Jornal do Cariri
Zuleide Queiroz quer periferia e zona rural nas políticas públicas
Candidata Zuleide tem como vice o professor Juciel Lima.
Divulgação
Luan Moura
11/11/20 21:00

A professora Zuleide Queiroz (Psol) concorre às eleições municipais de Crato junto ao seu candidato a vice, o professor Juciel Lima. A chapa visa repensar uma cidade onde bairros da periferia e a zona rural sejam incluídos na pauta de políticas públicas do Município. Dentre suas principais propostas estão o combate ao racismo e o enfrentamento à violência doméstica, a valorização da educação, propostas de trabalho e geração de renda, além do incentivo a artistas, fazedores de cultura e juventude.

Segundo Zuleide, as candidaturas surgem de um contexto onde a luta mostra-se importante para visibilizar movimentos sociais da região. “A nossa chapa vem mostrar para as pessoas que, corpos negros, pessoas que tem identidade LGBT, mulheres professoras feministas e agrupamentos que lutam cotidianamente podem ser, sim, vereadores e prefeitos”, declara.

Zuleide atua na frente do Grupo Negro do Cariri (Grunec), Movimento de Mulheres, movimento sindical da classe educadora e afirma que seu programa foi construído ao longo de meses, através de “10 eventos de seminários temáticos pra chamar os movimentos sociais e discutir os temas”. As maiores preocupações da candidata estão na situação da população durante esse período de pandemia. A candidata também pretende criar postos de trabalho para a população e a "adoção de um plano de obras, reparos e serviços públicos para a geração de emprego em massa, com condições dignas e garantidas”.

Zuleide critica o fechamento de escolas da zona rural, pela situação precária em que estudantes são transportados até os centros urbanos.  Por isso, quer ampliar a educação tanto na zona rural quanto na urbana. Além disso, o direito ao campo e à terra são destaques no programa da candidata. De acordo com ela, existem hoje, no Cariri, 26 comunidades quilombolas mapeadas pelo Grunec. Nenhum tem o registro da sua terra”.  Dar o registro da terra para as comunidades é tão importante quanto, promover a acessibilidade para chegar às terras e democratizar o acesso à escola e à saúde.

A candidata propõe uma administração onde a população participe do planejamento orçamentário do Município. Defende, ainda, a criação de um comitê permanente de acompanhamento dos recursos municipais. Conforme Zuleide, este comitê terá membros dos bairros para discutir os problemas de cada localidade, priorizando a transparência na aplicação de recursos que o Município recebe e como serão utilizados.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ