Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Pedreiro cratense é morto por policial em Barbalha
Vítima foi morta às vésperas de aniversário

O pedreiro José Cláudio Dias da Silva, de 34 anos, foi morto por um policial civil em um balneário do Sítio Malhada, este domingo (11), em Barbalha. José Cláudio morava em Crato e faria 35 anos nesta terça-feira (13). O Sindicato dos Policiais Civis do Ceará diz que o policial tentava separar uma briga e atirou depois que a vítima tentou tomar a arma dele.

O policial civil se apresentou de forma espontânea a equipes do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e foi conduzido à delegacia. A arma foi enviada para a Perícia Forense do Estado do Ceará, assim como o local do crime também será periciado.

Manoel Robervan Dias da Silva, irmão da vítima, afirma que o irmão se preparava para voltar para casa, em Crato, quando começou a ser insultado por um homem. “Ele ficou perguntando por que o Cláudio estava olhando para ele e o empurrou. Ele não aguentou, revidou e deu um murro no homem”, afirma. Segundo Manoel, após a agressão o homem chamou o policial. “Ele ficou mostrando a arma, meu irmão tentou se defender e ele atirou”, disse.

Com informações do Diário do Nordeste

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ