Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Pedro Manta quer levar o Crato à primeira competição nacional
O técnico detalha a preparação do time e comenta as pretensões do Azulão da Princesa nesta nova temporada.
Foto: Divulgação
Robson Roque
11/02 11:00

Colaborou (Juliana Sátiro)

De volta à Série A do Campeonato Cearense, o Crato Esporte Clube quer conseguir um feito inédito: classificar-se para disputar uma competição nacional. Em entrevista ao Jornal do Cariri, o técnico Pedro Manta detalha a preparação do time e comenta as pretensões do Azulão da Princesa nesta nova temporada.

O jogo que marcará o retorno do Crato à primeira divisão será no próximo sábado (13), contra o Caucaia, fora de casa, às 15h30.

Leia a entrevista com o técnico do Crato:

Quais são as expectativas para atuação do Crato no campeonato que já se inicia próxima semana? E os principais objetivos do azulão?

Nós estamos com as melhores expectativas possíveis. Estamos fazendo uma boa pré-temporada, claro que iniciamos um pouquinho atrás das demais equipes, o Icasa já vem de uma competição, o Barbalha já estava treinando há mais de uma semana e as outras equipes do Estado né? Como o Caucaia, o Ferroviário, tem largado na frente no sentido de preparação. Então, estamos começando um pouco atrasados, mas estamos evoluindo, avançando bem e temos uma boa perspectiva. 

Nosso objetivo maior é a permanência, mantermos o Crato no estadual e também buscarmos uma competição a nível nacional, uma série D. Mas, vamos primeiro manter os pés no chão e com humildade conseguir fazer uma grande campanha com o Crato esse ano no Estadual, pois será uma competição muito difícil, com equipes bem qualificadas.

Como foi feita a preparação? Houveram mudanças no elenco? Como você avalia este elenco?

Fizemos o planejamento com a nossa diretoria, montamos uma programação. Nesse início de trabalho a gente tem evidenciado a questão física, como saímos um pouco tarde em relação aos demais, temos tentado fazer com que os atletas, no quesito físico, fiquem homogêneos. Estamos alicerçando a equipe, para trabalharmos o campeonato em cima de uma equipe bem direcionada.

O elenco é totalmente diferente do Estadual, né? Apenas dois ou três garotos da base estão continuando conosco na primeira divisão. Você sabe que na segunda divisão o Crato conseguiu acesso mas com aquela parceria, né? Com atletas do Cearense. Agora é um novo elenco, um novo grupo.

Os próximos passos do time após o campeonato já estão previstos? Quais são eles?

O que a gente vai conseguir é o que vai determinar o nosso futuro. Nosso maior objetivo é a permanência do Crato na primeira divisão, conseguindo isso, esse primeiro degrau, iremos em busca de novas competições. 

O Crato ainda não tem um calendário, nenhuma competição está definida depois do Estadual, iremos buscar, mesmo sabendo das dificuldades que iremos ter. 

Nosso objetivo precisa ser bem definido, precisamos pensar em uma permanência nessa competição e na sequência conquistarmos calendário, uma participação no Campeonato Nacional. 

Vamos ter pé no chão para conseguirmos nossos objetivos. Eu sou muito do agora, do momento, do presente.

O que o senhor, enquanto técnico, recomenda ao elenco para que os planos sejam traçados como o esperado?

O que nós desenvolvemos nos atletas é exatamente o foco, a determinação, estar bem aceso a tudo aquilo que a gente trabalha. Nós queremos que os atletas entendam a nossa maneira de jogar, o mais importante é exatamente isso, entender todo o trabalho. Estamos com a equipe em construção. Já começamos também a estudar os adversários.

Visto que o Crato irá jogar contra o Icasa, você acredita que o azulão está em desvantagem? Já que o Icasa segue em atividade na Fares Lopes.

Eu vejo o Icasa sim como grande favorito da competição, pelo entrosamento, pela equipe já encaixada há muito tempo, pelo bom trabalho que Washington vem realizando e toda a equipe também. 

Nós não devemos estrear ainda contra o Icasa, pois ele está passando esse jogo da volta contra o Floresta e já está na final da Fares Lopes. Devido a datas, talvez a gente não estreie contra o Icasa e sim contra o Caucaia

É muito importante estudar os adversários. Fico muito alegre por nossa região do Cariri ter três equipes na série A do Cearense, mostra a força do campeonato. Eu vim de um campeonato pernambucano e sei a força que é o futebol cearense.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ