Jornal do Cariri
Glêdson tenta reverter decisão judicial que indeferiu candidatura
Advogado de Glêdson classificou decisão como totalmente descabida, arbitrária e ilegal
Foto: reprodução redes sociais
Robson Roque
12/11/20 11:16

Candidato do Podemos à Prefeitura de Juazeiro do Norte, Gêdson Bezerra tenta reverter decisão judicial que, na madrugada desta quinta-feira (12), indeferiu seu registro de candidatura a prefeito. A juíza Kamile Moreira Castro, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Ceará, aceitou recurso do Ministério Público Eleitoral alegando que Glêdson não provou afastamento do cargo de inspetor de Polícia Civil no prazo estabelecido pela legislação eleitoral. Pesquisas indicam que Glêdson Bezerra e o atual prefeito Arnon Bezerra lideram a corrida eleitoral por meio de um empate técnico.

A decisão cabe recurso. O advogado de Glêdson, Walberton Gomes, disse que “o corpo jurídico já está empenhado na construção do recurso cabível que reverter a tal antijuridicidade”. Ele ainda classificou o indeferimento da candidatura como uma arbitrariedade. “Uma decisão totalmente descabida, arbitrária, ilegal. O que eles querem com isso é causar instabilidade à campanha de quem vai ser o novo prefeito da cidade de Juazeiro do Norte, Não vamos nos abater com isso. Vamos pra cima. Não vamos entrar no jogo político deles”, afirma Walberton.

Entenda o caso
Conforme a decisão desta quinta-feira, Glêdson deveria ter feito o pedido de desincompatibilização do cargo de inspetor da Polícia Civil à Secretaria de Segurança Pública do Ceará (SSPDS), mas o fez ao chefe imediato da corporação que, segundo a defesa, encaminhou a solicitação à SSPDS. Segundo Walberton, o candidato seguiu o mesmo rito de outras eleições, quando se candidatou a vereador e a deputado estadual e teve os registros aceitos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ