Jornal do Cariri
Enfrentando a Justiça

Nascido e orquestrado a partir de Várzea Alegre, o esquema dos jogos de azar, desvendado pela Polícia Civil na última semana, parece não ter fim. Tem ramificações por todo Cariri e, sob combate, o esquema sobrevive sozinho e abastece os cofres de um dos cabeças e mentores do sistema virtual na região, o ex-prefeito do município, Vanderlei Freire. Disposto a permanecer na política, Vanderlei se prepara para ser candidato a deputado estadual e, mesmo com os últimos acontecimentos, tem garantido que seus planos não mudaram: vai disputar uma vaga na Assembleia. Já teria feito muito investimento e, por isso, não voltará atrás. Vanderlei demonstra não acreditar que a Justiça possa dar um basta nas suas ações e desafia o poder judiciário do Ceará. O ex-prefeito chegou a ser preso durante a operação “Públio Vatínio”, por porte ilegal de armas, mas foi solto mediante pagamento de fiança. Ou seja, nada que o dinheiro não resolva.

Fugindo do perigo
Diante do escândalo que envolve o ex-prefeito de Várzea Alegre, Vanderlei Freire, seu ex-aliado e atual prefeito, Zé Helder, tem feito de tudo para se manter fora da crise. Citado em matérias jornalísticas sobre sua parceria empresarial com Vanderlei, o prefeito fez questão de desmentir a ligação. Garantiu que o rompimento aconteceu em 2016. O esclarecimento foi aceito, mas Zé Helder tem motivos para se manter alerta. A investigação começou em 2014, quando os dois ainda eram aliados e sócios. A situação ficou ainda mais tensa quando o delegado Giulino Sena, responsável pelo caso, disse que a investigação pode revelar novas participações. É claro, Zé Helder se segura no resultado das investigações da operação “Etros”, ainda em 2018, que não conseguiu provar sua ligação com Vanderlei. Pelo menos, por enquanto, o prefeito dorme aliviado.

Novo fôlego
Apesar da pouca participação - ou quase ausência - do prefeito cassado Marquinélio Tavares, a candidatura da prefeita interina que tenta reeleição, Vanda Pereira, do PSD, ganhou novo fôlego nos últimos dias. Grande parte da base dos irmãos Cid e Ciro Gomes está correndo para ajudar a campanha para derrotar o ex-senador Eunício Oliveira. Adversário dos Ferreira Gomes, Eunício disse que seria questão de honra eleger o candidato do MDB, George Feitosa, na eleição suplementar. Lideranças do PDT e do PT na região, sob orientação dos Ferreira Gomes, estão se movimentando para ajudar, com apoio e financeiramente, a candidata ligada a Domingos Filho. A campanha tomou ares de disputa estadual e o volume das atividades começa a tomar proporções grandiosas. A ajuda tem oxigenado a campanha de Vanda, a dúvida é se não veio tarde demais.


Mais uma derrota
O prefeito de Missão Velha, Rosemberg Macedo, o Dr. Lorim, teve mais uma derrota no Judiciário. Depois da decisão de primeira instância (16ª Zona Eleitoral), que reconheceu a Ação de Investigação Judicial Eleitoral, por abuso de poder político, econômico e dos meios de comunicação, Dr. Lorim teve o mesmo destino na manifestação do Ministério Público Eleitoral. Analisando Recuso Eleitoral de Dr. Lorim, a PRE se mostrou favorável a decisão da Justiça Eleitoral. Para a Procuradoria, a sentença deve ser mantida integralmente, reconhecendo os atos de abuso de poder de político e a interferência do poder econômico na campanha eleitoral. Se for mantida a decisão no Tribunal Regional Eleitoral, próxima instância a julgar o caso, Dr. Lorim pode ser cassado e ficar inelegível por oito anos. A pergunta é: será que a população de Missão Velha aguenta outra eleição?

Próximo da oposição
Ainda repercute em Altaneira a visita do governador Camilo Santana, do PT, para inauguração da CE 388, no dia 12. Recepcionado por autoridades locais, como o prefeito Dariomar Rodrigues, também do PT, o governador surpreendeu com a continuação da agenda após o evento. Camilo foi à casa do ex-prefeito Delvamberto Soares, para se reunir com o grupo que faz oposição a gestão de Dariomar. Estavam presentes, além de Delvamberto, os ex-prefeitos, João Ivan e Antônio Dorival, o ex-vice-prefeito Mundim Soares, a ex-candidata Késia Alcântara, e os vereadores Roberci Vania, do PSD, Ariovaldo Soares e Valmir Brasil, do PDT. A conversa foi articulada e acompanhada pelos deputados Guilherme Landim (estadual) e Idilvan Alencar (federal), ambos do PDT. Não se falou em aliança, mas Camilo não negou a aproximação histórica com o grupo.

Rabo de palha
O prefeito de Aurora, Marcone Tavares, do PSD, foi desafiado por uma professora do Município, que o aconselhou a “não tocar fogo no rabo dos outros, quando se tem rabo de palha”. A tensão entre o prefeito e seis professores concursados para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) é motivada por um Projeto de Lei enviado à Câmara, onde é solicitado a extinção dos cargos por falta de alunos. Nas redes sociais, os professores desafiam o prefeito a dar início à campanha de matriculas para saber se existe ou não alunos. As profissionais apontam perseguição política. No projeto, Marcone acusa as professoras de estarem enriquecimento ilícito por receber sem trabalhar. Em resposta, a professa acusa a primeira-dama e secretária, Edana Tavares, de receber ilicitamente por duas fontes públicas. Daí, a afirmação de rabo de palha. As professoras já ganharam a questão na Justiça em segunda instância.

Enquanto isso…
Ainda em Aurora, na sessão desabafo da professora ameaçada de demissão, a própria aconselhou o prefeito Marcone a tomar conta da Saúde, que não estaria concedendo exames, e da Educação, que continua sem fazer a licitação para o transporte escolar. Segundo a professora, até as festas para as crianças, a exemplo do sitio Tipo, foi financiada pelos professores.

E o enfrentamento tende a aumentar. O caso deve voltar à Justiça, já que a Câmara tende a seguir o prefeito. A professora garante ter uma lista com nomes de pessoas da gestão que recebem em duplicidade ilicitamente e que vai levar ao Ministério Público. E disse mais: não importa a gestão. São todos farinha do mesmo saco. Oposição e situação se calaram.

Em Jati, as motivações para as criticas a gestão da prefeita Monica Mariano são outras. Nas ruas, aliados e opositores riem das pinturas dos prédios públicos, que estão sendo reformados, ou melhor, apenas retocados e pintados, segundo denúncias. A diversidade de cores está levando a uma avaliação de festejo de carnaval. Virou brincadeira!

Sério mesmo em Jati, só a descoberta do mosquito da Malária no município. É o primeiro registro do mosquito Anopheles darlingi na região Sul do Estado. A doença não tem registros no Ceará nos últimos 10 anos e todos os casos, até então no Estado, são de pessoas recém chegadas de viagens a regiões endêmicas. É necessário um estudo mais profundo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ