Jornal do Cariri
Partidos de esquerda buscam protagonismo em Juazeiro
UP e PSOL se posicionam contra hegemonia de Glêdson e Fernando
Foto: Movimento Olga - Instagram
Robson Roque
09/07/24 14:00

Uma eventual disputa polarizada entre o prefeito Glêdson Bezerra (Podemos) e o deputado estadual Fernando Santana (PT), pela prefeitura de Juazeiro do Norte, é criticada por Sued Carvalho (UP) e Germano Lima (PSOL), que mantém suas pré-candidaturas no páreo. Glêdson e Fernando são apontados como favoritos a protagonizar a disputa, inclusive ideologicamente.

Sued Carvalho (UP) e Germano Lima (Psol) representam partidos de esquerda que ainda buscam protagonismo na política local. A Unidade Popular disputará a primeira eleição na região. “A presença da UP em Juazeiro já é forte, temos relações ótimas com as principais organizações sindicais da região, somos próximos de todos os movimentos sociais e somos reconhecidos como um partido de lutadores sociais valorosos”, analisa Sued.

Já o PSOL conseguiu eleger, em 2020, um prefeito no Ceará pela primeira vez: Edson Veriato, de Potengi, hoje filiado ao PT. “Consideramos que o nosso partido tem muita relevância e as pesquisas internas mostram que existe um crescimento do Psol. Se concretizando a nossa candidatura, acredito que a polarização é diminuída”, conclui Germano.

Para Sued Carvalho, existe grande probabilidade de polarização, pelo fato de que Glêdson e Fernando “contarem com milhões de reais para fazer suas campanhas”. Germano Lima, que se mantém pré-candidato, mesmo com tentativas de que ele desista para apoiar Fernando Santana, diz que não existe possibilidade da sua desistência da disputa. “O que existe, a preço de hoje, é uma conversa, que ainda não teve e que eles sinalizam, e o próprio Fernando fala, a fim de garantir o apoio”, reafirma Germano.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ