Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Oficina incentiva empreendedorismo feminino
Ação dará início a uma sequência de atividades como foco no empreendedorismo
Feira das Minas programa continuidade de ações. Foto: Divulgação
Joaquim Júnior
18/11 8:30

Para comemorar o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, celebrado oficialmente nesta quinta-feira (19), o coletivo Feira das Minas realiza ações para incentivar a produção feita por mulheres. Neste sábado (21), uma oficina de brinco de tecidos dará início a uma sequência de atividades que terão como foco  o empreendedorismo e o fortalecimento femininos. Lives e discussões, assim como aconteceram anteriormente, deverão ter sequência nos próximos meses. O esperado é que as futuras ações abarquem um maior número do público.

Como aponta Oda Ferreira, idealizadora da Feira das Minas, espaço em que são expostos coletivamente trabalhos feitos individualmente, ainda há um desfalque no número de mulheres inseridas no mercado de trabalho, por motivos como machismo, maternidade, falta de oportunidades, tempo decorrente da dupla – e até tripla – jornada de trabalho etc. Conforme destaca a empreendedora, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas aponta apenas 8% das mulheres são donas do seu próprio negócio – número este que, como acredita, deve ter aumentado nesse período de pandemia.

Desta forma, projetos como a Feira das Minas, que realiza oficinas como a programada para esta semana, servem como estímulo para que as mulheres se capacitem e tenham seus negócios. Além disso, tais ações oportunizam espaços que oferecem a oportunidade de atuarem e promoverem discussões acerca do feminismo. “Essa será nossa primeira oficina. As expectativas são que dê tudo certo, que a aula seja bem didática, que as participantes aprendam a técnica e continuem praticando o que aprenderem e, quem sabe, vendendo”, deseja Oda Ferreira.

Desde o início da pandemia, as atividades são feitas via redes sociais. Inclusive, já foram feitas lives, com convidadas, abordando temas relacionados às adversidades das mulheres no mundo da música e violência obstétrica. Para o futuro, os planos incluem novas oficinas e lives, com temas como dificuldades em empreender, feminismo, etc. Devido à situação de pandemia de covid-19, a oficina desta semana terá apenas dez vagas, que serão destinadas às mulheres que moram no bairro Triângulo, em Juazeiro do Norte. As inscrições serão totalmente gratuitas, com material incluso. As interessadas podem procurar o perfil da Quebrada Cultural, parceira do evento, ou no perfil da Feira das Minas, no Instagram.

A oficina será ministrada por Germana Nobre, uma das idealizadoras da Feira das Minas, empreendedora e artesã na loja Quintal da Frida. “Apesar de, por lei, as mulheres terem direito ao trabalho, ao estudo, ainda existem diferenças salariais, negação de crédito bancário, falta de apoio pelo companheiro/família e uma super jornada, o que acaba nos desestimulando e nos tirando do mercado. Apoiar o negócio (ainda mais o micro empreendimento) de mulheres é empoderá-las, reafirmar o direito ao trabalho, gerar oportunidades, renda e apoiar sonhos, fazer com que eles se tornem realidade. E, para apoiar um negócio, não é necessário comprar (caso você não tenha condições naquele momento), mas curtir, compartilhar, elogiar, comparecer a eventos proposto por mulheres”, finaliza Oda.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ