Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Crise financeira e geração de renda são desafios para 2021
Prefeitos também enfatizam a necessária harmonia entre Executivo e Legislativo
Cerimônia de transmissão de cargo em Juazeiro do Norte. Reprodução Instagram
Da Redação
05/01 0:00

Durante as cerimônias de posse, os prefeitos de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha pregaram a harmonia entre os poderes municipais e anunciaram como prioridade administrativa a busca por geração de emprego e renda. Os novos gestores foram empossados no dia 1º janeiro, em solenidades comandadas pelas câmaras de vereadores.

O prefeito eleito de Juazeiro, Glêdson Bezerra (Podemos), foi empossado pelo presidente reeleito da Câmara, vereador Darlan Lobo (MDB). A transmissão de cargo aconteceu nas dependências da Prefeitura, onde Glêdson falou sobre a importância dos vereadores e da Câmara. “Lá (Câmara) estive por 12 anos. Mas, sei das limitações que temos, enquanto poder Executivo. Juazeiro precisa dos vereadores e dos seus olhares fiscalizadores e combativos. Agora, o bom combate e a boa fiscalização. Queremos e vamos lutar pela harmonia entre os poderes”, disse Glêdson.

Em entrevista, o novo prefeito disse acreditar que um grande desafio da sua gestão será a economia do Município, que passa por dificuldades em consequência da pandemia do novo coronavírus. Segundo Glêdson, as dificuldades causadas pela pandemia são imensas e, somente na Secretaria de Saúde, os débitos ultrapassam os R$ 14 milhões.

O déficit da saúde é apenas parte das preocupações de Glêdson. Ao todo, a gestão Arnon Bezerra (PTB) deve deixar restos a pagar na ordem de R$ 116 milhões, sem dinheiro em caixa. O problema ocasionará ajustes na máquina pública, com cortes de despesas.

Na mesma direção, o novo prefeito de Barbalha, Guilherme Saraiva (PDT), se disse preocupado com as finanças do Município e terá como prioridade emergencial a geração de emprego e renda, sendo emprego a curto prazo e investimentos na Educação para colher frutos a longo prazo.

Guilherme foi empossado pelo presidente da Câmara reeleito, vereador Odair Matos (PT), na sede da Câmara, em cerimônia iniciada às 9 horas. O prefeito evitou falar em números e disse que prefere ver a realidade mais de perto, depois que assumir. Em entrevista, o prefeito disse considerar a administração pública um desafio.

No Crato, o prefeito reeleito Zé Ailton Brasil (PT) também pediu união entre os poderes para enfrentar os desafios que se avizinham. Zé Ailton citou as crises sanitária e financeira como principais desafios a serem vencidos. Disse que o momento é de busca por geração de emprego e renda.

Zé Ailton pediu que as tensões políticas fiquem para trás, junto com o pleito eleitoral que se encerrou em 15 de novembro. O prefeito destacou a necessidade de mudanças para avançar com o desenvolvimento do município nos próximos quatro anos. A posse no Crato aconteceu nas dependências do CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos), a partir das 9 horas.

Entre os três prefeitos empossados, foi consenso a necessidade de ajuda dos deputados estaduais e federais, votados na região, para ajudar nas articulações para atrair investimentos. Dos três, Zé Ailton foi o único que demonstrou tranquilidade com as finanças do Município.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ