Jornal do Cariri
Prefeitos do Crajubar descartam lockdown e anunciam alternativas ao isolamento social rígido
Uma das medidas foi a criação de um comitê local
Juntos, municípios do Crajubar somam mais de 500 mil habitantes. Foto: Anderson Duarte/Juazeiro do Norte
Joaquim Júnior
05/03/21 8:30

Os prefeitos de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha decidiram que ainda não é momento de decretar lockdown no principal conglomerado urbano do Cariri. As três cidades reúnem mais de meio milhão de habitantes e somam 31.612 pessoas infectadas e 561 óbitos por covid-19 desde o início da pandemia. Juntos, deliberaram algumas alternativas ao lockdown, como ampliar a fiscalização e a testagem. Outra medida tomada foi a criação de um comitê local, que contará com participação de Iguatu, Icó e Brejo Santo.

O prefeito de Crato, Zé Ailton Brasil (PT), conta que o objetivo da reunião era discutir uma política de combate à covid-19 unificada entre os municípios. Na ocasião, marcaram uma nova reunião para a próxima segunda-feira (08), que contará ainda com representantes de órgãos como o Ministério Público, Câmara de Dirigente Lojistas e câmaras municipais.

Guilherme Saraiva (PDT), prefeito de Barbalha, relatou a preocupação sobre o avanço do coronavírus e enfatizou que, diante do descumprimento das orientações no combate à covid-19, haverá intensificação da vigilância sanitária.

Glêdson Bezerra (Podemos), prefeito de Juazeiro do Norte, destacou que, entre as diretrizes está a intensificação dos testes de covid-19 nos habitantes da região. “Nós, prefeitos, estamos evitando, neste primeiro momento, o lockdown em nossos municípios, porque ainda temos uma mínima possibilidade para que isso não aconteça”, relata, ao dizer que, para isso, é preciso que a população se engaje.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ