Jornal do Cariri
Secretário sob pressão

O secretário de Agricultura de Farias Brito, Alfredo Leite, conhecido como Alfredinho, está entre a cruz e a espada. Segundo um perfil nas redes sociais ligado à oposição, o secretário mentiu para os vereadores. Alfredinho foi convocado pela Câmara para fazer uma prestação de contas da sua Secretaria, mas apresentou atestado médico para justificar sua ausência na sessão. A mentira acabou sendo revelada pelo perfil, que publicou portaria assinada pelo prefeito Deda Pereira, concedendo diária para viagem à Fortaleza, com agenda na Secretaria de Agricultura do Estado. Agora, o secretario terá que explicar o que realmente aconteceu: estava doente ou em Fortaleza? Se estava doente, pode responder por improbidade ao receber indevidamente as diárias. Se estava em Fortaleza, pode responder por falsidade ao forjar o atestado médico. Alfredinho pode comprometer ainda o prefeito Deda ou o médico que assinou o atestado. Quem será que mentiu?

Sob tensão

E as tensões políticas em Farias Brito estão cada vez maiores. A divulgação de uma decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), favorável ao ex-prefeito Vandevelder Freitas, acabou aumentando essa tensão. Vandevelder tinha sido considerado inelegível pela Justiça Eleitoral local, mas conseguiu reverter em Fortaleza. O pleno do TRE foi convencido, de forma unânime, sobre a ausência de elementos de provas que justificassem a condenação, além de contradição das testemunhas em depoimentos. Vandevelder promete assumir, de fato, a liderança da oposição ao prefeito Deda Pereira, e já começou pela retirada do PT da base do prefeito Deda e se prepara para aumentar sua participação nas críticas à gestão. Prefeito por quatro mandatos, Vandevelder sabe como identificar as falhas de uma gestão. Vai dar trabalho.

Entrou na mira

A base aliada do ex-prefeito de Farias Brito, Vandevelder Freitas, acusa os aliados da atual gestão do prefeito Deda Pereira de estarem plantando escândalos contra o líder da oposição. A guerra envolvendo as duas forças entra em nova fase, a do teste de temperamento, com situações vexatórias em público. Na última semana, foram duas tentativas que, vale salientar, deram certo. Médico, Vandevelder reagiu às reclamações de pacientes e o desgaste já traz prejuízos à sua imagem. Na mesma semana, foram dois casos, ambos com gravações. Uma mulher gravou as reclamações dentro de um consultório e um homem gravou na rua. Vandevelder reagiu as duas e virou alvo de críticas. Vandevelder prometeu processar os autores das gravações, mas o estrago político está feito. Resta saber se a estratégia terá troco. Vale salientar que o temperamento de Deda é bem parecido.

Defesa aberta

O prefeito de Jardim, Aniziário Costa (PT), é a primeira liderança política do Cariri a opinar sobre a indicação da base governista a sucessão do governador Camilo Santana. Aniziário usou as redes sociais para anunciar seu apoio ao senador Cid Gomes (PDT) e o deputado estadual Fernando Santana (PT), respectivamente, candidatos a governador e a vice. Aniziário foi direto ao dizer que “está definido os novos candidatos a governador e vice no Ceará, com o nosso deputado Fernando Santana e o nosso senador Cid Gomes”. Na disputa, o nome do senador Cid não é citado, mas continua sendo especulado por parte da imprensa estadual. Nos bastidores, Aniziário fala que essa seria a melhor opção para pacificar a disputa na base entre Evandro Leitão, presidente da Assembleia, Roberto Cláudio, ex-prefeito de Fortaleza, e a vice-governadora Izolda Cela. Aliado do governador Camilo Santana, Aniziário pode estar mandando um recado.

No mesmo barco

Os prefeitos de Nova Olinda, Ítalo Brito, e o de Santana do Cariri, Samuel Werton, estão reclamando do mesmo problema: a dificuldade de entendimento com a Cagece. A empresa abre buracos nas ruas e avenidas e está demorado muito para fechar. O prefeito Ítalo avalia recorrer à Justiça para resolver o problema, que segundo ele, traz transtorno para a população e a culpa acaba recaindo sobre a Prefeitura. O vice-prefeito de Santana, João Paulo, garante que a Prefeitura também recorrerá a Justiça. A situação em Santana chegou ao ponto da Prefeitura não pedir a renovação da concessão da empresa, como orientado pelo Governo do Estado. Preferiu esperar os 10 anos restantes da atual concessão para finalizar o contrato, mesmo ficando fora da política nacional de esgotamento sanitário. Os dois gestores podem estar comprando uma briga com os governos do Estado e Federal.

Fim do silêncio

Mantendo um estilo de pouco diálogo, o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues, concedeu os reajustes às categorias de servidores do Município. A informação está no site da Prefeitura e o Projeto de Lei foi enviado à Câmara. A proposta é de 33,24% no piso nacional dos professores da Educação Básica e 15,03% para os demais servidores, retroativos a janeiro. Na justificativa, apenas uma menção a solicitação do Sindicato dos Servidores, na pessoa do seu presidente, José Evantuil. O sindicalista comemorou o reajuste como uma vitória do sindicato, mas a publicação nas redes sociais foi ignorada pelas categorias. Na gestão e no sindicato, há um temor de que as demais categorias, com previsão de 15,03%, queiram rediscutir o percentual no mesmo patamar linear de 33,24%. Claro, os servidores já sabem que o prefeito Dariomar não discutirá.

Enquanto isso....

... Ainda em Farias Brito, o procurador Jerônimo Oliveira enviou nota à coluna, garantindo que não há racha na gestão. Jerônimo não confirma sua saída da gestão e afirma que, como parte do governo, seguirá as orientações políticas do líder do grupo, o prefeito Deda Pereira. Jerônimo é o presidente do PDT local, da alta confiança de Deda. Fato.

... A nota fala em “No que concerne ao meu posicionamento político para as eleições de 2022, esclareço que faço parte do grupo do Prefeito Deda Pereira e, em razão disso, aguardo as orientações da liderança”. Jerônimo reafirma a fidelidade a Deda, mas deixa claro que não houve comunicação de voto em Davi de Raimundão, nome propagado pelo próprio prefeito.

... Em Várzea Alegre, o prefeito Zé Helder colocou, literalmente, a mão na massa. Tudo em consequência das fortes chuvas que caíram no município no dia 11. Segundo a Funceme, 70 mm, mas, segundo medições locais, mais de 200 mm fizeram os estragos. Zé Helder pegou na enxada para fazer concertos e acabou flagrado por vídeos de populares.

... A atitude do prefeito Zé Helder acabou gerando elogios e críticas. Para aliados, uma atitude nobre e de liderança. Para opositores, uma forma de promoção pessoal. Outros pediram que o prefeito voltasse para o gabinete para fazer o que um prefeito deve fazer: articular ajuda. E a resposta veio do governador Camilo, que enviou equipamentos e homens.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ