Jornal do Cariri
Especialistas alertam sobre desobediência ao isolamento
Foto Divulgação
Luan Moura
18/02/21 8:00

O município de Crato registrou, no último domingo (14), um caso de aglomeração no Sítio Coqueiro. Tratava-se de um bolão de vaquejada, que precisou ser encerrado pela Polícia Militar, com apoio da Guarda Civil Metropolitana e do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran). Segundo a polícia, o órgão registrou inúmeras denúncias de aglomerações no Município, mas apenas uma foi confirmada. O evento reuniu mais de 100 pessoas, a grande maioria sem o uso de máscara e infringindo o distanciamento social imposto por decretos estadual e municipal. Em um vídeo gravado pelo celular de um dos frequentadores, uma mulher chega a ironizar o isolamento social: “Eita que aqui ‘tá’ é bom, total aglomeração, dois metro de distância”, diz.

Na observação de especialistas em saúde, o comportamento imprudente da sociedade durante as datas comemorativas, assim como ocorreu nas festas de final de ano, aumenta a curva epidemiológica do novo coronavírus nos meses subsequentes. A preocupação também cresceu depois da confirmação de casos da nova variante do vírus no Ceará, pois a cepa é apontada pelos pesquisadores como mais transmissível. No entendimento do médico imunologistas do ICMED Cariri, doutor Cícero Inácio, as variantes do vírus vão acontecer não apenas no Ceará, mas em todo o mundo. “Todo vírus tem essa tendência. Faz essas mutações, essas trocas e adequações do código de genética, a fim de que melhor se adapte ao hospedeiro. O coronavírus é um vírus novo em infecção humana, ele vai fazer essas mutações, essas variações, até achar esse ponto de equilíbrio com o seu hospedeiro, que é o ser humano”, pontua. 

 Além disso, o médico alerta que a pandemia ainda não acabou e a população precisa manter os cuidados de prevenção. Para isso, ele recomenda cuidados “como usar máscaras, higienizar as mãos, evitar aglomeração, para que a gente consiga barrar essa transmissão enquanto a vacina não é distribuída para todo mundo. E espero que seja eficaz a essas variações”, declara.

Alerta Alto e Altíssimo

Atualmente, todos os municípios do Cariri apresentam um nível “Alto” ou “Altíssimo” de alerta por ocasião da transmissão do novo coronavírus. Os dados são da plataforma do IntegraSus, vinculado à Secretaria de Saúde do Ceará. As informações correspondem às semanas epidemiológicas 05 e 06. São 16 municípios com nível de alerta “Altíssimo” e outros 13 em nível de alerta “Alto”. Crato e Juazeiro do Norte estão entre aqueles com nível máximo de atenção. 

A taxa de ocupação de leitos de UTI é um dos fatores mais importantes para a emissão dos níveis de alerta. A região tem 76,56% dos leitos de UTI ocupados e 34,78% das enfermarias com pacientes. Em números totais, 49 das 64 UTIs estão ocupadas. Referência para casos de covid na região, o Hospital Regional do Cariri tem 30 dos 31 leitos de UTI e todas as 13 enfermarias com pacientes em tratamento. O mesmo ocorre com o Hospital Geral de Brejo Santo, que tem as sete UTIs e as oito enfermarias ocupadas. O Hospital e Maternidade Santo Antônio, em Barbalha, ampliou para 20 os leitos de UTI, sete dos quais possuem pessoas sendo tratadas contra a covid-19.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ