Jornal do Cariri
Sem tempo a perder

O deputado estadual caririense em exercício, Rafael Branco, com menos de 50 dias de mandato, é destaque na atuação parlamentar. Além do prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, o deputado já sentou com várias lideranças para viabilizar recursos e articular projetos junto aos governos do Estado e Federal. Com o prefeito de Santana do Cariri, Samuel Werton, articulou a assinatura das obras da estrada do Pontal da Santa Cruz. Em Penaforte, a articulação com o prefeito Dr. Rafael é para a viabilização de cestas básicas. Outras conjunturas políticas com o vice-prefeito de Potengi, Humberto dos Barreiros; com o presidente da Câmara de Araripe, Zé Gordim; e com lideranças de Campos Sales, como Cristian Martins, também estiveram na agenda. No período, foram apresentados mais de 250 requerimentos, 14 projetos de Lei e articulados cerca de R$ 1 milhão em emendas. A atuação de Rafael tem chamado a atenção positivamente.

Sistema colapsado?
Apesar da redução nos números de casos de covid no Cariri, plataformas como o IntegraSUS e o Portal da Transparência da Secretaria da Saúde indicam fila de espera em pelo menos quatro municípios da região. Até o sábado (26), seriam 14 solicitações por enfermarias e quatro por UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A informação do provável colapso, apenas Jardim admite que tem 100% de ocupação no seu hospital. Outros municípios citados, como Juazeiro do Norte, tem 80% de ocupação, Barbalha 71% e Várzea Alegre estaria com 60%. Em Juazeiro, por exemplo, a Secretaria de Saúde divulgou imagens de enfermarias na UPA do Limoeiro, sem pacientes. Segundo as plataformas, no Estado, a ocupação de UTIs está em 76,81%. Já as enfermarias estão com 46,92% de lotação. Os gestores da Saúde nos municípios contestam os números. Seria somente atualização?


Desafiando a Justiça
A disputa eleitoral em Missão Velha parece longe de acabar. Depois da cassação do diploma do prefeito eleito Washington Fechine, que espera julgamento de recurso no TSE, agora foi a vez do candidato da oposição, Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim, ser considerado inelegível. A decisão do juiz Maurício Hoette, teve como base denúncia de abuso de poder político, econômico e dos meios de comunicação social. A decisão cabe recurso. Mas, o que parecia ser apenas mais um desdobramento judicial, acabou virando mais uma polêmica. Dr. Lorim desqualificou a decisão em um vídeo divulgado nas redes sociais, onde afirma que vai recorrer para um tribunal que o julga com “imparcialidade”. A fala coloca sob suspeição a decisão do juiz. Ele desafia a Justiça, garantindo que não ficará inelegível. Dr. Lorim fez convenção para a eleição suplementar nesse sábado, dia 26.

Disputa definida
Uma série de reuniões realizadas pelo grupo liderado pelo ex-prefeito Washington Fechine, que iniciou no sábado (26) e terminou nesta segunda (27), definiu a disputa em Missão Velha. Depois de muitas idas e vindas, o nome da petista Fitinha foi definido como candidata a prefeita, representando o grupo. O candidato a vice será o pai de Washington, Tião Fechine. Fitinha foi ex-candidata a vice na chapa de Washington, em 2020, e sua indicação teve como diferencial o fato de pertencer ao partido do governador Camilo Santana. Durante as reuniões, outros nomes como os ex-prefeitos Diego Feitosa e Tardiny Pinheiro, além da atual prefeita interina Dona Nazinha e a vereadora Macielle Macedo, também foram cogitados. Agora, o desafio é viabilizar Fitinha para a disputa, o que segundo o grupo, não será difícil pela lembrança popular da recente eleição de 2020.

Novo presidente
Depois de uma orientação judicial para a realização de nova eleição, por falha na regra da proporcionalidade, e a afirmação de que o problema já estava resolvido, a Câmara de Farias Brito acabou realizando nova eleição para a Mesa Diretora. O pleito, que aconteceu no dia 23, reconduziu o presidente Flávio Jorge, do PDT, ao comando da Casa. Desta vez, a Mesa está composta de forma proporcional, com as presenças dos vereadores Cícero Porfírio, do PCdoB, como vice-presidente, e Everton Calisto, do PT, como secretário. O trio obteve 10 dos 11 votos. A vereadora Preta, ex-primeira-dama do Município, acabou se abstendo. Flávio faz história com a aceitação maciça, o que fortalece o desafio para apaziguar a Casa. Nos primeiros seis meses, foram muitos enfrentamentos entre oposição e situação e discussões que ultrapassaram o limite político.

Em pleno vapor
Substituindo o prefeito de Mauriti, Isaac júnior, desde 1º de junho, o vice-prefeito João Paulo governa a todo vapor. Depois de encaminhar à Câmara pelo menos quatro projetos de Lei, em menos de um mês, o prefeito interino começa a assinar contratos com empresas para prestação de serviços ao Município. No dia 25, João Paulo contratou empresa para manutenção e reparos nas vias públicas. Havia muitas reclamações com os serviços e críticas aos atrasos nas tomadas de decisões do prefeito Isaac Júnior. De licença médica, Júnior abre caminho para João Paulo, que agrada a população com sua agilidade. É bem comum que gestores interinos evitem fechar contratos e enviar mensagens as Câmaras, o que não é o caso de Mauriti. Ou seja, é bom Isaac Júnior voltar logo, sob pena de não fazer falta aos seus eleitores.

Enquanto isso…
… Ainda em Mauriti, o prefeito interino João Paulo parece bem entrosado e cercado de apoio na Câmara de Vereadores. Na sessão do dia 18, a Casa recebeu três Projetos de Lei, sobre aumento da atenção aos doentes da covid-19, assistência à população com a doação de fraudas descartáveis, leite, óculos e cadeira de rodas.


… Na sessão seguinte, no dia 25, os projetos foram votados e aprovados pela maioria absoluta dos parlamentares. Foram 13 votos a favor e nenhum contra, incluindo os sete votos de PDT, DEM e Pros. A votação mostra a boa articulação dentro do Poder. João Paulo é ex-vereador e sabe bem o caminho das pedras para conquistar os ex-colegas de parlamento.

… Em Aurora, a procuradora do Município, Camila Leite Gonçalves, qualifica informação de que o Município teria denúncia de fura fila, como fake news. Segundo o prefeito Marcone Tavares, a procuradora consultou o promotor local, que negou a existência da denúncia. A informação foi veiculada por esta coluna e outros grandes jornais do Estado.


… Além do Jornal do Cariri, O Povo e Diário do Nordeste, com base em informações do próprio Ministério Público em Fortaleza, veicularam a informação. Aurora está entre os quatro municípios do Cariri Leste com denúncias de fura fila da vacina contra a covid19, investigadas pelo Ministério Público do Estado. Isso é fato!

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ