Jornal do Cariri
Entidades realizam ato contra LGBTfobia no 17M Cariri
Foto: Divulgação
Joaquim Júnior
13/05 8:45

Oito pessoas LGBT’s foram assassinadas no Cariri durante o ano de 2021. Das 20 mortes registradas no Ceará, dez foram no Cariri - quando somados assassinatos e suicídios. Os números colocam Juazeiro entre as 11 cidades mais violentas para pessoas LGBT's no Brasil. Diante do cenário de violência, movimentos sociais caririenses, ONG’s do Cariri, Conselho de Direito LGBT de Juazeiro, Secretaria de Assistência Social, Segurança e Casa dos Saberes de Juazeiro realizam uma programação voltada ao Dia Internacional contra LGBTfobia, celebrado em 17 de maio.

A programação inclui o "I Seminário de Prevenção da LGBTQIAP+FOBIA", às 8h30min, realizado pelo Conselho no auditório do Sesi. O momento será transmitido pelas redes sociais do município de Juazeiro. Às 17h ocorrerá roda de conversa com professores de da rede municipal de educação, com o tema “A Educação no Combate à LGBTQIA+FOBIA”, com mediação da médica Alyne Alencar. Os palestrantes serão Brendha Alves Feitosa, gerente do Núcleo de Diversidade e Gênero da Proteção Social Básica da Sedest e o Prof. Dr. Gilney Matos, pós-doutorado em Educação e pesquisador de Políticas Públicas para a população LGBT. O evento ocorrerá na Escola dos Saberes em frente à praça Padre Cícero.

Durante a noite, às 19h, está programado um ato político-artístico  contra LGBTfobia e protesto pelos assassinatos de pessoas LGBT da região do Cariri, com apresentação artísticas da Quebrada Cultural e do Coletivo Cínicas: um Manifesto de Pedro Lemebl. André de Andrade fará a leitura de poema. O momento ocorrerá na Alameda Juazeiro, em frente ao box 04.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ