Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Prefeitos mantêm isolamento para conter covid-19
Nas quatro maiores cidades caririenses, as confirmações de covid-19 somam quase 15 mil contaminados.
Robson Roque e Joaquim Júnior
28/07 0:00

Prefeitos de Barbalha, Brejo Santo, Crato e Juazeiro do Norte mantiveram os municípios em isolamento social rígido. Desde o último final de semana, moradores do Cariri têm se confundido com os decretos apresentados pelo Governo do Estado e prefeituras da região. Enquanto o governador Camilo Santana informou que o Cariri permanece na fase de transição da economia, os municípios apresentaram decretos que orientam a continuidade de medidas mais restritivas, devido ao alto índice de contaminação da covid-19. Crato e Juazeiro do Norte, por exemplo, lançaram decreto especificando ações de combate à covid-19, como o isolamento social e a permissão de funcionamento apenas de atividades essenciais, até o dia 02 de agosto. Até segunda-feira (27), as quatro cidades somavam quase 15 mil casos e 275 mortes em decorrência da infecção.

 O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, ressalta que a cidade começa a ter resultados melhores em relação à covid -19, porém ainda é cedo para a flexibilização. Conforme explica, o Governo do Ceará vem tendo os cuidados necessários, enquanto a cidade vem agindo em consonância com essas medidas. “A ideia é estar em conformidade com os cuidados, mesmo com medidas mais restritivas”, comenta. De maneira semelhante pensa o prefeito de Crato, Zé Aílton Brasil. Ele enfatiza que todas as medidas são tomadas de acordo com as organizações de saúde.

Os municípios do Crajubar decidiram pela não liberação do transporte intermunicipal que circula entre as cidades. Na segunda (27), apenas a linha entre Barbalha e Missão Velha estava atuante. Isto porque Barbalha ainda não havia editado um decreto municipal para disciplinar o setor - o que será feito nesta terça-feira (28).   Em Juazeiro, por exemplo, a circulação só é permitida dentro da cidade, com o uso de medidas de segurança, como a utilização de máscaras de proteção e higienização de veículos a cada viagem.

Segundo o prefeito Arnon Bezerra, não foi decidido por um lockdown, com medidas mais rígidas, mas se optou pelo isolamento rígido. Ele aponta que o procedimento é importante no sentido de continuar, mesmo que por menor período, no lugar de flexibilizar nesse momento e, mais à frente, ter que estender o isolamento. "Isso acarretaria num tempo maior e em mais sofrimento para as pessoas. Estamos num momento que requer muito cuidado de todos nós, para que todos os procedimentos adotados não tenham que ser estendidos, como vem acontecendo com outras cidades do país. Por isso que tenho dito para a população também adotar para si as medidas de lockdown, buscando seguir as determinações do isolamento, que são fundamentais nesse momento", disse Arnon.

 A secretária de Saúde de Brejo Santo, Glaise Feijó, ressalta que a manutenção do isolamento social rígido no Município se justifica “pelo aumento de casos”. Durante esta semana, Brejo Santo vai intensificar as ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Entre elas, a manutenção das barreiras sanitárias, o atendimento noturno em seis unidades de saúde, a definição de equipes com profissionais de prontidão no final de semana e o monitoramento de pacientes acometidos pela covid-19. “Para a questão do Isolamento rígido, acredito que essas ações sejam interligadas”, conta Glaise Feijó.

Baixe a versão semanal do Jornal do Cariri na barra superior do site, no botão IMPRESSO.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ