Jornal do Cariri
Impresso
x
Acesse sua conta
Em breve.
Baixar Versão impressa
Várzea Alegre inicia plano de reabertura de serviços
Processo será dividido em etapas, que devem ser acompanhadas por fiscalização.
Medias contarão com escalonamento em dias posteriores. Foto: Leandro Correia
Joaquim Júnior
22/06 11:14

Nesta segunda-feira (22) tem início, em Várzea Alegre, a primeira fase de transição para reabertura dos serviços após quarentena por conta da pandemia de covid-19. A medida foi apresentada no Decreto N 150, de 21 de junho de 2020. Conforme apresentou Batista Júnior, chefe de Gabinete de Várzea Alegre, o Município utilizou como parâmetro o Decreto nº 33.608/2020 do Governo do Estado. Após reunião com o Gabinete de Gestão de Crise sobre covid-19 no Município, ficou decidida a permanência da suspensão de algumas atividades, porém com a reabertura controlada de alguns setores constantes na fase de transição do Governo do Estado.

As ações têm início nesta segunda (22), com escalonamento para dia os dias 24 de junho e 29 de junho. As atividades liberadas para funcionamento nesta primeira etapa incluem: comércio de papelarias, impressão de livros, material publicitário e serviços de acabamento gráfico. A partir do dia 24 de junho de 2020, serão liberadas atividades como o comércio de produtos de couro; óticas; construção Civil e Depósito de Material de Construção; entre outros. A partir do dia 29 de junho de 2020, serão liberadas atividades do comércio de móveis e eletrodomésticos e de roupas, confecções e calçados. Para o funcionamento, algumas medidas no combate à covid-19 devem ser levadas em consideração.

De acordo com Batista Júnior, o Município de Várzea Alegre foi um dos primeiros da região a adotar medidas de combate ao coronavírus. “É um dos municípios que, percentualmente, mais realiza testes na população em toda região”, contou, ao dizer que, com isso, foi observado que o número de casos confirmados vem desacelerando. “Com uma reunião feita com o Gabinete de Gestão de Crise, criado especialmente para debater a problemática da covid, a gestão municipal resolveu por iniciar uma liberação responsável das atividades comerciais no município”.

Conforme enfatizou o chefe de Gabinete, os comércios assinam um termo e se comprometem a adotar medidas exigidas pelas autoridades sanitárias. “É importante dizer que, caso o número epidemiológico volte a subir, a administração local não hesitará em retornar à fase rígida do enfrentamento à covid-19”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ