Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Fernando Santana propõe união para dar fim aos lixões
Prefeito de Crato, Zé Ailton, é o presidente do consórcio
Foto: Ascom / Prefeitura de Barbalha
Madson Vagner
26/01 11:00

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Fernando Santana (PT), se reuniu com prefeitos da Região Metropolitana do Cariri (RMC), na tarde da última segunda-feira (25). O encontro, realizado na Prefeitura do Crato, discutiu o retorno do projeto para viabilização do aterro sanitário consorciado para a região. A eleição da diretoria do consórcio aconteceu na manhã desta terça-feira (26). O prefeito de Crato, Zé Aílton Brasil (PT), foi eleito presidente e a vice-presidência ficou com Glêdson Bezerra, gestor de Juazeiro do Norte. Zé Ailton, já havia se disposto ao cargo e foi apoiado pelos demais gestores que participaram da reunião.

Fernando e outros nove gestores foram recebidos pelo prefeito Zé Ailton Brasil (PT), que avaliou o encontro como a oportunidade da região iniciar debates importantes com interesse conjunto. O secretário executivo de Saneamento da Secretaria das Cidades, Paulo Henrique Lustosa, representou o Governo do Estado na discussão.

Prefeitos de outros sete municípios atenderam ao chamamento, com base na demanda apresentada pelos gestores de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, em reunião com o próprio Fernando Santana, há alguns dias, na sede do Poder Legislativo cearense. 

O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos), deixou clara a disponibilidade do Município para sediar o aterro. Juazeiro estava fora da discussão há cerca de quatro anos, mas acabou retornando por incentivo do presidente da Assembleia e pela disposição do próprio Glêdson. O prefeito juazeirense afirmou que, caso não houvesse a iniciativa do Governo em reativar o consórcio, encamparia um projeto próprio para tentar resolver o problema. Juazeiro, apesar de contar com pelo menos duas pequenas usinas de resíduos sólidos, continua depositando seu lixo a céu aberto. 

Fernando Santana chamou a atenção para a necessidade de união entre os gestores para viabilizar o projeto. “Tenho visto os municípios sofrerem com a situação dos lixões. A fórmula é fazer consórcios, como o que vamos fazer aqui no Cariri. É preciso integrar as cidades e isso ficou fechado na primeira reunião com os prefeitos do Crajubar”, disse. 

Sobre a viabilidade do projeto, Fernando disse ter solicitado, junto ao governador Camilo Santana (PT), a retomada do projeto para a região. “Camilo deu sinal positivo e garantiu que vai bancar o aterro”, observou. Fernando avalia essa segunda reunião como o passo principal para a sequência das discussões. 

Os prefeitos colocaram situações como o custo de deslocamento dos resíduos para outra cidade. Fernando explanou sobre algumas experiências do sertão central, mas disse que é preciso aprofundar a questão levando em consideração a realidade do Cariri.

“Todos os prefeitos disseram que é viável. O custo benefício compensa o gasto com transportes. Haverá redução em outras áreas como saúde, por exemplo”, explicou Fernando. Ainda durante a reunião, o presidente da Assembleia ouviu demandas dos prefeitos e informou sobre as propostas do governador Camilo com relação ao aterro do Cariri. Entre as propostas de Camilo, está o aluguel de aterros particulares para começar a eliminar o problema dos lixões. Segundo orçamento preliminar, o Aterro do Cariri custará, segundo Paulo Lustosa, cerca de R$ 40 milhões. 

Além de Zé Ailton Brasil (Crato), a reunião teve a participação dos prefeitos de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos); Barbalha, Guilherme Saraiva (PDT); Missão Velha, Dona Nazinha (MDB); Caririaçu, Edmilson Leite (PDT); Jardim, Aniziário Costa (PSB); Farias Brito, Francisco Sale; Nova Olinda, Ítalo Brito (PP); e Santana do Cariri, Samuel Garcia (DEM), todos da região Metropolitana; e mais o prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT). 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ