato, garante que a CPI contra sua gestão é mais que perseguição política, é um “golpe”. Veriato se diz com a consciência tranquila e a certeza da sua honestidade.

Veriato avalia como “perigoso para a democracia” o clima na cidade, em que “os derrotados em um pleito legítimo tentam retomar o poder na força”. Só faltou falar sobre a denúncia.

Em Missão Velha, há rumores de vigilância do Ministério Público do Estado sobre as licitações no Município. Os vereadores e lideranças de oposição comentam, mas ninguém assume denúncia.

Para a base do prefeito Dr. Lorim, os rumores não passam de pressão psicológica sobre a gestão. A ideia seria desviar a atenção na falta de fundamentação ou fato concreto. Autoconfiança em dia!

Em Milagres a disputa eleitoral deste ano promete. O candidato a prefeito derrotado em 2020, Abraão Sampaio, aposta na divisão do grupo ligado ao prefeito Cícero Figueiredo (PDT). Candidato pelo PSD com apoio do ex-prefeito Hellosman Sampaio, Abraão resolveu seguir voo solo e se filiou ao PT. Rompeu com Hellosman e foi para a base de Figueiredo, já que o PT é da base. Agora, o esperto Abraão se antecipou ao anunciar seus candidatos como sendo da base petista e ratificou tudo na convenção estadual do partido, no sábado (30). Vai de Lula, Camilo e Fernando Santana. Só errou ao deixar de fora da sua chapa o deputado federal José Guimarães. Para federal, vai de Yury do Paredão, que bate de frente com o PT para eleger Capitão Wagner e Jair Bolsonaro. Figueiredo ainda conversa com sua base para decidir entre Elmano Freitas e Roberto Cláudio, mas já anunciou o estadual Guilherme Landim e os federais André Figueiredo e Guimarães. A guerra de estratégia está acirrada. É esperar se ela influenciará em 2024.

Em Várzea Alegre, Zé Helder está no muro

É fato que o MDB indica o candidato a vice na chapa encabeçada pelo deputado estadual Elmano Freitas ao Governo do Estado. Decisão pacificada dentro partido? Longe disso! Em Várzea Alegre, por exemplo, o prefeito Zé Helder se diz indeciso e justifica que vai se reunir com a sua base para decidir entre os candidatos Elmano Freitas (PT) e Roberto Cláudio (PDT). Definições apenas nos nomes a estadual e federal, que vale salientar, não serão do MDB. Zé Helder e sua base votarão em Guilherme Landim para estadual e Domingos Neto para federal. Até agora, a direção do MDB não se manifestou sobre a rebeldia. Zé Helder era tido como um prefeito de fidelidade inabalável. O que aconteceu?

Tática do cada um para um lado em Abaiara

A tática do “cada um para um lado para depois se juntar” parece a preferida na base do prefeito Afonso Tavares (PT), em Abaiara. Mesmo filiado ao PT, Afonso deve votar em Roberto Cláudio, candidato do PDT ao Governo do Estado. A tarefa de votar no petista Elmano Freitas ficou para o vice-prefeito Ângelo Furtado, o Angim. Ao lado de Raul Dantas, presidente do PT local, Angim liderou comitiva para a convenção estadual do PT e confirmou o apoio aos candidatos do partido. O grupo, composto ainda pelo ex-vice-prefeito Leondinha, vai fazer o palanque de Camilo, Elmano e os deputados estadual Fernando Santana e federal José Guimarães. Já Afonso vai de Roberto Cláudio, Guilherme Landim e André Figueiredo.

MP estadual ordena investigação em Aurora

Não adiantou os pedidos do prefeito de Aurora, Marcone Tavares, para que os críticos se calassem em respeito às vítimas do acidente com um ônibus escolar do Município, que transportava atletas amadores no fim de semana do dia 23. O Ministério Público do Estado, em Fortaleza, abriu “procedimento administrativo extrajudicial”, para investigar as causas e as responsabilidades do acidente que matou três. O veículo era de uso da Secretaria de Educação e exclusivo para o transporte de alunos em dias úteis. A pergunta é quem vai ser responsabilizado pela tragédia: a secretária de Educação, Adana Tavares, primeira-dama do município, o prefeito Marcone ou a empresa responsável pelo serviço. Vai sobrar improbidade.

Enquanto isso...

Longe das discussões políticas sobre sucessão estadual, o prefeito de Campos Sales, João Luiz (PDT), comemora a vitória sobre o Ministério Público do Estado, na queda de braço da realização do CampFest.

Não adiantou orientação nem ação judicial pedindo a suspensão da festa. O MP foi vencido e a festa mantida entre os dias 26 a 30. O MP questionava o valor de R$ 1,5 milhão para um Município que está sob decreto de emergência.

Em Caririaçu, a tática de se dividir para se unir no final parece se repetir. Apesar de não ter se pronunciado oficialmente, a informação é que o prefeito Edmilson Leite (PDT) vai se manter ao lado de Roberto Cláudio.

Mas a decisão de apoio ao candidato do PDT não é unânime no grupo de Edmilson. O vereador Acácio Leite, primo de Edmilson, esteve na Convenção do PT referendando seu apoio a Elmano Freitas.

A série de rompimentos políticos do prefeito de Aurora, Marcone Tavares, pode acabar com a paz na sua gestão. Os ex-aliados ameaçam denunciar casos de irregularidades ao Ministério Público do Estado, em Fortaleza. Reclamam que a promotoria local não demonstra interesse nos fatos e questiona se os denunciantes já procuraram o prefeito. A revolta é geral. Entre as denúncias que estão sendo preparadas, a locação de veículo de luxo (Trailblazer) por R$ 8,9 mil para uso do prefeito; licitação para manutenção de ar-condicionado por mais de R$ 1 milhão, vencida por uma empresa sem capacidade técnica; irregularidade na concessão do Bolsa Atleta; recebimento de diárias sem a presença em eventos; e nepotismo cruzado, com parentes do prefeito e de vereadores em empresas prestadoras de serviço para a Prefeitura. O estopim para a crise foi uma reforma que a ex-secretária de Ação Social, Ana Lúcia, não quis assinar, acusando irregularidades. A crise está apenas começando.

Em Jardim, Aniziário divide a própria base

Com maioria folgada na Câmara, o prefeito de Jardim, Aniziário Costa, acabou se complicando politicamente na última eleição da Mesa Diretora, dia 18. Ligadas a base aliada, as duas chapas entraram em confronto depois que o prefeito tomou partido pelo vereador Jaskejhan Jorge. Reeleito com sete votos, Zé Napoleão não fala em rompimento, mas não esconde a decepção com Aniziário, ao assumir o 4º mandato à frente da Câmara. Há quem garanta que Aniziário seguiu orientações do petista Júnior Coutinho, rejeitado pela maioria da base. O mesmo Júnior tenta emplacar o apoio de Aniziário a reeleição do deputado federal José Guimarães. Pelo menos, nas eleições deste ano, o racha é inevitável.

Desistência de Anderson facilita para Evanderto

A desistência do suplente de deputado estadual, Anderson Palácio, a uma vaga na Assembleia Legislativa, facilitou a decisão do ex-prefeito de Assaré, Evanderto Almeida (MDB). Ele já negociava com o deputado estadual Davi de Raimundão, do seu partido. Anderson abriu mão do acordo que tinha e justificou sua saída da disputa como pessoal e profissional. Na cidade, a avaliação é que Anderson desistiu para acumular fôlego para a disputa de 2024. Aliados garantem que pode vir surpresas na disputa municipal. Apesar de estar na oposição ao prefeito Líbório Leite (PDT), Anderson se articula com a aliança estadual liderada, até pouco tempo, por PDT e PT, o que pode facilitar a discussão.

Prefeito de Antonina se diz focado na gestão

Perguntado sobre as tensões na aliança PT-PDT, o prefeito de Antonina do Norte, Antônio Filho (PDT), garantiu que seguirá fiel as decisões do seu partido. Apesar da posição firme, Antônio Filho garantiu que, no momento, seu foco está na gestão. Exemplificou a ampliação do cadastramento de pessoas em situação de vulnerabilidade junto ao CadÚnico, vencendo dificuldades burocráticas de documentos e até de certidões. A ação aumentou o número de beneficiados por programas assistenciais do governo Federal e do Estado no Município. O resultado prático é uma injeção superior a R$ 100 mil na economia local por mês. Hoje, são mais de R$ 1 milhão circulando no Município a cada mês.

Enquanto isso...

Adversário do prefeito Afonso Tavares, em Abaiara, João Neto do Cartório quer sair da disputa deste ano com a maioria dos votos no Município. Candidato a federal, quer se credenciar para 2024.

Os desafios de João Neto, que é do Avante, é o apoio as candidaturas de Tomaz Holanda estadual e de Capitão Wagner para o Governo. Aos aliados, diz que a diferença é positiva para medir força. Confiante!

Em Farias Brito, o prefeito Deda Pereira ainda não se manifestou oficialmente sobre a escolha na disputa estadual. A dúvida apareceu após rompimento entre PDT e PT. O PDT lançou Roberto Cláudio e o PT vai indicar Elmano Freitas. Mas, a base de Deda tem apontado o rumo do apoio que deve ser anunciado pelo prefeito. Aliados, como o ex-prefeito Marcos Moreira e o empresário Silvio Neto, assumiram apoio a Roberto Cláudio.

Diante do cenário de tensão, a qual foi submetida a aliança entre PT e PDT, o deputado caririense Guilherme Landim tem se mantido fora da curva ao manter uma posição de concílio. Claro, posição esperada por quem lidera o PDT na Assembleia Legislativa. Guilherme tem repetido a pessoas próximas e confirmou a esta coluna que estará ao lado de quem o partido escolher. Da teoria para a prática, Guilherme esteve com o pré-candidato defendido por Ciro Gomes, o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, no dia 16, na Expocrato, mas, antes, no dia 15, esteve ao lado da governadora Izolda Cela, pré-candidata à reeleição, em Brejo Santo, para vistorias de obras. Ao lado da prefeita Gislaine Landim, o deputado fez questão baixar a tensão entre as duas posições internas, ao não assinar a carta de apoio a nenhum dos nomes da disputa interna ao Governo. A mesma posição adotada por Gislaine, que não aparece e deixa para Guilherme a defesa pelo diálogo e o consenso.

Aniziário no canto de parede com Giovanni

Tranquilo com apoios as reeleições de Fernando Santana para estadual e José Guimarães para federal, o prefeito de Jardim, Aniziário Costa, foi pego de surpresa com a viabilização da pré-candidatura do vice-prefeito de Juazeiro do Norte, Giovanni Sampaio. Articulador e defensor do grupo que dá sustentação à Aniziário, Giovanni teria dito que espera o apoio incondicional. Claro, não veio publicamente falar sobre seus apoios, mas nos bastidores, a informação é que Giovanni já ultrapassa os sete prefeitos na sua base e o apoio de outros 12 ex-prefeitos. Giovanni faz uma pressão natural em Aniziário. Não se fala em acordo, mas se sabe que Giovanni sempre condiciona seus apoios ao retorno da posição.

Prefeito de Campos Sales enfrenta o MP

A expectativa de que o Ministério Público do Estado pediria o cancelamento do Campfest, em Campos Sales, se confirmou. Em ação protocolada no dia 11, a promotora Efigênia Coelho aponta que, entre outras motivações, a festa não tem previsão orçamentária e o Município ainda se encontra sob decreto de emergência. O orçamento municipal prevê apenas R$ 53 mil para o tipo de evento. Mesmo com a ação, o prefeito João Luiz garante que vai gastar o R$ 1,5 milhão direcionado por ele, em decreto recente que sequer teve apreciação da Câmara. O prefeito disse que enquanto o Tribunal de Justiça não se manifestar, o CampFest será mantido. O desafio do MP é barrar o evento que inicia dia 26.

Tem candidato paraquedas no Cariri

O ex-vice-governador Domingos Filho, líder do PSD no Ceará, está introduzindo um novo nome na política do Cariri. Domingos tem aberto portas com prefeitos aliados da região para o pré-candidato a deputado federal Matheus Noronha, filho do deputado federal Genecias Noronha, que está impedido de concorrer. Já fechados estão Dr. Lorim em Missão Velha e Marcone Tavares em Aurora. O desafio é convencer o voto para Matheus, que sequer conhecia a região e não sabe as carências da população. As oposições comemoram. Sabem que é mais fácil se contrapor aos chamados paraquedistas. Os ex-prefeitos Washington Fechine, em Missão Velha, e Adailton Macedo, em Aurora, agradecem.

Enquanto isso...

Ainda em Missão Velha, o ex-prefeito Tardiny Pinheiro (PT) também comemora as escolhas do rival Dr. Lorim. Na oposição, Tardiny vai votar em Fernando Santana para estadual e José Guimarães federal.

Aliado, o ex-prefeito Gidalberto Pinheiro deve fortalecer Dr. Lorim, votando em Osmar Baquit para estadual, mas deve manter fidelidade ao PDT, com o voto em André Figueiredo para federal.

Além de não seguir as orientações do seu partido, o PT, sobre o apoio à governadora Izolda Cela, o prefeito de Abaiara, Afonso Tavares, tem feito questão de demonstrar sua posição de rompimento.

Na sexta-feira (15), Afonso foi ao Crato fortalecer seu candidato ao Abolição, Roberto Cláudio. Afonso já comanda o PDT de Abaiara e sua filiação é questão de tempo. Antes, o prefeito pode ser expulso.

No estilo desfile de carnaval, a gestão do prefeito Dr. Lorin cumpriu o que prometeu: uma abertura apoteótica para a Vaquejada de Missão Velha. Muita gente estranhou, mas foi inegável a beleza do desfile com carros alegóricos, trios elétricos e, claro, vaqueiros. A frustração foi a pouca participação política, mesmo em ano eleitoral. Eram esperados muitos políticos no desfile, acompanhados por lideranças locais, como em anos anteriores. Nem mesmo a revelação prometida pelo prefeito Dr. Lorin aconteceu. Ele tinha prometido o anúncio dos nomes a federal e estadual para o mesmo dia da abertura, 1º de julho. Nem a oposição conseguiu fazer diferente. Além do deputado estadual Guilherme Landim, que esteve ao lado dos ex-prefeitos Washington Fechine e Diego Feitosa, ninguém marcou presença. Nomes como José Guimarães e Fernando Santana eram esperados ao lado do ex-prefeito petista Tardiny Pinheiro, mas também não compareceram. A disputa política saiu enfraquecida.

Perda de recurso revela crise em Potengi

A tensão política em Potengi chegou perto de proporcionar prejuízos para o Município. A disputa entre o prefeito Edson Veriato e o vice Humberto dos Barreiros quase causou a perda de R$ 280 mil em recursos do MAPP (Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários) a serem investidos em pavimentação na zona rural. O convênio, firmado com o Governo do Estado, ficou perto de expirar, no dia 1º, por falta de pagamento da taxa de licenciamento ambiental, estipulada pela Semace em R$ 400. Humberto, que articulou os recursos, teve que ameaçar ir à comunidade do Sítio Carcará, que receberá o benefício, para apontar o culpado pela possível perda. Ficou a prévia para o rompimento.

Em Várzea Alegre, Zé Helder não vota no MDB

Parecia bem difícil, mas é exatamente o que vai acontecer nas eleições deste ano em Várzea Alegre, o prefeito Zé Helder (MDB) não votará nos candidatos do seu partido, o MDB. O prefeito não fala no assunto, mas não esconde a insatisfação com seu partido. Apesar da garantia de não votar em nenhum candidato do MDB, o prefeito não firmou, junto à população, nenhum outro nome a federal. Há quem aposte em Domingos Neto, mas nada confirmado. Definido mesmo, somente a aposta na reeleição do deputado estadual Guilherme Landim, que tem aparecido sistematicamente ao lado de Zé Helder em eventos e articulações no Município.

Quanto pior, melhor em Milagres

As críticas da oposição de Milagres ao prefeito Cícero Figueiredo sofreram um descrédito no fim de semana. Essa é a avaliação da base aliada no Município. Os opositores usaram redes sociais e um site da cidade para questionar o merecimento do Título de Cidadão Milagrense ao ex-governador Camilo Santana. No Governo, Camilo comandou o avanço estrutural em toda a região, inclusive em Milagres. Na disputa política, a base aliada saiu fortalecida com o evento do dia 1º, que contou com os prefeitos Fábio Pinheiro (Porteiras), João Paulo (Mauriti), Gislaine Landim (Brejo Santo), além dos deputados Fernando Santana e Guilherme Landim. Já Figueiredo fortaleceu sua liderança regional.

Enquanto isso...

E as viradas políticas para as eleições deste ano continuam. Em Tarrafas, o ex-candidato a prefeito pelo PTB, Eronildes, trocou o deputado federal Pedro Bezerra pelo vice-prefeito de Juazeiro, Giovanni Sampaio.

Eronildes foi apoiado pelo ex-prefeito de Juazeiro, Arnon Bezerra, pai de Pedro, nas eleições de 2020, mas acabou cedendo as ofertas de Domingos Filho, que prometeu o PSD local e apoio para 2024.

Em Aurora, o racha na base do prefeito Marcone Tavares pode ter uma motivação diferente do que foi anunciado pelos ex-aliados. Para o prefeito, tudo faz parte da política, da política eleitoral.

No caso específico da ex-secretária de Desenvolvimento Social, Ana Lúcia, o prefeito Marcone garantiu que os interesses são outros e deixou a entender que a ex-aliada tem pretensões na disputa municipal de 2024.

O prefeito de Aurora, Marcone Tavares, vive seu pior momento político desde que foi eleito. Os desgastes internos estão motivando rompimentos na base e, pior, todos detonando o gestor. O primeiro foi o vice-prefeito Antônio Landim, que não poupou críticas e chegou a pedir desculpas a quem o viu com o prefeito durante a campanha. “Me sinto chateado com isso, porque não sei me esconder e não sei mentir”, desabafou. Antônio Landim disse que o prefeito poderia enganar com horas de trator, na educação, na obra, mas pediu que não o fizesse na saúde. Na mesma semana, o efeito dominó atingiu a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Lúcia, que saiu atirando: “saio por não aceitar certos caprichos e pressões”. Ana se recusou a assinar uma reforma de R$ 500 mil com suspeita de superfaturamento. Outro a deixar a gestão foi o assessor de comunicação, Henrique Macedo, que se despediu se dizendo aliviado por não se desviar. O prefeito Marcone se mantém em silêncio.

Balde de água fria na oposição de Assaré

Prefeito e vice de Assaré estão livres de mais uma acusação de abuso de poder e compra de votos - praxe em campanhas eleitorais para buscar o desgaste político. No caso de Assaré, o prefeito Libório Leite e a vice Niza Costa já comemoraram sucessivas vitórias, desde a primeira instância ao Ministério Público Eleitoral. A decisão do Pleno do TRE, no dia 21 por 7 a 0, foi um balde de água fria nas pretensões do ex-prefeito Evanderto Almeida, de disputar uma eleição suplementar. Terá que esperar até 2024. A denúncia acusa o Governo do Estado de favorecer Libório na entrega de poços profundos na zona rural do Município. O TRE seguiu as outras decisões, que não viram consistência nas provas.

Prefeito de Abaiara muda rumo e votará no PDT

O prefeito de Abaiara, Afonso Tavares, surpreendeu até apoiadores com suas articulações eleitorais. Antes fechado com a reeleição do deputado federal José Guimarães e o estadual Moises Braz, Afonso anunciou que votará em André Figueiredo para federal e Guilherme Landim para estadual. Imediatamente, a base de Guimarães acusou o prefeito de traição. Só esqueceu que em 2018, Afonso estava fechado com as candidaturas indicadas por Eunício Oliveira, inclusive assinou ficha de filiação ao MDB. Mas, acabou ficando no PT e votando em Guimarães e seu indicado para estadual.

Mais um cerco do MP em Altaneira

A gestão Dariomar Rodrigues, em Altaneira, parece longe de uma paz política. Cercado por crises políticas e investigações policiais, Dariomar pode enfrentar mais uma ação do Ministério Público do Estado (MP). Desta vez, por contratações temporárias. Uma orientação do MP, do dia 20, pede a suspensão do processo seletivo para contratações e estudo financeiro para realização de concurso público. O edital, que iniciou as inscrições em um feriado, 16 de junho, e termina num domingo (19), é questionado sobre a necessidade das contratações, inexistência de vagas e ausência de justificativa. Para o MP, a seleção não tem caráter temporário. Dariomar e seis secretários têm 10 dias para responder.

Enquanto isso...

O prefeito de Aurora, Marcone Tavares, garantiu a esta coluna que já exonerou os parentes dele, dos vereadores e de secretários, seguindo a orientação do Ministério Público do Estado.

Marcone chegou a questionar a orientação, por avaliar como exagerada. Citou um dos cargos ocupado por um concursado e com grau de parentesco muito distante. A orientação foi de abril e cumprida na última semana.

No domingo, o deputado estadual Fernando Santana esteve em Farias Brito para uma agenda com o ex-prefeito Vandevelder Freitas e os vereadores Deir, Chicão e Edson. Confirmou seu nome no grupo de oposição.

Fernando disputa a maior votação no Município com Agenor Neto, nome do ex-prefeito Zé Maria, e Davi de Raimundão, candidato do prefeito Deda Pereira. Na verdade, a disputa é entre Deda, Vandevelder e Zé Maria.

O momento festivo em Barro, no dia 14, com a presença da governadora Izolda Cela (PDT) e do deputado estadual Aldic Mota (MDB), acabou marcado por cobranças e críticas. Mesmo recebendo obras de urbanização e uma Areninha, o prefeito George Feitosa focou seu discurso no pedido de ajuda para as áreas da saúde, educação e segurança. No evento, a governadora assinou ordem de serviço para a construção de uma delegacia. A avaliação é que o assunto poderia ter sido tratado fora do palanque. George não parou. Lembrou o “acidente” que destruiu ônibus escolares e os muitos problemas enfrentados por sua gestão. “Se estivéssemos construindo uma cidade do zero, seria mais fácil”. Sem opção, Izolda e Aldic prometeram atenção às demandas. Quanto aos ataques, a oposição promete revidar no tempo certo. Estão esperando vencer o período de um ano de gestão para ver os resultados. A tensão política no Município deve aumentar.

Nepotismo em Aurora desafia Ministério Público

O prefeito de Aurora, Marcone Tavares, mandou recado ao Ministério Público do Estado: não aceitará orientações dos promotores. A desobediência se estende desde o dia 27 de abril, quando o promotor Geraldo Nunes determinou um prazo de 48 horas para a exoneração de seis servidores comissionados, com parentesco com o prefeito, secretários e vereadores. Receberam a orientação o prefeito Marcone, as secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e Agricultura,além da Câmara de Vereadores. O promotor identificou o chamado nepotismo cruzado. Mesmo havendo notificação ao juiz da Comarca local, Marcone não se intimidou e manteve os cargos. Preferiu a briga na Justiça.

Salitre desafia MP e anuncia festa gigante

As constantes investigações do Ministério Público, sobre festas milionárias nos municípios, parece longe de intimidar os gestores públicos. O prefeito de Salitre, Dodó de Neoclides, desafiou a Justiça e confirmou a festa de 34 anos de emancipação do Município com atrações nacionais. Salitre está entre os mais pobres do Ceará e sob decreto de calamidade. Mesmo assim, anunciou seis dias de festa, entre 25 e 30 de junho, com as bandas Magníficos, Mastruz com Leite e Forró Real, além da dupla César Menotti e Fabiano. Até agora, não foram divulgados os valores das atrações, nem a origem dos recursos. A oposição promete pedir intervenção do MP.

Coligação tem multa reduzida pelo TRE

Em Milagres, ainda repercute uma denúncia de aglomeração durante a pandemia, na campanha 2020, julgada procedente em primeira instância e com multa de R$ 120 mil, e que foi reduzida pelo Tribunal Regional Eleitoral para R$ 60 mil. O resultado, que cabe recurso, foi comemorado pela dupla Cícero Figueiredo (prefeito) e Derson (vice), eleita na coligação Avança Milagres, foco da denúncia. E a comemoração aumentou com a avaliação do relator, juiz Raimundo Deusdeth, que disse sobre as provas: “não foram capazes de comprovar a efetiva participação deles (Figueiredo e Derson) no evento”. Restou a oposição, autora da denúncia, lamentar a decisão.

Enquanto isso...

O pré-candidato a estadual, Lucas Brasil, tem aberto espaços importantes na política de Caririaçu. Lucas e sua equipe articulam com vários suplentes de vereador que tiveram votações expressivas.

Lucas tem investido na base do ex-prefeito João Marcos, mas não entrou em Caririaçu a força. Tem o aval do ex-prefeito, que vota na reeleição do deputado estadual Fernando Santana.

No mesmo ritmo de articulação política, Fernando Santana aproveitou o feriado do dia 16 para visitar aliados em Abaiara. O deputado conversou com populares, acompanhado do ex-prefeito Chico Sampaio.

A visita foi acompanhada também pelo vice-prefeito Ângelo, secretários e o presidente municipal do PT, Raul. Fernando reafirmou compromissos e recebeu garantia de apoio na eleição deste ano. Consolidou posição.

Os deputados federais votados no Cariri, que deixaram a desejar no ranking dos parlamentares de Brasília, têm muito a explicar. Nas redes sociais e sites da região, os deputados estão sendo duramente expostos. Em Milagres, sites relacionam os nomes de Moses Rodrigues e José Guimarães, bem votados no Município e que estão mal colocados no ranking, como indicadores das duas forças políticas de Milagres: o prefeito Cícero Figueiredo e o ex-prefeito Hellosman Sampaio. Hellosman tenta resolver o problema trocando de candidato. Deixou Moses por Domingos Neto, também mal colocado no ranking. E pior, nem seu fiel escudeiro, Abraão Sampaio, sinalizou apoio ao seu candidato. Já a base de Figueiredo aparenta divisão entre José Guimarães, André Figueiredo e Eunício Oliveira. O detalhe é que os resultados deste ano devem refletir na eleição de 2024. O desafio será provar que os deputados fizeram um bom trabalho, mesmo sem comprovação. Simples assim!

Campos Sales na mira do Ministério Público

O CampFest em Campos Sales, festa de emancipação marcada para o fim de julho, já está na mira do Ministério Público do Estado. A investigação atinge a bola da vez no desvio de recursos públicos, a contratação de atrações artísticas sem licitação. A denúncia é igual a tantas outras: superfaturamento. São mais de R$ 2 milhões em atrações. Os promotores querem explicação. Somente para a cantora Márcia Felipe, o cachê foi quase o dobro do praticado em outras cidades. Ela cantou em Piancó (PB) por R$ 110 mil, mas em Campos Sales receberá R$ 200 mil. O prefeito João Luiz (PDT) terá que explicar, sob pena de responder por desvio de recurso. O desgaste é grande.

Ex-prefeito de Penaforte de volta ao cenário

Prefeito por oito anos em Penaforte, Luís Celestina foi às redes sociais comemorar a aprovação da última prestação de contas do seu governo, de 2016. No dia 9, a Câmara seguiu o parecer do Tribunal de Contas do Estado. Celestina agradeceu aos vereadores favoráveis e disparou contra os adversários: “todos sabemos se tratar meramente de politicagem”. Celestina ressaltou ser o único prefeito reeleito no Município e relacionou conquistas dos seus governos, como construções de creches, escola, ginásio e, ao final, deixou o recado: “com isso, reafirmamos aqui nosso compromisso em continuar na luta pelo povo e por nossa querida Penaforte”. Ou seja, que venha 2024!

Prefeito manda recado a adversários

Depois da repercussão negativa com relação a “Operação Sallus”, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), teve uma chance de explicar sua posição na Câmara Municipal. Isso na teoria. Na prática, Dariomar esqueceu as explicações e promoveu um festival de ataques e recados aos adversários políticos. “Quem me desafiar daqui pra frente vai receber o troco na medida do necessário”, disse sugerindo que a investigação pode ter conotação política e completou: “Daqui pra frente, cada um de vocês façam uma reflexão, principalmente vocês que são corruptos e defendem a corrupção”. A oposição lamentou a oportunidade perdida pelo prefeito para se defender. Que crise!

Enquanto isso...

Ainda em Altaneira, o ex-prefeito Delvamberto Soares rebateu o prefeito Dariomar nas redes sociais. Ele aponta que a investigação é policial - não política - e que envolve familiares de Dariomar.

Delvamberto disse: “Seria mais digno usar os espaços públicos para pedir desculpas”. E subiu o tom: “não tenho medo das ameaças do prefeito e nem tão pouco dos seus apadrinhados”.

Num clima bem mais amistoso, o deputado estadual Guilherme Landim se prepara para receber o título de cidadão de Abaiara. Ele agradeceu ao vereador Ricardo pelo projeto aprovado na Câmara.

Não à toa, Abaiara será beneficiada pelo programa Ceará de Ponta a Ponta. Na Câmara, a avaliação foi que as articulações de Guilherme têm beneficiado o Município. Boa política!

O que era impensado há pouco tempo em Nova Olinda, pode se concretizar nos próximos dias. O prefeito Ítalo Brito (PP) deve se alinhar ao deputado federal Idilvan Alencar (PDT). O distanciamento pode acabar, caso Ítalo confirme apoio à reeleição de Idilvan. A articulação está bem adiantada e Ítalo pode abandonar a oposição no Estado. Essa mudança de lado foi boicotada pelo próprio Idilvan, quando impediu a entrada de Ítalo no PDT. Para o ingresso na base, Ítalo terá que romper compromisso para federal com Fernanda Pessoa (UB), filha de Roberto Pessoa (PSDB), um dos líderes da oposição estadual. A união terá reflexos na disputa municipal. O PT poderá ficar isolado.

Diferença de posição da disputa de Assaré

A disputa eleitoral em Assaré é estadual, mas parece disputa municipal. Um processo eleitoral contra o prefeito Libório Leite (PDT), a ser julgado pela Justiça Eleitoral, tem movimentado as bases de oposição ligadas ao ex-prefeito Evanderto Almeida (MDB). Há quem garanta que o ex-prefeito já se prepara para uma disputa suplementar. Mas, enquanto a oposição quer um “tira-teima”, o prefeito Libório se diz mais preocupado com outras pautas e cita o resultado do Previne Brasil, que avalia números da saúde divulgados recentemente. Assaré pulou de 119º lugar no Ceará para o 9º lugar no Estado e o 79º em nível federal. Já Evanderto precisa convencer sua base que não traiu Domingos Filho. Ele alega que foi o traído.

Prefeito de Barro na dúvida sobre estadual

O prefeito de Barro, George Feitosa (MDB), vive seu primeiro teste político eleitoral, depois da vitória na eleição suplementar. Na disputa estadual, o prefeito tem compromisso com a reeleição do deputado estadual Danniel Oliveira (MDB), mas acabou sendo muito prestigiado por outro emedebista, o deputado Audic Mota, nos últimos meses. Em maio, Audic chegou a enviar cerca de R$ 1 milhão em emendas para o Município e estreitou relação com George. Entre os aliados de Danniel, o sinal de alerta foi ligado. Mas, na base de George, a garantia é que o nome é Danniel. Já com o vice-prefeito Albano Severo, tudo tranquilo. Ele vota na reeleição de Guilherme Landim.

População de Tarrafas pede ambulância

Vereadores e população denunciam que apenas uma ambulância está disponível para atender os moradores de Tarrafas, cidade com 8.500 habitantes. Segundo vereadores, há duas semanas, apenas um veículo está em funcionamento, e ainda necessita de revisão. A outra ambulância, segundo denúncia, estaria parada para conserto em oficina no Crato. Populares de áreas rurais se dizem mais prejudicados, por causa da distância. A secretaria municipal de Saúde, por sua vez, negou a denúncia e confirma que o Município possui dois veículos simples para atendimentos de urgências e emergências, inclusive realiza triagem para que os carros sejam usados da forma adequada.

Enquanto isso...

O deputado Rafael Branco mantém sua fama de bom articulador. No dia 1º, anunciou R$ 150 mil para aquisição de aparelho de Raio-X destinado ao Hospital de Barro. Tudo articulado junto ao Estado.

Rafael é suplente no exercício do cargo e articula recursos, vale salientar, sem vínculos políticos em troca. No Barro, Rafael viu a necessidade do equipamento para a saúde pública.

Tranquilos estão o presidente da Câmara de Caririaçu, Tiago de Rossini, e o vereador Marcos Araújo. Foram absolvidos pelo TRE, em Ação de Investigação Judicial Eleitoral, na sexta (3).

Marcos tinha sido absolvido em primeira instância. Já Tiago, o TRE teve que reformar a decisão pela cassação, em primeira instância. Os magistrados apontaram inexistência de provas robustas.

A sessão extraordinária do dia 25, na Câmara de Jati, deveria ser esquecida. Discutindo a pauta do novo Plano de Cargos e Carreira (PCC), vereadores da base da prefeita Mônica Mariano cometeram crimes para abafar o debate. Na tentativa de desviar o foco, a vereadora Valma Gomes disse que os servidores afastados deveriam dar lugar aos “jovens de mente aberta”. A discriminação foi formalizada pelo Sindicato ao Ministério Público do Estado. Existe uma decisão judicial mandando reintegrar os servidores. Ainda na sessão ordinária, o vereador Naldim Gervásio pediu vistas do projeto, mas voltou atrás depois de sofrer pressão dos colegas e de professores contratados presentes à sessão. O vereador Ronivaldo criticou a sindicalista Nesci por defender os servidores. Ela respondeu que vai continuar combatendo o uso dos cargos na Prefeitura para fazer política. Para lotar a sessão, a gestão deixou a escola Maria Núbia sem aula. O embate entre Sindicato e a gestão da prefeita Mônica está tomando proporções de caso de polícia. É questão de tempo.

Camilo, cidadão de Brejo Santo e Aurora

Colhendo os frutos do trabalho de quase oito anos à frente do Governo do Estado, o ex-governador Camilo Santana (PT) iniciou agenda de homenagens pelo Ceará. No Cariri, recebeu dois títulos de cidadão neste sábado (28): em Aurora pela manhã e Brejo Santo à tarde. Sob a articulação dos deputados estaduais Guilherme Landim (PDT) e Fernando Santana (PT), os eventos mostraram o peso político de Camilo em sua região. No domingo, Camilo finalizou a agenda do fim de semana em Barbalha. Mesmo nos bastidores, Camilo evitou falar sobre a disputa interna com o PDT. Disse que a disputa está perto de uma decisão final. Em meio a festa, Camilo tenta amenizar a crise.

Evanderto é 100% MDB em Assaré

O ex-prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, líder da oposição, está com problemas com seus aliados. Ele fechou apoio a candidatos do MDB para deputado federal e estadual. Votará em Eunício Oliveira e Davi de Raimundão. A crise está instalada. Com o PSD do federal Domingos Neto está configurado o rompimento. Já com o suplente de deputado estadual Anderson Palácio, a confusão é ainda maior. Evanderto tinha compromisso com Anderson para estadual e, agora, deve perder apoio no grupo liderado pelos ex-vereadores professor Palácio e Aninha. Evanderto diz que está decidido e não voltará atrás em suas escolhas.

Prefeito disputado por base governista

O prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, está em transição política. Samuel se negou a permanecer na oposição estadual e não se filiou ao União Brasil, resultado da fusão do DEM, seu partido, e o PSL. Iniciou a aproximação com a base do Governo através do deputado Fernando Santana, que deve ser seu candidato a estadual. Novo no grupo, é natural que seja disputado pelas forças políticas. E essa disputa tem causado dor de cabeça na escolha do federal. Há quem garanta que Camilo pedirá apoio para Janaina, mas Izolda quer o voto em Idilvan.

Enquanto isso...

Em Granjeiro, a revolta tomou conta da população. O acúmulo de lixo e vegetação daninha no açude do Junco está levando a população a se mobilizar em mutirões de limpeza semanalmente.

Normal, diante da escassez de recursos públicos. Mas, a população reclama que, enquanto faz mutirão, a secretária de Meio Ambiente, Delsivania Alves, ostenta uma viagem pela Europa.

Em Milagres, o prefeito Cícero Figueiredo parece disposto a remar contra a maré da máxima que manda esquecer as obras de ex-gestores. Assinou ordens para terminar obras inacabadas.

O recado à má política veio em parceria do deputado estadual Guilherme Landim, que destinou emendas necessárias à obras em unidades de saúde e equipamentos para o Hospital Municipal.

Inegável a fidelidade do prefeito de Jardim, Aniziário Costa, ao ex-governador Camilo Santana. Além de trocar o PCdoB de Inácio Arruda pelo PT de Camilo, Aniziário entregou nas mãos do ex-governador a indicação de seus candidatos. Vai votar em Fernando Santana para estadual e José Guimarães federal. Mas, como toda fidelidade tem um preço, Aniziário terá que equacionar uma possível tensão com a família Roriz, que indicou o vice Antônio Neto. Os Roriz estão fechados com Fernando Santana para estadual e esperam a unidade, também, para o federal. O grupo está fechado com Fernanda Pessoa e não sabe do acordo de Aniziário para votar em Guimarães. Há quem avalie que a saída é abrir espaços para os dois federais. Resta saber se PT e Roberto Pessoa aceitarão a proposta. Isso sem contar com a concorrência que deve vir do ex-prefeito Fernando Luz, que ainda não anunciou suas candidaturas. Se a base de Aniziário sair dividida, pode abrir espaços para o crescimento de Fernando em 2024.

Em Assaré, prefeito acusa vereadora de crime

O embate entre a oposição de Assaré e o prefeito Libório Leite parece longe do fim. A presença do prefeito na sessão da Câmara, no dia 19, teve mais um capítulo desse embate. A vereadora Maria É, líder da oposição, questionava a remuneração de servidores, abaixo de um salário, quando foi interrompida por Libório. Ele apontou crimes contra o funcionalismo. Ao assumir a Prefeitura por três meses, quando era vice-prefeita, Maria É não teria feito o repasse do INSS dos servidores. Libório pediu que ela se explicasse “porque tinha feito eles de besta” e a qualificou de prefeita laranja. Na mesma sessão, Maria É votou contra reajuste de 12,13% para os servidores.

Audic Mota surpreende em articulação no Cariri

No fim de semana, deputado estadual Audic Mota (MDB) esteve com dois prefeitos de municípios caririenses. Na sexta-feira (20), posou ao lado do prefeito de Barro, George Feitosa (MDB), quando anunciou R$ 1,6 milhão em investimentos, e no sábado (21) foi a Mauriti, do prefeito licenciado Isaac Júnior (PT). Em Barro, a articulação é para aproximação, mas em Mauriti já foi anunciado apoio político. Surpreende Isaac Júnior votando fora do seu partido, o PT. De quebra, Júnior trouxe a vereadora Virginia Reis, também do PT. Terá uma insatisfação motivando a decisão? Sem ter nada a ver com isso, Audic avança e pode surpreender com a votação no Cariri.

Em Altaneira, vereador Ariovaldo desafia base

O líder da oposição de Altaneira, vereador Ariovaldo Soares (PDT), já disse que não quer reviver o passado, porque, segundo ele, não engrandece a discussão e nem o Legislativo. A fala foi de alerta ao vereador Júnior do Povo (PT), que fez denúncias contra o grupo de oposição, ainda da legislatura anterior. Ariovaldo foi direto: aqui, deste lado, os vereadores não receberam proposta nenhum de propina, nem para cassar nem para absolver o prefeito. E foi mais longe, ao dizer que tem conhecimento de voto negociado de vereadores a R$ 2,5 mil. Deixou o recado de que é melhor deixar as coisas como estão. Resta saber se o vereador Júnior do Povo vai pagar para ver. Há quem garanta que Ariovaldo tem gravações.

Enquanto isso...

O ex-prefeito de Caririaçu, João Marcos, já tem seu candidato a estadual. João pedirá votos para a reeleição do deputado estadual Fernando Santana. É o seu elo com o ex-governador Camilo.

A dúvida de João Marcos é quanto ao federal. Devedor de Domingos Filho, o ex-prefeito tem conversado com Eunício Oliveira. Perguntado sobre o nome a federal, João desconversou: estou quase decidindo.

Na tentativa de permanecer vivo na disputa interna do PDT, que decidirá o candidato ao Abolição, o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão desembarcou no Cariri no dia 20.

Evandro também passou por Campos Sales, onde foi recebido por Rafael Branco e o prefeito João Luiz, e por Salitre, recebido pelo vereador Silvio Pinto e o ex-prefeito Rondilson.

O empresário e pré-candidato a deputado federal Yury do Paredão, apesar de novato, tem demonstrado não estar para brincadeira. Depois de articular com lideranças da capital Fortaleza e do Crajubar, recentemente conversou com lideranças de Mauriti, Milagres e Abaiara. Tem investido pesado para fechar os acordos eleitorais e se tornar um candidato competitivo. De Abaiara, Yury conversa com o ex-candidato a prefeito, Pedro Marcos. Em Mauriti, Yury, que é do PL de Bolsonaro, está atraindo quatro dos cinco vereadores do PDT de Ciro: Sarue, Rogério do Caldeirão, Neco Maranhão e Romário Alencar, do PDT - além de Tonhão Martins, do Pros. Em Milagres, estão na mira lideranças ligadas ao ex-prefeito Hellosman, como o ex-candidato a prefeito, Abraão Sampaio, além do ex-vice-prefeito, Clistenes Filgueira, ligado ao deputado José Guimarães. Yuri sabe que o PL deve eleger cinco deputados federais. Três vagas estão decididas, e ele briga por uma das duas restantes com pesos pesados com deputado Dr. Jaziel, vereadora Priscila Costa, Mayra Pinheiro, Tadeu Oliveira, Gorete Pereira, Delegado Cavalcante e Coronel Aginaldo.

Eunício aplica plano B para refazer apoios

Experiente, o ex-senador Eunício Oliveira parece não se abalar com a perda de bases eleitorais. Depois de perder lideranças em Mauriti e Milagres, Eunício voltou a se articular. No dia 11, esteve em Milagres, com o vice-prefeito Anderson Eugênio (MDB). Não terá o voto do prefeito Cícero Figueiredo, mas garante o respeito. No mesmo dia, Eunício esteve em Mauriti, onde se reuniu com a vereadora Celminha (PT) e lideranças comunitárias. Foi parabenizado pela Lei Eunício Oliveira, que beneficiou agricultores do Brasil. Em Barro, Eunício colhe os frutos de ter ajudado na articulação para a eleição de George Feitosa. Os dois reafirmaram a parceria para este ano.

Cid indica adversário de Danniel em Lavras

O senador Cid Gomes vai indicar o principal adversário do deputado estadual Danniel Oliveira (MDB), em Lavras da Mangabeira. Essa é a intenção do prefeito Ronaldo da Madeireira (PSD), que entregou para o cacique pedetista a indicação do seu candidato à Assembleia Legislativa. O nome não foi anunciado, mas Cid vai falar em breve. Ronaldo garante disputa voto a voto contra a dobradinha Danniel e Eunício. Ronaldo anunciou o nome de Domingos Neto para federal. Para estadual, o prefeito estava fechado com o ex-prefeito de Várzea Alegre, Vanderlei Freire, que acabou desistindo. Cid agradeceu a oferta e promete não decepcionar na escolha.

Prefeito usa emoção para aprovar contas

Se o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, planejou usar emoção para convencer os vereadores a aprovar suas contas, deu certo. A votação na sessão do dia 11 saiu de seis a três, a favor do prefeito. E na defesa das suas contas de 2017, diga-se de passagem aprovada pelo Tribunal de Contas do Estado, Dariomar usou o tempo para lembrar, emocionado, sua trajetória política, segundo ele, recheada de perseguição até de familiares. É verdade que sua reeleição em 2020 foi no famoso “contra tudo e contra todos”, mas Dariomar não deu sopa para o azar e lotou a Câmara com aliados e subordinados. Todos os secretários estavam presentes, claro, fazendo pressão.

Enquanto isso...

O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, comemora, ainda, o arquivamento de uma denúncia contra sua gestão na aquisição de bens e serviços. O pedido foi feito pelo Ministério Público.

Dariomar respondia por irregularidades sobre a limpeza pública, locação de veículos, peças e serviços mecânicos, compra de pneus e contratação de serviços jurídicos. Nada comprovado.

Em Barro, o prefeito George Feitosa está prestes a alcançar maioria na Câmara. Divulgou uma aliança com o vereador Joanes de Paraibana (PDT). Agora, são cinco dos 11 vereadores na sua base.

O vereador Joanes também está fechado com as candidaturas defendidas por George. Deve votar em Eunício federal e Guilherme Landim estadual. O prefeito promete novos nomes para breve.

Os deputados caririenses, Fernando Santana (PT) e Guilherme Landim (PDT), estão na linha de frente na luta contra o abuso no aumento tarifário da Enel Ceará. No dia 3, ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, os dois parlamentares comandaram a reunião do colégio de líderes e Mesa Diretora, para criação de Comissão Especial que avaliará pontos do contrato de concessão da Enel no Ceará. Há um forte apelo popular para o cancelamento da concessão da empresa no Estado. Fernando é vice-presidente da Casa e Guilherme líder do PDT, maior bancada. Dias antes da reunião os dois já haviam protocolado pedido de explicação sobre o aumento de 24,85% e a realização de audiência pública para discutir o tema. Clamor popular, o aumento da tarifa, autorizado pela agência reguladora do setor (Aneel), tem sido pauta em câmaras e entre lideranças políticas do interior. Na luta contra o abuso, Fernando e Guilherme têm sido as vozes ativas dessas lideranças. Independe do resultado, colhem os ganhos políticos em ano de eleição. Estão em alta.

NOTA 02 -

Mauriti na pauta de líderes da Assembleia

Além das pautas em comum, os deputados Guilherme Landim e Fernando Santana disputam os votos em bases caririenses. Ao lado da situação, Fernando recebeu, no dia 5, o prefeito de Mauriti, João Paulo, e o vereador Deusivam. Os dois atualizaram ações do Governo, articuladas por Fernando para o Município. A garantia é que vem notícia boa pela frente. No gabinete de Guilherme, os vereadores de oposição, Rogério Caldeirão, Romário Alencar, Neco Maranhão, Saruê Cardoso e Tonhão Martins, garantiram emenda de R$ 250 mil para compra de aparelho de ultrassonografia. De um lado, Fernando articula a situação e, de outro, Guilherme garante a oposição. Não sobra nada.

NOTA 03 -

Alerta para oposição em Nova Olinda

Nova Olinda terá um pólo da UFCA. O anúncio, feito no dia 07, teve muita repercussão. Vitória administrativa e dor de cabeça política para o prefeito Ítalo Brito (PP). A deputada estadual Fernanda Pessoa, pré-candidata federal com o apoio de Ítalo, não estava na festa. Marcos Sobreira, candidato de Ítalo à reeleição como estadual, estava presente. Estranho é que o prefeito recebeu um adversário, o deputado federal Idilvan Alencar (PDT). Não é novidade que Ítalo tenta fazer parte da base do Governo, mas tem sido vetado por Idilvan. A base oposicionista no Estado acendeu o alerta e Ítalo terá muito a explicar para Roberto Pessoa e Capitão Wagner.

NOTA 04 -

Domingos Neto responde Eunício em Lavras

Uma emenda do deputado federal Domingos Neto para Lavras da Mangabeira motivou uma discussão. O ex-senador Eunício Oliveira acusou o deputado de cancelar a emenda por disputas políticas. Domingos Neto não deixou por menos e, em entrevista a uma rádio local, disse que a emenda não chegou por irresponsabilidade de Ildesser Oliveira, ex-prefeito e sobrinho de Eunício, que não foi assinar o convênio em Brasília. PSD e MDB se enfrentaram na eleição de 2020. Saíram derrotados Ildesser e, por tabela, Eunício. Essa seria a verdadeira causa da tensão, que deve continuar este ano. Eunício Oliveira e Domingos Neto voltam a se enfrentar nas próximas eleições.

ENQUANTO ISSO...

... Em Lavras da Mangabeira, o vereador Titil Lobo, prometido de expulsão por Eunício Oliveira, disse que o ex-senador está errado ao se opor ao prefeito Ronaldo da Madeireira.

... Eunício garante que expulsará Titil do MDB, por ele ter se aliado a Ronaldo. Magoado, o vereador respondeu com dureza: nenhum Oliveira jamais sentará na cadeira de prefeito de Lavras.

... Em Jati, a briga é pela educação. Pelo menos, é o que entendem os pais dos alunos da escola Doralice, no Sítio Carnaúba. Internautas perguntam onde está a educação prometida.

... Os alunos estão sem professores e não tiveram nenhuma aula este ano. A Prefeitura convocou os professores aprovados na seleção. A Justiça também mandou convocar os afastados.

Visivelmente sem equilíbrio emocional, o prefeito de Salitre, Dodó de Neoclides, extrapolou o limite de estresse no 1º de maio, Dia do Trabalhador. Em uma comemoração promovida por sua gestão, o prefeito ficou incomodado com a presença de um popular e acabou desferindo um coice para afastá-lo. Dodó esperava para conceder entrevista. O vídeo viralizou nas redes sociais, colocando seu comportamento em xeque. Faltou respeito. Mas, o comportamento reprovável do prefeito Dodó encontra motivação na pressão popular que vem sofrendo. Apesar de não confirmado pelos presentes, o homem agredido estaria entre os críticos da gestão, que tem sido bombardeada com denúncias. A última dessas denúncias atinge a saúde e teve repercussão na imprensa regional. A denúncia aponta descaso no tratamento médico de um idoso de 77 anos, internado no hospital municipal e que deve perder as duas pernas por falta de higiene em ferimentos. A família do idoso não descarta recorrer à Justiça para responsabilizar a gestão. Diante da dor de cabeça que se avizinha, é bom o prefeito manter o equilíbrio.

Deu o esperado, prefeito e vice cassados

Apesar do pensamento positivo no julgamento do Tribunal Regional Eleitoral, aliados do prefeito de Baixio, Zé Humberto, já sabiam: seria muito difícil escapar. A decisão unânime da Corte foi confirmada no dia 29. Zé Humberto e o vice Donizete Cavalcante foram cassados por abuso de autoridade, sob denúncia de publicidade institucional irregular. É o chamado princípio da impessoalidade, corriqueiramente desrespeitada com o uso das redes oficiais da Prefeitura. Resultado: Zé Humberto foi reeleito, mas acabou cassado e inelegível por oito anos. Pode até recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral, mas os aliados já jogaram a toalha: dificilmente terá sucesso.

Além de cassado e derrotado, pode ser preso

Errou quem achava que o inferno astral do ex-prefeito de Barro, Marquinélio Tavares, tinha passado. Além de cassado e derrotado nas eleições suplementares, Marquinélio foi condenado à prisão pelo Tribunal de Justiça do Ceará, a pedido do Ministério Público do Estado. Marquinélio foi condenado a 13 anos e seis meses, por desvio de recursos públicos entre os anos de 2008 e 2010, seu primeiro mandato, quando também foi afastado. Contratou um laboratório de Mauriti, pertencente a um irmão, o que motivou denúncia de favorecimento e desvio. Mesmo sob investigação, Marquinélio disputou e venceu as eleições de 2020 e tudo se repetiu.

Sem culpa, ex-prefeito muda de lado

Na base do “guerra é guerra” o ex-senador Eunício Oliveira anunciou o apoio do ex-prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, à sua pré-candidatura de deputado federal. Filiado ao PSD, Evanderto era esperado na base de apoio da reeleição de Domingos Neto. Nos bastidores, Domingos Filho, o pai, promete o troco. A avaliação é de traição. Na base de Evanderto, a mudança é o troco pelas eleições de 2020, quando Evanderto teria sido abandonado por Domingos Filho. Certo mesmo é que Evanderto deve trabalhar muito este ano para se projetar em 2024. Aliados garantem que ele não engoliu a derrota de 2020 para o PDT de Libório Leite.

Enquanto isso...

... O prefeito de Antonina, Antônio Filho, surpreendeu o ex-governador Camilo Santana ao convidá-lo para os festejos dos 64 anos do Município. O prefeito disse ser grato a Camilo.

... O deputado Fernando Santana visitou o Cariri no fim de semana. Ao lado dos prefeitos Edson e Marcone, foi à feira de artesanato em Potengi e a festa do Trabalhador em Aurora.

... O deputado Guilherme Landim tem intensificado visitas as suas bases para ampliar contatos. Em Missão Velha, reforçou aliança com os ex-prefeitos Washington e Diego, no 1º de maio.

... Em Jati, dia 30, Guilherme assinou ordem de serviço para a construção do novo Hospital, articulação junto ao Estado. A emoção foi a homenagem ao vice-prefeito Rogério Couto, falecido por covid.

A disputa entre os grupos políticos de Aurora já está definida. Um encontro com o ex-senador Eunício Oliveira, no dia 23, em Fortaleza, selou a chapa a ser defendida pelo ex-prefeito Adailton Macedo e o ex-vereador Chico Henrique, duas das principais lideranças da oposição local. Adailton se comprometeu em votar em Eunício para federal e teve a autorização para defender o nome de advogado Juarez Saraiva para estadual. Adailton e Chico Henrique representam a base da oposição e devem confrontar seus candidatos com os nomes defendidos pelo prefeito Marcone Tavares, que deve apoiar Fernando Santana para estadual e Domingos Neto para federal. Parlamento definido, majoritária em dúvida. Enquanto Marcone está definido com o nome da base aliada para o Governo, Adailton espera pela definição do MDB, que pode apoiar Capitão Wagner e formar mais um confronto com reflexo em 2024.

Outras vias

A disputa entre o prefeito Marcone Tavares e ex-prefeito Adailton Macedo, em Aurora, pode ser surpreendida por outras duas lideranças locais. As outras duas vias representadas na disputa são o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, que defenderá o filho Davi Macedo para estadual e Nelinho Freitas para federal. Parte da base de oposição, que estará com Raimundão, garante que ele pode surpreender os favoritos. Outro que aparece na disputa é o ex-prefeito Carlos Macedo, também forte liderança local e que colocou o nome como pré-candidato a deputado federal. Carlos Macedo ainda não anunciou seu nome a deputado estadual, mas deve seguir indicação do prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, de quem foi chefe de gabinete até bem pouco tempo. Aqui, também, há dúvidas sobre os apoios ao governo do Estado.

Fechados com o erro

As contas do prefeito de Abaiara, Afonso Tavares, devem chegar à Câmara de Vereadores para análise e votação nos próximos dias. Problema: chegarão desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), sob indicação de desobediência
à Lei de Responsabilidade Fiscal. A folha de pagamento estourou o limite de 54%. Na oposição, o debate é que Afonso faz política distribuindo cargos numa clara demonstração de uso da máquina. Claro, tudo é argumento da oposição que está fora da Casa Legislativa, porque na Câmara, a tendência é que os nove vereadores votem para derrubar o parecer do TCE. É bom deixar claro que na Câmara, o julgamento é político, o que não exime os vereadores de enfrentar uma crise moral. Mas, a explicação já está na ponta da língua: não houve desvio. Foi para beneficiar a população. Ou seja, todos têm a perder.

Agenda encerrada

Um dos pré-candidatos ao governo pelo PDT, Roberto Cláudio (RC), finalizou sua passagem pelo Cariri, na quarta-feira, 20, nos municípios de Santana do Cariri e Salitre. RC visitou o Museu de Paleontologia e o Pontal da Santa Cruz, em Santana, e ministrou palestra em Salitre. A visita a Santana aconteceu debaixo de muita tensão. A assessoria de RC se articulou com o ex-prefeito Zé Maia, mesmo o atual Samuel Werton sendo da base do Governo. O mal estar teria sido resolvido com uma conversa e um convite pessoal feito por RC. Já em Salitre, a situação foi bem diferente. Uma boa articulação trouxe o prefeito Dodo de Neoclides para a base de apoio. Dodo foi eleito pelo Pros de Capitão Wagner e acabou mudado de lado. RC foi acompanhado, ainda, pelos prefeitos Ítalo Brito (Nova Olinda) e Antônio Filho (Antonina do Norte). Apesar da gafe e do mal estar, a avaliação geral é que a agenda foi positiva.

Mais uma tentativa

E a prefeita de Jati, Mônica Mariano, continua sua saga de desobediência à Justiça. Essa é a avaliação de sindicalistas e servidores do Município. Em mais um capítulo dessa queda de braço, no dia 22, o Ministério Público do Estado encaminhou Parecer Judicial para a Comarca de Porteiras, apontando a desobediência à decisão proferida em agosto de 2021, que mandava reintegrar os servidores demitidos no início da gestão. No período, dois processos seletivos foram realizados, provando haver a carência. Para promotores, professores e população, não há dúvidas de que as demissões foram por motivações políticas. O documento pede o pagamento imediato de multa, com bloqueio das contas pessoais, e afastamento do cargo em caso de novo descumprimento. Resta saber, quem vence essa batalha: a Justiça ou a prefeita Monica. A população assiste.

Dando o recado

O prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, mandou um recado claro à classe política do Cariri, sobre ter atitude diante dos abusos cometidos pelo aumento da conta de energia elétrica, ele é contra. O recado foi extensivo e direto à Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel), reguladora, e a Enel, concessionária do setor no Ceará. Uma postagem nas redes sociais diz: “Altaneira é contra cobrança abusiva na conta de luz”. A postagem, feita no dia 22, confronta a autorização da Aneel para reajustes de 24,85%. Dariomar aproveitou para convocar colegas prefeitos e políticos cearenses, dizendo que não se pode permitir que, “diante de um cenário pandêmico, a conta de luz de nossa gente fique acima do que podemos pagar”. A repercussão foi imediata junto à população. Agora é esperar se a Câmara e outros prefeitos da região se manifestarão.

Enquanto isso...

... A verdade é que o prefeito de Altaneira não está só. Ainda no dia 20, o ex-senador Eunício Oliveira já se manifestava na mesma direção. “O cearense, já tão castigado por um período triste da nossa história, com pandemia, desemprego, fome, inflação nas alturas...”. E Eunício questionou: “Será que vamos ter de voltar aos tempos da lamparina?”

... No mesmo dia, o vice-presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Landim, protocolou junto ao Decon, Procon e Ministério Público, requerimentos exigindo a fundamentação para o aumento. Para Guilherme, o aumento é abusivo, descabido e desrespeita a população.

... A série de protestos estão sendo fortalecidas pelos encaminhamentos. Além de explicações sobre a base para os aumentos, cobradas por Guilherme Landim, o vice-presidente as Assembleia, deputado Fernando Santana enviou requerimento à Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia solicitando uma audiência pública para debater o tema.

... Além do “aumento abusivo”, Fernando quer discutir a qualidade dos serviços prestados pela Enel no Ceará. Ele cita que a empresa é alvo de muitas reclamações. “É um absurdo que o povo siga pagando cada vez mais caro por um serviço de baixa qualidade!”. Claro, até agora, como sempre, a Enel não se manifestou. É esperar que o movimento dê resultado.

Disposto a se aproximar das lideranças políticas do Cariri, o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, do PDT, vem preparando sua entrada da região. RC, como é conhecido na capital, tenta se viabilizar na disputa ao Governo do Estado, melhorando a relação com o interior. Mas, se depender da base do prefeito Deda Pereira, em Farias Brito, ele vai ter muitas dificuldades. Marcada para esta terça-feira (19), a visita tem sido criticada por aliados de Deda, que também é do PDT. Lideranças ligadas ao prefeito têm mandado recado: não é bem-vindo. Nas redes sociais, um perfil do Facebook ligado a Deda lembrou os vários escândalos envolvendo a gestão de RC. Desvios e superfaturamentos investigados pelo Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União dominam a discussão sobre o pré-candidato ligado aos irmãos Cid e Ciro Gomes. Deda apoia o deputado Mauro Filho na disputa interna. O desgaste pode gerar rupturas.

Com boas vindas

Questionado por uns, reverenciado por outros, essa é a situação do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, no Cariri. Depois de ser acusado de corrupção por lideranças em Farias Brito – integrantes da mesma base pedetista –, Roberto Cláudio vai receber, no dia 20, o título de cidadão de Nova Olinda. Esperado com pompas, o pré-candidato ao Governo do Estado tem amplo apoio na base do prefeito Ítalo Brito, do PP. A articulação para a sessão solene é da presidenta, vereadora Lurdes da Saúde, também do PP. Mesmo sendo da base governista no Estado, em Nova Olinda, o PP é adversário do PDT local, liderado pelo deputado federal Idilvan Alencar. A dúvida é se Idilvan vai prestigiar o evento articulado pela base do prefeito Ítalo. Sem ter nada com isso, Roberto Cláudio comemora a honraria e o apoio.

Sem unidade

O debate sobre falta de unidade em grupos políticos está novamente em pauta em Farias Brito. Na base de oposição, há muita repercussão com as diferentes candidaturas defendidas pelos ex-prefeitos Vandevelder Freitas e Zé Maria. Apesar de aliados históricos, Vandevelder vai de Fernando Santana e Zé Maria de Agenor Neto. No Município, a especulação é que os dois romperam e a divisão mostrará quem é mais forte. Zé Maria já se articula com os vereadores Júnior da Betânia e Valdemir da Betânia, além do suplente Salviano da Cariutaba. O grupo tem sido avaliado como possível ameaça ao comando de Vandevelder, mas aliados de Vandevelder garantem que tudo não passa de uma estratégia para enfraquecer o prefeito Deda Pereira. A ideia seria o grupo fazer o primeiro e o segundo colocado na disputa estadual e depois voltar a se unir.

E agora?

Depois de segurar por anos o rateio dos precatórios do antigo Fundef aos professores, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, parece ter sido vencido. Dariomar Rodrigues disse que uma decisão judicial faria uma reviravolta no debate, garantindo que os valores seriam usados para benefícios aos alunos da rede pública municipal. A retenção dos recursos tem sido questionada pelos professores, que ingressaram com várias ações judiciais, inclusive coletiva, tendo à frente o sindicato. O problema para Dariomar é que a decisão judicial esperada ainda não saiu, e o presidente Jair Bolsonaro publicou no Diário Oficial, no dia 13 deste mês, sanção da lei que estabelece que os recursos devem ser, realmente, distribuídos com os professores. A lei especifica que estados e municípios definam os critérios, mas que o dinheiro terá que ser distribuído. E agora Dariomar?

Além da fronteira

Depois de conseguir boas articulações políticas em municípios como Aurora, Barro, Mauriti, Milagres, Crato, Juazeiro e Missão Velha, o advogado Juarez Saraiva começa a expandir sua influência buscando se firmar em colégios eleitorais de cidades dos Inhamuns, Sertão Central e Região Metropolitana de Fortaleza. Juarez sabe do potencial do Cariri para eleger representantes para a Assembleia Legislativa e garante que vai ocupar os espaços deixados pela “velha política”. Pré-candidato a deputado estadual, Juarez é recém filiado ao União Brasil, após saída amigável do MDB. Aos amigos, Juarez garante que seus aliados têm peso político e que pode surpreender como candidato novo. Uma das lideranças do Cariri que defendem o nome de Juarez é o prefeito de Aurora, Adailton Macedo. No União Brasil, o nome do caririense é avaliado como favorito. É esperar!

De volta

Quem está de volta ao ninho petista é o ex-prefeito de Araripe, Geovane Guedes. O anúncio foi feito nas redes sociais do deputado federal José Guimarães, no dia 14, em Fortaleza. A reentrada de Geovane no PT foi articulada por Guimarães. Depois de deixar o PT, em 2016, após ser eleito prefeito, Geovane passou pelo PR de Roberto Pessoa, MDB de Eunício Oliveira e PSD de Domingos Filho. Guimarães garante que sua saída jamais deixou mágoas, diferente das outras siglas. Fechado com a reeleição de Guimarães, há quem garanta que Geovane já articula sua candidatura para voltar a Prefeitura em 2024, aproveitando a provável onda Lula. Claro que antes, Geovane precisa refazer toda sua base de apoio depois da derrota nas eleições de 2020, com a candidatura do seu primo Roberto Guedes. Espera contar com os deslizes do atual prefeito Cícero de Deus.

Enquanto isso...

... Em Campos Sales, a Prefeitura Municipal divulgou nota esclarecendo sobre a possibilidade de o Município ficar as escuras. Segundo a nota, em março deste ano, a ENEL notificou o Município sobre a suspensão do fornecimento de energia da iluminação pública, em consequência de um débito de R$ 416 mil. O caso foi parar na Justiça.

... Para a Prefeitura, o valor é referente a um Censo realizado em 2020, onde a ENEL, por metodologia própria, identificou vários pontos de luz de competência do Município que não foram inclusas no parque de iluminação local. Resultado: uma ação judicial que manteve o fornecimento. A Prefeitura alega que não participou do Censo.

... Em Barro, os eleitores parecem assistir o surgimento de uma nova oposição; pelo menos, no discurso. Mesmo sem qualquer expressão política reconhecida pelas atuais lideranças do Município e desistindo de uma pré-candidatura a deputado estadual, o conhecido professor Bezerra, do PCdoB, se lançou como candidato a prefeito em 2024. ... Com discurso forte, o novo opositor garante que a atual gestão do prefeito George Feitosa acontece apenas nas redes sociais. Bezerra não vê conquistas, avalia a gestão como “caseira” e garante ser questão de tempo receber o apoio das forças oposicionistas do Município. Vale salientar que o PCdoB, sequer, participou das últimas eleições em Barro.

Redes sociais geram crises para prefeitos e gestores do Cariri. Em Jati, por exemplo, as redes têm sido fundamentais para que comunidades se manifestem sobre problemas na gestão da prefeita Mônica Mariano, do PSD. Desde o dia 3, pais de alunos da rede pública municipal não pouparam críticas aos veículos que transportam seus filhos. Partes amarradas com cordas, bancos sem encosto e cinto de segurança, além de veículos lotados e constantemente atrasados. Repercutindo muito na imprensa local, a Secretaria de Educação chegou a dizer que os problemas seriam resolvidos; só não disse quando. A comunidade promete levar o caso ao Ministério Público, por risco a vida dos alunos. A reclamação vem da zona rural, mais intensa nos sítios Cabeça do Boi, Cabocó, Faustino e Balanças. Fotos e vídeos embasam as reclamações.

Mais conflito

E as redes sociais têm sido, realmente, um terror para a gestão Mônica Mariano. Outra reclamação que vem da zona rural mostra trechos das rodovias intransitáveis e a população clamando por ações para resolver o problema. Para piorar ainda mais a imagem da prefeita, a gestão tem sido vinculada à morte de uma ex-servidora que cometeu suicídio. Nas redes, pessoas garantem que a exoneração da servidora motivou a tragédia. Entre as primeiras ações ao assumir o Município, a prefeita demitiu contratados e efetivos em idade de aposentadoria. O caso foi parar na Justiça e a prefeita já perdeu em duas instâncias, mas tem protelado a reintegração dos servidores, ao recorrer sucessivamente das decisões. Procurada por esta coluna, a assessoria do gabinete da prefeita não respondeu sobre os casos. Deu o silêncio como resposta.

No mesmo caminho

Se alguém pensa que Jati é o único município a ter problemas com transporte de alunos, está enganado. Em Granjeiro, a situação chegou ao ponto de a Secretaria de Educação assumir o problema e cancelar as aulas em três escolas do Município, atestando a incapacidade de gerir o bem público. Tudo comunicado oficialmente às comunidades e a população da cidade. As escolas prejudicadas – Augusto Ferreira, Mauro Sampaio e Miguel Saraiva – sequer, tiveram uma previsão do retorno das aulas, suspensas desde do dia 29 de março, por tempo indeterminado. No comunicado, apenas a explicação da dificuldade de acesso dos alunos até as escolas. Pouca explicação e falta de respeito por parte do prefeito Chico Clementino. Diante do problema, não se ouviu uma posição vinda da Câmara de Vereadores, onde o gestor tem maioria.

Tem bons exemplos

Diante dos maus exemplos de Jati e Granjeiro com a educação, servidores e infraestrutura de estradas, melhor ficar com os bons exemplos de Barro e Assaré. Sem desculpas sobre o período chuvoso, o prefeito de Assaré, Libório Leite, iniciou a restauração das estradas da zona rural. Os sítios Amaro, Andresa e Cajazeira do Simeão já sentem o resultado. No Barro, o prefeito George Feitosa tem usado as redes sociais a seu favor. Claro, tem o que mostrar. Depois de receber a gestão no caos e ter ajustado as finanças do Município, o gestor tem apresentado ações como pagar os salários dentro do mês, além do parcelamento dos atrasados deixados pela antiga gestão, de Maquinélio e companhia, que vale salientar foi desastrosa. Sem falar na folha do Previne Brasil, incentivos aos ACS e reajuste de 33,24% para professores. Ou seja, não tem segredo é só vontade política.

Fechando articulações

Entrando na fase de confirmar apoios, antes de correr atrás de novos. É o que tem demonstrado alguns pré-candidatos no Cariri, como o suplente de deputado estadual Rafael Branco, que confirmou os apoios do vice-prefeito de Potengi, Humberto Barreiro (PP), e do presidente da Câmara, Ailton Leite (Psol). A articulação, que estava adiantada, foi confirmada com a pré-candidatura de Rafael a deputado federal. A expectativa é que Rafael seja bem votado no Município, já que Humberto e Ailton querem mostrar força visando 2024. Em Milagres e Granjeiro, quem andou reafirmando apoios foi o deputado estadual Danniel Oliveira, candidato à reeleição. Danniel confirmou o vice-prefeito de Milagres, Anderson Eugênio (MDB), e o prefeito de Granjeiro, Chico Clementino (PSDB). Danniel e Rafael são duas lideranças jovens do Cariri.

De volta aos precatórios

A chamada bancada da Educação, da Câmara de Farias Brito, resolveu agir em defesa da categoria. Os três vereadores professores, Cícero Baxim (PCdoB), Waltene (PDT) e Flávio Jorge, procuraram o juiz Diogo Schenatto Irion e o prefeito Deda Pereira, em busca de uma solução para os precatórios do antigo Fundef. Os parlamentares querem o rateio dos quase R$ 3 milhões entre 270 professores do Município. A última reunião do grupo aconteceu no dia 5, quando avaliaram o resultado das conversas com chefes dos poderes Executivo e Judiciário. Como presidente da Câmara, Flávio representou o Legislativo local e se disse esperançoso com o atual estágio do processo na Justiça e, claro, com a boa vontade do prefeito Deda, em repassar os recursos após a conclusão do processo. Ou seja, entre esperança e boa vontade, os professores continuam à espera.

Enquanto isso...

... E por falar em educação, o prefeito Deda Pereira recebeu prêmio pelo compromisso com políticas da Primeira Infância em Farias Brito. A premiação, entregue no dia 28 de março, no 5º Encontro Estadual do Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil no Ceará, é o primeiro resultado, de fato, da gestão Deda.

... O plano de Farias Brito foi premiado por firmar compromisso com as políticas da Primeira Infância para os anos de 2022 a 2025, e contém ações das áreas de educação, saúde, proteção social e defesa de direitos, meio ambiente, infraestrutura, cultura, dentre outras temáticas para crianças de 0 a 6 anos, a ser aplicadas nos próximos anos. Agora é só aplicar!

... Em Caririaçu, uma decisão da Justiça Eleitoral, cassando o mandato do vereador Tiago de Rossini (PDT), presidente da Câmara, sacudiu a política local e movimentou bases para um possível afastamento do vereador, eleito para o comando da Casa em 2021. A repercussão foi tanta que o presidente veio a público questionar a decisão e alegar inocência.

... Tiago disse que a acusação de compra de votos é injusta e que vai apresentar recurso ao TRE, em Fortaleza, onde será julgado pelo colegiado. Claro, Tiago fez questão de dizer que permanece no mandato e na presidência da Câmara. A verdade é que todas as testemunhas ouvidas em juízo isentaram o vereador da prática ilícita. Até agora, não convenceram.

A escolha do candidato a governador da base comandada pelos irmãos Cid e Ciro Gomes está causando espera em prefeitos do Cariri. Pelo menos, dois gestores esperaram pelo resultado da disputa interna que pode durar até o mês de agosto, prazo final para as convenções. O problema é que muitos prefeitos podem cansar de esperar, sem falar na pressão política que devem sofrer. Nomes como o deputado federal Mauro Filho, são esperados pelos prefeitos de Farias Brito, Deda Pereira, e de Altaneira, Dariomar Rodrigues. No caso de Dariomar, a segunda opção seria o deputado federal José Guimarães, que já conta com o apoio. Outros nomes colocados na disputa, como a governadora, Izolda Cela, Evandro Leitão e Roberto Cláudio, não têm entrada no Cariri. Mas, outra indicação também pode mudar toda a configuração de apoios na região. O deputado Fernando Santana pode ser o candidato a vice na chapa governista.

Volta por cima

Depois de muita discussão, enfrentamentos políticos e batalhas jurídicas, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, acredita estar próximo de conseguir justificar sua decisão de não ratear o dinheiro do precatório do antigo Fundef, com os professores do município. Dariomar tem afirmado ter conhecimento de uma decisão do judiciário reconhecendo que os valores devem beneficiar diretamente os alunos das redes municipais. Se estiver correto, apesar de não apontar de onde sairá a decisão, Dariomar será um dos poucos que a se livrar de possíveis penas. Será uma verdadeira tempestade jurídica que alcançará a maioria dos prefeitos brasileiros. Diante de tantas discussões e polêmicas, um alento: Dariomar garante que o recurso, algo em torno de R$ 5 milhões está na conta esperando a decisão. Muita gente achava que o recurso tinha sido gasto.

Decisão para o futuro

Em contato com esta coluna, o vice-prefeito e secretário de Educação de Abaiara, Ângelo Furtado, conhecido como Angim, repudiou o vazamento de uma conversa reservada, que o coloca de forma prematura na disputa pela Prefeitura de Abaiara, mais de dois anos antes da eleição municipal. Angim garante que não disse que seria candidato e sim que, caso houvesse um direcionamento da base do prefeito Afonso Tavares nesse sentido, estaria a disposição para discutir. O secretário disse que jamais falaria da questão antes de confirmar com seu grupo e avaliar a aceitação da população. Ângelo foi noticiado por esta coluna como candidato a prefeito de Abaiara para 2024, depois de informações disseminadas por profissionais de uma rádio local, que teriam ouvido do próprio Angim. Versões dadas. Agora é esperar as articulações para 2024.

Professor de “gato”

A sessão da Câmara de Assaré, do dia 24, teve um fato inusitado, para não dizer estarrecedor. O vereador Zé Filgueira, surpreendeu ao revelar que é “profissional em fazer gato de energia elétrica”. O vereador admitiu que praticou o crime em sua residência, no sítio Cercada, na Serra de Santana. “Na serra, eu sou o campeão dessas coisas. Eu fui vítima lá em casa um dia. Cortaram (a energia) na sexta-feira. Quando eu cheguei lá em casa, estava tudo no escuro. Eu disse: ‘é fácil demais’. Subi lá no poste e liguei”, disse Zé Filgueira, para os colegas no plenário. Ainda durante o pronunciamento, o vereador reclamou da demora da Enel nas religações. A atitude do parlamentar caracteriza crime de furto e fere o decoro parlamentar. A presidência da Câmara não se pronunciou sobre o assunto, mas a própria Enel deve processar o vereador. Que coisa!

Boa intenção

O prefeito de Potengi, Edson Veriato, anunciou nas suas redes sociais um projeto que, teoricamente, vai beneficiar os agricultores do Município. Digo teoricamente, porque no vídeo que o gestor faz ao lado secretário de Agricultura, Osvaldo Castro, não se fala quais benefícios seriam esses. Os dois fizeram o anúncio direto do plenário da Câmara, onde tinham acabado de protocolar o projeto “Colheita Garantida”, na sessão do dia 28. Pelo vídeo não se sabe se a garantia será financeira ou por meio de assistência técnica como, inclusive, sugere o prefeito. Veriato fala em “atender a população na parte da debulha”, o que deixa a entender que será um auxílio com equipamento após a colheita. A expectativa é que, no projeto, os objetivos estejam melhor colocados para que os vereadores decidam com clareza. Não resta dúvidas da boa intenção.

Crise no Legislativo

A Câmara de Milagres foi sacudida na última semana, mais especificamente na sessão do dia 29, por uma denúncia da vereadora Michelyane Braga. Ela acusa o Poder, ao qual faz parte, de falta de transparência. A motivação para o ataque seria a ausência de prestação de contas e omissão na resposta de ofícios. A vereadora foi dura ao ameaçar recorrer ao Judiciário e ao Ministério Público, caso a Lei Orgânica continuasse sendo descumprida. Não disse que lei estava sendo descumprida pela Casa, mas na mesma sessão aprovou o Projeto de Lei que institui, no âmbito do Município, o “Abril Azul” como forma de conscientizar sobre o espectro autista. Apesar de aprovado, a vereadora parece temer que sua lei caia no esquecimento. Se a motivação for essa, é bom lembrar que o papel da Câmara é aprovar as leis, não as fazer cumprir.

Enquanto isso...

... A crise no Legislativo de Milagres acabou pousando no colo do seu presidente, vereador Geraldo Netto que, claro, negou a omissão e falta de transparência. E foi mais longe ao sugerir que a vereadora não sabe buscar fontes de informação. Ao Portal OKariri, Geraldo foi convincente: as prestações de contas estão no TCE e no Portal da Transparência.

... Na mesma resposta, Geraldo observou que os ofícios enviados, cumprem prazo regimental para as respostas. Para aumentar a crise, o presidente informou que a vereadora tem se recusado a receber ofícios com respostas da Câmara. Ou seja, sugeriu que a parlamentar trabalha para criar crises. Na verdade, na Câmara, as palavras da vereadora passaram ao vento.

... Longe da crise no Legislativo, o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, foi a Fortaleza e anunciou uma excelente notícia: o Município terá iniciada a construção de uma estação de tratamento de esgoto. É o primeiro passo para o saneamento. O Governo do Estado se comprometeu em desapropriar uma área para iniciar a construção.

... Bem articulado politicamente, junto ao Governo do Estado, o prefeito Figueiredo também tem mantido uma boa relação com a Câmara. Talvez, por isso, tenha se recusado a comentar a crise no Legislativo. Respeitou a independência dos poderes. Figueiredo conseguiu eleger cinco dos 11 vereadores, mas com habilidade conseguiu construir maioria na Casa.

O líder da oposição de Altaneira, Ariovaldo Soares, do PDT, aproveitou a sessão do dia 24 para relembrar uma discussão que, segundo ele, perdeu o interesse da Câmara. O recado foi direto ao presidente da Casa, Claudovino Soares, do PT. O tema é a revitalização da Lagoa Santa Tereza, defendida por Claudovino e por entidades como a ARCA. Irônico, Ariovaldo disse nunca ter acreditado no projeto, mas tinha a esperança de ver concretizado. E completou: “mas vocês que sempre defenderam, não deveria ficar omissos”. Claudovino sabe que a revitalização não acontecerá na gestão prefeito Dariomar Rodrigues e tenta evitar desgastes. Apesar do desconforto, Claudovino reconheceu que nada de concreto foi feito até agora. Longe da tensão política, o professor Tolovi, líder da ARCA, perdeu mesmo foi a esperança. Ele critica tanto a gestões Dariomar como a do ex-prefeito Delvamberto. Ambas não tiveram interesse.

Enfrentamento PT-PDT

Em Altaneira, os grupos do prefeito Dariomar Rodrigues e do ex-prefeito Delvamberto Soares se preparam para mais um enfrentamento. Vale salientar, estão no mesmo palanque, apoiando o nome do Governo que virá para a disputa estadual, Camilo para o Senado e Lula para presidente. Partidos da mesma base, a disputa entre o PT de Dariomar e o PDT de Delvamberto se dará para os parlamentos. Dariomar já se definiu e vai de Fernando Santana (estadual) e José Guimarães (federal). No grupo de Delvamberto, o desafio é manter a união. A única definição é que a chapa será pedetista. Mesmo sem definição, os nomes mais defendidos no grupo são de Idilvan Alencar para federal e Guilherme Landim para estadual. A disputa promete ser boa, já que está em jogo o fortalecimento para 2024. Dariomar garante que fará o sucessor e Dariomar aposta que volta ao poder.

Racha na base

O vice-prefeito de Abaiara, Ângelo Furtado, fez uma revelação bombástica a uma rádio local: vai ser candidato a prefeito em 2024. A revelação antecipa uma disputa que deveria ocorrer apenas em 2023, na base do prefeito Afonso Tavares. Na conversa, Ângelo admite que assumiu a Secretaria de Educação justamente com esse objetivo. A dúvida é se isso se configura uso da máquina em benefício próprio. O Ministério Público deve ficar de olho. Mas, a candidatura de Ângelo parece longe do consenso. O próprio disse que o PT, hoje de Afonso, deve sofrer um esvaziamento. Parte da base prepara filiação ao PDT, hoje comandado por pessoas ligadas ao mesmo Afonso. O vice-prefeito não falou em racha, mas o tensionamento é explícito. Para estancar a crise, Ângelo e outros articuladores tentam resolver a situação. Trocando em miúdos, poderemos ter outro enfrentamento entre PT e PDT no Cariri, em 2024.

Começando mal

A pré-candidatura do vice-prefeito de Abaiara, Ângelo Furtado, parece nascer diante do pior cenário. Como secretário de Educação, Ângelo tem sido questionado por má gestão na pasta. Na mesma entrevista na rádio local, vale salientar, para um dos líderes da oposição, o radialista João Neto, o secretário estava tentando explicar uma série de desmandos no transporte escolar apontados pela população. Transporte Universitário abandonando estudantes em Brejo Santo, ônibus sem combustível a caminho do Crajubar, além de alunos tendo que descer do ônibus por falta de trafegabilidade na zona rural.  Nas palavras do secretário, vice-prefeito e candidato a prefeito, tudo é apenas uma questão de comunicação. Para quem pretende ser prefeito, Ângelo já aprendeu a dar desculpas, falta aprender um pouco de gestão.

Costas largas

A prefeita de Jati, Monica Mariano, parece mesmo ter as “costas largas” na Justiça cearense. Mesmo depois de uma liminar mandando reintegrar servidores demitidos no início da gestão, a prefeita insiste em mantê-los afastados. São duas decisões pela reintegração, sem que a gestão cumpra. Na segunda decisão, o juiz de Porteiras, Gonçalo Benício, dia 9, negou embargo de declaração mandando pagar os salários suspensos desde maio de 2021. A gestão não pagou e nem reintegrou. A informação é que recorreu ao Tribunal de Justiça do Ceará, em Fortaleza. A prefeita teria resolvido levar o caso até o fim, motivada pela informação de que a Fetance, autora da ação, estaria preparada para um longo embate judicial. No embate, já está dois a zero para a Fetance, mas sem conseguir levar os servidores aos postos de trabalho. Vamos ver como será adiante.

Quem é o pai

O anúncio do governador Camilo Santana, dia 18, de que vai incluir a rodovia que liga Farias Brito a Carius no Programa Ceará de Ponta a Ponta, gerou mais uma polêmica na política de Farias Brito. Comemorado pela equipe do prefeito Deda Pereira, como sendo uma conquista da atual gestão, a articulação da obra foi requerida por militantes da antiga gestão do prefeito Zé Maria, como sendo uma articulação do vereador petista Edson Ferreira, que agora é da oposição ao prefeito Deda. O vereador teria enviado requerimento no dia 8 de fevereiro solicitando a obra. Na base de Deda, o caso é tratado como piada, já que segundo alguns, Edson era da base e tinha conhecimento das articulações que estavam sendo feitas; apenas aproveitou a informação privilegiada. Pelo menos nas redes sociais, o prefeito Deda não polemizou. Sabe que ficará como “pai da criança”.

Enquanto isso...

... Ainda em Farias Brito, o prefeito Deda Pereira aproveitou a festa de São José, no Distrito do Quincuncá, dia 19, para passar um recado claro: seu candidato a estadual é Davi de Raimundão. Os dois estiveram juntos durante o leilão da paróquia do santo, rodeados de secretários da gestão e de vereadores da sua base de apoio. Parecem unidos.

... União da disputa para deputado estadual, dúvida no restante da chapa. Para federal, Deda já recebeu vários pré-candidatos, mas sem manifestação de apoio. Deda estaria esperando pela definição da candidatura da base ao Governo do Estado. Quer votar em Mauro Filho para federal. Nesse jogo, há uma certeza, Deda não vota em José Guimarães.

... Entre as últimas ações do governador Camilo Santana no comando do Abolição está a assinatura da ordem de serviço para a construção do Complexo e monumento da Menina Benigna Cardoso, em Santana do Cariri. Assinada no dia 27, a obra será construída em uma área de 110 mil metros quadrados e vai melhorar toda a infraestrutura de acesso. A reivindicação era antiga.

... Reivindicada por anos, a viabilização da obra tem nome: Samuel Werton. Habilidoso, o prefeito se aproximou de Camilo e garantiu a obra que coloca o Município no mapa do turismo religioso do Cariri. A parceria deve resultar no voto em Fernando Santana para estadual, articulador da obra, e Camilo para Senador. O restante do palanque está indefinido.

O ex-prefeito de Barro, Marquinélio Tavares, teve mais uma derrota na Justiça Eleitoral. Desta vez, na instância superior. Uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do dia 17, manteve o afastamento e a inelegibilidade de Marquinélio e seu vice, José Vanderval, por oito anos, em análise de Tutela Cautelar pedindo sua volta ao cargo. Marquinélio precisava de decisão favorável para evitar o resultado final do processo de abuso de poder político e econômico, que ainda será julgado. O julgamento deve confirmar o fim da carreira política de Marquinélio, que vê seu grupo esfacelando. O vice Vanderval foi o primeiro a abandonar o barco. Mudou de lado ainda na eleição suplementar e, hoje, se articula com o prefeito George Feitosa. A decisão do TSE teve seis votos pela manutenção da cassação e uma abstenção, rejeitando o argumento da defesa de que as cerca de 150 contratações foram necessárias, mesmo em ano eleitoral.

Longe da crise
Longe das crises políticas, o prefeito de Barro, George Feitosa, continua articulando recursos para tirar o Município do buraco que recebeu. Entre os dias 7 e 11 deste mês, George esteve em Brasília, em busca de soluções para antigos problemas, como a falta de transporte escolar, merenda e construção de novas escolas. Apesar dos esforços junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a herança maldita continua impedindo o recebimento de recursos. O Município está inadimplente com o órgão. Em reunião com o presidente do FNDE, Marcelo Lopes, o prefeito tomou conhecimento do que fazer para sanar a situação. Frustração no FNDE, motivação para buscar outras fontes. Com o deputado Danilo Forte, o prefeito conseguiu R$ 500 mil para a Saúde. Entre decepções e boas notícias, a avaliação da equipe é que George terá muito trabalho.

Mais uma licença
O prefeito de Mauriti, Isaac Júnior, deve se manter por mais um tempo longe da Prefeitura. Um novo pedido de licença foi encaminhado à Câmara. É o quarto desde janeiro de 2021. Pessoas próximas apontam um quadro clinico que ainda requer cuidados. O detalhe do pedido é que o prefeito está abrindo mão dos rendimentos. A licença é sem remuneração. Muito nobre a atitude. O problema é que o prefeito em exercício, João Paulo, começa a levantar a desconfiança da própria base. É avaliado como um homem da burocracia e de pouca habilidade política. Essa falta de habilidade tem levado, por exemplo, o governo a fatiar o apoio nas eleições deste ano. Só para deputado estadual, João Paulo deve votar em De Assis, Moisés Braz, Vanderlei Freire, Audic Mota e Fernando Santana. Já tem gente levantando um: “volta Júnior”. O temor é que a divisão deixe a gestão sem compromisso de nenhum deputado.

De olho em 2024
E a disputa eleitoral em Farias Brito continua a todo vapor. Um perfil nas redes sociais ligado à oposição tem atacado vereadores que teriam votado contra projetos para educação e a saúde. A postagem trata os vereadores Julinho da Saúde, Professor Waltene, João Camilo, José Anchieta, Raul da Serra e Cícero Baixinho como traidores. Isso por votos contra a ampliação de professores e artigos do Plano de Cargos e Carreiras do Magistério. Tudo sem dialogar com a classe. Os parlamentares teriam votado contra o reajuste salarial de 2021 e a lei que garantia medicamentos para pessoas com doenças como o câncer, além do transporte sanitário para pessoas em tratamento de saúde. Os vereadores são da base do prefeito Deda Pereira. O perfil expõe fotos e pede que os eleitores lembrem de cada vereador nas próximas eleições. Ou seja, para os opositores, 2024 está logo aí.

Pauta sem força
Sem a presença dos prefeitos e ausência de deputados federais padrinhos, os secretários de educação de Araripe, Renato Lima, e Salitre, Aurélio Ribeiro, resolveram peregrinar Brasília, solitários politicamente. Os dois se dizem preocupados com a política de alfabetização nos municípios e, para discutir o assunto, conseguiram se reunir no dia 17 com diretores e coordenadores da área no Ministério da Educação. Os secretários solicitaram recursos do Programa Brasil Alfabetizado, paralisados no Ministério desde 2018, a abertura de novas turmas, além da implantação de pré-escolas dentro do Programa Tempo de Aprender. Apesar da boa intenção, os dois secretários, sem força política, foram recebidos por quem não tem força de decisão. Valeu pelo turismo. Os prefeitos Cícero de Deus (Araripe) e Dodó de Neoclides (Salitre), nem se manifestaram.

Dando o troco
A oposição de Porteiras decidiu dar o troco no governador Camilo Santana. A dupla derrotada nas eleições de 2020, Mundinho Inácio e Joaquim de Paulo, declarou apoio à candidatura de Capitão Wagner (Pros) para o Governo do Estado. Mundinho e Joaquim disputaram a eleição municipal pelo PT de Camilo, que declarou apoio a reeleição do prefeito Fábio Pinheiro (PTB). O curioso é que a dupla mantém o apoio ao ex-presidente Lula e prometem colocar os dois no mesmo palanque. Claro, no caso de Lula, representado por seus apoiadores. Mas, a disputa mesmo deve acontecer no âmbito municipal, onde Mundinho garante que vai derrotar o prefeito Fábio, que deve apoiar o nome indicado pela base liderada pelos irmãos Cid e Ciro Gomes. O resultado final deve interferir pouco na decisão estadual, mas servirá como previa para 2024 no Município.

Enquanto isso…
A tática de reunir opositores do Cariri está se fortalecendo na pré-campanha do deputado federal Capitão Wagner ao Governo do Estado. Em Abaiara, o emedebista Pedro Marcos declarou apoio a Wagner. Pedro foi derrotado pelo petista Afonso Tavares nas últimas eleições. Apesar da derrota, Pedro Marcos foi votado por 45% dos eleitores locais.

Pedro Marcos foi seguido pelo comunicador João Neto, que também declarou apoio a Wagner, durante a cerimônia de entrega de título de cidadão juazeirense, no último dia 17. João Neto deve concorrer a uma vaga para a Assembleia Legislativa pelo União Brasil, partido liderado por Wagner. Os dois também trabalham para chegar mais fortes na eleição de 2024.

Em Milagres, a interação entre o prefeito Cícero Figueiredo e o deputado estadual Guilherme Landim está cada vez maior. Os dois foram ao Porto de Suape, em Pernambuco, no dia 07, para anunciar a instalação de uma distribuidora de combustíveis no Município. As obras estão previstas ainda para este semestre, o que acelera a geração de empregos.

A empresa Pandenor deve instalar um grande polo de distribuição de combustíveis e derivados no Distrito do Café da Linha, com investimentos de R$ 100 milhões. Além de Figueiredo e Guilherme, a comitiva foi formada por secretários municipais e vereadores, que avaliaram o momento como um divisor de águas na articulação política do Município.

O secretário de Agricultura de Farias Brito, Alfredo Leite, conhecido como Alfredinho, está entre a cruz e a espada. Segundo um perfil nas redes sociais ligado à oposição, o secretário mentiu para os vereadores. Alfredinho foi convocado pela Câmara para fazer uma prestação de contas da sua Secretaria, mas apresentou atestado médico para justificar sua ausência na sessão. A mentira acabou sendo revelada pelo perfil, que publicou portaria assinada pelo prefeito Deda Pereira, concedendo diária para viagem à Fortaleza, com agenda na Secretaria de Agricultura do Estado. Agora, o secretario terá que explicar o que realmente aconteceu: estava doente ou em Fortaleza? Se estava doente, pode responder por improbidade ao receber indevidamente as diárias. Se estava em Fortaleza, pode responder por falsidade ao forjar o atestado médico. Alfredinho pode comprometer ainda o prefeito Deda ou o médico que assinou o atestado. Quem será que mentiu?

Sob tensão

E as tensões políticas em Farias Brito estão cada vez maiores. A divulgação de uma decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), favorável ao ex-prefeito Vandevelder Freitas, acabou aumentando essa tensão. Vandevelder tinha sido considerado inelegível pela Justiça Eleitoral local, mas conseguiu reverter em Fortaleza. O pleno do TRE foi convencido, de forma unânime, sobre a ausência de elementos de provas que justificassem a condenação, além de contradição das testemunhas em depoimentos. Vandevelder promete assumir, de fato, a liderança da oposição ao prefeito Deda Pereira, e já começou pela retirada do PT da base do prefeito Deda e se prepara para aumentar sua participação nas críticas à gestão. Prefeito por quatro mandatos, Vandevelder sabe como identificar as falhas de uma gestão. Vai dar trabalho.

Entrou na mira

A base aliada do ex-prefeito de Farias Brito, Vandevelder Freitas, acusa os aliados da atual gestão do prefeito Deda Pereira de estarem plantando escândalos contra o líder da oposição. A guerra envolvendo as duas forças entra em nova fase, a do teste de temperamento, com situações vexatórias em público. Na última semana, foram duas tentativas que, vale salientar, deram certo. Médico, Vandevelder reagiu às reclamações de pacientes e o desgaste já traz prejuízos à sua imagem. Na mesma semana, foram dois casos, ambos com gravações. Uma mulher gravou as reclamações dentro de um consultório e um homem gravou na rua. Vandevelder reagiu as duas e virou alvo de críticas. Vandevelder prometeu processar os autores das gravações, mas o estrago político está feito. Resta saber se a estratégia terá troco. Vale salientar que o temperamento de Deda é bem parecido.

Defesa aberta

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa (PT), é a primeira liderança política do Cariri a opinar sobre a indicação da base governista a sucessão do governador Camilo Santana. Aniziário usou as redes sociais para anunciar seu apoio ao senador Cid Gomes (PDT) e o deputado estadual Fernando Santana (PT), respectivamente, candidatos a governador e a vice. Aniziário foi direto ao dizer que “está definido os novos candidatos a governador e vice no Ceará, com o nosso deputado Fernando Santana e o nosso senador Cid Gomes”. Na disputa, o nome do senador Cid não é citado, mas continua sendo especulado por parte da imprensa estadual. Nos bastidores, Aniziário fala que essa seria a melhor opção para pacificar a disputa na base entre Evandro Leitão, presidente da Assembleia, Roberto Cláudio, ex-prefeito de Fortaleza, e a vice-governadora Izolda Cela. Aliado do governador Camilo Santana, Aniziário pode estar mandando um recado.

No mesmo barco

Os prefeitos de Nova Olinda, Ítalo Brito, e o de Santana do Cariri, Samuel Werton, estão reclamando do mesmo problema: a dificuldade de entendimento com a Cagece. A empresa abre buracos nas ruas e avenidas e está demorado muito para fechar. O prefeito Ítalo avalia recorrer à Justiça para resolver o problema, que segundo ele, traz transtorno para a população e a culpa acaba recaindo sobre a Prefeitura. O vice-prefeito de Santana, João Paulo, garante que a Prefeitura também recorrerá a Justiça. A situação em Santana chegou ao ponto da Prefeitura não pedir a renovação da concessão da empresa, como orientado pelo Governo do Estado. Preferiu esperar os 10 anos restantes da atual concessão para finalizar o contrato, mesmo ficando fora da política nacional de esgotamento sanitário. Os dois gestores podem estar comprando uma briga com os governos do Estado e Federal.

Fim do silêncio

Mantendo um estilo de pouco diálogo, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, concedeu os reajustes às categorias de servidores do Município. A informação está no site da Prefeitura e o Projeto de Lei foi enviado à Câmara. A proposta é de 33,24% no piso nacional dos professores da Educação Básica e 15,03% para os demais servidores, retroativos a janeiro. Na justificativa, apenas uma menção a solicitação do Sindicato dos Servidores, na pessoa do seu presidente, José Evantuil. O sindicalista comemorou o reajuste como uma vitória do sindicato, mas a publicação nas redes sociais foi ignorada pelas categorias. Na gestão e no sindicato, há um temor de que as demais categorias, com previsão de 15,03%, queiram rediscutir o percentual no mesmo patamar linear de 33,24%. Claro, os servidores já sabem que o prefeito Dariomar não discutirá.

Enquanto isso....

... Ainda em Farias Brito, o procurador Jerônimo Oliveira enviou nota à coluna, garantindo que não há racha na gestão. Jerônimo não confirma sua saída da gestão e afirma que, como parte do governo, seguirá as orientações políticas do líder do grupo, o prefeito Deda Pereira. Jerônimo é o presidente do PDT local, da alta confiança de Deda. Fato.

... A nota fala em “No que concerne ao meu posicionamento político para as eleições de 2022, esclareço que faço parte do grupo do Prefeito Deda Pereira e, em razão disso, aguardo as orientações da liderança”. Jerônimo reafirma a fidelidade a Deda, mas deixa claro que não houve comunicação de voto em Davi de Raimundão, nome propagado pelo próprio prefeito.

... Em Várzea Alegre, o prefeito Zé Helder colocou, literalmente, a mão na massa. Tudo em consequência das fortes chuvas que caíram no município no dia 11. Segundo a Funceme, 70 mm, mas, segundo medições locais, mais de 200 mm fizeram os estragos. Zé Helder pegou na enxada para fazer concertos e acabou flagrado por vídeos de populares.

... A atitude do prefeito Zé Helder acabou gerando elogios e críticas. Para aliados, uma atitude nobre e de liderança. Para opositores, uma forma de promoção pessoal. Outros pediram que o prefeito voltasse para o gabinete para fazer o que um prefeito deve fazer: articular ajuda. E a resposta veio do governador Camilo, que enviou equipamentos e homens.

Na teoria do antes tarde do que nunca, o Ministério Público do Estado instaurou 808 procedimentos sobre possíveis casos de fura fila de vacinação e outras irregularidades envolvendo a pandemia de covid-19 no Ceará. Uma verdadeira força tarefa, composta por promotorias de Justiça, ouvidorias, centros de apoio operacional, recebeu, até o dia 11, denúncias de falta de transparência, favorecimentos, ausência de imunizantes para grupos prioritários, entre outros. Na verdade, as denúncias, já tinham caído no esquecimento. Além disso, as gestões apontadas avaliam que a maioria das denúncias tiveram cunho político. Se forem, com certeza, os promotores identificarão. No Cariri, são investigados Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Missão Velha, Várzea Alegre, Araripe, Assaré, Aurora, Campos Sales, Mauriti, Milagres, Nova Olinda e Porteiras. Há quem avalie ter coisa mais importante a fazer. Será?

Na mira do MP
Até agora correndo em sigilo, uma investigação da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) em Tarrafas veio à tona no dia 24. Desde o dia 22, a Procap faz uma verdadeira devassa na gestão do prefeito Tertuliano Candido (Taiano), a partir do início da gestão em 2016. A investigação tem como base denúncias de corrupção, com indícios de desvio de dinheiro público por meio de superfaturamento e fraudes em licitações. Para piorar a situação de Taiano, no dia 24, dezenas de pais de alunos da rede pública municipal foram ao Ministério Público, com novas denúncias relacionadas à educação. Eles apontam ausência de transporte escolar na zona rural, mesmo o serviço estando licitado e ativo. Os vereadores Laércio e Tico Batista acompanharam os pais e prometem levar o caso à Câmara para pressionar a abertura de uma CPI para investigar.

Mais uma derrota
A prefeita de Jati, Monica Mariano, insistiu e acabou derrotada, novamente, em ação que devolve às funções os servidores exonerados pela gestão. Depois de uma liminar mandando reintegrar os servidores, em maio de 2021, a gestão entrou com embargo de declaração, que acabou negado pelo juiz de Porteira, Gonçalo Benício de Melo Neto, no dia 9. Para piorar, a decisão manda pagar os salários desde a primeira decisão. Autora da ação, a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (FETAMCE) disse esperar pelo cumprimento da decisão ou um novo pedido de anulação da ação. Ou seja, está preparada para continuar a briga. Já foram duas derrotas e quanto mais tempo passa, mais difícil a situação. A verdade é que a gestão deve se preocupar em pagar os valores referentes ao tempo que a ação tramita, antes que se torne um fardo para a gestão.

Sem perspectiva
A apresentação do Projeto de Lei que concede reajuste aos servidores da Câmara de Altaneira acabou motivando outra discussão, durante a sessão do dia 23. Entrou em pauta o silêncio dos poderes Executivo e Legislativo, além do Sindicato, sobre os reajustes dos servidores do Município e do Piso Nacional da Educação Básica. O líder da oposição, Ariovaldo Soares, lamentou a omissão do prefeito Dariomar Rodrigues, com relação aos servidores, e criticou colegas de Câmara que fazem a defesa de uma “gestão corrupta”. Apesar da dureza do recado, a base aliada do prefeito não respondeu. Já são mais de 30 dias do anúncio do Piso Nacional, sem que o prefeito se manifeste. Sobre o reajuste dos servidores da Câmara, apresentado pelo presidente Claudovino Soares, o estranho é que não foi divulgado o percentual de aumento e se vai ser retroativo a janeiro.

Casa em ordem
Se as primeiras ações do prefeito do Barro, George Feitosa, estiverem obedecendo a uma estratégia, ela está sendo bem feita. George começou administração priorizando os servidores. Apesar de ter assumido em janeiro, com atrasos na folha de pagamento e direitos adquiridos, o gestor chegou a fevereiro com tudo em dia. Pelo menos, é o que anuncia a gestão. Os servidores já teriam recebido os salários de fevereiro, incluindo o reajuste de 33,24% para os professores da educação básica e as parcelas de um acordo feito junto aos servidores efetivos. Os atrasos vinham de 2021. Quem teme pelo desgaste jurídico é a ex-prefeita interina, Vanda. Depois de uma eleição em que foi derrotada, Vanda entregou a gestão recheada de dívidas e problemas administrativos. Claro, já recebeu assim. Resta saber quem vai apontar o verdadeiro culpado, o ex-prefeito Marquinélio.

Sob suspeita
O prefeito de Abaiara, Afonso Tavares (PT), está tendo muita dificuldade em explicar a recepção que fez ao deputado federal André Figueiredo (PDT), no dia 21. Apesar de fazerem parte da mesma base política no Estado, há dúvida sobre a permanência de Afonso no PT. A tese ganhou corpo depois da revelação de que o PDT local estaria sob o comando do prefeito. Para a recepção, Afonso reuniu todo o primeiro escalão do seu governo (Saúde, Assistência Social, Obras, Agricultura, Cultura, Transporte, Finanças, Procuradoria, Controladoria), além do presidente da Câmara, Eliseu Filho-Lulu, e os vereadores Manoel Alves, Francisco de Tindô, Arnaldo Tavares, Bilu, Deda Jô, Ricardo Leite e Ismael Granjeiro. No encontro, ficou clara a demonstração de força e controle da política local. Vale salientar que o PDT não fez parte da sua base aliada na campanha.

Enquanto isso…

Ainda em Abaiara, entre os convidados presentes na recepção do prefeito Afonso ao deputado André Figueiredo, ninguém confirma a possível saída do PT. Já os apoiadores do deputado José Guimarães, líder petista no Estado, apostam para traição e dão como certa a mudança. Guimarães foi um dos principais apoios de Afonso na campanha.

Na cidade, não há dúvidas de que Afonso, no mínimo, vai dividir os votos para federal. Na base de Guimarães, a avaliação é que o deputado não aceite divisão. Além de apoiador na campanha, como deputado, Guimarães destinou recursos para vários investimentos, através de emendas para o Município. A essa altura a mudança de partido é o que menos importa.

Em Santana do Cariri, a ex-prefeita Danieli Machado fez visita a Câmara. Nas redes sociais, circulou foto de Danieli ao lado de vereadores de oposição, parte deles é de sua ex-base aliada. Na postagem, a avaliação é de um papo agradável com os vereadores. Estavam ao lado da ex-prefeita, os vereadores Arclebio Dias, Gildo Lopes, Danilo Leite e Cristiane Cabral.

A articulação do encontro foi feita pela ex-secretária de Assistência Social, Aninha Machado, irmã de Danieli. Aninha foi contratada pela Câmara para, segundo informações, procurar tudo de errado da atual gestão do prefeito Samuel Werton. Vale salientar, assunto que ela conhece bem, já que responde a vários processos por improbidade.

Os agentes de saúde de Santana do Cariri disseram ter perdido a paciência com o prefeito Samuel Werton. Na última semana, no dia 18, a categoria foi às ruas para cobrar os incentivos repassados pelo Governo Federal, que não chegaram a ela. Com palavras de ordem como: “Pague o dinheiro dos agentes de saúde” e “Estamos cansados de tanta promessa”, os agentes se colocaram em frente à Prefeitura. Ao avaliar o movimento, o prefeito Samuel Werton considerou sem sentido. Segundo Samuel, a gestão pagou o incentivo no ano passado – “mesmo sem a obrigação” – e este ano está preparando a lei para ser enviada à Câmara. Samuel garante que sempre manteve o diálogo e a categoria está consciente das ações. Ou seja, vai pagar. Mas, com uma condição: vai contratar uma empresa especializada para medir o grau de satisfação da população com os agentes de saúde. O prefeito parece ter perdido a paciência também.

Soltando a língua

A prefeita de Jati, Mônica Mariano, surpreendeu ao convocar as mulheres do Município para fazer parte do projeto “Sala do Empreendedor”. Em um vídeo, em que pede que as mulheres indiquem quais cursos querem fazer, a prefeita finaliza dando língua. A postura logo repercutiu negativamente na cidade e as críticas se avolumaram nas redes sociais. Para apoiadores foi um sinal de descontração. Para opositores, um desrespeito à população. Mas, há quem avalie que a gestora acabou se vingando, depois de anunciar, sob pressão, o reajuste de 33,24% para a educação. Isso porque, Mônica também prometeu repassar o percentual do piso para servidores do suporte pedagógico, como direção, planejamento, inspeção, supervisão, orientação e coordenação. Na gestão, há quem preveja dificuldades para cumprir a promessa, mas agora é tarde demais. Dar língua não resolve.

Deixando consciente

Antes de anunciar a adesão ao percentual de 33,24% do Piso Nacional da Educação Básica, o prefeito de Antonina do Norte, Antônio Filho, reuniu professores e representantes do sindicato dos servidores. Junto a secretária de Educação, Arabela, o prefeito deixou clara a posição de extremo esforço para a medida. Isso porque o Município já estava pagando aos professores 11,24% acima do Piso Nacional. Provavelmente, o novo aumento levará os professores de Antonina a receberem os melhores salários da região do Cariri, para a categoria. Na reunião, que aconteceu no dia 15, o prefeito destacou o merecimento da categoria e foi categórico: os educadores é quem “alavancam as melhorias de vida da população”. Agora, a decisão está com a Câmara, que não deve colocar empecilho, sob pena de se queimar com os professores. A categoria já comemora antecipado.

Seguindo o roteiro

Depois de prometer, quem anunciou o reajuste de 33,24% para a Educação Básica do Município foi o prefeito de Aurora, Marcone Tavares. O anúncio, feito no dia 15, teve a presença da sua base de apoio na Câmara, representada pelos vereadores Osasco Gonçalves, Daniel Gustavo, Sílvio Benício, Gerismar Pereira e Lucimar Fernandes. O convite aos vereadores soou como transferência de responsabilidade. Agora está nas mãos da Câmara. Mas, é bom lembrar que o projeto de lei ainda é uma promessa para breve. Outro fato questionado foi a ausência de professores e do sindicato no anúncio. Para opositores, mostra a distância entre a gestão e a população. Exageros à parte, seria uma demonstração de bom diálogo que o prefeito tivesse convidado os representantes dos professores. Bom, pelo menos Marcone prometeu elevar a educação a outro patamar.

Debaixo do tapete

Parte do teto da Secretaria de Assistência Social de Altaneira desabou. Isso a população soube através das notícias veiculadas em toda a região do Cariri. O problema foi as causas desse desabamento, questionadas pelos vereadores de oposição. Na sessão do dia 16, o prefeito Dariomar Rodrigues usou bem sua base na estratégia de esconder os fatos. Sua base derrubou um requerimento dos vereadores Ariovaldo Soares, Valmir Brasil e Roberci Vânia, que facultava à secretária da pasta, Maria Eliane, escolher entre participar da sessão de forma remota ou, simplesmente, enviar ofício com informações sobre o incidente. Na sessão, a base do prefeito justificou a posição, culpando a oposição por disseminar “informações ruins” do Município na mídia regional. Ou seja, para a base é melhor esconder. Uma coisa ninguém pode negar, isso eles sabem fazer.

Ninguém entendeu

Uma notificação da Justiça Eleitoral para o PDT de Abaiara está deixando muitas dúvidas na política local. É que a notificação, dirigida ao presidente municipal do PDT, está em nome de Afonso Tavares Leite, mesmo nome do prefeito da cidade, filiado ao PT. Imediatamente, veio a informação de que Afonso teria mudado de partido. Mas, pessoas próximas garantem que o prefeito continua no PT e que o nome na notificação pode ser do seu neto, Afonso Tavares Leite Neto. O erro no complemento do nome pode ter causado a confusão. Certo mesmo é que a Justiça deu três dias para Afonso entregar as contas do PDT na eleição de 2018. O vazamento alertou opositores e apoiadores sobre o controle de Afonso, o prefeito, sobre o PDT local. Há quem garanta, ainda, que o prefeito prepara filiação ao PDT, caso o comando do Estado volte ao partido liderado por Cid e Ciro Gomes.

Enquanto isso...

... Ainda em Abaiara, o ex-prefeito Chico Sampaio, do PSDB, foi à Câmara, durante a sessão do dia 16, pedir que os vereadores aprovem suas contas de 2015. O ex-prefeito lembrou que governou o Município por 16 anos e teve 14 contas aprovadas. A penúltima deve ser votada na sessão do dia 23, com parecer do Tribunal de Contas do Estado pela aprovação, mas com ressalvas.

... Chico Sampaio teme pela desaprovação das contas, por sonhar com a disputa de 2024. Precisará do apoio do prefeito Afonso Tavares em 2024 e, agora, na Câmara. Afonso tem maioria absoluta na Casa. Chico conta com a possibilidade de voltar à disputa, depois dos oito anos de inelegibilidade decretados pela Justiça, em 2012, por abuso de poder econômico e político.

... Em Caririaçu, o prefeito Edmilson Leite enviou e a Câmara aprovou o Projeto de Lei que estabelece o Piso Nacional da Educação Básica, projetado em 33,24%. O gestor estuda alternativas para o reajuste dos demais servidores. Segundo o prefeito, a discussão já está numa proposta de 13%, sem que o sindicato aceite.

... Edmilson reclama da pressão dos servidores, principalmente da Saúde, para que o reajuste siga o mesmo da educação básica. Os servidores já fizeram protestos na Câmara e, agora, ameaçam greve. Edmilson não descarta recorrer ao Ministério Público do Estado para fazer a mediação. A radicalização dos servidores pode prejudicar as negociações.

A Câmara de Missão Velha elegeu sua Mesa Diretora para o biênio 2023-2024. Assume a presidência a vereadora Macielle Macedo, com a companhia dos vereadores Marley Macedo (vice-presidente), Eduardo Honorato (1º secretário) e Enoque Santana (2º secretário). Logo após a eleição, que aconteceu no dia 08, em seu primeiro discurso, a vereadora mais votada na eleição de 2020 lembrou do apoio aos colegas, o compromisso com a Casa e de honrar o povo que lhe outorgou o mandato. Parece ter se aconselhado com o marido, o ex-vereador e ex-chefe de Gabinete, Macedinho, bem mais experiente na política. Ao lado de Macielle, o vice Marley Macedo deu o tom do que se seguirá no debate político da Casa. “A meta inicial será unir o poder legislativo,” disse tudo que representou os bastidores e que uniu situação e oposição em uma chapa única.


Curiosidades da eleição

Dois fatos intrigantes rodeiam a eleição da Câmara de Missão Velha. O primeiro diz respeito a eleição: houve consenso entre situação e oposição. Macielle foi eleita pelo MDB, base de oposição, mas votada pelo PDT do prefeito Dr. Lorim. O preço do acordo foi compor o restante da Mesa com vereadores do PDT. Valeu a força da oposicionista, mas resta saber como ela se comportará depois do acordo; vai cumprir? Se cumprir, jogou bem o prefeito Dr. Lorim. Outra curiosidade é que Macielle está sendo considerada a primeira mulher a comandar o Poder. Parecem ter esquecido Dona Nazinha, que chegou a assumir a Prefeitura na condição de presidenta da Casa. O detalhe é que Dona Nazinha não foi reconhecida como presidente porque seu quadro não está estampado na galeria dos ex-presidentes. Uma maldade e falta de consideração.

Dando as caras

Depois de dar, literalmente, um cano nos vereadores de Altaneira, na primeira sessão legislativa do ano, o prefeito Dariomar Rodrigues resolveu dar as caras. Na sessão remota do dia 9, Dariomar fez uma participação de dentro do seu carro e acabou frustrando expectativas dos servidores municipais. Dariomar parabenizou sua base de apoio pelo empenho e observou a seriedade da oposição, para destacar a importância da Casa “como peça fundamental no trabalho sociais e coletivo”. O problema é que logo após o pronunciamento, o prefeito abandonou a sessão sem responder a indagações como o reajuste dos servidores e o novo piso dos professores da Educação Básica, autorizado em 33,24% pelo Governo Federal. Ou seja, foi protocolar. A resposta acabou vindo da assessoria da Câmara, que disse estar sendo feito um estudo sobre o assunto. Ou seja, também disse nada.

Visão de futuro

A gestão do prefeito Cícero Figueiredo, em Milagres, parece disposta a marcar época. Depois de articular com a Câmara, dialogando com a oposição sem tensionamentos; assumir a posição de liderança junto a municípios vizinhos; agora, Figueiredo resolveu fazer o que nunca se vê em municípios de porte pequeno: discutir tecnologia e desenvolvimento. E para isso, promoveu, no fim de janeiro, o “1º Seminário de Desenvolvimento Econômico, Inovação, Tecnologia e Trabalho”, em parceria com entidades de peso como o Sistema FIEC. O debate conectou ideias sobre o uso da tecnologia para gerar novas oportunidades para empreendedores locais. Foi inovador e desbravador ao lançar o projeto “Conecta Milagres 2050”; uma iniciativa que aponta para o desenvolvimento econômico sustentável. Vai dar o que falar!

Tendo o que comemorar

Apesar das muitas tensões e desencontros administrativos, a gestão da prefeita de Jati, Mônica Mariano, tem o que comemorar. A saúde do Município conseguiu um resultado expressivo na avaliação do programa Previne Brasil. Depois de anos em posições que demonstravam o atraso do setor, a nova gestão conseguiu em apenas um ano saltar 54 posições no ranking divulgado em janeiro deste ano. Em 2020, Jati amargava a 108ª posição e, em 2021, já apareceu em 54º lugar; terceiro lugar na relação dos municípios caririenses. Ao receber o resultado, a prefeita Mônica fez o justo e agradeceu a equipe da saúde, “que vem se empenhando ao máximo nesse novo modelo, onde promovemos mais acesso à população e ampliamos muitos serviços na sede e na zona rural”. O resultado mostra que é possível mudar uma realidade, mesmo em momentos difíceis, como a pandemia.

Querendo mais

O grupo ligado ao movimento sindical de Santana do Cariri não está satisfeito com a adesão ao Piso Nacional da Educação Básica, anunciado pelo prefeito Samuel Werton. Quer mais. Nas redes sociais, o grupo cobra a aplicação linear do reajuste de 33,24%, anunciado pelo Governo Federal. O prefeito disse que a lei já está em fase de confecção para ser enviada à Câmara, mas que contempla apenas a Educação Básica e outras categorias como agentes comunitários de saúde e endemias. Samuel lamentou a pressão feita pelo Sindicato e disse que existem, pelo menos, oito pisos diferentes para o magistério, o que inviabiliza a linearidade do reajuste. O prefeito garantiu, ainda, que os demais servidores, incluindo os professores devem ter outro reajuste. Os percentuais estariam sendo estudados pelas assessorias jurídica e financeira. Não vai ceder à pressão!

Enquanto isso...

... Alguns municípios do Cariri, ainda não têm se manifestado sobre os reajustes para servidores e a adesão ao Piso Nacional da Educação Básica. Aurora, Barro e Abaiara estão entre os que estão sendo cobrados por professores e servidores. Os professores desses municípios se preparam para aumentar a cobrança, com a articulação do Sindicato Apeoc.

... Em Aurora, o prefeito Marcone Tavares está sendo chamado a valorizar a classe dos professores. Nas redes sociais, os educadores pedem que o gestor envie justificativa ao Ministério da Educação, caso não tenha dinheiro para pagar o Piso. Eles se apegam as afirmações do presidente Bolsonaro ao anunciar o novo Piso da Educação.

... Por sua vez, Marcone tenta se antecipar a crise e se prepara para anunciar os reajustes. A gestão está analisando os impactos financeiras nas contas da Prefeitura e da Educação. O prefeito garante que a valorização aos servidores é prioridade na sua gestão. Os profissionais devem ser chamados em breve para a discussão. Essa é a garantia.

... Barro e Abaiara vivem situações bem diferentes. No Barro, o prefeito George Feitosa, recém empossado, se justifica em ter sido pego de surpresa e alega falta de tempo para conhecimento das finanças. Já em Abaiara, o prefeito Afonso Tavares está no segundo mandato e, até agora, não deu qualquer direção sobre as reivindicações.

Repercute negativamente a atitude de aliados do prefeito de Penaforte, Rafael Ferreira, do PT, em retirar faixas colocadas por professores do Município, cobrando o reajuste de 33,23% para o piso da Educação Básica, autorizado pelo Governo Federal. As faixas colocadas na noite da sexta-feira, 04, cobravam do prefeito mais respeito à categoria e lembravam que o piso é lei. Ainda na madrugada, as faixas foram retiradas e ninguém sabe onde foram parar. Professores, líderes sindicais e políticos se manifestaram e prometem recorrer à Justiça para garantir o direito à manifestação e o cumprimento da lei. O ex-prefeito Luis Celestina disse que “a valorização do servidor público não é favor e, sim, uma obrigação do gestor!”. O sindicato publicou Nota de Repúdio avaliando a ação como “criminosa” e garantindo que os fatos “jamais enfraquecerão a luta da classe pela garantia de seus direitos”. O prefeito Rafael não se manifestou sobre o caso.

Cariri dando exemplo

Os gestores da região do Cariri têm surpreendido com a decisão de acompanhar o reajuste do piso do magistério, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. Dos 16 municípios do estado que já anunciaram a adesão, 12 são do Cariri. Segundo informação da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), Campos Sales, Salitre, Assaré, Barbalha, Brejo Santo, Juazeiro do Norte, Mauriti, Milagres, Nova Olinda, Porteiras, Santana do Cariri e Jardim anunciaram os 33,23%. Fora os caririenses, apenas Cruz, Jijoca de Jericoacoara, Capistrano e Fortaleza, anunciaram. A Fetamce alerta que os prefeitos que não aplicarem o reajuste poderão sofrer sanções judiciais. Os sindicatos municipais farão denúncias ao Ministério Público. Apesar da orientação, a Fetamce não descarta a mediação judicial. Ou seja, tem acordo.


Sem conversa

Quem está para pouca conversa com o Poder Legislativo é o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, do PT. Mesmo com a previsão regimental de participação presencial ou envio de mensagem na abertura do ano legislativo, o prefeito não foi, não enviou mensagem e, tampouco, justificou a descortesia. Na sessão virtual da última quinta-feira (03), nenhum vereador reclamou do prefeito. Na verdade, nem os vereadores estavam para muita conversa. A sessão foi resumida a poucas manifestações de apoio a Dariomar e um comentário sobre as medidas para realização de concurso público, cobradas pelo Ministério Público. O mesmo vereador que cobrou, Ariovaldo Soares, do PDT, elogiou a decisão do gestor em fazer o rateio das sobras dos recursos do Fundeb. Daqui para frente, Dariomar se distanciará da Câmara por não ter mais o que perder.

Gestão familiar

O novo prefeito do Barro, George Feitosa, do MDB, parece antenado com a chamada velha política. É o que dizem seus adversários, depois do anúncio do secretariado. George assumiu neste mês de janeiro e não perdeu tempo em colocar familiares em cargos estratégicos da gestão. Mãe (Francisca Maria), esposa (Ana Carolina), irmão (Antônio Feitosa Filho) e cunhada (Sangela Vladia), comandam, respectivamente, as secretarias de Educação, Assistência Social, Finanças e Saúde. Coincidência ou não, as quatro maiores pastas da administração, onde concentra a maioria fatia dos recursos. Nas redes sociais, a avaliação é que George transformou a gestão em um clã familiar. O anúncio aconteceu durante missa na Igreja de Santo Antônio, dia 2 de janeiro. De praxe, cada um dos 17 secretários foi orientado a fazer um relatório com a real situação das pastas.

Infidelidade partidária

A presidenta do PSB de Salitre, Ester Ferreira, recebeu denúncia de que o vereador eleito pelo seu partido, Irmão Maciel, cometeu infidelidade partidária nas eleições de 2020. Filiado ao partido, o denunciante apresentou provas de que o vereador abandou sua coligação (PT, PSB, PDT e PR), que defendia o nome de “Maninho” para apoiar o candidato opositor, Dodó de Neoclides, do Pros, eleito prefeito. A denúncia está recheada de fotos e sonoras e pode levar a punição com a perda do mandato. A presidenta Ester disse que a denúncia será encaminhada a Comissão Executiva do partido para ser analisada. A comissão decide por acatar ou não a denúncia. Se acatada, passará por três instâncias do partido, antes de decidir pela cassação ou não. Em caso de queda do Irmão Maciel, assume o suplente Givaldo Vaqueiro. É esperar!

Sem acordo

A prefeita de Jati, Mônica Mariano, depois de muita pressão, resolveu sentar com professores para discutir o rateio do Fundeb. Sentou, explicou, mas não convenceu. Ao lado do secretário de Educação, José Maria, a gestora alegou erro no lançamento dos dados no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (SIOPE), do FNDE. Jogou a culpa para a contabilidade, que segundo os próprios professores, tem larga experiência e não cometeria o erro primário. Resumindo: não terá rateio, a menos que haja uma lei específica e uma decisão judicial. Mônica disse estar em risco de ter os bens familiares bloqueados, caso pague os valores. Tudo não passou de uma conversa, não houve apresentação de documentos ou uma simples prestação de contas. Longe de estarem convencidos, os professores prometem radicalizar: avaliam se terá greve.


Enquanto isso...

... Ainda sobre a posição da prefeita de Jati com relação ao rateio do Fundeb, a assessoria de imprensa enviou nota a este colunista com requintes de desrespeito e arroubos de ameaças. Truculência a parte, a nota diz que a relação com os professores é amistosa e garante não ter culpado a contabilidade pelo erro no lançamento dos dados no sistema do FNDE.

... A assessoria de Jati só esquece que havia vários professores presentes e que confirmaram a informação. Mas fica o registro do contraditório. Agora, faltou a assessoria responder sobre o reajuste dos servidores e o piso nacional da educação básica para os professores, de 33,23%. Devem estar combinando mais um ataque ao questionamento deste jornalista. Normal!

... Em Araripe, o prefeito Cícero de Deus se prepara para anunciar sua saída do PDT. De malas prontas para o MDB, o prefeito não apresentou uma motivação, mas garante a pessoas próximas que a saída foi combinada para evitar rompimento político. Cícero continua se articulando com a base governista e aposta na vinda do MDB para esta base. Será? ... Em Mauriti, o MDB está mais do que nunca unido a gestão petista dos prefeitos, João Paulo e Isaac Júnior; afinal são dois prefeitos. Na última semana, o esposo da presidenta da Câmara, Celminha Santana, do PT, Lúcio Maranhão, assumiu a presidência do partido e deve garantir a permanência do mesmo na base petista. Tudo alinhado!

Depois da repercussão negativa do fechamento do Memorial Patativa do Assaré, a neta do poeta e presidente da Fundação, conhecida como Isabel, esclareceu a questão. Em entrevista, ela apontou a ausência da Ata de fundação da entidade como empecilho para manter o funcionamento. Isabel isentou a gestão municipal, mas deixou a atuação de cartórios e fundadores em xeque. Advogados e funcionários da época, além do Ministério Público do Estado, foram consultados e não souberam indicar o paradeiro do documento. O problema foi percebido durante o registro da diretoria para o triênio 2021-2024. Aliás, outras quatro atas foram registradas no segundo ofício, quando deveriam ser no primeiro. Agora, o caso está nas mãos do Ministério Público, que promete uma resposta em breve. A fundação é de 1993 e a inauguração do Memorial foi em 1999, para comemorar os 90 anos de Patativa.

Tensão iniciada
Os professores de Aurora estão longe de concordar com a proposta do prefeito Marcone Tavares, para o rateio do Fundeb. Não foram consultados e resolveram protestar: como está, não aceitam. O resultado é que na sessão do dia 25, a Câmara ficou lotada com parte da categoria, que foi cobrar dos vereadores uma posição. As tentativas de conversa com a gestão não prosperaram, eles sequer foram recebidos. Na Câmara, conseguiram o apoio da maioria dos vereadores, incluindo, da base de apoio do prefeito. Um requerimento, em nome da Casa, foi aprovado e enviado ao gabinete do prefeito, pedindo explicações sobre a divisão dos recursos. Os professores acusam Marcone de mudar o que foi aprovado para adequar conveniências políticas. Os professores aproveitaram para pressionar a gestão pela proposta de reajuste salarial. A categoria ainda não foi chamada para conversar. É mais problema pela frente.

Crise revelada
A aliança do prefeito de Farias Brito com o PT passa pelo seu momento mais delicado. Depois do secretário de Infraestrutura, Samuel Linhares, pedir para sair sem uma explicação convincente, agora, foi a vez do vereador Edson Ferreira deixar a base do prefeito Deda Pereira. Como Samuel, o vereador Edson não explicou a motivação da sua saída da base. Nas redes sociais, ele iniciou uma série de críticas à gestão, como a estrada que liga o sítio Caiçara à Vila Cariutaba. As críticas foram ouvidas e a estrada recuperada, mas Edson promete aumentar o tom. Apesar da Secretaria de Infraestrutura estar sendo ocupada por outro petista, o vereador Everton Calixto, o problema político permanece. Há meses, Edson mencionava a tensão interna a esta coluna. Mas, pressionado, foi a público desmentir a informação. Nada como um dia atrás do outro.

Buraco sem fim
O prefeito eleito do Barro, George Feitosa, disse a amigos que está enfrentando um grande desafio administrativo na Prefeitura. Na verdade, ele minimizou o tamanho do buraco sem fundo que pegou na gestão. Ao assumir, neste mês de janeiro, o prefeito só encontrou dívidas e muitas dificuldades para colocar a Prefeitura como adimplente. Na Educação, por exemplo, foram mais de R$ 600 mil entre débitos com INSS e a folha de pagamento de dezembro. Na conta, apenas R$ 400 mil e a ameaça de bloqueio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Consequência: os professores não terão o rateio do Fundeb e podem ficar sem reajuste. Ou seja, George pode se preparar para protestos e, provavelmente, greve. Mais, a dificuldade está na maioria das pastas. Não menos preocupante, a Saúde foi entregue ao ex-prefeito de Aurora, Adailton Macedo. Ele fez uma análise e recusou a pasta. A situação é caótica.

Farra da preguiça
Os vereadores de Abaiara são os que menos trabalham no Cariri. Eles gozam de 120 dias de recesso parlamentar, claro que com remuneração, e quando trabalham, fazem apenas uma sessão por semana. Estão merecendo o título de mais preguiçosos da região. Mas, a farra prevista no Regimento Interno da Casa virou motivo de polêmica nas redes sociais e nas rodas de conversas na cidade. Tudo depois que o comunicador João Neto escancarou o escândalo e cobrou uma posição do presidente Francisco Elizeu Moreira Filho, o Lulu, do PT. O presidente disse que a Câmara tentou corrigir o problema, mas o projeto foi barrado pela assessoria jurídica, sob alegação de inconstitucionalidade. A mudança foi proposta pelo vereador Ricardo Leite, do PT. No projeto, o petista tenta reduzir o recesso pela metade. A assessoria jurídica não respondeu ao vereador.

Mais uma vitória
Uma decisão da Justiça Eleitoral no dia 27 deixou o prefeito de Antonina do Norte, Antônio Filho, respirando aliviado. Antônio Filho respondia a uma Ação de Investigação Eleitoral, por abuso de poder econômico ou compra de votos, na eleição de 2020. Mas a ação movida pelo candidato derrotado, Francisco de Carvalho Arrais, acabou sendo enfraquecida pela falta de provas sobre as acusações. Pelo menos, é o que avaliou o juiz da 18º Zona, Antônio Vandemberg Francelino Freitas, na sua decisão. Ele disse não ter encontrado comprovações do abuso econômico. A decisão é de primeira instância e cabe recurso, mas sem a motivação de provas, dificilmente outra corte dará atenção a denúncia e o caso deve finalizar agora. Para Antônio Filho, a decisão comprova a realização de uma campanha limpa, onde prevaleceu a vontade do povo. E ele aproveitou para alfinetar: “a verdade sempre prevalecerá”.

Enquanto isso…
… Em Potengi, quem comemora são os suplentes de vereadores Zé Iris, do PSOL, e Nicodemos Rodrigues, do PT. Eles serão diplomados oficialmente pela Câmara de Vereadores, depois de uma decisão Tribunal Regional Eleitoral, no dia 25, que confirmou a cassação dos vereadores do PSD, Edvânio e Ciêr das Guaribas, eleitos sob fraude eleitoral.

… Os vereadores eleitos e outros candidatos do PSD tinham contra suas candidaturas decisões de primeira instância e um parecer do Ministério Público Eleitoral pela perda dos mandatos. O partido é acusado de fraudar a cota de gênero com candidaturas femininas fantasmas. Duas das três candidatas tiraram juntas apenas seis votos.

… Quem comemora, também, é o prefeito de Araripe, Cícero de Deus, do PDT. Junto com o vice, Dr. Orlando, Cícero era acusado de abuso de poder econômico nas eleições de 2020. Os dois já acumulavam decisões pela cassação dos diplomas na Justiça Eleitoral de primeira instância e no parecer do Ministério Público Eleitoral.

… A cassação, em primeira instância, foi do juiz Silvio Batista dos Santos Neto, da 68º Zona Eleitoral, que apontou na sentença irregularidades nos gastos com atos da campanha. A decisão acabou reformada pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral, no dia 26, por 6 a 1. A decisão devolve os diretos políticos e enfraquece a oposição, autora da denúncia.

O Ministério Público do Estado parece ter acordado para os problemas que acontecem no município de Altaneira. Claro, foi preciso uma determinação da Corregedoria Geral do órgão, em Fortaleza, para que o básico fosse questionado na gestão do prefeito Dariomar Rodrigues, do PT. Depois de cinco anos de gestão, nada de concurso público. Excesso de demanda para os promotores? É o que questiona a oposição. Dúvidas à parte, após pedidos, o promotor de Nova Olinda, Daniel Ferreira de Lira, instaurou procedimento para apurar a ausência dos concursos na gestão de Dariomar, que está no seu segundo mandato. É importante lembrar que Dariomar foi acusado durante a campanha, de usar os cargos disponíveis para contratados como moeda de troca de votos. Bom, a Justiça Eleitoral entendeu o contrário e o inocentou. Agora, a dúvida é se o procedimento do MP será concluído antes do fim da gestão.

Os alvos
Como primeira ação da investigação, o promotor Daniel Ferreira pediu informações à Câmara de Vereadores sobre possíveis projetos de lei instituindo o concurso que constem na Casa. Emitido no dia 19, o documento ainda não foi respondido pelo presidente Deza Soares, do PT. Mas, antecipando a resposta ao Blog de Altaneira – autor de matéria que motivou o pedido da Corregedoria –, o vereador Ariovaldo Soares, do PDT, disse que, no momento, não existe nenhuma proposição neste sentido. Ariovaldo informou, ainda, que já foram várias as tentativas, inclusive com sua autoria, para aprovar projetos de lei para a realização de concurso, mas a bancada do PT, partido do prefeito, derrubou todas. Opositor a Dariomar, Ariovaldo adiantou que vai oficiar ao promotor a real situação. A próxima a ser questionada pelo promotor será a Prefeitura.

Rompimento definido
O prefeito de Potengi, Edson Veriato, do PT, e o presidente da Câmara, Ailton Leite, do Psol, já não são mais aliados. Ailton espera apenas a janela partidária para trocar o Psol pelo PP. E nem precisou trocar de partido para que Ailton Leite escancarasse o rompimento. Em um áudio, vazado de um grupo de whatsapp, o presidente aparece declarando apoio irrestrito aos professores do Município, que cobram o rateio das sobras dos recursos do Fundeb. Ailton Leite, além de garantir o apoio, articula outros vereadores para a causa. Disse que já na primeira sessão do retorno do recesso parlamentar, apresentará requerimento pedindo explicações sobre o destino dos recursos da Educação na gestão Veriato. O presidente se dispôs, por exemplo, a fazer uma reunião extraordinária com os vereadores para discutir a situação. Veriato vai ter problemas.

Exclusão no rateio
O prefeito de Campos Sales, João Luiz, do PT, mandou o projeto do rateio do Fundeb para a Câmara. Até aí, uma notícia boa para os professores, digna de aplausos para o gestor, certo? Nem tanto! É que João Luiz está sendo acusado de favorecer alguns professores em detrimento de outros. O assunto das exclusões ganhou as redes sociais e alguns professores já se organizam para questionar a divisão na Justiça. Existem casos de profissionais que, sequer, entraram na folha. Entre os casos mais comentados, uma professora de mais de 60 anos, afastada das aulas presenciais pela idade, ficou fora da folha. O problema é que outros casos de professores que ministraram aulas remotas e híbridas também ficaram de fora. Os vereadores da oposição articulam uma denúncia ao Ministério Público e acusam indícios de perseguição política.

Ainda em discussão
Apesar de ser uma questão bem definida em várias gestões do Cariri, entre os prefeitos da Associação dos Municípios do Cariri Oeste (Amcoeste), há muitas dúvidas sobre os reajustes dos servidores e o rateio do Fundeb para os professores. Para tentar esclarecer essas dúvidas, o prefeito de Nova Olinda, Ítalo Brito, presidente da Amcoeste, chamou uma reunião no dia 21. O encontro remoto teve a participação dos técnicos da Associação dos Prefeitos do Ceará (Aprece) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) do Estado do Ceará. Percentuais, datas base, formas jurídicas e - o mais importante - de onde vem o dinheiro, foram pauta da discussão. Na maioria dos casos, os projetos ainda não foram enviados às câmaras. Claro, alguns ficaram ausentes por já terem enviado os projetos. Mas, vale salientar, estão tendo problemas. Seria melhor ter se orientado.

Decisão tomada
Quem já está com a decisão tomada sobre o rateio do Fundeb é o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, do PDT. O prefeito usou suas redes sociais, dia 21, para anunciar o rateio aos mais 600 profissionais da Educação Básica, beneficiados pela lei municipal com mais de R$ 2 milhões. Segundo o prefeito, apenas cumpriu o que foi prometido aos profissionais. Em matéria veiculada pela assessoria, fica clara a informação de que, apesar da satisfação com benefício, os profissionais sabem que a remuneração não é fixa. Ela acontece quando há diferença positiva entre o que foi recebido e o gasto dos recursos referentes aos 70% do Fundeb. Figueiredo comemorou, além do benefício aos seus professores, o aquecimento da economia em um momento difícil com a pandemia do coronavírus. Agora é só pagar.

Enquanto isso…
… Em Farias Brito, o prefeito Deda Pereira parece ter começado o ano a todo vapor. Além de pagar o rateio do Fundeb e anunciar distribuição de fardamento para os alunos da rede municipal, Deda cobrou dos secretários mais empenho e resolutividade para as questões municipais. A cobrança já motivou a primeira queda no secretariado.

… O secretário de Infraestrutura, Samuel Linhares, deixou a Secretaria, onde assumiu o vereador Everton Calixto. Claro, a explicação foi atribuída, como sempre, a questões pessoais. Samuel disse que vai cuidar das suas empresas, mas mostrou força ao fazer a indicação de Everton, que também é do PT, partido de Samuel. Parece ter ficado tudo em casa.

… E o prefeito de Aurora, Marcone Tavares, anunciou que está com covid-19. Marcone anunciou no dia 19, mas no dia 18 esteve em Fortaleza, em reunião com o deputado Fernando Santana e o superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira. De quebra pode ter infectado o prefeito de Barbalha, que esteve em uma das reuniões.

… De positivo dos encontros, o registro de demandas por obras e a parceria firmada entre os consócios de Saúde de Juazeiro do Norte e Brejo Santo. Guilherme e Marcone que são os presidentes dos consórcios, respectivamente, fecharam parceria que permitirá pacientes da microrregião de Brejo Santo fazer tomografias na Policlínica de Barbalha.

O deputado federal José Guimarães disse, em entrevista, que o PT não está para brincadeira. E a afirmação tem razão de ser. O partido se tornou o segundo com maior número de prefeitos no Estado, atrás apenas do PDT. Um evento no dia 13, em Fortaleza, filiou 12 novos prefeitos ao partido, deixando a sigla com 30 gestores. Do Cariri, assinaram as fichas os prefeitos de Potengi, Edson Veriato, que deixa o PSOL; de Jardim, Aniziario Costa, que deixa o PSB; de Campos Sales, João Luiz, que deixa o PDT; e de Penaforte, Rafael Ferreira, saindo do MDB. Novidade apenas Dr. Rafael, que não cogitava a possibilidade. A derrota emedebista está sendo creditada ao deputado estadual Danniel Oliveira, sobrinho do ex-senador Eunício Oliveira. Segundo pessoas próximas de Dr. Rafael, o descontentamento com Danniel era evidente. A falta de atenção ocasionou uma perda nos quadros do partido. Eunício não gostou.

Perdendo o discurso

Entre as viradas pró PT, nenhuma causou tanta decepção quanto a do prefeito de Potengi, Edson Veriato. Militante reconhecido na esquerda e dentro do Psol, Veriato perde seu discurso e passa a vala comum dos políticos iguais. Veriato venceu as eleições contra a candidata do PT, Alizandra Gomes. Sofreu ataques e atacou a administração desastrosa da petista. Agora, vai beber da mesma fonte que garantiu ser corrompida. No Psol, as lideranças estaduais assistem a tudo caladas. Veriato era o único prefeito eleito pelo partido no Ceará e o isolamento parece ter sido preponderante para a mudança. Ficaram de lado as ideologias e o discurso para dar lugar ao pragmatismo do toma lá, dá cá. Agora é esperar a debandada dos vereadores do Psol na Câmara. O presidente Airton Leite já está de malas prontas para o PP de Zezinho Albuquerque. Não sobrará pedra sobre pedra.

Sem palavras

O ano da prefeita de Jati, Mônica Mariano, começou com cobranças e comparações. O Sindicato dos Servidores cobra acesso à folha de pagamento e planilha detalhada dos recursos do Fundeb. Já foram dois pedidos enviados para a Secretaria de Educação e os sindicalistas reclamam do silêncio. Até agora, não se sabe se houve sobras e, caso haja, quem receberia o rateio. Para piorar, o Sindicato apontou erros na lista do Siope, que informa sobre os orçamentos públicos da educação, no portal do FNDE. Sobre a falha, o secretário disse se tratar de erro na contabilidade. No Município, a avaliação é que Mônica vai seguir o pai, prefeito de Belmonte, no Pernambuco. Várias faixas cobrem as ruas do município pernambucano, chamando o gestor de traidor. Ele não pagou os precatórios do Fundef e não fará rateio do Fundeb. Tal pai, tal filha?

Novo presidente

O que a Câmara de Juazeiro do Norte ainda não conseguiu, já é uma realidade em Caririaçu. Foi realizada a eleição antecipada para a nova Mesa Diretora. Apesar de estarmos iniciando 2022, os vereadores já escolheram o presidente para o biênio 2023-2024. Realizada em sessão extraordinária no dia 12, em pleno recesso parlamentar, a eleição teve quórum apertado com as presenças de apenas seis dos 11 vereadores. Marcos Araújo, do PDT, foi eleito sem concorrência e terá um membro da oposição como vice, o vereador Ailton da Miragem, do PSD. Há quem garanta que Ailton já está na base do prefeito Edmilson Leite, que fez, além do presidente, o secretário, vereador Tiago de Rossini, do PDT. Com minoria na Casa e o enfraquecimento com a segunda derrota para o grupo de Edmilson, a base de oposição parece estar esfacelando.

Em busca de apoio

O deputado federal e pré-candidato ao Governo do Estado, Mauro Filho, esteve novamente no Cariri. Desta vez, Mauro foi a Caririaçu participar da entrega de equipamentos comprados com emendas parlamentares destinadas ao Município. Mauro destinou R$ 350 mil, que viabilizou a compra de um trator para atuar na zona rural. Recebido com festa pelo prefeito Edmilson Leite, Mauro aproveitou para se articular politicamente com a base aliada no Município. O prefeito é simpático ao nome de Mauro na disputa ao governo, mas é bom lembrar que Edmilson já está fechado com as candidaturas a deputado federal de José Guimarães e André Figueiredo. Caso Mauro dispute a reeleição, será a terceira opção. Apesar de não constar na agenda, Mauro se encontrou, também, com o prefeito de Farias Brito, Deda Pereira. Em Farias Brito, a concorrência é menor.

Barrando a farra

Uma ação do vereador Robson Miranda, do Cidadania, barrou a farra dos aumentos salariais do prefeito, do vice e dos vereadores em Campos Sales. A decisão do juiz Paulo Augusto Gadelha de Abrantes, foi publicada no dia 12 e caiu como um balde de água fria na Câmara, que esperava uma decisão de respeito ao Legislativo. Aprovado, ainda em 2020, o projeto de lei previa aumento de R$ 4 mil no salário do prefeito, R$ 3 mil nos vencimentos do vice e mais R$ 1,5 mil nos salários dos vereadores. A Câmara deve recorrer da decisão e a briga promete se estender. O vereador Dr. Robson, como é conhecido, garante que a ação não tem viés político. É apenas uma questão de justiça. Ele argumenta que, além de estarmos em pandemia e crise econômica, os servidores do município estão há mais de 10 anos sem a reposição das perdas. Razão a quem tem!

Enquanto isso...

... Sem preocupação com a decisão judicial que barrou seu aumento salarial, o prefeito de Campos Sales, João Luiz, agora do PT, parece mais preocupado em mostrar força na Câmara. Governando com maioria folgada, o prefeito agora quer esvaziar o antigo partido, o PDT, para enfraquecer seu mais novo adversário, o ex-prefeito Moésio Loiola.

... Juntos, João Luiz e Moésio, elegeram oito dos 11 vereadores da Câmara. Muitos, ainda fieis a Moésio. Mas, João Luiz já canta que o seu PT terá a maior bancada na Câmara. Terá que convencer cinco vereadores a trocar de partido. Se conseguir, será um golpe duro nas pretensões de Moésio, que é candidato a deputado estadual. Que venha a janela partidária!

... Em Nova Olinda, o prefeito Ítalo Brito, do PP, usou as redes sociais para fazer um apelo à população. Pediu que procurem os locais de vacinação. O apelo é para não perder mais de 800 doses de vacina contra a covid-19, acondicionadas na Secretaria de Saúde. Caso o apelo não seja atendido, os imunizantes de primeira dose perdem a validade em fevereiro.

... Entre parabéns e críticas, o prefeito Ítalo está sendo desafiado a seguir o exemplo de Milagres e Missão Velha. Os dois municípios implantaram a vacinação volante, que percorre as comunidades em busca dos não vacinados. Para a oposição, falta planejamento por parte do prefeito Ítalo e dão o ultimato: se perder as vacinas, vai sofrer ação por improbidade.

O presidente da Câmara de Nova Olinda, Antônio de Deda, surpreendeu ao renunciar ao comando da Casa, ainda em dezembro de 2021. Não expôs os motivos e se calou sobre possíveis pressões políticas que teria sofrido. Ele disse apenas que se tratava de questões pessoais. Se a renúncia foi estranha, mais ainda é a realização de nova eleição para a Mesa Diretora, que assume até o fim deste ano. O natural seria que a vice-presidente, Lurdes da Saúde, assumisse a vaga diretamente. Mas não foi bem assim. Em sessão extraordinária, dia 27, Lurdes teve que ser aclamada presidente, enquanto o vereador Vander Araújo, eleito vice-presidente, e Coni, reconduzida a secretaria, tiveram que ser votados. A votação teve duas abstenções e uma ausência, que podem revelar a verdade do processo. Claro, os outros vereadores garantem que tudo aconteceu dentro das normas do Regimento Interno da Casa. A população não se convenceu.

Base dividida
A base de oposição em Farias Brito deve marchar dividida na eleição deste ano. O ex-prefeito Zé Maria fechou apoio à candidatura do ex-prefeito de Várzea Alegre, Vanderlei Freire. Vandevelder não se manifestou sobre sua postura na eleição, mas não deve votar em Vanderlei. Terá outros compromissos. Apesar de natural em bases de oposição, aliados de Vandevelder disseram esperar que Zé Maria procurasse seu principal líder político para decidir. O apoio de Zé Maria é apenas um entre muitos que devem declarar fidelidade a Vanderlei no Cariri. Bem preparado financeiramente para a eleição, Vanderlei garante que vai dar trabalho em busca de uma vaga na Assembleia. Por enquanto, está escolhendo políticos fora do poder. É a tática do mais fácil e mais barato. A chapa de Zé Maria aos Legislativos tem ainda o nome de Nelinho Freitas para federal.

Comendo pelas beiradas
O deputado estadual Davi de Raimundão parece ter aprendido com o pai, o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (Raimundão). Davi está desenvolvendo a tática de fazer seus acordos sem alarde, no famoso “comer pelas beiradas”. Em Farias Brito, Davi já ganhou a simpatia do prefeito Deda, que admite a possibilidade de votar nele. Davi tem dado atenção ao gestor e articulado questões do Município junto ao Governo do Estado. O mesmo acontece em Caririaçu, onde o prefeito Edmilson Leite, tem conversado muito com Davi. Edmilson vota, prioritariamente, no deputado Guilherme Landim, mas vai ajudar Davi, dividindo parte da sua base. Para driblar a ausência do ex-prefeito de Aurora, Adailton Macedo, na sua campanha, Davi conseguiu mais da metade da base de Adailton ao seu lado, e garante que não haverá rompimentos. Habilidade é o nome!

Fogo amigo
O presidente da Câmara de Potengi, Ailton Leite, parece estar deixando a base do prefeito Edson Veriato. Fez críticas veladas a gestão e cravou: dava para ter feito mais. Ao fazer a avaliação, durante uma entrevista ao radialista Jocélio Leite, o presidente disse que entendia as limitações motivadas pela situação em que Veriato encontrou a administração, mas que espera muito mais do que foi feito pelo prefeito em 2021. A avaliação é que faltou um olhar direcionado às pessoas mais carentes. Ailton foi eleito pelo mesmo partido de Veriato, o Psol, mas negocia sua saída para o PP de Zezinho Albuquerque e, ao que parece, pode migrar para a oposição. O fogo amigo está sendo entendido como um prenúncio de candidatura a prefeito em 2024. Ailton disse que espera melhora para 2022 e que o Legislativo estará à disposição do prefeito e da população. Será?

Resposta rápida
Em resposta à grande expectativa gerada pela população e a Câmara, o prefeito de Potengi, Edson Veriato, disse ao radialista Jocélio Leite que teve um ano muito difícil, pelos inúmeros problemas que herdou da gestão anterior, mas tudo iria se resolver a partir de 2022. Apesar das críticas, o prefeito garante que abandonou o discurso de culpar a gestão passada. Para ele, é preciso avaliar o presente. Veriato disse ter aprendido muito com as articulações feitas junto a lideranças como o governador Camilo Santana e os deputados Fernando Santana (estadual) e Idilvan Alencar (federal). As cobranças são tidas como naturais porque, segundo o gestor, primeiro se trabalha para depois colher o resultado do trabalho. Mas, Veriato garante que o resultado dessas articulações virá durante este e os próximos anos, e que vai fazer o que nunca fizeram no município. É esperar o resultado!

Malas prontas
A crise entre o ex-prefeito de Campos Sales, Moésio Loiola, e o atual gestor, João Luiz, ambos do PDT, promete se estender ainda mais. Pressionado por Moésio para deixar o PDT, João Luiz encontrou lugar no PT, sob a proteção do deputado federal José Guimarães. O próprio Guimarães anunciou a filiação do atual prefeito para o dia 13, quinta-feira, depois de uma conversa com o governador Camilo Santana. A mudança deve fortalecer João Luiz, em Campos Sales, ao assumir automaticamente o PT local. João Luiz foi eleito com o apoio de Moésio, que rompeu após ter reduzido sua participação na gestão. Moésio é candidato a deputado estadual e deve fazer o primeiro embate com João Luiz, que não o apoiará na disputa estadual. João Luiz está fechado com as candidaturas à reeleição de Fernando Santana (estadual) e José Guimarães.

Enquanto isso…
… Em Porteiras, a distribuição dos valores do Fundeb tem causado muita polêmica. Os professores da rede municipal questionam a divisão, apontando que a lista com os nomes de “beneficiados” estaria incorreta em vários pontos. A denúncia é feita de acordo com um documento da Prefeitura, publicado no Portal da Transparência.

… Nas redes sociais, os professores questionam os critérios usados para definir os cálculos do rateio. Segundo alegam, profissionais temporários devem receber, em alguns casos, mais ou igual aos efetivos. Teriam, ainda, casos de pessoas com menos horas trabalhadas, recebendo mais que pessoas com mais horas. Prefeitura e Câmara já foram cientificadas.

… Já em Farias Brito, a situação é bem mais tranquila. O Município anunciou o rateio e deve pagar R$ 1,3 milhão aos professores, sem críticas à lista. O recurso proveniente dos 70% do Fundeb será destinado aos professores da educação básica que exerceram a função no ano de 2021 e será repassado para as contas no dia 12.

… Para não deixar dúvidas, a gestão do prefeito Deda Pereira disse, em documento, que o rateio foi calculado levando em consideração a jornada de trabalho, os meses trabalhados e o vencimento auferido pelos profissionais da educação básica. Será considerado como mês integral aquele trabalhado por período igual ou superior a 15 dias.

As investigações sobre o desvio de repasses do INSS, na gestão do ex-prefeito interino de Jardim, João Cláudio, em 2010, devem ser retomadas em breve. Envolvidos diretamente na investigação simplesmente desapareceram do processo. Pura magia! Claro, tem os que estão provando inocência, como o ex-prefeito, mas outros como o articulador político Júnior Coutinho e sua irmã, Donizete Coutinho, não têm explicação. Em delação, o então contador garantiu ter entregue os valores desviados nas mãos de Júnior e Donizete, secretária de Administração que autorizou a retirada na época. Há indícios, inclusive, de participação de servidores do Bando do Brasil no caso. A pergunta é: como investigados pela organização do esquema, apesar dos fortes indícios, simplesmente desapareceram do processo? Com a palavra, o Ministério Público e a Justiça do Ceará.

Força política

O caso da investigação sobre desvios do INSS em Jardim ilustra bem a interação da política com a justiça brasileira. Lentidão proposital, que motiva o esquecimento de processos e o favorecimento de políticos, com arquivamentos de investigações sobre desvio de dinheiro público. Os servidores de Jardim devem ser prejudicados na sua aposentadoria. Já os responsáveis continuarão impunes. Para isso, claro, contam com forças políticas poderosas. No caso de Jardim, o padrinho de Júnior Coutinho é o deputado federal José Guimarães, atual vice-presidente nacional do PT. Homem forte do governo do ex-presidente Lula, há quem diga que Guimarães tem contatos na Justiça que favorecem seus aliados. O próprio Guimarães já conseguiu absolvição no caso dos dólares na cueca, encontrados com um dos seus assessores. Isso é Brasil!

Sem paciência

O deputado estadual Guilherme Landim parece ter perdido a paciência com o DNIT. O líder do PDT na Assembleia Legislativa vai denunciar o órgão ao Ministério Público Federal, por inoperância e irresponsabilidade. Guilherme alega que já enviou ofícios para que seja realizada a operação tapa-buracos no trecho da BR-116, que passa pela região do Cariri, de responsabilidade do órgão, e recebeu como resposta a desculpa de incapacidade de realizar a operação no momento. A direção do DNIT alega não ter contrato vigente para a realizar as obras de manutenção do trecho. Em entrevista a uma rádio local, Guilherme sustenta que sem contrato para a manutenção do trecho, o prejuízo recai sobre motoristas e a população, inclusive com a possibilidade de acidentes. O debate é sobre segurança viária, mas a crise é contra o Governo Federal em ano de eleição, e promete.

Quem responde

A investigação da Polícia Federal sobre o contrabando de fósseis da Chapada do Araripe e a sua repercussão nacional abrem uma janela sobre o crime: quem tem responsabilidade sobre o problema? No Cariri, os municípios diretamente envolvidos são Santana do Cariri e Nova Olinda, onde são feitas as escavações e a exposição das peças. Apesar do silêncio dos poderes públicos dos municípios, o debate para barrar o tráfico precisa passar pelas prefeituras e câmaras que, no momento, estão calados. O silêncio incentiva o tráfico, não as ações da Polícia Federal que concluiu inquérito onde aponta a participação de 11 pessoas no esquema. As investigações concluíram que trabalhadores de pedreiras locais são o ponto de partida para o tráfico e a investigação. A rota está traçada e a Justiça alertada. O poder político continua ausente.

Sem perdão

O prefeito de Farias Brito, Deda Pereira, apoiou uma grande festa de Reveillon no distrito do Quincuncá, zona rural do Município. Muito natural, não tivéssemos em plena pandemia e com decreto do Governo do Estado proibindo grandes aglomerações, inclusive limitando queima de fogos. Teve tudo isso na festa que juntou milhares de pessoas na praça local. Claro, com a realização de um aliado político. Além das críticas, o prefeito é acusado de perseguição política pelos adversários. Outra festa, particular e promovida com apoio de opositores, estava organizada para o mesmo dia. Ainda no dia 28, o promotor da festa se pronunciou nas redes sociais, acusando a gestão de falta de respeito e perseguição. Não teve perdão, teve prejuízo. A dúvida é se Justiça vai se pronunciar.

Dias melhores?

Depois de um ano de muita crise política e administrativa, aliados do prefeito de Potengi, Edson Veriato, começam a ter esperança de que 2022 será mais tranquilo. É que o atual gestor resolveu ampliar o poder do ex-prefeito Samuel Alencar na administração. Samuel foi apoiador de Edson e tem bem mais experiência com gestão pública e no trato com a política. Esperança para aliados e a certeza de que tudo pode piorar para os opositores. Apesar da experiência, Samuel tem uma vida pública bem conturbada. Em 2013, chegou a ter decisão judicial pela sua prisão, por compor esquema de corrupção e desvio de recursos públicos. O ex-prefeito se livrou das grades por estar em viagem fora do Brasil. Em 2020, Samuel desistiu da sua candidatura para apoiar Edson contra a ex-prefeita Alizandra Gomes, derrotada na eleição. Façam as apostas!

Enquanto isso...

... Quem se prepara para retornar ao cenário eleitoral é o ex-prefeito de Altaneira, Delvamberto Soares (PDT). O último passo para sanear a volta aconteceu no apagar das luzes de dezembro, quando a Câmara aprovou a última de suas contas do exercício 2015. Apesar do parecer pela desaprovação, do relator Professor Nonato (PT), as contas passaram.

... O parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado exigiu dois terços dos votos para desaprovar as contas de Delvamberto. Dos nove vereadores, apenas três seguiram o relator. Aliados avaliam: era o que Delvamberto esperava para disputar novamente. Se Delvamberto for eleito, o terror das contas muda de lado e passa a ser de Dariomar.

... Quem também finalizou dezembro aliviado, foi o prefeito de Assaré, Libório Leite (PDT). A limpeza na pauta do Judiciário trouxe uma sentença de absolvição do prefeito e sua vice, Maria Valdeniza Costa. Os dois eram acusados de abuso de poder político ao, supostamente, obterem ganho político em obras de perfuração de poços profundos em ano eleitoral.

... A ação, movida pelo Ministério Público Eleitoral, foi julgada improcedente pelo juiz da comarca local, Antônio Vandembeg Francelino Freitas. Na decisão, o magistrado lembrou que “é preciso que haja provas robustas da prática ilícita e que seja demonstrada a gravidade das circunstâncias que a caracterizam”, o que parece não ter acontecido.

Os eleitores do município de Mauriti estão, literalmente, sem entender o que acontece com o prefeito Isaac Júnior, do PT. Sucessivos pedidos de licença têm levantado várias especulações. Desde que foi eleito, Júnior ainda não sentou na cadeira de prefeito por 60 dias seguidos. Na última semana, o prefeito encaminhou mais uma licença à Câmara, o terceiro em apenas 12 meses. Segundo informações, as justificativas são por problemas de saúde, mas sem expor o problema. Natural por se tratar de questão pessoais. Politicamente, o afastamento da gestão por tanto tempo tem causado perda de espaços, hoje aproveitado pelo vice-prefeito João Paulo, também do PT. João Paulo tem governado o Município e deve permanecer por muito tempo. Há quem garanta que a possibilidade de renúncia já foi discutida com a cúpula petista, mas a ideia foi afastada, pelo menos, por enquanto. Estranho!

Mais uma decisão judicial

A prefeita de Jati, Mônica Mariano, do PSD, teve mais uma decisão judicial contrária à sua gestão. Claro, tem a opção de ignorar como fez em, pelo menos dois casos. Agora, se decidir acatar, vai comprometer significativamente os cofres da Prefeitura, já bem prejudicados pela crise e os desmandos de gestões anteriores. Motivada pelo Ministério Público do Estado, a Justiça determinou que o Município restabeleça o pagamento de um salário mínimo para servidores concursados e temporários, garantidos em lei (Nº 101/93). Desde a instituição do regime celetista, que os servidores estão recebendo o valor de R$ 678, mínimo na época da mudança. A dor de cabeça é que a decisão manda garantir todo o retroativo, incluindo férias e 13º salário dos últimos cinco anos. A prefeita reclama das gestões anteriores pelo rombo, mas terá que pagar a conta. E agora?

Nada de posse

O prefeito eleito de Barro, George Feitosa, do MDB, surpreendeu ao pedir o adiamento da posse à frente da Prefeitura. Eleito dia 5 e diplomado no dia 15, George poderia ser empossado ainda em 2021, mas preferiu deixar para 1º de janeiro de 2022. George disse ter identificado, entre outros problemas, salários atrasados e, por isso, estava querendo se diferenciar da atual gestão da prefeita interina Vanda Pereira, do PSD. Uma crítica disfarçada pela previsão de que acreditava que o problema estava prestes a ser sanado pela prefeita. Vanda deixa a Prefeitura para reassumir o comando da Câmara, como presidente. George terá uma presidente na sua oposição e, pior, após uma eleição cercada de intrigas. Vanda reassume o mandato sob o impacto da derrota e tensão recente da campanha. George diz ter boa relação com a vereadora. Será?

Denúncia grave

O pré-candidato a deputado federal, João Neto do Cartório, detonou os vereadores de oposição de Abaiara. Radialista na cidade, Neto disse em um programa que “quem compra, ele tá errado; e quem se vende, ele tá mais errado ainda”. A acusação é sobre ausência de oposição ao prefeito Afonso Tavares, do PT. Neto disse tirar o chapéu para Afonso, por ter colocado todo mundo debaixo do seu “sovaquinho”. O pré-candidato e radialista foi mais longe ao alertar para o pagamento de propina para ampliar a base aliada: “Ele tá dando o que todo mundo gosta; as notinhas azuzinhas, os peixinhos no aquário”. Os comentários aconteceram após aprovação de projeto de lei que muda o regime de trabalho dos servidores municipais; tema que tem gerado polêmica entre os servidores, gestão e sindicato. Após a eleição de 2020, a oposição tinha quatro dos nove vereadores.


Acabou o suspense

O ex-prefeito de Aurora, Adailton Macedo, tomou sua decisão e deve mesmo apoiar o advogado Juarez Saraiva. Em resposta a essa coluna, disse nas redes sociais que não estava escondendo a decisão. Apesar da base de Adailton minimizar a crise, o momento é de tensão. Os seguidos do ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, devem buscar votos para Davi de Raimundão, na mesma base que Adailton. Historicamente, bases aliadas, a tendência é que haja ruptura no grupo. Juarez será candidato pelo mesmo MDB de Davi, o que garantiu o aval do partido sobre a decisão de Adailton. Agora chegou a hora de saber quem tem mais voto em Aurora: Raimundão ou Adailton. Do outro lado, o prefeito Marcone Tavares, do PSD, vibra com a divisão, que deve facilitar sua vida política. Marcone quer seu candidato votado do Município. Chama-se fortalecimento político.


Prestação de contas

Quem esperava um fim de ano com muitos problemas financeiros na gestão do prefeito Deda Pereira, em Farias Brito, se enganou e acabou surpreendido. Deda fez um pronunciamento de fim de ano, aproveitando para fazer uma prestação de contas da gestão que, segundo ele, acabou 2021 com saldo positivo e dinheiro em caixa para fazer investimentos em 2022. Deda disse que as economias feitas com cortes de despesas garantiram R$ 13 milhões de salto nas contas da Prefeitura. O valor deve ser inflado com mais R$ 17 milhões, já articulados junto ao Governo do Estado, emendas parlamentares e projetos do governo federal. Durante a transmissão nas redes sociais, Deda avaliou seu Município como um dos mais organizados do Ceará. Exageros à parte, Deda tem razão ressaltar a organização financeira de Farias Brito.

Enquanto isso...

... A prestação de contas feita pelo prefeito Deda Pereira, em Farias Brito, parece ter sido prevista pela bancada de oposição na Câmara. Na sessão do dia 15, a vereadora Preta, ex-primeira-dama do Município, pediu a recomposição salarial dos servidores em 2022, com base na inflamação de 2020 e 2021. Se tem dinheiro em caixa, o que não falta é em que gastar.

... Sobre as obras previstas por Deda para o próximo ano, o ex-prefeito Zé Maria reivindicou a articulação de algumas, feitas ainda em seu governo. Não abre mão da autoria. Nas redes sociais, Zé Maria, citou asfaltamento de trecho da BR-230, que liga Cariutaba a Zé de Loura. O ex-prefeito garante que o pedido está na superintendência de obras.

... A gestão do prefeito de Assaré, Libório Leite, tem chamado a atenção positivamente no cenário político do Cariri. Dono de um estilo empreendedor, Libório assumiu cortando gastos e reduzindo folha de pagamento. E a política de contenção começa a mostrar os resultados na prática em setores como saúde, educação e infraestrutura. ...

No dia 20, o prefeito Libório fez uma grande festa para entregar 14 novos ônibus para o transporte escolar do Município. Libório ajuda a construir uma tendência regional de abolir a terceirização do transporte escolar. A aquisição custou R$ 1,7 milhão dos recursos próprios, ou seja, economizados desde o início do mandato.

O ex-prefeito de Aurora, Adailton Macedo, terá uma decisão eleitoral das mais difíceis para o próximo ano. Chegou a hora de acertar as contas da eleição de 2020, mesmo tendo perdido a disputa para prefeito. Apoiado de forma irrestrita, inclusive com doações financeiras e profissional, pelo advogado Juarez Saraiva, pré-candidato a deputado estadual, Adailton terá que decidir como ajudá-lo na disputa. E, neste momento, a única ajuda pretendida por Juarez é com o voto, que vale salientar, Adailton tem muito pela liderança que exerce no município. O problema é que o deputado estadual Davi de Raimundão, filho do ex-prefeito de Juazeiro, Raimundo Macedo, e aliado histórico de Adailton, não abre mão do seu apoio. Se tomar proporção de tensão, a situação pode dividir o grupo, caso Adailton opte por Juarez. Habilidoso, Adailton desconversa sobre o assunto, mas sabe que terá que dar uma resposta. Vai de Juarez ou Davi de Raimundão?

Nova liderança
A dúvida de Adailton Macedo em Aurora, entre Juarez Saraiva e Davi de Raimundão, está gerando outro problema para o grupo. Nas rodas políticas e dentro do próprio grupo, começa a aparecer o nome do médico Paulo José de Macedo Filho, conhecido como PJ. Filho do ex-vereador de Juazeiro, Preto Macedo, PJ surge como alternativa ao provável desgaste de Adailton, caso vote em Juarez para estadual. A crise ainda está controlada, mas dependendo da decisão de Adailton, o problema poderá ser sentido em 2024, na disputa municipal. Sabedor da crise que se avizinha, o vereador Chico Henrique já definiu apoio a Adailton. Apesar do nome estar sendo lembrado na cidade, PJ descarta a possibilidade. Adailton continua como grande liderança do grupo, mas sabe que não pode perder Raimundão. Seria a derrocada do grupo que governou o município por 12 anos.

Garganta abaixo
Liderança do PT em Jardim, o articulador Júnior Coutinho está tendo que engolir a filiação do prefeito Aniziário Costa à sigla. O ato de filiação, que aconteceu no dia 10, foi comemorado nas redes sociais por Júnior, Aniziário e a presidenta do partido, Donizete Coutinho, mas escondeu a insatisfação dos petistas. A filiação foi articulada pelo governador Camilo Santana e o deputado estadual Fernando Santana, para neutralizar as alianças, consideradas equivocadas, fechadas por Júnior. Na eleição passada, Júnior se aliou ao maior adversário do PT na cidade, o ex-prefeito Fernando Luz. A aliança detonou uma crise na direção estadual, estancada pelo deputado federal José Guimarães. A tendência é que Aniziário, que foi reeleito em 2020, comesse a direcionar o rumo das decisões do partido no Município. Júnior sabe e deve trabalhar contra Aniziário.

Mudança de rumo
Aliado histórico do ex-prefeito Marquinélio Tavares, mas dividido na eleição suplementar que elegeu George Feitosa, o PDT de Barro deve mesmo ficar ao lado grupo vencedor. O primeiro a romper e aderir a George foi o vice-prefeito cassado e presidente do partido no Município, Vanderval Feitosa. Ele anunciou, recentemente em uma rádio local, que passará o comando do partido para o médico João Ricardo. Na vice, continua Neneca Tavares, aliado de Marquinélio e que garante permanecer na sigla por mais um tempo. Ele tenta convencer o partido a ficar na oposição ao prefeito George, mas está difícil. Para decisão devem ser ouvidos, além de Vanderval e Neneca, os vereadores Joanes de Paraibana e o Cloves Ferreira. O deputado estadual Guilherme Landim, líder do partido na Assembleia Legislativa, já decidiu: fica com George.

Alimentando as bases
O deputado estadual Fernando Santana, do PT, aproveitou o fim de semana para visitar suas bases eleitorais ao lado de lideranças aliadas. Em Altaneira, Fernando acabou por desfazer o mal estar deixado com a visita do governador Camilo Santana, recentemente, ao grupo que faz a oposição ao prefeito Dariomar Rodrigues, do PT. Fernando esteve ao lado do prefeito, comemorando os 63 anos de emancipação política do Município. Dariomar está com Fernando, que tem garantido que a visita do governador não passou de uma gentileza entre amigos. PT e PDT são adversários em Altaneira. Já em Salitre, Fernando foi recebido pelo ex-prefeito Agenor Ribeiro, que tenta retomar o controle do PT, perdido para o também ex-prefeito Rondilson Ribeiro. Os dois participaram da ExpoSalitre, feira de animais e da agricultura, mas que teve como ponto alto a discussão política.

Bem articulado
Tensionamento zero e paz para governar. Essa tem sido a tônica do prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo, do PDT, quando o assunto é a Câmara. A última demonstração do bom diálogo com o Legislativo aconteceu na sessão da sexta-feira, 18, quando Figueiredo apresentou três projetos de lei à Casa e teve como resposta a aprovação unânime. Para muitos, não há mais oposição na Câmara e a tendência é que a base do prefeito ganhe novos nomes em breve. A aprovação de projetos do Executivo por unanimidade é um fato inédito, daí a repercussão. Foram aprovados os projetos de rateio das sobras do Fundeb, com os professores; outro que doa absorventes para mulheres em vulnerabilidade social; e o que concede desconto de até 80% das multas de trânsito no município. Os projetos estão conhecidos como o “pacote do bem”.

Enquanto isso…
… Ainda em Milagres, o prefeito Cícero Figueiredo anunciou, recentemente, o pagamento do 14º salário para os agentes de endemias e comunitários de saúde. A notícia foi muito bem recebida pelos agentes, em meio aos festejos do fim do ano. Os agentes devem, ainda, ganhar tabletes para fazer o acompanhamento diário dos pacientes visitados.

… O anúncio do 14º foi feito de Brasília, onde Figueiredo estava em busca de recursos. Figueiredo percorreu os gabinetes de deputados federais e ministros, em busca de recursos para obras e projetos sociais no município. Entre os gabinetes visitados, o deputado federal André Figueiredo prometeu recurso para a construção de passagem molhada.

… No mesmo embalo, o prefeito de Farias Brito, Deda Pereira, do PDT, anunciou o pagamento de 14º salário para os professores do município. Claro, o projeto está na Câmara para votação. A discussão é como votará a oposição: no quanto pior melhor ou em favor dos professores, o que favoreceria politicamente o prefeito Deda.

… Se autorizado pela Câmara, o projeto se somará ao repasse dos precatórios do antigo Fundef, decido e anunciado em agosto deste ano. Para tomar a decisão, Deda recebeu pressão do sindicato da categoria (Apeoc) e fez o anúncio ao lado de representante sindical e da classe do magistério local. A interação parece ter ido além com o 14º.

O ex-senador Eunício Oliveira, líder do MDB no Ceará, parece disposto a reconstruir seu grupo político no Cariri. Mas, para isso, tem agregado uma legião de lideranças em decadência politicamente. Claro, não tem nada a perder com uma maioria de políticos marcados pelo fracasso recente nas urnas. Em sua passagem pelo Cariri, no fim de semana, Eunício esteve com lideranças de Potengi, Assaré e Antonina do Norte. Do seu partido, Dr. Jamil, candidato a vice derrotado em Potengi, prometeu fazer a reconstrução para enfrentar as forças locais. Ao lado de Jamil, sua esposa, a vereadora Vanda Rodrigues. De Assaré, Eunício fechou parceria com o ex-prefeito Evanderto Almeida, derrotado em 2020, e que garante estar de malas prontas para o MDB. Vai deixar o PSD de Domingos Filho. Eunício já anunciou que deve mesmo disputar uma cadeira à Câmara Federal. Então, todo apoio é válido. Mas, se a verdadeira pretensão for o Governo do Estado, então, terá que melhorar muito sua articulação.

Gato por lebre

Ainda no Cariri, Eunício esteve em Antonina do Norte, onde foi recebido pelo emedebista Dr. Francisco, também derrotado nas urnas em 2020. A diferença é que, além de Dr. Francisco, o ex-senador foi recepcionado pelo deputado estadual Davi Macedo e seu pai, o ex-prefeito de Juazeiro, Raimundão. Os dois prometem maioria de votos a Eunício em Antonina, mesmo sem conhecer a realidade política e sem qualquer experiência em eleições locais. A primeira eleição que tentaram, em 2020, perderam. Mas, Raimundão e Davi atiram no escuro para convencer Eunício de uma compensação a Juazeiro, maior colégio eleitoral do grupo. Em Juazeiro, Davi e Raimundão votam em Nelinho Freitas, do PSDB, o que é muito justo. Mantêm acordo de 2020, quando Davi foi vice de Nelinho. Mas, no caso de Antonina, Eunício pode estar levando gato por lebre.

Caindo de paraquedas

Nada animadora a passagem do pré-candidato ao Governo do Estado, deputado Capitão Wagner, do Pros, pelo município do Barro no fim de semana. Wagner visitou o prefeito George Feitosa, do MDB, eleito no dia 5, em eleição suplementar. As fotos e sorrisos das redes sociais contrastam com a pressão política sofrida por George, dentro do seu grupo. George é fiel ao ex-senador Eunício Oliveira, hoje na oposição, mas tem um grupo bem eclético, que avaliaram a visita como oportunismo. Wagner não teria se manifestado nem, tampouco, assumido o apoio a George durante a campanha. Com uma boa linha de diálogo com o governador Camilo Santana, George atraiu apoiadores como o deputado estadual Guilherme Landim, do PDT, um dos articuladores dos irmãos Cid e Ciro Gomes no Cariri. George disse que a visita foi de cortesia e nada tem a ver com voto.

Na mira do MP

O prefeito de Porteiras, Fábio Pinheiro, do PTB, está descobrindo, da pior forma, que não deve ignorar uma lei federal. O gestor autorizou um loteamento, denominado Padre Cícero, sem as devidas licenças ambientais. Sem as licenças, loteamento e prefeito acabaram acionados pelo Ministério Público do Estado, que pediu a interdição do empreendimento, sob pena de multa de R$ 1 mil por dia. A Ação Civil Pública, ajuizada no dia 09, pede a regularização do loteamento em dois anos, enquanto permanece como clandestino, além de pagamento de indenização por danos morais coletivos causados ao meio ambiente. O valor deve ser revertido ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos do Estado do Ceará. Até o momento, não se fala em corrupção ou outra motivação para a liberação; mas, com certeza, os promotores não devem descartar a possibilidade. É esperar para ver!

Se antecipando a crise

O Ministério Público do Ceará, nos municípios de Jati, Penaforte e Porteiras, se antecipa a um possível aumento de casos de covid-19 no próximo ano. Nos três municípios, os promotores recomendaram que os gestores se abstenham de incentivar, e mais: garantam a obediência ao decreto estadual que proíbe eventos de grande proporção para comemorações de ano novo, pré-carnaval e carnaval. No caso de realização dos eventos, o Ministério Público pede que os gestores sigam os protocolos autorizados pela Secretaria de Saúde do Estado. Difícil será garantir o cumprimento de exigências como apresentação de passaporte sanitário e controle de acesso dos participantes. Em caso descumprimento, claro, os gestores serão acionados judicialmente. Para a prefeita de Jati, será mais difícil, já que ela não cumpre nem os próprios decretos.

Farra da boquinha

Pelos menos 12 Câmaras do Ceará criaram uma aberração jurídica ao legislaram em causa própria, criando a remuneração de 13º salário e 1/3 de férias remuneradas. No Cariri a única aderir ao movimento foi a Câmara de Mauriti. Na maioria dos casos, os prefeitos estão sancionando as leis para não criar indisposição entre os poderes. Mauriti foi uma das primeiras a aprovar a lei em 2018, que foi sancionada pelo ex-prefeito Mano Morais. O Ministério Público está sendo provocado para acionar a Justiça e barrar a farra com o dinheiro público. A União dos Vereadores do Ceará (UVC) assiste a tudo sem qualquer manifestação e deve ser cobrada por isso. Além de Mauriti, já aprovaram a lei os municípios de Sobral, Capistrano, Tianguá, Jaguaribara, Marco, Jaguaribe, Paracuru, Acaraú, Icó, Limoeiro do Norte, Boa Viagem e Cascavel. Boa Viagem disse que o ato é constitucional e autorizado pelo STF; só não especificou a lei e a resolução.

Enquanto isso...

... Em Jati, a prefeita Mônica Mariano, do PSD, continua cercada de críticas das lideranças da oposição. Claro, normal numa democracia com direito a voz. Mas, a afirmação da ex-prefeita Mundinha, do PT, soa mais como grave denúncia. Mundinha usou as redes sociais para questionar a qualidade do transporte escolar, cujos ônibus vivem quebrados.

... Mas, o pior no transporte escolar de jati, segundo a ex-prefeita Mundinha, não é o fato dos ônibus viverem quebrados, mas pelos alunos não irem à escola por falta combustível nos veículos. Para a ex-prefeita, os jatienses agora vivem de “RE”; “REinauguração disso... REinauguração daquilo...” Bom, pelo menos, ainda há reinaugurações.

... Em Brejo Santo, a prefeita Gislaine Landim, do PDT, aproveita a tranquilidade política vivida pela sua gestão e tenta confirmar a excelência em setores chaves para o município. Herança deixada pelo seu filho, o atual deputado estadual Guilherme Landim, quando prefeito, a educação continua sendo prioridade.

... Gislaine Landim, participou de evento voltado para gestões destaques na educação; e, em Brejo Santo, a educação já foi destaque nacional. O encontro realizado em Sobral, entre os dias 9 e 10, teve o selo da Fundação Lemann. Na pauta, a formação de lideranças educacionais, sob a perspectiva dos desafios a serem enfrentados pelas gestões públicas.

A eleição suplementar em Barro referendou o favoritismo do candidato do MDB, George Feitosa. Derrotado em 2020 por pouco mais de 50 votos, pelo prefeito cassado Marquinélio Tavares (PSD), George despontou como favorito para esta eleição suplementar desde o anúncio da cassação. George venceu a candidata do PSD, Vanda Pereira, por mais de 1.600 votos. Foram 6.886 votos (56,92%) de George contra 5.211 (43,08%) de Vanda. A eleição deste domingo (05) também apontou uma vitória do ex-senador Eunício Oliveira sobre o senador Cid Gomes (PDT). O grupo comandado por George interrompe quase 20 anos de hegemonia de Marquinélio, que vale salientar, não mergulhou na campanha. Foi atropelado pela Justiça e por George. Agora, George terá muito a decidir; primeiro o que fazer com a cidade que está um caos e, segundo, em quem votar em 2022. Pelo menos três deputados estaduais o ajudaram.

Limpeza geral

Em Salitre, a aliança entre o prefeito Dodó de Neoclides e o ex-prefeito Rondilson Ribeiro azedou de vez. Dodó está fazendo uma limpeza geral e demitindo contratados e comissionados ligados a Rondilson. E o exemplo começou por cima. Na quinta-feira (02), nas redes sociais, a secretária de Educação, Mônica Ribeiro, anunciou sua saída da gestão. Agradeceu a todos, menos ao prefeito Dodó. Mônica é irmã de Rondilson e estava no comando de uma pasta estratégica em períodos eleitorais. Dodó não perdoou o fato de Mônica estar acompanhando o irmão em voto contrário ao seu. O grupo de Rondilson vota em Evandro Leitão para estadual e em Janaina Carla para federal. Dodó quer o voto em Marcos Sobreira e Domingos Neto e, assim, se fez a discórdia. A avaliação é que Dodó não pode ficar atrás de Rondilson e do também ex-prefeito, Agenor Ribeiro. A visão já está em 2024.

Crise gerada, crise estancada

A Câmara de Antonina do Norte elegeu, no dia 25, sua nova Mesa Diretora para 2022. O vereador Rômulo Sampaio (MDB), eleito com cinco votos, deve assumir o cargo em janeiro, com um discurso de união na Casa. Apesar da expectativa, hoje, a situação política no Poder Legislativo é outra. A sessão chamou a atenção pela ausência de quatro dos nove vereadores, segundo informações, em protesto ao atual presidente Ronim Dias (PSD). O grupo de quatro vereadores boicotou a eleição para expor uma possível traição do presidente Ronim. Aliado ao grupo, Ronim teria ficado responsável pela articulação de um nome indicado pelo grupo, que unificasse a Casa. A crise foi estancada pelo presidente eleito Rômulo, que estaria colocando em prática o discurso de união. O novo presidente tem conversado com o grupo discordante e a paz parece estar próxima.

Faça o que eu digo

Apesar das muitas críticas a políticos que passam por cima das próprias determinações terem ganhado holofotes nos últimos anos, principalmente  durante a pandemia do coronavírus, a prática do “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” continua. Desta vez, o descumprimento do próprio decreto foi praticado pela prefeita de Jati, Mônica Mariano (PSD). A gestora prestigiou uma inauguração no comércio local e acabou participando de uma longa queima de fogos, o que está proibido por decreto assinado pela própria prefeita. Além dos fogos, a inauguração, realizada no último dia 4, reuniu uma verdadeira multidão, ou seja, aglomeração. Por parte do comerciante, uma comemoração afrontosa à sociedade e ao momento. Do lado da Prefeitura, o silêncio é perturbador. Nas redes sociais, a gestão foi cobrada por uma atitude.

Tudo explicado

Em contato com esta coluna, o presidente do PT de Abaia