Jornal do Cariri
CPI atrasada

O desgaste político em Potengi parece não ter fim. Não bastasse os consecutivos deslizes do prefeito Edson Veriato, a Câmara parece tentar desviar a atenção da atual administração, atingindo a ex-prefeita Alizandra Gomes. A ex-prefeita vai ser investigada por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre suas ações contra o covid-19. A CPI foi instaurada já na primeira sessão do retorno, no dia 2, e deve investigar desvios de recursos e de finalidades no enfrentamento à pandemia. Há quem avalie que a CPI pode desaguar na gestão Veriato. Claro, nada confirmado oficialmente. Mas, no meio da crise está o presidente da Casa, vereador Ailton Leite. Durante o recesso, ele foi bombardeado por comentários de que teria recebido R$ 200 mil para segurar a CPI, que já tinha as assinaturas necessárias. Pressionado Ailton Leite encaminhou o pedido e desabafou: os comentários foram precipitados. Será que convenceu?

Prefeito contaminado

O inferno astral do prefeito de Potengi, Edson Veriato, parece transcender o limite político e administrativo. No dia 7, o próprio Veriato anunciou pelas redes sociais que testou positivo para a covid. O prefeito terá que ficar isolado por 14 dias, sem poder receber, nem sair de casa. Há uma cidade inteira observando seus passos. O prefeito pediu que todos se cuidem, mas não disse se está com sintomas. Além dessa situação pessoal, o prefeito precisa explicar o fato da sua Secretaria de Saúde ter parado de divulgar o boletim da covid. A população está sem saber sobre a situação epidemiológica no Município. Segundo informações, o boletim tem uma publicação a cada 30 dias, um verdadeiro absurdo na avaliação de médicos. Na Câmara, os vereadores não falam sobre a situação, mas há um grupo que promete levar o caso ao Ministério Público.

Retorno parlamentar

O retorno das sessões da Câmara de Altaneira, no dia 4, aconteceu com dois momentos bem distintos. Durante a sessão, o vereador Ariovaldo Soares disse que vai apresentar projeto de reforma do Regimento Interno e, entre as alterações, vai propor a extinção da Comissão Permanente, por incoerência. Ariovaldo avalia que a Comissão não funciona e que até seus membros votam contra as deliberações tomadas pela Comissão. Apesar da avaliação e da proposta, os trabalhos da Casa seguiram o rito normal e com a mesma sistemática. O presidente da Casa, Claudovino Soares, fez os registros de datas comemorativas, participação em reuniões e outras atividades durante o recesso parlamentar. E mesmo depois de um recesso de 30 dias, o máximo que os parlamentares petistas conseguiram foi parabenizar as ações da gestão do prefeito Dariomar Rodrigues. Que momento!

Transição iniciada

Quase tudo pronto para o início da gestão do prefeito eleito de Missão Velha, Rosemberg Macêdo, o Dr. Lorim. A diplomação deve acontecer entre os dias 13 e 14 próximos e a posse será imediatamente após a diplomação. No dia 4 último, Dr. Lorim anunciou, em suas redes sociais, a transição administrativa. Cerca de 10 pessoas foram indicadas para a comissão, representando o novo prefeito. Não há informação sobre os representantes da prefeita interina, vereadora Dona Nazinha. A equipe terá menos de 15 dias para fazer a transição, que promete ser conturbada. Dona Nazinha compõe a oposição a Lorim, o que deve manter ao reassumir a presidência da Câmara. Aliás, a Câmara pode se transformar em uma dor de cabeça para Lorim, que enfrentará uma Casa com maioria oposicionista. Ele garante que vai conversar com todos.

A disputa já começou

A disputa para uma possível eleição suplementar em Araripe continua ganhando força. A cassação do prefeito Cícero de Deus é esperada, com expectativa, pelo grupo do ex-prefeito Giovane Guedes, derrotado com Roberto Guedes em 2020. Para o grupo, a derrota foi motivada por problemas de saúde de Roberto. Além de Zé Gordinho, estão no páreo nomes defendidos pelos ex-prefeitos Giovane Guedes e Humberto Germano. Giovane não pode ser candidato, por ter sido reeleito em 2016, mas Germano já estaria liberado, depois de cumprir oito anos de inelegibilidade. O problema é que Germano pode ficar novamente inelegível. Suas contas de 2012 e 2014 chegaram à Câmara com parecer do Tribunal de Contas do Estado pela desaprovação. Ele precisa de dois terços dos votos da Casa, o que ele não tem no momento.

Situação cômoda

Na disputa de Araripe, em situação bem mais cômoda está o ex-prefeito Giovane Guedes. Também com as contas na Câmara, referência de 2016 e 2017, Giovane tem a seu favor o parecer pela aprovação do TCE. Diante da situação mais difícil, o ex-prefeito Humberto Germano anuncia nos quatro cantos do Município que não pretende disputar uma nova eleição, o que é avaliado pelos opositores como uma tentativa de se livrar da reprovação das contas pela Câmara. Nenhum dos lados fala em nomes para a disputa, nem admitem articulação para a possível eleição suplementar. Certo mesmo na disputa é que o Município pode ter três candidaturas a prefeito, caso Zé Gordinho não aceito apoio de nenhum dos lados. Aliás, Zé Gordinho tem nas mãos o destino dos dois potenciais adversário, Giovane e Germano. A dúvida é: ele coloca para votar ou segura para negociar?

Enquanto isso...

... Ainda em Araripe, o presidente da Câmara, vereador Zé Gordinho, negou ter abordado uma possível aliança com o ex-prefeito Giovane Guedes, junto ao ex-senador e presidente do MDB do Ceará, Eunício Oliveira. Zé Gordinho confirmou a reunião, mas garante que a pauta Giovane jamais foi tratada.

... Zé Gordinho disse, ainda, que chegou à Câmara de Araripe sozinho e que, caso seja candidato a prefeito, continuará assim, independente. Zé Gordinho não confirmou candidatura em uma possível eleição suplementar, caso o prefeito Cícero de Deus seja cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Em primeira instância, a decisão foi pela cassação.

... Em Tarrafas, a Secretaria de Saúde jogou com a verdade. Mesmo diante da redução dos casos de covid-19 na região e no Estado, o Município tem motivos para se preocupar. Em nota publicada no dia 6, um recado direto: a pandemia não acabou e as pessoas estão se contaminando, adoecendo e morrendo.

... Ainda na nota, a Secretaria avisa que a Unidade Mista de Saúde está lotada e os casos continuam aumentando. Os gestores apelam, inicialmente, para a colaboração da população com os cuidados de higiene para que não haja a necessidade da adoção de medidas mais restritivas de isolamento social. Agora é esperar que a população atenda ao chamado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ