Jornal do Cariri
Câmaras preparam discussão sobre covid no retorno do recesso
Pandemia voltará a dominar as discussões do Legislativo
Jornal do Cariri
18/01 14:00

As câmaras de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha preparam o retorno do recesso parlamentar focadas na discussão sobre o aumento vertiginoso de casos de covid-19. Nos três municípios, os casos subiram em uma semana, em média, cerca de 400%. A alta está motivando os vereadores a convocaram e convidarem as secretárias de Saúde para falar sobre o assunto.

Juazeiro puxa o aumento com as maiores taxas. Entre os dias 10 e 17, os casos saltaram de 171 para 713. Com números menores, mas não menos preocupantes, Crato saltou de 37 para 166 contaminados no período. Barbalha teve um aumento de 98 casos de contaminação, saindo de 39 para 137, também no período de uma semana.

Primeira a voltar do recesso, com sessão nesta segunda-feira (17), a Câmara de Barbalha foi a única que não convocou representantes da Secretaria de Saúde para explanar sobre o assunto. O presidente Odair Matos (PT) disse ter agendado uma reunião com a secretária Sheyla Martins, na quarta-feira (19), para tratar sobre o assunto.

Odair disse que a Câmara já está tomando medidas de segurança, como a restrição de público nas sessões, mas que a discussão mais profunda com o Município depende da análise que será feita com base nos últimos boletins epidemiológicos, que serão apresentados pela secretária.

No Crato, o presidente Florisval Coriolano (PRTB) revela que a primeira sessão da Câmara será como a última, antes do recesso, com a presença da secretária de Saúde, Marina Feitosa. Florisval disse que a convocação se faz necessária para esclarecimentos à população sobre as estratégias de enfrentamento a covid-19, depois da alta dos últimos dias.

Sobre a realização das sessões presenciais, prevista para iniciar no dia 1º de fevereiro, Florisval disse que recebeu um ofício assinado pela maioria dos vereadores, pedindo a continuação das sessões remotas. O presidente avalia como arrazoado o pedido e tende a aceitar.

Em Juazeiro do Norte, o presidente Willian Basílio (Bilinha - PMN) disse esperar pelo decreto do Governo do Estado para tomar medidas mais rígidas para a realização das sessões. Com relação ao Executivo, Bilinha disse que vai encaminhar ofício colocando a Casa à disposição da secretária de Saúde, Francimones Rolim, para falar sobre covid e o surto da gripe influenza.

Bilinha disse, ainda, que a ideia é não fazer convocação, mas um convite para que a secretaria se sinta à vontade. Segundo ele, a ideia é fazer com que o Legislativo contribua na busca por soluções para a crise de saúde, que também atinge Juazeiro. As sessões em Juazeiro também devem retornar no dia 1º de fevereiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ