Jornal do Cariri
PF usa satélite contra desmatamento e plantações de maconha
Tecnologia é usada no combate ao tráfico e ao desmatamento
Foto: wikipedia
Robson Roque
26/07/22 8:30

O Cariri cearense é conhecido como uma das regiões mais ricas em biodiversidade em todo o Brasil. O próprio povoamento, segundo historiadores, deu-se ao redor dos rios que banham as cidades, a exemplo do Salgado. Para preservar esta riqueza, a Polícia Federal, com sede em Juazeiro do Norte, adotou o uso de imagens georreferenciadas por satélite. O foco principal do projeto se volta para o combate ao desmatamento, mas também atua no combate ao tráfico de drogas, com a identificação de plantações de maconha na região.

“O uso de imagens por satélite é útil quando tratamos, principalmente, crimes como desmatamento em Áreas de Proteção Ambiental (APAs) federais, identificando-se áreas suspeitas de ações criminosas e elaborando-se a cronologia da área, podendo antever crimes, para que não se efetivem na sua totalidade”, explica a PF em nota enviada ao Jornal do Cariri. 

A tecnologia, diz a PF, auxilia as “investigações decorrentes da análise das imagens, que tramitam em sigilo”. Um dos agentes é especializado para o combate às práticas ilícitas na região, com uso de imagens por satélite.

A expertise se dá pelo conhecimento da região que se investiga em cotejo com as ferramentas tecnológicas. No caso, um dos policiais tem mais 25 anos de experiência policial, que  adota para fins de localizar cultivos ilícitos de drogas em todo Brasil, haja vista o conhecimento de área ao longo dos trabalhos desenvolvidos com o fim da erradicação de drogas ilícitas”, conclui a PF.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ