Jornal do Cariri
Sem paciência

Os agentes de saúde de Santana do Cariri disseram ter perdido a paciência com o prefeito Samuel Werton. Na última semana, no dia 18, a categoria foi às ruas para cobrar os incentivos repassados pelo Governo Federal, que não chegaram a ela. Com palavras de ordem como: “Pague o dinheiro dos agentes de saúde” e “Estamos cansados de tanta promessa”, os agentes se colocaram em frente à Prefeitura. Ao avaliar o movimento, o prefeito Samuel Werton considerou sem sentido. Segundo Samuel, a gestão pagou o incentivo no ano passado – “mesmo sem a obrigação” – e este ano está preparando a lei para ser enviada à Câmara. Samuel garante que sempre manteve o diálogo e a categoria está consciente das ações. Ou seja, vai pagar. Mas, com uma condição: vai contratar uma empresa especializada para medir o grau de satisfação da população com os agentes de saúde. O prefeito parece ter perdido a paciência também.

Soltando a língua

A prefeita de Jati, Mônica Mariano, surpreendeu ao convocar as mulheres do Município para fazer parte do projeto “Sala do Empreendedor”. Em um vídeo, em que pede que as mulheres indiquem quais cursos querem fazer, a prefeita finaliza dando língua. A postura logo repercutiu negativamente na cidade e as críticas se avolumaram nas redes sociais. Para apoiadores foi um sinal de descontração. Para opositores, um desrespeito à população. Mas, há quem avalie que a gestora acabou se vingando, depois de anunciar, sob pressão, o reajuste de 33,24% para a educação. Isso porque, Mônica também prometeu repassar o percentual do piso para servidores do suporte pedagógico, como direção, planejamento, inspeção, supervisão, orientação e coordenação. Na gestão, há quem preveja dificuldades para cumprir a promessa, mas agora é tarde demais. Dar língua não resolve.

Deixando consciente

Antes de anunciar a adesão ao percentual de 33,24% do Piso Nacional da Educação Básica, o prefeito de Antonina do Norte, Antônio Filho, reuniu professores e representantes do sindicato dos servidores. Junto a secretária de Educação, Arabela, o prefeito deixou clara a posição de extremo esforço para a medida. Isso porque o Município já estava pagando aos professores 11,24% acima do Piso Nacional. Provavelmente, o novo aumento levará os professores de Antonina a receberem os melhores salários da região do Cariri, para a categoria. Na reunião, que aconteceu no dia 15, o prefeito destacou o merecimento da categoria e foi categórico: os educadores é quem “alavancam as melhorias de vida da população”. Agora, a decisão está com a Câmara, que não deve colocar empecilho, sob pena de se queimar com os professores. A categoria já comemora antecipado.

Seguindo o roteiro

Depois de prometer, quem anunciou o reajuste de 33,24% para a Educação Básica do Município foi o prefeito de Aurora, Marcone Tavares. O anúncio, feito no dia 15, teve a presença da sua base de apoio na Câmara, representada pelos vereadores Osasco Gonçalves, Daniel Gustavo, Sílvio Benício, Gerismar Pereira e Lucimar Fernandes. O convite aos vereadores soou como transferência de responsabilidade. Agora está nas mãos da Câmara. Mas, é bom lembrar que o projeto de lei ainda é uma promessa para breve. Outro fato questionado foi a ausência de professores e do sindicato no anúncio. Para opositores, mostra a distância entre a gestão e a população. Exageros à parte, seria uma demonstração de bom diálogo que o prefeito tivesse convidado os representantes dos professores. Bom, pelo menos Marcone prometeu elevar a educação a outro patamar.

Debaixo do tapete

Parte do teto da Secretaria de Assistência Social de Altaneira desabou. Isso a população soube através das notícias veiculadas em toda a região do Cariri. O problema foi as causas desse desabamento, questionadas pelos vereadores de oposição. Na sessão do dia 16, o prefeito Dariomar Rodrigues usou bem sua base na estratégia de esconder os fatos. Sua base derrubou um requerimento dos vereadores Ariovaldo Soares, Valmir Brasil e Roberci Vânia, que facultava à secretária da pasta, Maria Eliane, escolher entre participar da sessão de forma remota ou, simplesmente, enviar ofício com informações sobre o incidente. Na sessão, a base do prefeito justificou a posição, culpando a oposição por disseminar “informações ruins” do Município na mídia regional. Ou seja, para a base é melhor esconder. Uma coisa ninguém pode negar, isso eles sabem fazer.

Ninguém entendeu

Uma notificação da Justiça Eleitoral para o PDT de Abaiara está deixando muitas dúvidas na política local. É que a notificação, dirigida ao presidente municipal do PDT, está em nome de Afonso Tavares Leite, mesmo nome do prefeito da cidade, filiado ao PT. Imediatamente, veio a informação de que Afonso teria mudado de partido. Mas, pessoas próximas garantem que o prefeito continua no PT e que o nome na notificação pode ser do seu neto, Afonso Tavares Leite Neto. O erro no complemento do nome pode ter causado a confusão. Certo mesmo é que a Justiça deu três dias para Afonso entregar as contas do PDT na eleição de 2018. O vazamento alertou opositores e apoiadores sobre o controle de Afonso, o prefeito, sobre o PDT local. Há quem garanta, ainda, que o prefeito prepara filiação ao PDT, caso o comando do Estado volte ao partido liderado por Cid e Ciro Gomes.

Enquanto isso...

... Ainda em Abaiara, o ex-prefeito Chico Sampaio, do PSDB, foi à Câmara, durante a sessão do dia 16, pedir que os vereadores aprovem suas contas de 2015. O ex-prefeito lembrou que governou o Município por 16 anos e teve 14 contas aprovadas. A penúltima deve ser votada na sessão do dia 23, com parecer do Tribunal de Contas do Estado pela aprovação, mas com ressalvas.

... Chico Sampaio teme pela desaprovação das contas, por sonhar com a disputa de 2024. Precisará do apoio do prefeito Afonso Tavares em 2024 e, agora, na Câmara. Afonso tem maioria absoluta na Casa. Chico conta com a possibilidade de voltar à disputa, depois dos oito anos de inelegibilidade decretados pela Justiça, em 2012, por abuso de poder econômico e político.

... Em Caririaçu, o prefeito Edmilson Leite enviou e a Câmara aprovou o Projeto de Lei que estabelece o Piso Nacional da Educação Básica, projetado em 33,24%. O gestor estuda alternativas para o reajuste dos demais servidores. Segundo o prefeito, a discussão já está numa proposta de 13%, sem que o sindicato aceite.

... Edmilson reclama da pressão dos servidores, principalmente da Saúde, para que o reajuste siga o mesmo da educação básica. Os servidores já fizeram protestos na Câmara e, agora, ameaçam greve. Edmilson não descarta recorrer ao Ministério Público do Estado para fazer a mediação. A radicalização dos servidores pode prejudicar as negociações.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ