Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Times do Crajubar focam em competições nacionais
Pela primeira vez Crato, Juazeiro e Barbalha terão, juntas, representantes na elite
Foto: Instagram dos clubes
Robson Roque
09/02 15:30

(Colaborou Juliana Sátiro)

A primeira divisão do Campeonato Cearense começa esta semana. Será a primeira vez que Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha terão, juntos, representantes na elite do futebol cearense. Esta semana, o Barbalha estreia contra o Guarany de Sobral. Crato e Icasa se enfrentariam logo na primeira rodada, mas o jogo entre as duas equipes foi adiado já que o Verdão encara o Floresta nesta terça-feira (9), pela semifinal da Taça Fares Lopes.

Desse modo, a estreia do Azulão da Princesa será no sábado (13), contra o Caucaia, fora de casa. No mesmo dia, o time icasiano fará sua primeira partida, contra o Pacajus, no estádio Inaldão. No domingo (14), no mesmo estádio, o Barbalha volta a campo contra o Atlético Cearense. O Jornal do Cariri entrevistou os técnicos das três equipes em busca de projeções. Todos citam como principal objetivo a conquista de vagas em competições nacionais.

Cotado como um dos principais favoritos na primeira fase, ao lado do Ferroviário, o Icasa tem sua atenção voltada para a Taça Fares Lopes. Contudo, o técnico Washington Luiz afasta a pecha “Sabemos que é um campeonato muito difícil, especialmente nessa primeira fase em que os times têm o mesmo nível, e precisamos chegar fortes, preparados e viver um jogo de cada vez e conseguirmos nossos objetivos dentro da competição”.

Acostumado a um calendário extenso na década passada, o Verdão do Cariri quer voltar a disputar competições de maior porte. “Para isso, é necessário a gente classificar para a próxima fase e, na próxima fase, ficar pelo menos entre os cinco primeiros para darmos esse calendário ao Icasa em 2022”. Pedro Manta, técnico do Crato, mantém boas expectativas apesar de lamentar o fato de a equipe ter começado a preparação com pelo menos uma semana de atraso frente aos demais adversários.

“Estamos mesmo começando um pouco atrasados, mas estamos evoluindo, avançando bem e temos uma boa perspectiva. Nosso objetivo maior é a permanência, mantermos o Crato no estadual e também buscar uma competição a nível nacional, uma série D”, diz. Diante deste cenário, o time cratense focou na preparação física e precisou reformular o elenco desde a conquista do acesso, em dezembro. “O Crato ainda não tem um calendário, nenhuma competição está definida. Depois do estadual, iremos buscar, mesmo sabendo das dificuldades que iremos ter”, conclui Pedro Manta.

O Barbalha disputará a primeira divisão pela terceira vez seguida. O técnico, Higor César também reclama do pouco tempo de preparação. Ele garante, no entanto, que foi feito um planejamento coeso para que o time pudesse chegar pronto para encarar o Guarany de Sobral na estreia. “A cada dia que passa, nós, da comissão técnica, vemos uma evolução dentro da nossa equipe, fator muito positivo para nós”, afirma.

O treinador mantém o foco em classificar para a segunda fase para, só depois, projetar novos objetivos. Conforme o treinador, o maior diferencial do time durante a pré- -temporada tem sido a união dos jogadores em torno das metas traçadas por diretoria e comissão técnica. “Todas as equipes que eu passo, procuro trabalhar dessa forma. Aqui não está sendo diferente, todos que estão aqui estão satisfeitos, estão imbuídos do mesmo objetivo”. As entrevistas completas com os três técnicos estão disponíveis em www.jornaldocariri. com.br.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ