Jornal do Cariri
PT amplia prefeituras no Cariri com filiações em massa
Foto: Divulgação
Robson Roque
18/01 15:31

Visando as eleições deste ano de 2022, o Partido dos Trabalhadores (PT) se fortaleceu com a filiação em massa de 12 prefeitos, realizada na quinta-feira (13). As adesões são resultado de articulações do governador Camilo Santana e do deputado federal José Nobre Guimarães, em conjunto com outras lideranças políticas regionais. Com os ingressos, o PT se consolida, atualmente, como a segunda sigla com a maior quantidade de prefeituras no Ceará, passando de 17 para 29 municípios e ficando atrás apenas do PDT, de quem é aliado no cenário estadual.

Por falar em política estadual, as filiações de prefeitos, com quatro gestores caririenses entre eles, tem impactos no cenário cearense para as eleições deste ano. Elas abrem espaço para que o deputado estadual Fernando Santana (PT) se torne o nome para o cargo de vice- -governador em uma chapa encabeçada pelo PDT. Isto também tem potencial de se concretizar, já que com as filiações em massa o PT tirou a posição do PSD de segundo partido com o maior número de prefeituras no Ceará, cuja liderança é do PDT. A posição era o poder que o partido liderado por Domingos Filho e Domingos Neto tinha para negociar o posto de vice na aliança que se forma entre PT e PDT.

Do Cariri, se filiaram ao PT os prefeitos de Potengi, Edson Veriato, o primeiro prefeito do PSol a ser eleito no Ceará; o de Jardim, Aniziário Costa, até então do PSB; João Luiz, de Campos Sales, um dos quatro prefeitos cearenses a deixar o PDT; e o de Penaforte, Rafael Ferreira, que deixa o MDB do ex-presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira. Antes de serem divulgados os nomes dos 12 prefeitos, ventilou-se no Cariri a informação de que o prefeito de Barbalha, Guilherme Saraiva (PDT), estaria entre aqueles que mudariam de sigla partidária.

O gestor barbalhense, no entanto, tratou, na quinta- -feira (13), de desmentir os boatos. Porém, ao mesmo tempo em que reafirmou continuar no partido dos irmãos Cid e Ciro Gomes, Guilherme Saraiva não descartou a possibilidade de um ingresso no PT no futuro. “Conosco, permanece tudo igual”, disse, ressaltando acreditar em especulação dado que o prefeito de Crato, Zé Aílton Brasil, é do PT e as relações políticas de Guilherme são próximas do governador Camilo Santana e do deputado estadual Fernando Santana. “Talvez a especulação tenha partido dessa conjuntura. Até este momento, não me foi feito nenhum convite. Como eu digo, as minhas lideranças são Camilo e Fernando. Escuto muito eles e considerou muito as orientações, mas, até o momento, não fui procurado”, concluiu o prefeito de Barbalha.

Disputa no Cariri O domínio de prefeituras no Cariri é semelhante ao contexto estadual atual. Aqui, o PT já detinha a segunda posição, com quatro prefeituras, atrás do PDT, que tinha 12. Com as adesões, o Partido dos Trabalhadores passa a ter oito prefeituras, enquanto o PDT, que perdeu a de Campos Sales, fica com 11, ainda na liderança. PSB e PSol passam a ser os mais prejudicados: enquanto o MDB, mesmo perdendo um município, permanece na terceira colocação, PSB e PSol perderam os únicos prefeitos que tinham na região.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ