Jornal do Cariri
Festival leva performances aos espaços de Crato e Juazeiro
Artistas questionam papel da arte como paliativo
Foto: Gisele Lua
Joaquim Júnior
01/12 8:30

Entre 1º e 5 de dezembro, as cidades de Crato e Juazeiro do Norte recebem performances urbanas e videoperformances projetadas em espaços culturais. As ações fazem parte do “Sindicato da performance: estado de greve, arte não é paliativo”, um festival enraizado na linguagem da performance, com desdobramentos, transgressões e hibridismos.

De acordo com a organização, o tema dessa primeira edição, intitulado “estado de greve, arte não é paliativo”, versa sobre a ideia que a arte, considerada como uma cura durante o período de pandemia, não se restringe a essa função. Ela vai além desse conceito. “Arte tem múltiplas funções e é uma ferramenta cultural importante para a vida humana, como ficou comprovado nesse período pandêmico; queremos, então, tensionar essa generalização da arte”, explicam os organizadores.

O festival é realizado pela Fatozero Produções Culturais, com patrocínio da Secretaria de Cultura de Crato e apoio do Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri, Quebrada Cultural, Coletivo Camaradas e Casa Ucá. Para acompanhar a programação e obter mais informações, acesse o perfil do festival, no Instagram.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ