Jornal do Cariri
Crato lidera número de crimes sexuais em 2024
Município registrou 16 denúncias de estupro nos primeiros seis meses
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Natália Alves
02/07/24 11:00

No primeiro semestre de 2024, os municípios do Cariri registraram 49 denúncias de estupro envolvendo mulheres e crianças, de acordo com dados do painel da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos. Crato lidera o número de denúncias de abuso sexual nos primeiros seis meses do ano, com 16 notificações divididas em estupro e estupro de vulnerável, com este último ocorrendo com crianças abaixo de 14 anos.

O Atlas da Violência, elaborado anualmente pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontou que a maioria das vítimas de violência sexual são crianças com menos de 14 anos. Em Crato, dez das 16 denúncias de estupro são de violação de vúlnerável, corroborando com as estatísticas. Seguido do Crato, Araripe notificou oito denúncias de estupros no Cariri, sendo o segundo município da região com maior número de denúncias.

O relatório anual aponta que além dos homicídios, crianças e adolescentes também sofrem com violências não letais. “Os homicídios não representam a totalidade das violências enfrentadas por crianças e adolescentes. Além de muitas vítimas fatais, essa faixa etária também sofre com violências não letais, como a psicológica”, pontuou.

Em maio deste ano a Polícia Federal (PF) realizou uma operação contra o comércio de conteúdo sexual infantil, em Barbalha. A operação “Infante Guardian” foi iniciada a partir de uma ONG internacional que atua no combate à exploração sexual infantil, sendo a maior em relação a estes crimes na região em 2024.

PUBLICIDADE
PUBLI_Requerimento_ASV.pdf
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ
PUBLICIDADE
RECOMENDADAS PARA VOCÊ