Jornal do Cariri
Prefeito dá coice no Dia do Trabalhador

Visivelmente sem equilíbrio emocional, o prefeito de Salitre, Dodó de Neoclides, extrapolou o limite de estresse no 1º de maio, Dia do Trabalhador. Em uma comemoração promovida por sua gestão, o prefeito ficou incomodado com a presença de um popular e acabou desferindo um coice para afastá-lo. Dodó esperava para conceder entrevista. O vídeo viralizou nas redes sociais, colocando seu comportamento em xeque. Faltou respeito. Mas, o comportamento reprovável do prefeito Dodó encontra motivação na pressão popular que vem sofrendo. Apesar de não confirmado pelos presentes, o homem agredido estaria entre os críticos da gestão, que tem sido bombardeada com denúncias. A última dessas denúncias atinge a saúde e teve repercussão na imprensa regional. A denúncia aponta descaso no tratamento médico de um idoso de 77 anos, internado no hospital municipal e que deve perder as duas pernas por falta de higiene em ferimentos. A família do idoso não descarta recorrer à Justiça para responsabilizar a gestão. Diante da dor de cabeça que se avizinha, é bom o prefeito manter o equilíbrio.

Deu o esperado, prefeito e vice cassados

Apesar do pensamento positivo no julgamento do Tribunal Regional Eleitoral, aliados do prefeito de Baixio, Zé Humberto, já sabiam: seria muito difícil escapar. A decisão unânime da Corte foi confirmada no dia 29. Zé Humberto e o vice Donizete Cavalcante foram cassados por abuso de autoridade, sob denúncia de publicidade institucional irregular. É o chamado princípio da impessoalidade, corriqueiramente desrespeitada com o uso das redes oficiais da Prefeitura. Resultado: Zé Humberto foi reeleito, mas acabou cassado e inelegível por oito anos. Pode até recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral, mas os aliados já jogaram a toalha: dificilmente terá sucesso.

Além de cassado e derrotado, pode ser preso

Errou quem achava que o inferno astral do ex-prefeito de Barro, Marquinélio Tavares, tinha passado. Além de cassado e derrotado nas eleições suplementares, Marquinélio foi condenado à prisão pelo Tribunal de Justiça do Ceará, a pedido do Ministério Público do Estado. Marquinélio foi condenado a 13 anos e seis meses, por desvio de recursos públicos entre os anos de 2008 e 2010, seu primeiro mandato, quando também foi afastado. Contratou um laboratório de Mauriti, pertencente a um irmão, o que motivou denúncia de favorecimento e desvio. Mesmo sob investigação, Marquinélio disputou e venceu as eleições de 2020 e tudo se repetiu.

Sem culpa, ex-prefeito muda de lado

Na base do “guerra é guerra” o ex-senador Eunício Oliveira anunciou o apoio do ex-prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, à sua pré-candidatura de deputado federal. Filiado ao PSD, Evanderto era esperado na base de apoio da reeleição de Domingos Neto. Nos bastidores, Domingos Filho, o pai, promete o troco. A avaliação é de traição. Na base de Evanderto, a mudança é o troco pelas eleições de 2020, quando Evanderto teria sido abandonado por Domingos Filho. Certo mesmo é que Evanderto deve trabalhar muito este ano para se projetar em 2024. Aliados garantem que ele não engoliu a derrota de 2020 para o PDT de Libório Leite.

Enquanto isso...

... O prefeito de Antonina, Antônio Filho, surpreendeu o ex-governador Camilo Santana ao convidá-lo para os festejos dos 64 anos do Município. O prefeito disse ser grato a Camilo.

... O deputado Fernando Santana visitou o Cariri no fim de semana. Ao lado dos prefeitos Edson e Marcone, foi à feira de artesanato em Potengi e a festa do Trabalhador em Aurora.

... O deputado Guilherme Landim tem intensificado visitas as suas bases para ampliar contatos. Em Missão Velha, reforçou aliança com os ex-prefeitos Washington e Diego, no 1º de maio.

... Em Jati, dia 30, Guilherme assinou ordem de serviço para a construção do novo Hospital, articulação junto ao Estado. A emoção foi a homenagem ao vice-prefeito Rogério Couto, falecido por covid.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ