Jornal do Cariri
Vacinação geral

Pelo menos 15 municípios do Cariri, junto a outros 69 do Estado, estão comemorando a decisão de vacinar a população de 18 a 59 anos. A vacinação significa grande avanço na luta contra a covid-19. A lista, publicada pela Secretaria de Saúde do Estado, dia 4, coloca como critérios atingir a meta de 90% de vacinação para cada fase. Chamou a atenção a ausência de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. Mas, a dúvida é sobre a quantidade de vacinas para os municípios garantirem as doses. Há uma expectativa de que a procura aumente e falte vacinas, o que poderá causar tumultos. No estado, o ritmo da entrega de vacinas, como no Brasil, continua lento. As cidades que ficaram fora da lista temem sofrer reduções na entrega. Mesmo com as dúvidas e incertezas, os municípios da lista comemoram. Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Brejo Santo, Campos Sales, Granjeiro, Jardim, Lavras da Mangabeira, Milagres, Missão Velha, Penaforte, Pontengi, Salitre, Santana do Cariri e Várzea Alegre estão sorrindo à toa.

Isolamento sob pressão

Apesar da subida descontrolada dos casos de covid-19 no município, o prefeito de Porteiras, Fábio Pinheiro, esperou que a decisão de fazer lockdown viesse do Ministério Público do Estado. E a orientação aconteceu no dia 2, em reunião online entre representantes da Prefeitura, Vigilância Sanitária e Policia Militar. O promotor André Augusto pediu a reedição, em âmbito municipal, do decreto estadual (34.083), de 22 de maio, que estabelecia isolamento social rígido no Estado. Durante a reunião, ficou estabelecido o endurecimento na fiscalização por parte da Policia Militar e Vigilância Sanitária. A ideia é que a polícia judiciária e o Ministério Público ajuízem ação penal pública, em caso de descumprimento das regras, com pedido de penas que variam de um mês a um ano de detenção, além de multa. Sobre as decisões e medidas, o prefeito Fábio só assiste.

Menos rígido

Quem manteve as ações de enfretamento à covid-19 foi o prefeito de Milagres, Cícero Figueiredo. Desde o dia 1º, o município está em isolamento menos rígido. Setores como comércio e serviços devem manter limitação de horários em 6 horas e capacidade de 40%. Outra proibição, essa com intensa fiscalização, é para festas, feiras e eventos com aglomeração; além do toque de recolher das 20h às 5h. A novidade é o endurecimento na fiscalização. Há um temor de que a reedição do decreto motive um relaxamento natural pela população. Apesar da preocupação com o aumento dos casos, Milagres continua permitindo o funcionamento de academias até as 18 horas e supermercados até às 20 horas. Claro, tudo com capacidade reduzida. A flexibilização deve vir depois do dia 14, fim da validade do decreto. Mas Figueiredo já disse: se precisar estende.

Clima tenso

Mesmo com tantas medidas e decisões questionáveis, o prefeito de Potengi, Edson Veriato, acredita estar no caminho certo e que não precisa de ajuda. Pelo menos, essa é a avaliação de parte dos vereadores que solicitaram uma conversa com o gestor e ouviram um direto: marquem na agenda! Prefeito e parlamentares se encontraram no hospital local, quando foi solicitada a conversa para discutir a contratação de mais médicos, enfermeiros e auxiliares para o atendimento da covid-19. Os profissionais reclamam de sobrecarga. A resposta do prefeito deixou o clima tenso entre Executivo e Legislativo. Ficou a impressão de que o prefeito não aceita opiniões e orientações. Resultado: alguns vereadores já questionam a capacidade administrativa de Veriato. Nas redes sociais, circula a campanha “Potengi pede socorro. Fora Edson Veriato”. A crise tende a aumentar.

Bons resultados

Apesar das muitas razões para preocupações ligadas ao sistema de saúde, dois municípios do Cariri estão comemorando bons resultados. Farias Brito e Potengi ficaram entre os três melhores indicadores de saúde na Atenção Básica do Ceará. A avaliação é referente aos quatro primeiros meses de 2021, com ênfase no desempenho das equipes de Saúde da Família, atendimentos em PSFs, quantidade de exames, prevenção, atenção as gestantes, consultas médicas, enfermagem, odontologia e outras. Os dois municípios deram continuidade a programas já existentes. Farias Brito, terceiro colocado, manteve programas da gestão anterior, e Porteiras, segundo colocado, aprimorou. O 10º colocado foi o município de Salitre que, aliás, causou surpresa em muitos. Salitre e Farias Brito trocaram os prefeitos, enquanto Porteiras reelegeu seu gestor.

Farra dos contratados

O prefeito de Salitre, Dodo de Neoclides, entrou, definitivamente, na mira do Ministério Público. Em maio, o gestor foi notificado pelo procurador do Trabalho, Francisco José Parente Vasconcelos Júnior, para apresentar a lista de servidores do Município com contratados, comissionados e concursados. O procurador quer nomes completos, endereços, carga horária, função, contracheque e salário, referente aos últimos dois meses. O foco da determinação está nos servidores contratados e comissionados, sob indícios de abuso de poder político. Segundo informações, ao todo, o município tem 775 contratados e 403 comissionados, além dos 601 concursados. Somados, contratados e comissionados chegam a 1.178, contingente bem superior a cidades de maior porte, como Assaré, que tem ao todo 1 mil servidores entre contratados, comissionados e concursados.

Enquanto isso...

... Ainda em Salitre, o prefeito Dodo de Neoclides precisa enviar, ao Ministério Público do Trabalho, os comprovantes de pagamento do 13º salário dos servidores contratados e comissionados, ainda de 2020. Há uma denúncia de que o gestor pagou os concursados e deu calote no restante. O prefeito é acusado de perseguição política.

... Mas, Dodo de Neoclides terá mais problemas com órgãos fiscalizadores. Ele prometeu, em campanha, que nenhum servidor público trabalharia por menos de um salário mínimo. Entre expectativa e realidade, grande parte dos servidores continua recebendo 50% de um salário e até menos. Uma denúncia está a caminho do Ministério Público.

... A prefeita de Jati, Monica Mariano, continua sendo questionada pelas ações à frente da Prefeitura. Depois de promover aglomerações para fazer comemorações com servidores da limpeza, a gestora é confrontada com o agravamento de saúde do seu vice-prefeito, Rogério Couto, que está intubado por complicações da covid-19.

... Nas redes sociais, Monica Mariano é questionada por viajar à Brasília em busca de verba para construção de escolas e creches, enquanto o hospital cai aos pedaços. O questionamento é: onde a prefeita vai arrumar alunos para as escolas? Além do hospital em péssimo estado, a limpeza pública também é alvo de críticas. Não estaria atendendo a demanda.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ